domingo, 12 de fevereiro de 2017

Polícia registou mais de 600 casos criminais desde o início de 2017 no país


Houve um aumento de 30 casos comparativamente a igual período do ano passado

De um de Janeiro a três de Fevereiro de 2017 ocorreram no país 610 casos criminais, dos quais 200 foram crimes como homicídios e agressão física. Os dados fornecidos pelo Comando-geral da Polícia mostram um aumento de 38 casos, comparativamente a igual período do ano passado, onde registaram 572 casos. Só a cidade de Maputo registou mais de 200 crimes, em apenas um mês.
A estatística da Polícia mostra ainda que a violência ocorre em todos os cantos do país. Do universo de 610 casos criminais, 31 aconteceram em Niassa, 19 em Cabo Delgado, 42 em Nampula, 32 na Zambézia, 23 em Tete, 15 em Manica, 55 em Sofala, 15 em Inhambane, 48 em Gaza, 81 na província de Maputo e 249 na cidade de Maputo.
Quanto à tipologia dos crimes, nota-se que 352 foram roubos e furtos, 200 foram contra as pessoas, isto é, assassinatos, agressão e violência física e violação sexual e 58 contra a ordem e tranquilidades públicas.
O cenário torna-se ainda mais sombrio, se avaliarmos pelo número de casos de crimes violentos reportados pelo “O País” na semana passada.
Um dos casos deu-se na quinta-feira, onde um indivíduo de 30 anos de idade foi detido, acusado de violar sexualmente uma menor de 10 anos no bairro Bunhiça, na Matola, província de Maputo. A menor foi mantida como refém durante duas semanas na casa do suposto violador. Também em Maputo, foi relatado um caso de violência, onde, de acordo com a Polícia, um homem embriagado foi desferido golpes com uma garrafa de vidro por uma mulher. A indiciada foi detida pela Polícia e a vítima ficou internada em estado grave.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.