domingo, 6 de novembro de 2016

Standard & Poor's corta rating de Moçambique para 10º nível de lixo

Rating é a classificação de risco de incumprimento no pagamento de dívidas de uma empresa ou Governo

A agência norte-americana de notação da dívida, Standard & Poor's (S&P) decidiu cortar em dois níveis a classificação atribuída à dívida soberana de longo prazo de Moçambique (rating), passando-a de CCC para CC. Está agora no 10º nível da categoria de investimento especulativo (ou lixo), a um passo de entrar numa categoria que já é considera de incumprimento.

Rating é a classificação de risco de incumprimento no pagamento de dívidas de uma empresa ou Governo.

No actual patamar de Moçambique, a S&P considera que existe um elevado risco de incumprimento e que a capacidade de pagamento depende de condições favoráveis e sustentáveis.

Semana passada, a também norte americana Fitch Ratings, manteve a notação de risco de Moçambique de longo prazo em “CC”, tanto em moeda estrangei­ra, como em meticais. A notação “CC” indica que a dívi­da, assim definida, é especulativa, isto é, sem qualidade para investi­mento, encontrando-se o país que recebe tal notação numa situação próxima ou já em incumprimento das suas responsabilidades finan­ceiras.

A agência afirmou, no seu infor­me, que a capacidade de Moçam­bique, em respeitar o serviço da dívida, encontra-se numa situação muito complicada, tendo o Gover­no anunciado que, em 2017, terá de pagar ao exterior 803,8 milhões de dólares, tanto em dívida públi­ca como naquela que foi garantida com aval do Estado.

Importa recordar que o Governo de Moçambique admitiu, recentemente, a incapa­cidade financeira do Estado para pagar as próximas prestações das dívidas das empresas públicas, defendendo uma reestruturação dos pagamentos e uma nova ajuda financeira do Fundo Monetário In­ternacional (FMI).

Um documento de 20 páginas apresentado aos investidores pelo Ministério das Finanças refere que “o perfil da dívida pública garantida pelo Estado de Mo­çambique não é sustentável.”

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook