sexta-feira, 13 de maio de 2016

Morreu a mulher mais velha do mundo.

Era norte-americana e nasceu no século XIX

Susannah Mushatt Jones tinha 116 anos. Agora a pessoa mais velha é uma italiana com menos uns meses de idade.
Miss Susie no dia do seu aniversário a 7 de Julho de 2015 REUTERS/LUCAS JACKSON
Susannah Mushatt Jones era conhecida por “Miss Susie”, tinha 116 anos e o segredo para a sua longevidade era o amor aos outros, não beber, não fumar e dormir bem. Uma receita que a tornou a pessoa mais velha do mundo até esta sexta-feira. Miss Susie morreu. Era a última norte-americana nascida no século XIX.
Morreu em Brooklyn, em Nova Iorque, EUA, no lar onde vivia há 30 anos. Susannah Mushatt Jones nasceu numa cidade rural perto de Montgomery, no Alabama, a 7 de Julho de 1899 e teve dez irmãos. Estudou numa escola para jovens negras e, pouco tempo depois de terminar os estudos, em 1922, aceitou um trabalho como ama em Nova Jérsia. “Ela adorava crianças”, contava uma sobrinha, há um ano, à Associated Press.
Miss Susie foi casada uma única vez e por pouco tempo, não tendo tido filhos.
Para os familiares, mais de uma centena de sobrinhos, o segredo da sua longevidade era o amor e a generosidade. Para a própria, devia-se ao facto de dormir bem, não fumar, não beber e ter cuidados com a sua alimentação, embora confessasse que, volta e meia, comia bacon.
Quando chegou a Nova Iorque, Susannah trabalhou num grupo de mulheres negras que também tinha terminado o ensino secundário, com o objectivo de criar uma bolsa para jovens de origem afro-americana para prosseguir os seus estudos para o ensino superior.
Só o ano passado é que Miss Susie se tornou oficialmente, segundo o Guinness World Records, a pessoa mais velha do mundo, depois da morte da japonesa Misao Okawa, a quatro dias de completar 117 anos. Após a morte da japonesa, restavam cinco pessoas nascidas no século XIX, todas norte-americanas, excepto a italiana Emma Morano-Martinuzzi que aos 116 anos é agora a pessoa mais velha do mundo.
Além de Susannah Mushatt Jones, as outras norte-americanas que morreram entretanto foram: Gertrude Weaver, com 116 anos e que ocupou o posto deixado pela japonesa pouco mais de uma semana; Bernice Madigan, que morreu aos 115 em Janeiro de 2015; e Jeralean Talley também de 115 anos e que morreu em Junho passado. Nos EUA, a pessoa mais velha é agora Goldie Michelson, de 113 anos.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook