sexta-feira, 4 de novembro de 2016

A SISE E QUE SAO ESQUADROES DA MORTE BEM DEFENIDO


-MOCAMBIQUE

A SISE e que sao esquadroes da morte bem defenido,muita gente nao sabia mas agora esta claro,que sao membros de esquadroes da morte que prosegue membros da renamo.
Eles muita das vezes aparecem onde tem pessoas sentado entre 4 ou 5 ou mesmo mais para ouvir da conversa se esta falar contra a frelimo.Muita das vezes poem camisas fora das calsascobrindo a sua arma de tipo pistola com um radio recod para gravar conversas que posteriormente vai exibir seus chefes onde que sao dados ordens para matar.
Antigamente esses da SISE colaboravam muito mais com secretarios de bairro,regulos delegados da frelimo em cada posto administrativo ou celula de localidades.Mas este subordinacao acabou por vitmar muitos colaboradores entre secretarios e regulos pela reacao dos comandos da renamo maior partido da oposicao de Mocambique.Por ja muitos destes colaboradores ja negam temendo da morte por revolucionarios.
Por ja fica uma alerta especial aos membros e simpatizantes da renamo nao trocarem palavras da renamo com pessoas estranhas,nos mercados,nas prasas,local de trabalho,notransporte,etc.......
Pois que esses da SISE sao pessoas que andam sem fardamentos para inspionar qualquer um que falar mal da frelimo uma merda de partido politico no poder em Mocambique.
Esses da SISE foram dado proposta ha muito tempo para esta accao cujo a reecompesa equivale entre 100 mil a 150 mil meticais por cada abate de membros da renamo.Sempre eles andam arasca a procura como se fosse buscato tirar a vida um cidadado igual.
No caso de assembleias provincias estou pedir por muito, menos confianca com mulheres que ai estao sao primeiras traidoras elas fornecem pistas de reconhecimento ao da SISE ate dao direcao ate o localizacao dos seus parametros.
Nao podem aceitar conversa ou amizade ate no fundo sao formas de tentar lhe conveser ate voce dar dados sertos da sua localizacao.Nao podem andar em comum depois de sair da sessao,nao fornecer numero de celular a quem ti pedir sem saber do interesse.
A morte dos membros da assembleia provinciais da renamo as pistas sao feita ai mesmo dentro da assembleia.
O governo mocambicano tinha muita razao ao pronuciar que em Mocambique nao tem esquadroes da morte porque sabem muito bem que estes sao membrops da SISE.O uso da SISE para assacinar membros da renamo pode nao resolver nada,a nao ser que piorar a situcao de guerra porque a renamo tem muitos soldados esses sao os revolucionarios.Em alguns paise de Africa muitos partidos da oposicao cairam por caso de abate dos seuis membro no caso concreto Angola,Zimbabwe,este ultimo um pais governado por fantasma que esta a espera de cachao de segunda mao(mugabe).Nestes paises essa ideia valeu mas para mocambique sera diferente porque a oposicao tem armas como auto defesa.
Niguem deve aceitar trocar a vida humana por dinheiro,esses da SISE sao assacinos e tem muita coragem mas na guerrilha sao fracos caso serem alinhado niguem volta com vida.
Vamos prestar muita atencao,mesmo se es vizinho da SISE deve lhe disconfiar ele pode ti vender porque quer dinheiro.Um exemplo concreto em Macossa o delegado da renamo era vizinho do comadante da SISE e eram quase amigos mas nao terminou bem,ja foi preso,para sair tinha que vir soldados da renamo ate no comado dexaram uma carta dai tinha que ser solto.Quando descobriu que foi traido pelo seu vizinho(SISE) decidiu sair da casa com toda familia,e o empregado dele foi levado com o SISE assim esta em casa dele.Vejam so o que resultou.
Vamos tomar muito cuidado com SISE sao esquadroes da morte e assacinos de membros da oposicao.
Alguns deles agora por essa bolada ja nao alugam mais suas pistolas aos lasdroes,porque sabem que tem vantagem,vamos abrir vistas resistentes por favor,NDABATA MULEDJE.

Por isabel joao


Albertina Jose Manuel é verdade. a 2 dias atrás também me apareceu um da sise k Véio directamente falar comigo só q eu já sabia deste plano q o tal homem da fir convertido em sise or dead squad acabei d lhe espiar durante período q ele pretendia me estudar. mal deu o plano dele.eu acredito q um RENAMO-infiltrado me vendeu. e no dia q eulhe vr cinceramente.vai me achar de uma merda
@Verdade EDITORIAL: Do que estamos à espera para sairmos às ruas?
Se existia réstia de dúvidas, hoje parece não haver mais. É, diga-se em abono da verdade, chegada a hora dos moçambicanos abandonarem o conforto dos seus lares e sairem às ruas. Há motivos mais do que suficientes para tal, a começar pela incompetência aguda, passando pela insensibilidade e excesso de corrupção, até à falta de sensatez do Governo da Frelimo.
O custo de vida, que já era insuportável, tem vindo a agravar-se quase todos os dias, deixando os moçambicanos à beira do desespero. Em menos de um ano, os moçambicanos foram surpreendidos com notícias dando conta da subida galopante dos preços, porém, o povo continua sereno e impávido, como se o problema não lhe dissesse respeito. O mesmo aconteceu relativamente às dívidas contraídas com aval ilegal do Estado moçambicano. Devido a essa dívida, hoje Moçambique é vegonhosamente o país mais arriscado para investimento a nível mundial.
Assistiu-se, primeiramente, a subida do preço do pão. O povo aceitou de ânimo leve, depois veio o agravamento sistemático dos bens de primeira necessidade. Mais tarde, assistiu-se a aumento do preço do combustível, não obstante o preço do barril esteja a cair no mercado internacional. E, presentemente, o consumidor moçambicano é imposto o agravamento do custo da compra de energia eléctrica. Se a situação já se mostrava insustentável para os bolsos dos moçambicanos, hoje não há dúvidas de que se está num abismo. O mais preocupante é que não se vislumbra nenhuma solução a curto prazo.
Aliado ao facto da carestia de vida, assiste-se a situações clamorosas de corrupção. Numa país em que falta hospitais em condições, salas de aulas, fontes de água, vias de acesso, e onde a população vive na pobreza extrema, o Governo da Frelimo, numa política terrorista, endividou-se em centenas de milhões de dólares para a migração digital, negócio que foi entregue a uma empresa chinesa que tem como parceiro a filha do antigo estadista, Armando Guebuza.
Diante de toda essa situação anormal, os moçambicanos continuam inerte. São incapazes de sair às ruas para exigir responsabilidades. São incapazes de sair às ruas empunhando dísticos que demonstram a sua indignação e revolta contra toda essa catástrofe provocada por um bando de indivíduos sem nenhum sentimento em relação ao povo. O que mais estamos disposto a aceitar?
http://www.verdade.co.mz/opiniao/editorial/60014
|
Eddy Prínce Simbine O povo tem medo dos blindados, tankes d guerra e respectivas metralhadoras, dos B11 que estão em posição para limpar os indefesos. Todos limitamo-nos a murmurar na machamba, na latrina, quarto d banho, etc avançar uma acção concreta e na prática zero, e os dirigentes vão sugando o pouco que existe ns cofres, e nós zé povão bem agarrados ao tronco do himbondeiro. Mas que povo sois vois??
GostoResponder33 h
JP Dugalo Isso é jornal ou o quê mesmo? ? Todos nós queremos soluções diante desses problemas que o país enfrenta, mas incentivar algo do género é lamentável. Modesta parte em alguns dos vossos extractos jornalecos apenas exteriorizam atitudes não muito plausíveis p ultrapassemos esse temporal. .... insano..
Jabro João centro não pode exceder e norte somos incapazes visto que realmente reina um clima de medo extremamente difícil de encontrar uma solução ninguém tem terá coragem nisso podem crer
Tocova Amisse Eles pensam q estamos calmos pelo medo das armas, estamos a espera do momento certo.
GostoResponder43 h
Moises Mate Tocova amisse,
Qual sera o momento certo?
Serak vamos viver na opressao de um grupo de pessoas ate quando? ...Ver mais
Mateus Bonifacio Sitoe É preciso sair á rua, ê preciso manifestar, é preciso revoltar-se. O povo tem que manifestar, sigamos o exemplo de povo digno como sul Africano e brazil

Rashid Mahoche A hora e' esta vamos sair nas ruas tamos canssados ja e' demais

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook