quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Impeachment para Donald Trump? Especialista que adivinhou a sua eleição acredita que sim

Casa Branca 2016

180
15
Allan Lichtman criou um sistema para prever quem vence as eleições americanas, e desde 1984 que acerta no vencedor, como agora voltou a suceder. Agora, acredita que Trump pode enfrentar um impeachment

Allan Lichtman é professor na Universidade Americana de Washington
AFP/Getty Images
O historiador Allan Lichtman, que previu corretamente quem venceria as eleições presidenciais nos Estados Unidos desde 1984, assegura que “há uma grande probabilidade de Donald Trump enfrentar um impeachment“. Lichtman desenvolveu um método de previsão baseado num sistema de 13 questões de verdadeiro ou falso, e através do qual consegue prever qual o partido que irá vencer as eleições. Foi ele, aliás, a garantir que Trump iria vencer muito antes do dia da votação.
Apesar de as suas previsões eleitorais serem baseadas no método científico que inventou, Allan Lichtman sublinha, em declarações à CNN, que esta nova previsão se baseia no instinto. “Ao longo da vida, ele brincou com a lei de forma irresponsável. Geriu uma instituição de caridade ilegal em Nova Iorque, fez uma campanha ilegal de angariação de fundos através da instituição, usou-se para liquidar dívidas pessoais”, sublinha o professor da Universidade Americana de Washington, garantindo que Trump “enfrenta um processo por corrupção”.
Além disso, sublinha o investigador, as polémicas sucedem-se. “Está provado que ele quebrou o bloqueio comercial a Cuba”, refere. “Várias mulheres acusaram-no de abuso sexual”, continua, e recorda: “Foi o processo de Paula Jones [mulher que acusou Bill Clinton de abuso sexual] que abriu o processo de impeachment de Bill Clinton”.
Segundo Lichtman, “os republicanos estão nervosos com Donald Trump”, que é “um canhão solto”. Para o historiador, “ninguém sabe em que é que ele verdadeiramente acredita, ou quais as suas verdadeiras posições. Não pode ser controlado”. Por isso, assegura, os “republicanos preferiam ter na presidência Mike Pence, um republicano conservador absolutamente previsível”, conclui.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook