terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Identidade secreta do homem que carrega códigos nucleares desvendada por selfie no Facebook


No jantar que Donald Trump deu na sua mansão e que teve como convidado o primeiro-ministro japonês, um dos presentes tirou uma fotografia com o homem que transporta a mala com os códigos nucleares americanos.
Imagem modificada da fotografia publicada por Richard DeAgazio no Facebook
Foto
Imagem modificada da fotografia publicada por Richard DeAgazio no Facebook DR
O jantar que Donald Trump deu na sua mansão de Mar-A-Lago, em Palm Beach, que contou com a presença especial do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, foi tudo menos uma simples refeição de cerimónia. O local tornou-se, durante a noite, numa sala de crise com líderes mundiais a discutirem o teste balístico da Coreia do Norte e houve até oportunidade para uma das identidades mais secretas dos EUA ser revelada através de uma selfie publicada no Facebook.
O investidor e empresário Richard DeAgazio foi um dos convidados da festa, realizando uma espécie de reportagem fotográfica do evento. Entre as imagens publicadas está uma com o homem que transporta a famosa mala com os códigos nucleares, altamente secretos, dos EUA.
“Este é o Rick… Ele transporta a ‘bola’. A bola nuclear, também conhecida como a bola atómica, a mochila de emergência do Presidente”, escreveu DeAgazio na rede social desvendando identidade do funcionário.
PÚBLICO -
Foto
Esta mala, feita de metal e forrada a pele, contém os protocolos de lançamento de um ataque nuclear e acompanha o Presidente norte-americano aonde quer que ele vá. Além dos códigos nucleares, a mala carrega dois documentos onde se explicam os tipos de ataques que são possíveis lançar e os locais onde o Presidente se pode refugiar em caso de ataque doméstico.
Outra das situações que DeAgazio fotografou foi o momento em que os convidados, e o anfitrião Donald Trump, foram informados do teste balístico realizado pela Coreia do Norte. A festa tornou-se quase de imediato numa reunião de emergência, com chamadas, gente a rodear a mesa dos líderes americano e japonês, e conversas em privado. Ficou tudo registado e depois publicado no Facebook mais uma vez.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook