quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

"A decisão deste pseudo juiz é ridícula e será anulada", promete Trump

Presidente reage à decisão judicial que suspende o seu veto migratório com grandes críticas ao juiz que contrariou a ordem executiva do Presidente.
Reuters/CARLOS BARRIA
Foto
Reuters/CARLOS BARRIA
Donald Trump não se deixa abater pela decisão judicial que suspende temporariamente o seu veto migratório a cidadãos oriundos de sete países de maioria muçulmana. E reage com dureza, numa mensagem no Twitter, como sempre: "A opinião deste pseudo juiz é ridícula e será anulada", escreveu o Presidente dos EUA, aludindo ao despacho proferido na sexta-feira pelo juiz James L. Robart, de Seattle, no estado de Washington, Costa Oeste dos EUA.
Registe-se ou entre com a sua conta para comentar

Vitor 05.02.2017 03:05


Sim, deixem-nos resolver as coisas à maneira deles... Não critiquem, não comentem... Continuem a achar que isto é normal... Continuem a achar que este é, realmente, a melhor opção para os E.U.A. e para o mundo... Não se está a ver que é mesmo assim??? Seus malandros...

joao 04.02.2017 18:35


Mais uma discussão sobre o Trump? Deixem os americanos resolverem como quiserem as coisas, ou o juiz demitido ou o Trump impichado (como li o outro dia aqui no Público, sempre a aprender novo vocabulário, é assim), os tipos que se entendam. Um demite se puder, o outro impicha se puder, se puderem e se os americanos quiserem claro. Estejam descansados que os americanos controlam as coisas, mais ou menos claro, mas os media já não drogam como antes drogavam as opiniões. Força Trump, força Senhor Juiz, fogo à peça!

carlos-fonseca 04.02.2017 19:26


Tudo ao barulho e fé em deus que é americano e apropriado pelos evangelistas. Trump é um ser divino, enviado nesta hora do novo mistério "yankee", corpo e alma da Nova Inglaterra derramado pela nação do 'marketing'. Espero que este comentário cumpra as regras do 'Público'.

tripeiro 04.02.2017 20:18


"Deixem os americanos resolverem como quiserem as coisas" E porque é que o joão, que passa a vida a emitir opiniões sobre acontecimentos internacionais, não faz o mesmo e deixa que cada um dos povos resolva os seus problemas como bem entender?

joao 04.02.2017 21:21


Oh caro tripeiro, em sua casa manda o caro Tripeiro, em casa dos americanos mandam os americanos, cada um manda em sua casa, para mim é simples, sou uma pessoa simples. Agora sobre questões e ingerências internacionais, guerras, invasões, bombardeamentos, isso são crimes óbvios. O caro Tripeiro não gostará que eu invada a sua casa violentamente porque acho mal e injusto e deselegante não ter oferecido à sua esposa um anel de diamantes e um Ferrari no aniversário do pedido de casamento. Eu não acharia bem essa ingerência, mas eu sou uma pessoa simples.

tripeiro 04.02.2017 21:30


João, preocupe-se com a invasão da sua casa e com os crimes cometidos na sua casa e deixe lá a casa dos outros que os que lá moram lá tratam da sua vida como bem quiserem

joao 04.02.2017 21:56


Tal e qual, afinal estamos de acordo. A não ingerência na casa dos outros é um princípio tão simples ... se todos assim fizessem 99% dos conflitos em todo o mundo não teriam sequer começado.

Elizabeth Brianne 04.02.2017 22:41


"Força Trump, força Senhor Juiz, fogo à peça?" Então em que ficamos? No Juiz demitido ou no Trump impichado? O que quer afinal Sr. João? Já agora quem é este João? O Caldeirão ou o dos horrorosos vídeos da guerra? Alguém que me situe, por favor, a única coisa que consigo identificar é a corrente putinesca, essa é e será intemporal....

Beep Beep 05.02.2017 06:32


É o dos vídeos. Mas tenho dificuldade em qualificar como "horrorosos" vídeos que nao mostravam nada.

Enganador 04.02.2017 17:59


O que seria da justiça americana sem as interpretações do Putiniano de serviço ao Público... ahahhah

Elizabeth Brianne 04.02.2017 22:49


Enganador, permita-me reformular a questão: A nossa vida seria a mesma sem as interpretações do "Putiniano de serviço ao Público" sobre a justiça americana ou outra que seja? Seria, mas não era a mesma coisa......

Beep Beep 05.02.2017 06:31


Calma. Ele leu o artigo 1182 f). Os outros, os da justica americana, tem outro trabalho. Nomeadamente ler os outros 1181 para trás, e nao sei quantos para a frente.

Manuel Abreu 04.02.2017 17:03


O PCP e BE propuseram na AR, a semana que passou, resoluções a condenar expressamente a política de Trump no que respeita à proibição de entrada nos EUA de cidadãos dos tais 7 países muçulmanos. Será que o Luís Simões não se apercebeu desse golpe de teatro por parte do seu partido?! LOL

Elizabeth Brianne 04.02.2017 17:19


Putin, sobrepõe-se a tudo, Manuel, o ídolo daqui dos camaradas é mesmo Putin, portanto, todos os amigos do Putin, seus amigos são!

Luis Simões 04.02.2017 17:22


O Manuel não sabe do que está a falar, mas eu esclareço-o "Os refugiados e os migrantes não são nem uma ameaça nem os responsáveis da crise económica e social", refere o voto, cujo primeiro signatário é o líder do grupo parlamentar do PCP, João Oliveira. O voto critica medidas como a continuação da construção do muro na fronteira com o México, mas também medidas adotadas pela União Europeia, como o "desumano acordo com a Turquia, a chamada política de retorno, o seletivo 'cartão azul' ou a construção de centros de retenção". Os deputados comunistas apelam "ao fim da ingerência e agressão nas relações internacionais e ao respeito pela soberania e independência dos Estados, dos direitos dos povos à autodeterminação e ao desenvolvimento económico e social soberano dos Estados"...

Luis Simões 04.02.2017 17:33


Parece que a Elizabeth tem dificuldade em entender o título "A decisão deste pseudo-juiz é ridícula e será anulada", promete Trump" e o conteúdo deste artigo...

Manuel Abreu 04.02.2017 17:39


O Luís, que começa por me passar um atestado de ignorância ("o Manuel não sabe que está a falar"), e a seguir diz que o PCP propôs um voto de condenação do muro/Trump (o Luís também condena?! lol) e apela ao fim das ingerências de países noutros países, poderá esclarecer este ignorante se a intervenção russa na Ucrânia é ou não ingerência?! LOL

Luis Simões 04.02.2017 18:05


Está careca de saber que não há intervenção russa na Ucrânia, nem já o Público se atreve a pôr isso nos títulos...

Manuel Abreu 04.02.2017 18:25


Tenho a boca escancarada de espanto, caro Putin, perdão, caro Luís! Então a Crimeia não é território da Ucrânia?! E não está ocupado pela Rússia, integrando até a federação?! Houve - e continua a haver - ou não intervenção russa?! Conte-me lá! Não me vai dizer que foram os próprios cidadãos da Crimeia que com varapaus e pedras fizeram aquele trabalhinho todo! LOL

Luis Simões 04.02.2017 18:36


Não, a Então a Crimeia não é território da Ucrânia. Era uma República Autónoma cujo Parlamento após o golpe de Estado de Kiev organizou um referendo onde por esmagadora maioria os seus habitantes optaram pelo regresso à Federação Russa. É pois com toda a legitimidade, de novo território russo...

Enganador 04.02.2017 18:40


O LS sempre foi grande fan dos míticos referendos com tanques estrangeiro à porta. Será que é este tipo de referendos que o Jonas também defende?

Manuel Abreu 04.02.2017 18:44


Quando a realidade não se ajusta ao nosso pensamento, distorce-se a realidade até que ela encaixe no dito pensamento. Será assim, Luís?!

Luis Simões 04.02.2017 18:55


Tanques, barcos, aviões sempre lá estiveram desde o tempo da Catarina, no século XVIII, e nunca deixaram de lá estar, enganador. E aconselho um pouco mais de estudo ao Manuel e menos presunção...

joao 04.02.2017 19:52


Credo! Mais um comentador a falar em “território”, ainda me lembro de uma comentadora há muito tempo a falar em “terras”… “Aquelas terras são de Kiev…” Credo, estamos no século XXI, depois de tantos se esforçarem em prol de valores civilizacionais e humanistas, ou estamos na Idade Média quando as “terras” eram dadas ou vendidas e as aldeias e populações de servos e escravos iam por arrasto? Meu Deus! Século XXI?

Luis Simões 04.02.2017 16:30


A lei federal da imigração é claríssima e o decreto presidencial é legal e constitucional…

Elizabeth Brianne 04.02.2017 17:10


Ah bom, assim está bem, continua tudo igual, não podemos dizer que não há coerência, já enviou o seu vídeo a oferecer-se para Secretário de Estado da Defesa, Luís, Trump ia adorar tê-lo como aliado, mas veja lá se não tem sangue árabe, pois andaram muitos por cá! Só falta agora cá o Sr. Eraumavez, é bonito ver-vos a defender os States, nunca pensei ver tal coisa!

Luis Simões 04.02.2017 17:23


Repito: a lei federal da imigração na sua secção 1182 (f) inclui: “Sempre que o Presidente achar que a entrada de qualquer tipo de estrangeiros nos EUA seja prejudicial para os interesses dos EUA, ele pode por proclamação e pelo período que entender necessário suspender a entrada de todos os estrangeiros ou de qualquer classe de estrangeiros sejam eles imigrantes ou não-imigrantes ou impor à entrada de estrangeiros quaisquer restrições que considere apropriada”...

P 06.02.2017 01:17


Luís, não leves a mal, mas achas que um juíz federal americano, e todo o conjunto dos paineis que tratarão da questão, não tem conhecimento dessas coisas melhor do que tu? Há coisas em que é melhor não ter opinião mesmo...até podias copiar aqui o código inteiro que sem anos e anos no desempenho dessa função (e muitos juízes nem chegam lá) não serias habilitado a julgar o assunto.

João Chumbo 04.02.2017 16:18


Este pseudo-presidente decapitou a democracia. O fantasma das acções da SLN tentou fazer o mesmo em Portugal ao indigitar um governo de rufias sem apoio parlamentar mas o tiro saiu-lhe pela culatra.

Luis Simões 04.02.2017 15:59


Trump tem razão, a lei federal da imigração na sua secção 1182 (f) inclui: “Sempre que o Presidente achar que a entrada de qualquer tipo de estrangeiros nos EUA seja prejudicial para os interesses dos EUA, ele pode por proclamação e pelo período que entender necessário suspender a entrada de todos os estrangeiros ou de qualquer classe de estrangeiros sejam eles imigrantes ou não-imigrantes ou impor à entrada de estrangeiros quaisquer restrições que considere apropriada”...

Beep Beep 04.02.2017 16:03


Quem precisa de toda a justica americana, quando tem o Simoes a interpretar leis?

PSG 04.02.2017 16:30


O poder executivo não se sobrepõe ao judicial. Com ou sem Trump. A não ser que o "presidente" decida enterrar a democracia de vez. Já estivemos mais longe de um impeachment, ou seja, finalmente boas notícias.

Elizabeth Brianne 04.02.2017 17:15


Tem razão? Isso baseia-se em quê? Por ser amiguinho do Putin? Era esta a ordem mundial que defendia, Luís?

sioux 04.02.2017 15:56


O estado de grassa deste novo governo americano ja passou , as ideias do trump quanto a crimeia e a russia e quanto a israel ja foram reorientadas para os padroes normais , a unica coisa que trump governa e o twitwer e as proprias de isoes qua do coincidem com as de quem manda , resta saber a quem aproveita este autentico joker do baralho de cartas , e a resposta esta dada .

Beep Beep 04.02.2017 15:34


"Separacao de poderes", rapazinho.

mulher e mãe 04.02.2017 14:36


Mais uma tirada do hiperativo malcriado. Já não deve faltar muito para colocar a justiça sob a sua pata, perdão, domínio. O homem progride todos os dias mais um pouco em direção à barbárie e ao fim da democracia, nos e.u.

Helena Antunes 04.02.2017 14:41


Está a precisar de um tiro...no pé.
Mais comentários

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.