sábado, 19 de novembro de 2016

Estilista de Michelle Obama recusa vestir Melania Trump


© Carlo Allegri/Reuters
Sophie Theallet tratou do guarda-roupa da ainda primeira-dama norte-americana durante os oito anos da presidência do marido, ao ponto de, quando os Obama abandonarem a Casa Branca, a estilista sair com eles.
Em carta publicada na sua conta do Twitter, a estilista francesa, imigrante nos Estados Unidos, deixou claro que quer que as suas roupas fiquem longe de Melania Trump, a próxima primeira-dama norte-americana.


"Como alguém que celebra e luta pela diversidade, liberdade individual e respeito por todos os estilos de vida, não vou vestir ou associar-me de alguma forma à próxima primeira-dama. A retórica do racismo, sexismo e xenofobia desencadeada pela campanha presidencial do seu marido é incompatível com os valores pelos quais nós (a marca) nos regemos", lê-se na carta.

"Como imigrante neste país, fui abençoada pela oportunidade de perseguir os meus sonhos nos EUA. Vestir a primeira-dama Michelle Obama pelos últimos oito anos tem sido uma honra. Ela fez com que o meu nome fosse reconhecido e respeitado mundialmente", é um excerto da carta aberta que elogia Michelle, exaltando os seus "valores, as ações e a graça."

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook