terça-feira, 29 de novembro de 2016

As histórias dos seis sobreviventes do avião

A assistente de bordo que começou a namorar há 3 meses, o jogador que pediu orações aos fãs, o técnico apaixonado por aviões. Conheça a vida dos seis sobreviventes do desastre na Colômbia.
Há seis sobreviventes confirmados no acidente que vitimou 75 pessoas esta madrugada numa viagem com uma aeronave entre Santa Cruz de la Sierra (Bolívia) e Medellín (Colômbia). Entre eles está um jornalista que entrevistou um dos atletas mais famosos do Chapecoense, a equipa que estava a bordo do avião para um jogo na Taça Sul-Americana. Esse atleta é Helio Zampier Neto, também ele sobrevivente mas em estado grave. Na lista constam ainda os nomes dos jogadores Alan Ruschel e Jackson Follmann, da tripulante Ximena Suárez, do técnico de aviões Erwin Tumiri e o jogador .
Conheça a vida deles.

Os sobreviventes

Rafael Henzel, jornalista

Tem 43 anos e trabalha na rádio Oeste Capital, em Chapecó, um município brasileiro do estado de Santa Catarina. Escreveu no Twitter que, ao fim de vinte anos a fazer televisão, reapaixonou-se pela rádio. Apresenta-se como sendo do signo Virgem, nascido a 25 de agosto e apaixonado pela narração desportiva: “Dentro das minhas limitações tento fazer mais”. Já foi repórter da RBSTV em Santa Catarina e da TV Rio Sul, em Volta Redonda (Rio de Janeiro). Depois do acidente foi levado para o Hospital de La Ceja mas a direção da rádio onde trabalha foi informada de que está em situação estável, com uma perna e uma costela partidas.

Alan Ruschel, jogador de futebol

Alan Luciano Ruschel nasceu em Nova Hartz, Rio Grande do Sul, a 23 de agosto de 1989 e joga como lateral-esquerdo no Chapecoense, depois de ter sido emprestado pelo Sport Club Internacional. Revelou-se no Esporte Clube Juventude (Caxias do Sul), mas foi emprestado ao Pelotas em 2010, depois ao Sport Clube de São Paulo e no ano seguinte ao Luverdense. Foi contratado pelo Chapecoense depois do Campeonato Gaúcho de 2013, mas ao fim de seis jogos e um golo acusou a presença de drogas pelo exame anti-doping e ficou proibido de entrar em campo. Em 2014, foi contratado pelo Internacional para substituir o veterano Kleber. Esta madrugada foi o primeiro passageiro a ser resgatado após o acidente. É casado com Mariana. Está nos cuidados intensivos.

Ximena Suárez, assistente de bordo

Ximena Suárez Otterburg mora em Santa Cruz de la Sierra e namora com Raul Polo Lopez desde 11 de agosto deste ano. Foi a segunda pessoa a ser resgatada. Foi levada para a Clínica Sommer, onde está a ser acompanhada por Verónica Arango, que realça que ainda está em observação, mas estável.

Helio Zampier Neto, jogador de futebol

A carreira profissional de Hélio Hermito Zampier Neto, nascido a 16 de agosto de 1985, começou no Clube de Regatas Vasco da Gama em 2005. Depois foi também defesa central do Paraná, Francisco Beltrão, Cianorte, Guarani e do Metropolitano. O Santos Futebol Clube comprou-o em novembro de 2012, mas as coisas não correram bem: uma lesão e divergências com a direção obrigaram-no a sair do clube em 2014, quando o contrato terminou. Entrou no Chapecoense em fevereiro de 2015 e marcou 37 golos desde então. Gravou um vídeo minutos antes de embarcar, onde falou sobre a sua lesão e sobre o facto de que “coisas boas e más acontecem”. Está em estado grave no hospital, com lesões principalmente no rosto.

Erwin Tumiri, técnico do avião

Erwin Tumiri estudou na Escuela de Aviación Oasis del Aire e na Escuela De Aviación Delta Charlie. Vive em Cochabamba, a terceira maior cidade da Bolívia. As redes sociais do técnico estão cobertas de aviões: na foto de perfil da sua página de Facebook aparece dentro de uma aeronave com um microfone e também a sua foto de capa mostra três aeronaves dentro de uma garagem. Está agora a ser assistido na Clínica Sommer.

Jackson Follmann, jogador de futebol

Jackson Ragnar Follman nasceu em Alecrim, um bairro da cidade de Natal, capital do estado brasileiro do Rio Grande do Norte. É o guarda-redes do Associação Chapecoense de Futebol há menos de um ano. Começou a sua carreira na Academia Grémio, de onde saiu em 2008 para entrar no Esporte Clube Juventude. Ao serviço do Juventude, venceu o Campeonato Gaúcho Sub-20 em 2010, ano em que também competiu na Copa São Paulo de Futebol Júnior e na Taça Belo Horizonte de Futebol Júnior. Um ano depois, chegou à equipa principal no clube e chegou a participar na Copa do Brasil. Em 2012 regressou ao Grémio e três anos mais tarde é contratado pelo Linense, mas apenas para aparecer em campo uma vez.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook