segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Governo em Rejuvenescimento ou Fim da longa Marcha da Geração 8 de Março?

Bitone Viage em Missão Roque.
9 h · Maputo, Moçambique ·


Uma das matérias que mais me marcou na disciplina de Filosofia Africana, foi sobre a Filosofia Política em África, pois pela primeira vez entrei em contacto com o conceito passagem de testemunho.

Mas de que passagem de testemunho me refiro?

William Burgart Edward Du Bois no V Congresso Pan-africano, que se reuniu em Manchester em 1945, passou a liderança do conhecido movimento Pan-africanista do qual é considerado pai e fundador para um senhor chamado Francis Nwia-Kofi Ngonloma ou simplesmente Kwame Nkrumah.

Du Bois acreditava que a solução dos problemas que assolavam África passavam pela necessidade de colocar os africanos como a solução dos mesmos, sendo assim era imprescindível passar-se o testemunho, e foi desta forma que em 1945 Kwame Nkrumah passa a liderar o movimento do Pan africanismo.

Mas qual é a relevância do debate sobre a passagem de testemunho no presente artigo?

Caríssimos a imagem anexada abaixo nos convida a um debate muito sério em torno do que pode ser a provável passagem de testemuho e o Fim da longa marcha da História da Geração 8 de Março enquanto principal máquina do governo desde os tempos Samorianos tendo atingido o seu auge no primeiro mandato do Presidente Chissano.

Antes me permitam fazer uma breve contextualização da famosa geração 8 de Março, a luz da história oficial foi à 8 de Março de1977 ano que também teve lugar o terceiro Congresso do partido FRELIMO, que jovens idos a diferentes pontos do país internaram-se no Centro 8 de Março em Maputo para responderem ao desafio de assumirem o comando da reconstrução do país, após a fuga de vários cérebros portugueses, no seguimento da independência nacional.

Entretanto meus caros, o cerne deste artigo estão nas ilações que podemos tirar da imagem em destaque, por muito tempo os jovens da considerada geração da viragem vem reclamando por um espaço no governo, e sempre considerávamos que a possibilidade disso acontecer constituísse um mito, mas há sinais de que o mito esta transformar-se numa realidade.

Mas porquê parecia Mito?

Sabe-se que, todos aqueles que de forma directa participaram na luta de libertação nacional e os que fizeram parte da geração 8 de Março tornaram como seu lema, "Fazer do Governo o Nosso Condomínio", por isso que durante as quatros décadas da nossa independência o nosso governo nunca mudou de rosto e o poder só girava em torno deles, isso nos fez perder a esperança em relação há uma provável passagem de testemunho, pois acreditávamos que pelo simples facto de, em Moçambique não haver espaço para uma nova luta de libertação, não haverá espaço também para o surgimento duma nova geração 8 de Março muito menos dos novos sujeitos no leque dos heróis. Mas parecer haver uma luz no fundo do túnel, que nos prova constituir uma realidade que a juventude esta tomando o poder.

Do mito à Realidade

Antes quero enfatizar que a geração da viragem deve muito a geração 8 de Março, esta ultima fez muito pela nossa pátria e merece o nosso devido reconhecimento e sobretudo o nosso dever em salvaguardar os seus feitos, mas entretanto está na hora de passarem o testemunho e isso têm-se verificado pela forma como os jovens estão sendo confiados o poder, conseguimos ver alguns jovens Ministros e outros Vices.

Caríssimos, não se trata de nenhuma tentativa de endossar o nosso Presidente Nyusi, mas acredito que ele pode ser o primeiro Presidente aglutinador de duas gerações na história da governação em Moçambique, e caso o presidente consiga renovar o seu mandato e vencer as eleições presidências em 2019 é provável que no seu segundo mandato possa trazer um novo rosto para o governo na sua maioria podem ser os jovens pertecentes a geração da viragem, e pode ser o marco do Fim da longa marcha da Geração 8 de Março enquanto principal máquina governamental em Moçambique.

Ultimas considerações

Atendendo e considerando os diversos desafios que o país atravessa, acreditamos que o cansaço psicológico que assola boa parte dos elementos do nosso governo devido ao tempo que estes serviram a pátria, pode ser a razão de não conseguirmos encontrar soluções para ultrapassa-los, esta na hora de apostamos em novas lideranças, esta na hora de reinventarmos a geração 8 de Março e rejuvenesce-lo.

A passagem de testemunho é algo que imprescindível neste momento, Moçambique precisa de apostar em novas pessoas e em novos rostos, isso não só passa pela remodelação do Governo como também dos demais quadros, até os chefes dos quarteirões deveriam ser jovens, porque alguns sofrem violência psicológica durante as reuniões nos seus respetivos bairros, entretanto a solução passa em apostar-se na juventude.

Atenciosamente!

Bitone Viage



GostoMostrar mais reaçõesComentarPartilhar
7979
Comentários


Almeida F. Massango Hum mais uma prova da ressaca do final de semana passada.
Gosto · Responder · 8 h


Bitone Viage Kkkkk
Gosto · Responder · 7 h


Escreve uma resposta...





Isac Tivane Mas será que a juventude está realmente pronta para tal passagem de testemunho? Nalguns casos a realidade nos prova o contrário. MDM que o diga..
Gosto · Responder · 8 h · Editado


Bitone Viage Acredito que sim, mas o tempo provara melhir
Gosto · Responder · 7 h


Escreve uma resposta...





Ecton Melvin Inácio Se Moçambique está precisar de novos rostospara levar a pátria para um rumo diferente do actual é um facto... e não é duvido que o caminho que está sendo seguido seja esse....

Mas na minha humilde opinião, estamos precisando mesmo é de um corpo comprometido com a causa que é inerente ao governo... que é de achar os melhores ditames para satisfazer as causas sociais e do país em geral; agora se esse corpo tem que ser jovem, eu ainda tenho as minhas dúvidas ilustre
Gosto · Responder · 8 h


Bitone Viage Eu acredito que podemos ser todos, mas é preciso que a Juventude comece a estar na diantera dos processos.
Gosto · Responder · 1 · 7 h


Ecton Melvin Inácio Oxalá que essa juventude, quando chegar a vez, consiga fazer jus às necessidades que nos apoquentam actualmente
Gosto · Responder · 6 h


Escreve uma resposta...





Guiliche Schönhausen Vissaryonovytchenkowsky Bulo Só vim aguardar ansiosamente os comentários do Dr Cadeado. 😂😂😂😂😂
Gosto · Responder · 7 h


Bitone Viage Vira me chamr de ignorante.kkkkk
Gosto · Responder · 7 h


Escreve uma resposta...





Carlos Augusto So seria mesmo uma concepcao de um graduado de filosofia politica, nos outros pensamos que estas coisas de poder nao se passam testemunhos, mas sim se conquista e se conserva com muito sacrificio.
Gosto · Responder · 3 · 6 h · Editado


Bitone Viage Quando quiseres debater da proxina será mais educado. Muito obrigado pela atenção.
Gosto · Responder · 1 · 5 h


Carlos Augusto O conteúdo do teu poste é construtivo, pois traz a ribalta cerne do papel da juventude no xadrez moçambicano, mas estas a revelar-se estupido e buçal devido a forma tendenciosa que postas esta foto no qual aparece o Ministro da Juventude e da defesa. por mim tirarias a foto e deixavas o brief paper meu colega
Gosto · Responder · 3 h · Editado


Escreve uma resposta...





Imtiaz Vala Parece que esqueceste de enquadrar outro grande Pan-africanista Frantz Fanon em os Condenados da Terra ou Pele Negra,Mascaras Brancas....
Gosto · Responder · 6 h


Bitone Viage Hehehheheheeheh ilustre seriam muitos africanistas a serem citados, mas para este assunto interessou-me Nkrumah.

Fanon não se destacou muito no debate sobre passagem de testemunho
Gosto · Responder · 5 h


Escreve uma resposta...





Homer Wolf Duas colocaçóes apenas:
1. Mais do que uma questão geracional (tipo é preciso meter lá jovens com idades até até X anos) para mim trata-se de uma questão de know-how, iniciativa, inovaçáo... Náo vale nada colocar um tipo de 30 anos, só porque é G-Viragem, mas no fundo pensa igualzinho ao sessentão da G-25/9...
2- Os samoras e Chissanos eram tão ou mais jovens que os Nkutumulas na epoca em que estyiveram no governo... Além de que a tal da G-Viragem só apareceu agora
Gosto · Responder · 1 · 6 h


Bitone Viage Realmente meu amigo Homer Wolf não basta ser jovem é preciso competencia para o efeito.

Pois temos muitos jovens que pensam como gajos envelhecidos. E olha meu irmão que tambem temos cotas com cerebros de juventude. Esses nós precisamos
Gosto · Responder · 2 · 5 h


Escreve uma resposta...





Horacio Justino Obrigado por perceber melhor o seu papel na sociedade e servir de guia para o progresso da nação. Que haja mais discernimento e coerência assim nos próximos artigos meu prezado irmão @Bitone. Mantenha firme essa humildade de aprender com as críticas/sugestões dos outros. Eternos aplausos pelo texto. Saudações
Gosto · Responder · 4 h


Carlos Augusto bitone viagem O conteúdo do teu poste é construtivo, pois traz a ribalta cerne do papel da juventude no xadrez moçambicano, mas estas a revelar-se estupido e buçal devido a forma tendenciosa que postas esta foto no qual aparece o Ministro da Juventude e da defesa. por mim tirarias a foto e deixavas o brief paper meu colega.
Gosto · Responder · 3 h · Editado


Homer Wolf Yuh mama...
Gosto · Responder · 2 h


Escreve uma resposta...





Bitone Viage Muito obrigado meu ilustre amigo Carlos Augusto pelo boçalalismo e estupidez como me difines.

Quero mais uma vez que estes termos fiquem gravados como forma de um dia os seus filhos verem como o pai debatiam com os seus colegas.

Sem mais delongas, me retiro antes que seja considerado outras coisas. Abraços e viva a nossa amizade
Gosto · Responder · 1 · 2 h · Editado


Homer Wolf eh eh eh.... (bOçalismo com "O")
Gosto · Responder · 2 h


Nico Voabil Belo posicionamento Bitone Viage, gostei
Gosto · Responder · 2 h


Bitone Viage Homer Wolf as vezes esse teclados me matrecam mano. Enfim muito obrigado pela observação



Olivio Mucave Bitone Viage e Carlos Augusto. companheiros de luta...viva o ISRI.
Gosto · Responder · 37 min

1 comentário:

Anónimo disse...

Geração 8 de Março não existe , geração de viragem não existe, trata-se de palavras astuciosas da Frelimo para enganar a nação uma vez que não estão interessados no progresso, precisam de ter gente convencida que existe trabalho a favor da Nação enquanto na realidade não existe nada. vejam que na democracia não é importante a corrida para o puder. Na Democracia o povo deve estar organizado para participar na tomada de decisões e o poder é conferido por processo eleitoral, não apenas para o presidente mas também ao nível local, nas autarquias.

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.