segunda-feira, 20 de março de 2017

Eleições internas na Frelimo e Directiva

Eleições internas na Frelimo e Directiva
Estive aqui a pensar com os meus botões sobre como serão e têm estado a ser as eleições internas no seio da Frelimo, quando caminhamos a largos passos, rumo ao 11o Congresso.
É que foi aprovada uma Directiva que, entre outros, fala da incompatibilidade entre os cargos de membro de Secretariado Central e Provincial e de Deputado.
Se há bem pouco tempo, por serem deputados, a Pedro Cossa foi vedado o direito de se recandidatar ao cargo de Secretário -Geral da OJM, Edson Macuacua, Carlos Moreira Vasco e Damião José foram afastados do Secretariado do Comité Central, António Niquice, Esperança Bias e Helena Muando, mesmo eleitos para o Secretariado do Comité Central, mantêm o seu posto de Deputados da Assembleia da República. Há um par de meses, a também Deputada Francisca Tomás foi impedida de concorrer para o cargo de Secretária -Geral da OMM, por ser Deputada. Entretanto, Fernando Namucua, também Deputado, concorreu e perdeu para Paulino Lenço, para o cargo de Primeiro -Secretário (PS) na Zambézia.
Em síntese: foram afastados três Secretários em situação de incompatibilidade, que foram substituídos por outros três em igual situação de incompatibilidade; dois deputados foram impedidos de concorrer para os cargos de SG da J e da OMM, mas a um deputado foi permitido concorrer a PS.
Hoje e ainda na Zambézia, onde já há candidatos a PS, dentre eles, Deolinda Chochoma, também Deputada, será interessante ver como o Partido se vai posicionar.
Por outras palavras: aplica-se a Directiva, como se deu para Edson Macuacua, Carlos Moreira Vasco, Francisca Tomás, Damião José e Pedro Cossa ou aquela será violada, como se deu com António Niquice, Esperança Bias, Helena Muando e Fernando Namucua?
Alia jacta est, i.e., a sorte está lançada!
Helder Boaventura Buque A directiva é válida ou é aplicada para todos sem excençao.
Gosto · Responder · 2 · 20 h
Danilo Bay
Danilo Bay Caro amigo Alexandre Chivale, é preciso entender que os camaradas que se candidatam a PS, onde quer que seja, não estão ainda em incompatibilidade, pois, não são PS até a sua eleição, o que vale dizer, se forem eleitos, deverão, colocar o cargo (neste caso de deputado) a disposição. Mas, nada impede que abcomissao política (com poderes para tal) oriente acumulação, que acredito, nunca será PS acomulandoncom Deputado.E mais não disse.
Gosto · Responder · 4 · 20 h
Alexandre Chivale
Alexandre Chivale Danilo Bay, e o que tens a dizer do caso Pedro Cossa, que foi impedido de se recandidatar a SG da J por ser deputado, com fundamento na mesma Directiva?
Que dizes ainda do Niquice, que é Deputado e Secretario para Mobilização e Propaganda?
Alexandre Chivale
Alexandre Chivale Danilo Bay, estás a dizer que a Comissão Política altera o que foi decidido em sessão do Comité Central? É isso? Se sim, me diga: qual é a regra? A Directiva ou a vontade da Comissão Política?
Gosto · Responder · 5 · 20 h
Maria Bill Nhambizuakala
Maria Bill Nhambizuakala Danilo Bay os factos te reprovam
Fernando Muianga
Fernando Muianga Pena q ha pessoas adultas q mantem o habito da infancia de brincar as escondidas...
Gosto · Responder · 1 · 20 h
Augusto BáfuaBáfua
Augusto BáfuaBáfua Não temos deste problemas destes na Banda, nós promiscuimos mesmo entre o Partido e o Estado, pelo menos no M é assim.
Gosto · Responder · 1 · 20 h
Isalcio Mahanjane
Isalcio Mahanjane A subversão das normas concorre para a não credibilidade das instituições... partilho a mesma preocupação e assusta-me o silêncio de quem pode por um travão nisto... as normas são conhecidas, a omissão aos seus ditames também... quererá isto dizer...?
Solomone Manyike
Solomone Manyike Uma boa observacao! Alguem deve explicar isto! Eu julgo que eh um exercicio dificil pa nossa CP!
Gosto · Responder · 2 · 18 h
Crespim Mabuluko
Crespim Mabuluko Opha desta vez quem recorre as redes são os mais velhos? Opha. Quem vai nos mandar falar nos órgãos agora??? É tudo uma questão de circunstância...
Gosto · Responder · 6 · 18 h
Renato Mazivila
Renato Mazivila Caro colega. Para defensores da ética e coesão interna no partido, que é o que me parece, não seria sensato questionarem e discutir estes assuntos dentro do partido? Me parece ser um assunto que interessa mais aos membros do partido e seus dirigentes e não os usuários das redes sociais. A não ser que vos tenha sido vedado o acesso às vossas chefias. É que pela natureza foi assunto devia ser apresentado e discutido em sede própria. De qualquer nós usuários desta plataforma ficaremos felizes se o debate desenrolar-se por aqui pois, como não somos nem membros do CC e nem da CP poderemos ter a oportunidade de acompanhar. Falou quem de política não vive e nem entende. Boa sorte a todos!!!...
Gosto · Responder · 2 · 6 h
Isalcio Mahanjane
Isalcio Mahanjane Não entendendo e não vivendo de política, é estranho que opine... mais, com formação técnica que possui...! Seria sensato que a sua opinião vincasse tal e qual e nunca sob capa de "coitado" e de "leigo"...
Gosto · Responder · 1 · 6 h
Renato Mazivila
Renato Mazivila 😂😂😂😂😂Coitado não sou e nunca fui... Daqui que nunca andei pedindo esmola a quem quer que seja sempre tive que me baste sem recorrer a esquemas. Só achei estranha a abordagem aqui... Sobre o tema nada a comentar porque não me diz nada. Saudações
Alexandre Chivale
Alexandre Chivale Mais velho René Magna, nem eu tenho a convicção errônea de pertencer a qualquer desses órgãos.
Antolinho André
Antolinho André Muito interessante reproduzimos o que nos vem na ponta da língua e esquecemos o que vem plasmado nos nossos escritos. O que diz concretamente a nossa directiva sobre a matéria? Gostaríamos e rezamos que as coisas fossem assim mas a realidade é outra. Os órgãos partidários nunca devem permitir a permanência de dualidade sob risco de estarmos a lutar contra as nossas ideias.
Gosto · Responder · 2 · 5 h
Gabriel Mufundissi Mufundisse
Gabriel Mufundissi Mufundisse APOIADO DANILO BAY, É VERDADE OS CAMARADAS PODEM
...
Gosto · Responder · 1 · 5 h
Alexandre Chivale
Alexandre Chivale Aqui não basta apoiar sem justificar.
Isalcio Mahanjane
Isalcio Mahanjane Alexandre Chivale, é preciso saber explicar...
Ce Henriques
Ce Henriques Assim há uns que tem obrigação de falar nos órgãos e outros que podem dizer o que querem e incluindo queimar, manchar outros fora dos órgãos? Haja vergonha. Nem.todos .somos estúpidos! O que está errado deve ser corrigido. Quem .sabe que está contra a lei que se conforme com a lei (neste caso a directiva). Se temos direitos e deveres iguais como membros então não se trate uns como filhos e outros como enteados. Se os membros .não falarem quem vai corrigir uma vez que que quem deveria fazer não o faz?
Gosto · Responder · 1 · 4 h · Editado
Décio Setemane
Décio Setemane O Alexandre Chivale fala tão bem da frelimo na televisão, defendendo com unhas e dentes os ideias, a política, democracia interna etc do partido.
Agora vem reclamar nas redes sociais do atropelo pelo mesmo partido dos próprios ideais e da democracia interna......
Ok...
Nao se se algo o feriu nesse processo interno, mas fique a saber que é uma extensão/pequena demonstração do que acontece pelo país afora com a governação do partido Frelimo, daí eu não entender o seu desapontamento.
Ce Henriques
Ce Henriques Weyoooo weee.... 😂 😂 explico te depois
Gosto · Responder · 1 · 3 h
Alexandre Chivale
Alexandre Chivale Sugiro que volte a ler o post e se vir alguma reclamação, sugiro que o releia de novo.
Igualmente, se achar alguma cicatriz de ferimentos mostre-a aqui.
Claudio Zunguene
Claudio Zunguene O cumprimento das Diretivas devem ser um imperativo para todos. Ademais, as diretivas não surgem do nada, eles são o resultado de intensas discussões internas. Contudo, deve- se aprender com os erros e tirar ilações positivas. Décio Setemane se me permite cita-lo aqui, quando você diz não entender o posicionamento de Alexandre Chivale no tocante a questão que ele levanta e coloca a debate, acho que devia ser o contrário e motivo de enaltecimento por demonstração de coragem e excelente discernimento critico. Afinal, o que é a crítica? É olhar para todos os lados da laranja.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.