segunda-feira, 20 de março de 2017

Carta aberta ao Presidente Filipe Jacinto Nyusi (11)

Carta aberta ao Presidente Filipe Jacinto Nyusi (11)
Senhor Presidente, venho mais uma vez lhe dirigir uma carta aberta. Sou moçambicano de gema, portanto não posso ficar alheio à situação política e económica do país.
Existem alguns moçambicanos que julgam que sou da Renamo, talvez por causa da minha frontalidade quando falo da governação da Frelimo, aproveito o ensejo para dizer que sou coerente comigo mesmo. Sou da Frelimo. As minhas críticas não são para desestabilizar o Governo da Frelimo, mas há que apontar o dedo à ferida, ou seja, temos que dizer quando algo anda mal.
Congratulo o Presidente Filipe Jacinto Nyusi por se ter entendido com o líder da Renamo, Afonso Dhlakama, e dar aos moçambicanos mais sessenta dias de trégua. Portanto, a terceira trégua. Porém, isto pode alegrar a muitos moçambicanos incautos, mas não a mim. Eu sou atento por natureza e sei que trégua não é sinónimo de paz.
Por exemplo, o Presidente já pensou em qualquer investidor estrangeiro que queira investir em Moçambique? Como é que ele vai investir o seu dinheiro num país inseguro? Como convencer aos refugiados para regressarem ao país numa situação de instabilidade? Repito: trégua não é sinónimo de paz. Será que vamos continuar reféns dessas tréguas de sessenta dias para sempre?
Eu esperava que com a segunda trégua muita coisa tivesse sido avançada nas negociações. Mesmo o tal grupo de contacto (formado por embaixadores residentes em Moçambique), foi criado quando faltavam poucos dias para terminar o prazo da referida trégua. Os moçambicanos, os investidores e tantos outros interessados, estavam com o coração nas mãos porque não sabiam o que iria acontecer. Muitos, provavelmente, pensavam que a guerra iria reiniciar. Ninguém merece viver assim, Presidente!
Disse-lhe outra vez que se o senhor Presidente está mesmo preocupado com a paz efectiva em Moçambique, tem de resolver o problema como deve ser. Até aqui, os moçambicanos não sabem o que falhou para que os mediadores internacionais fossem embora do país.
Até aqui, os moçambicanos não sabem o que o senhor Presidente tem falado ao telefone com o líder da Renamo. Essa trégua, Presidente, tem muitos elementos imprevisíveis, porque qualquer contrariedade a guerra pode reacender.
Se o Presidente quer mesmo a paz, por que não vai a Gorongosa ter com Dhlakama? Por que as conversas telefónicas entre o senhor e o líder da Renamo não são tornadas públicas? Será que esses telefonemas vão derrubar todas as barreiras? Falo da exclusão, do não reconhecimento do outro como irmão, da mesquinhez na divisão da riqueza…?
Por quê o Presidente não cria condições para que Dhlakama venha a Maputo? Não é aqui onde deviam discutir a descentralização, a despartidarização das instituições do Estado?
Por quê não se cria uma Comissão Nacional de Eleições (CNE) mais eficaz, transparente, que possa dar garantia a todos os partidos políticos de que concorrem em igualdade? Todos os que dirigem a CNE são escolhidos através da sua lealdade política, não querem o bem-estar do país. Por isso que a cada eleição, temos, a seguir, um conflito. E o absurdo é que não aprendemos com os nossos próprios erros! Afinal, a quem interessa que este país não avance?
Moçambique é um país abençoado em recursos naturais, mas o seu povo não se beneficia em nada. Que fiscal estará no mato, com a guerra, para controlar quem rouba a nossa madeira? Com o país em guerra, quem controla o garimpo, a pesca e tantas outras actividades ilegais?
Volto a dizer, Presidente: com o país em guerra, quem investe o seu dinheiro sem garantias de retorno? Trégua não é paz. Moçambique precisa de uma paz efectiva. A família moçambicana precisa se reconciliar e eu não acredito que um telefonema seja capaz de tanto.
No dia que o Presidente der passos para uma paz efectiva, todos os moçambicanos irão perceber. Verão um abraço efusivo entre si e o líder da Renamo, um abraço de irmãos, de moçambicanos, que a única coisa que lhes opõe é pensar diferente.
O Presidente pode, querendo, fazer de Moçambique grande. Este país não é só da Frelimo ou da Renamo. É de moçambicanos. São eles que sofrem para reergue-lo depois que as partes desavindas se entendem para uma paz débil, podre.
Presidente: precisamos de paz efectiva. Por causa duma guerra não declarada, não sei quanto ananás apodreceu em Muxúngue, quanta tangerina foi desperdiçada em Inhambane e, sobretudo, quantos moçambicanos abandonaram as suas zonas de origem e quantos deles morreram.
Queremos paz efectiva, Presidente!
70 comentários
Comentários
Rogerio Daniel Naene Momade Assife Abdul Satar temos que ter um pouco se paciência, aquilo que mais queremos é a Paz efectiva e está vai aparecer, baste que deixemos as equipas de trabalho amadurecer como deve ser os docieis para que não deixem ficar nada de fora, para não causar problemas amanhã. 
E outra tenta entender a entrada da ExxonMobil em Moçambique e só assim vai perceber o porquê de todas os passos repentino nesse processos de negociações, apesar de não ter sido satisfeitas nenhuma das exigências da RENAMO
GostoResponder119 h
Diogo S Abacar Paciencia tivemos mais de 40 anos...e ousas em dizer q a paz vai aparecer??temos mais de 5 recursos naturais mais parece q estamos em cabo verde
GostoResponder17 h
Aly Issa Depois de 40 anos este é o país...
GostoResponder15 h
Pires Calembo Amadurecer não é? senhor Rogerio Daniel Naene, quem não esta maduro na cabeça é o senhor! O POVO QUERO A PAZ AGORA! Se for posivel amanha mesmo.
GostoResponder9 h
Dias Marcos O nosso governo ainda não descobriu que em uma democracia que funciona, por mais que vc seja o presidente eleito com maioria voce ainda deve se submeter aos outros poderes, e a população em geral afinal você é um presidente , não um rei em sua monarquia ou um ditador em seu governo.
😯
GostoResponder214 h
Ezequiel Ernesto Ser da Renamo, Frelimo ou sei lá de um outro partido, não deixa de ser Moçambicano. O importante é que diz tudo em prol do povo e do povo Moçambicano. Fraterno Abraço Momade Assife Abdul Satar.
GostoResponder921 h
Mutafite Mutirua Assalam aleikhum w.w para uns e para outros cumprimentos. 
Gosto de pedir desculpas antes de me pronunciar, porque a capacidade de se expressar e o destinatário da mensagem a entender, são faculdades que Allah Faculta. O mentor da carta está certo na sua exposição, porque a sua base de inspiração é a população que tem sido comentarista incluindo o mentor.
A vontade no Presidente nunca faltou. Se recordarmos o discurso de tomada de posse dá - nos retrospectiva do seu anseio. Mas todos nós sabemos que dirigir pessoas é uma tarefa complexa. De vez enquanto, não é aquilo que quero ou desejo, mas sim, aquilo que queremos, realmente, num país dito democrático. Ultimo Presidente da era racista na rsa o seu primeiro discurso na tomada de posse deu sinal de sucesso. Mais tarde Mandeka saiu da prisão. Asseguro no primeiro discurso do nosso presidente dá - nos a entender, mesmo quando ministro esteve preocupado mas não tinha expressão com eco. Agora quer que o país fique livre e ha -de ficar com a permissao de Allah (SW). 

Opino que acompanhemos pacientemente veremos o resultando satisfatório . Recordo os compatriotas que o sistema de governacao deste país é democrático, mas não se esqueçam que muitos não aceitam. Mas a força do sistema conseguem resignar, é bom! Vamos apoiar o nosso presidente dando força para encontrar solução de natureza política, social, cultural e económica. Repito minhas sinceras desculpas, falar não é assunto fácil. Salam.
GostoResponder11 h
Kota Ualla Basta um descontentamento duma das partes, aliás existem pessoas aqui nesta plataforma a pôr petróleo nessas tréguas, colocam notícias incendiárias, tipicas de apoiar derrame de sangue. Por subscrevo sua carta aberta...
GostoResponder11 h
Gil Lino Lino Agora intendo o porke nini andava a falar mal da renamo nos seus post anteriores, afinal es da frelimo? Mas ok, deixa pra la, ser da frelimo tambm nao e crime. Vamos uk interresa; e do conhecimento do povo mozambicano k o presidente nhusi tem feito o seu maximo pra k haja uma paz difinitva no pais, principalment nesses ultimos dias, por isso k aceitou k alguns embaixadores fosse mediadores desta vz, estamos a flar de embaixadores de paises muito fortes economicament no mundo, inclusive estados unidos, no meu ponto de vista o presidente convidou esses embaixadores de paises do ocidente, e para garantir confianxa e transparencia desse processo de paz efectiva, atendendo e considerando k a confianxa ja tinha sido vendida pelo governo da frelimo. ( um povo unido ninguem vencera, povo no poder)
GostoResponder522 h
Pascoal Fernando Mazivila Foste infeliz Gil Lino no seu comentario, antes de comentar, primeiro suga o teor do post.
Sorry por qualquer coisa.
GostoResponder20 h
Dércio Da Graça Paulino Mesmo voce é dum certo Partido que voce escolheu voluntariamente.
Cada um está livre de escolher o seu Partido porque nao é possivel ser de todos os partidos em simultaneo.
GostoResponder120 h
Gil Lino Lino Nao fui contra ele pertencer ha um certo partido, por isso k eu dsse k ser da frelimo nao e crime. Leiam bem meu comentario
GostoResponder19 h
Reinaldo Godide Lino, tu sabes ler como deve ser ou só ajeitas? O Nini nunca escondeu que é da FRELIMO, a constituição da república lhe confere esse direito, mas se tu leste bem a missiva ele fala de coerência, não vou nem te dizer o que significa coerência, vou deixar isso como teu TPC. O facto do sujeito criticar em algumas ocasiões a RENAMO não é pelo facto de ele ser da FRELIMO, há quem critica a RENAMO sem ser necessariamente da FRELIMO. Leia bem os posts para dar mais sentido ao teu comentário pra não caires no ridículo. Um abraço!
GostoResponder318 h
Aly Issa TPC??? KKKK
GostoResponder15 h





Ramalho Edson Paris Deixe os que te criticam pela palavra, estes estao a sua procura, limita te a dizer as verdades que a maioria quer ouvir. ..aquele abraço
GostoResponder21 h
Pedro Matusse A verdade é uma e única.Moçambique já não pertence aos Moçambicano.Nao preciso mencionar os Diversos Motivos.E o problema também não sabemos fazer um Greve pacífica.Mais prontos a Esperança é a última a Morrer.por isso comemos TSeke há Muito tempo.(rsrsrs)
GostoResponder17 h
Mwadjuma Phiri Alguns fazem para ganhar fama e outros para satisfazer os seus patroes enquanto outros fazem INDirectamente a campanha para um " " partido... È dificel entender que a maioria das pessoas que falam alto queremos a paz sao as mesmas que vendem orgaos humanos e traficam.... So disse
GostoResponder8 h
Amonge Rafael Macuacua Esses não estão interessados em paz coisa nenhuma, estão sim desenhando estrategias para golpear a Renamo, ouviram o que o candidato presidencial angolano disse recentemente quando esteve em Moçambique? Esteve denovo a instigar o odio que pensavamos estar a ultrapassar...
GostoResponder311 h
Alberto Lucas Miambo Ha muitos segredos nesse país mesmo o acordo geral da paz assinado em 1992 não é dominio público porque a o governo tem rabo preso.
GostoResponder322 h
Inacio Oliveira Boa percepção para kem gosta de perber.
Senhor Sater kero parabenizar pelo seu pensar, dizer lhe k continua escrever é muito interessante.
GostoResponder119 h
Erasmo Manuel Irmão Nini você falou e disseste tudo,estas de parabéns
GostoResponder121 h
Ivanildo Mucavel Vocês escreves irmão.
GostoResponder20 h
Salvador Matavele Salvador Matavele A palavra transparência é proferida muitas vezes mas,a sua aplicação têm sido preterido para o segredo dos deuses.
GostoResponder222 h
Germias Gilberto Novidade Parabens nini satar, pela carta espero k o nosso presindente preceba.
GostoResponder115 h
Qinho Da Cruz Precisamos dessa Paz. Moçambique esta De mal a pior
GostoResponder18 h
Filho Da Lbd Ja esta tudo dito
GostoResponder20 h
Navalha Agnaldo Navalha Nao ouve o nosso PR
GostoResponder18 h
Nhaca Chamacam Haja paz
GostoResponder14 h
Isildo Maria Banze Falou e disse meu caro Satar
GostoResponder22 h
Samuel Torre Muchanga Viva Satar a verdade tem ser dita
GostoResponder5 h
Saide Jacinto Ali Nini,o mocambicano maduro.
GostoResponder18 h
Anacleta Nhone Nhone É o que esperava ver. Parabéns Momade Assife Abdul Satar
GostoResponder121 h
Bucar Mafele Perfeito e parabéns senhor Momade Assife Abdul Satar Moçambique não é da FRELIMO e nem a RENAMO.
GostoResponder17 h
Elias Langa Nós MDM já falámos que essa paz de Gimo lá não queremos. O povo não podem passar mal no seu próprio pais.
GostoResponder5 h
Joao Alexandre Papucides Parabens pela carta. Espero que a mesma chegue ao destinatario
Abr
GostoResponder119 h
Nyerere Carlos Carlos Xstas de parabens momad satar o povo mocambicano xsta cansado de ser carne de canhao.
GostoResponder10 h
Juma Rachide Rachide Grande Nini, tu tinhas que ser o presidente da República. Ti gramo meu!
GostoResponder221 h
Bernardo Napoleao Objana Sem comentários esta tudo dito,a paz naõ pode ser "em latas muito menos em tambores"deve ser efectiva mesmo.
GostoResponder6 h
Samuel Zefanias Manhique Te coloca no lugar do presidente da república, que faria? A política não é futebol que se joga melhor de fora.
GostoResponder114 h
Elidio Afonso Afonso Sr nini tas de parabens a nossa pacividade ta a nos pr mal,a vida e tao dificil
GostoResponder18 h
Marshal Vasconcelos Nhone Parabens pela carta, e pela corragem pois e isso que nos falta, corragem. Parabens Sr Satar.
GostoResponder20 h
GostoResponder122 h


GostoResponder17 h
Atuia Issa Saide parabens pela carta bem dito
GostoResponder115 h
Joaquim Mavone Grande publicação,isso é que e ser Nacionalista.
GostoResponder18 h
Cabral Toze Este governo não está preocupado com a paz pk ganham benefícios cm a guerra
GostoResponder120 h
Jose Chirruco Queremos a paz.
GostoResponder19 h
Aderito Mario Mateus só com /paz podemos caminhar rumo ao desenvolvimento deste belo país.
GostoResponder13 h
Gabriel Gouveia Sem comentario...
GostoResponder13 h
Marcia Muaves Parabéns nini apoiado a tua carta aberta è a voz do povo
GostoResponder18 h
Aly Issa Nini Satar. O homem com bolas no lugar.n.
GostoResponder15 h
Volta Samora sem comentário, perfeito grande Nini.
GostoResponder19 h
Inácio Chongo Tudo dito...
GostoResponder115 h
Ismael Chandimba Chandimba Sem comentarios sr nini satar
GostoResponder18 h
Abel Viage Faulo bunito nini satar
GostoResponder6 h
Antonio Intapata Estas de parabens Nini Satar
GostoResponder15 h
Naldo Sambo Sambinho Queremos a paz🙏🙏🙏
GostoResponder17 h
Aluncio Januario Nhabangue Parabéns por se preocupar com os irmão moçambicanos,
GostoResponder8 h
Nelson Laissone Nao subscrevo. E preciso Ter paciencia
GostoResponder15 h
Orlando Baieco A mensagem ta bem clara
GostoResponder8 h
Sandro Pelembe Antonio Palavras verdadeiras...
GostoResponder15 h
Sérgio Fernando Guambe Parabéns, palavras sábias...
GostoResponder17 h
Novais Jose Angolano Angolano Acordar os que dormem
GostoResponder9 h
Well Max Forca
GostoResponder3 hditado
Ali Cadre Ali Ali Nem sei como lhe xamar para alem do seu nome só pela sua visao
GostoResponder6 h
Gulelinho Gulelinho Quando nao ha entendimento o povo é que sofre
GostoResponder7 h
Jorge Ngomane Faça a sua parte, estas de parabens.
GostoResponder7 h
Tomas Manuel boas palavras nini satar
GostoResponder9 h


Rui Neves Massaro Subscrevo
GostoResponder21 h


Jorge Carvalho Nota 1000 queremox 10 Niny neste país

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.