quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Restaurante Continental encerrado por diversas irregularidades


INAE encontrou produtos estragados nos congeladores
A Inspecção Nacional de Actividades Económicas (INAE) encerrou, nesta segunda-feira, o restaurante e pastelaria Continental, localizado na baixa da cidade de Maputo e um dos tradicionais e preferenciais da capital.
A INAE considera as condições de higiene e de trabalho desumanas. No interior, a equipa da inspecção notou graves problemas de higiene, nos armazéns, nos vestiários dos funcionários, nas casas de banho entre outros locais.   
“Das irregularidades encontradas, cingem-se completamente em problemas sérios de higiene e limpeza. Sempre que crie problemas à saúde pública, não temos como tolerar. Neste caso, tivemos que encerrar porque é a saúde pública que está em jogo e não podemos contribuir para que prejudique o utente, mas sim, cada vez servimos melhor ao utente” fez saber a inspectora Rita Freitas.
Na pastelaria, foram encontrados gatos, que segundo informações eram usados para combater ratos, o que não é recomendável devido às doenças que os felinos possam transmitir.
“Animais de estimação em locais onde se lida com produtos alimentares é um perigo para a saúde porque o cão, o gato têm pelos muito finos e não só. Acabam passando bactérias aos produtos alimentares”, referiu a inspectora.
Além de questões higiénicas foram detectadas outras irregularidades. A inspectora fez saber que foram encontrados produtos estragados nos congeladores e que nem todos os trabalhadores tinham cartões de saúde.
O estabelecimento só poderá reabrir depois que os proprietários regularizarem todas as anomalias detectadas.    
“Há um procedimento, então vão ter uma penalização de 80 mil meticais, que é o valor em relação às várias infracções”, revelou Rita Freitas.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.