quarta-feira, 11 de maio de 2016

China ou Fuga para frente?

China ou Fuga para frente?
Muitas vezes, quando os africanos, melhor, líderes africanos, estão"zangados", amuados ou tristes com os "ocidentais" por causa dos seus "condicionalismos" ou "exigências" que sabem a ingerência aos assuntos internos, recorrem ou olham para o oriente, principalmente para a China. Estes, segundo os nossos dirigentes, têm dinheiro fresco para os africanos para que estes usem-no para o que mais interessa à África neste momento: o desafio da infraestrutura. Os economistas, políticos e planificadores românticos africanos acreditam que as infraestruturas são a pedra de toque, a fundação para o desenvolvimento de África. E, lamentam que grande parte da ajuda Ocidental não seja dirigida a este sector.
Ora, se olharmos para o que a China oferece de facto, veremos que ela empresta dinheiro e o seu dinheiro vem com muitos "anéis" e condicionalismos, às vezes piores que os dos ocidentais. Vide para os nossos casos, a construção da circular, da ponte sobre a Catembe, da Assembleia da República, da Presidência da República, do Ministério dos Negócios Estrangeiros, por aí em diante. Claramente empréstimos atados ao empresariado chinês.
Para além da Ajuda Pública ao Desenvolvimento (donativos do tipo apoio ao orçamento, apoios sectoriais), o Ocidente e as suas instituições também possuem linhas de créditos e outros acordos bilaterais. Ao todo, o Ocidente ajuda mais os países africanos do que os Chineses. Os Chineses fazem negócios com as lideranças africanas que não aguentam à sedução do dinheiro fresco quais mariposas ao verem a luz. É com dinheiros Chineses e outros comunistas que agora eles podem fazer prosperar seus negócios pois estes dizem-se indiferentes com as "várias formas de ingerência" aos assuntos internos feitas pelos ocidentais.
Na verdade, quando ao nível da análise e opinião política se faz passar a ideia que a solução dos nossos problemas passam pela China, tal não passa de uma fuga em falso para frente. Na história económica actual, não existe se quer um único país incluindo a própria China que se desenvolveu com o dinheiro chinês. Aponte o nome quem souber de algum. As elites políticas, estas sim, enriqueceram à custa dos esquemas possíveis com empréstimos chineses.
A fuga em frente reside no facto de estes agir-props quererem fazer passar a ideia de que os actuais problemas de relacionamento com os ocidentais resultam da sua intrínseca vontade em controlar os recursos nacionais, dai instrumentalizar a ajuda neste sentido. Mas a pergunta é: afinal, não está acordado?
Boa quarta-feira



Como moçambicanos merecemos ser bem informados!

Artigo de opinião por Delfim Anacleto
Preocupante! Este é o adjectivo possível e eufemizado capaz de qualificar o sentimento actual de cada moçambicano diante do que vem acontecendo no país! Num passado muito recente fomos todos colhidos de surpresa com a trágica notícia da descoberta de uma vala comum, nas matas da Gorongosa, contendo mais de uma centena de corpos dos nossos irmãos. Foi uma notícia que, com certeza abalou qualquer cidadão medianamente honesto, quer nacional, quer internacionalmente.
Cá entre nós, ninguém quis acreditar. Rezávamos para que o facto não passasse de um daqueles boatos que, nalgumas vezes, têm caracterizado a nossa sociedade. Este desejo de aliar a notícia a um simples boato cimentou-se, no coração de cada moçambicano, quando tanto as autoridades daquela área de jurisdição, quanto a polícia ao mais alto nível – Comando Geral da Polícia – em uníssono vieram em público desmentir a existência de qualquer coisa ligada à notícia ora em circulação.
Como moçambicanos, ficamos todos aliviados, porque afinal a notícia não passava mesmo de um simples “fala-barato” de pessoas “mal-intencionadas” que, aos olhos das nossas autoridades, não nos querem ver bem e inventam qualquer coisa com o único objectivo de desestabilizar-nos!  

Depois dos desmentidos, um grupo de jornalistas, com sede da verdade, preferiu aventurar-se, isto é, correr todos os riscos de vida ao se deslocarem para o local com o intuito de provar a veracidade do caso. Posto isto, voltaram a aparecer novos relatos (até com fotografias) que comprovam a existência sim de número considerável de cadáveres espalhados no mato, o que fez com que o nosso alívio precisasse apenas de 24 horas para expirar o seu prazo. Infelizmente, por mais que queiramos acreditar no desmentido em matéria de explicação de assuntos que infligem os moçambicanos por parte das nossas autoridades não guardamos boas memórias.
O caso dos refugiados no Malawi, por exemplo, depois de tantas informações que vinham de quase todos os quadrantes do mundo afirmando a existência de moçambicanos naquele país, assistiu-se um arregimentar de vozes ligadas ao Governo que, usando os "pés" de microfones que fazem a comunicação social deste país, vieram a público para de uma forma deliberada desmentir os factos.
Tal como se viu no caso “Kapise” em que as autoridades limitaram-se a desmentir apenas, é o que parece estar a acontecer para o caso ”vala comum”. Se no primeiro caso, a comunicação social, principalmente a estrangeira, diante de todos os desmentidos das autoridades moçambicanas conseguiu provar a existência, no Malawi, de moçambicanos em regime de refugiados recorrendo a provas materiais, o Governo foi capaz de refutar, o que garante que, para o caso “vala comum” não estaremos no mesmo círculo vicioso de rebate deliberado de tudo aquilo que, como povo, precisamos de saber e o Governo recusa, mesmo constituindo verdade?
Sendo a comunicação e informação um direito do homem a Declaração Universal dos Direitos Humanos, aprovada pelas Nações Unidas – órgão a qual Moçambique está vinculado, em 1948, estabelece no seu artigo 19: “Toda pessoa tem direito à liberdade de opinião e expressão; este direito inclui a liberdade de, sem interferência, ter opiniões e de procurar, receber e transmitir informações e ideias por quaisquer meios e independentemente de fronteiras”. Ou seja, formalmente, temos o direito à liberdade de expressão e o direito de ser bem informados.
Recentemente, o país aprovou uma lei que dá a nós, como cidadãos deste país, o direito de sermos informados. Pensamos nós, tal como preconiza a Declaração citada anteriormente, que não se trata apenas da disponibilização da informação em si, mas, mais importante é que a informação seja verdadeira, porque somente assim permitirá a participação ciente do povo na provisão de possíveis soluções para os diversos problemas que marcam a Nação.
(Recebido por email)

PODER, DEMOCRACIA, PAZ E DIREITOS (Elementos de Autocrítica)

Listen to this post. Powered by iSpeech.org

Por capitão, Manuel Bernardo Gondola
Será que todos conhecem a maneira como Max Weber concebe o poder? O poder diz Marx Weber é a capacidade para obrigar a obediência por meio da lei e, é o uso legal da violência ou como dizia Marx, o poder político é a passagem da dominação pessoal, a dominação legal por meio de instrumentos jurídicos postos pela classe dominante duma sociedade.
Você vê, quanto em Weber quanto em Marx o poder é identificado ao exercício da violência. Para Weber, o poder em geral, para Marx, o poder na sociedade de classes.
No entanto, será que todos conhecem a distinção feita pela Hannah Arendt, entre a força, a autoridade e o poder? A força, diz Ela é o exercício directo imediato da coerção e da repressão e, o seu fundamento é o medo.
A autoridade, é a coerção pela tradição interiorizada e rememorada pela sociedade por meio de símbolos, o seu fundamento é a obediência e o respeito a hierarquia. O poder, é a coerção mediada pela lei, a qual tanto pode ser fonte da liberdade como de dominação, o seu fundamento é o consentimento. E então, quando o consentimento é voluntário diz Hannah Arendt, o poder propicia a liberdade, quando o consentimento é forçado torna-se dominação e opressão.
É evidente, que a força opera por meio da violência com a finalidade de eliminar diferenças. A autoridade, opera pela formação do sentimento comunitário considerando as diferenças secundarias. O poder, como não se transforma em dominação opera no sentido de legitimar as diferenças.

Todavia, são menos conhecidas de todos as análises de Michel Foucault, em relação ao problema de poder. Contrapondo-se a ideia weberiana e marxista de que, o poder é fundamentalmente repressivo Foucault, distingue sob uma outra perspectiva.
Destarte, Foucault se refere ao poder como produtor de "corpos dóceisquer dizer, o poder se torna uma disciplina e como tal espalha-se por toda sociedade. A este poder sobre a vida natural dos homens, atestado sobre interesse da demografia (das discussões sobre a população, das questões de higiene e saúde pública). A esse poder fundada na demografia, na ideia de população, de higiene e saúde pública, Foucault dá o nome de bio-poder. Esto é, um poder que se exerce sobre a vida dos indivíduos e, da sociedade. 
De facto, Foucault se dedica também a análise sobre o fim da ideia de soberania, ideia que aparece do século XVI e que vai até os anos 80 do século XX. Da ideia de soberania como definição do poder Foucault, salienta um aspecto de soberania, que ao fim ao cabo desembocará no bio-poder desde há que a soberania se define pelo poder de fazer promulgar e executar a lei.
A busca do sentido objectivo da sua evolução, a soberania é o poder de vida e morte sobre cidadãos. Em outras palavras, a soberania é o poder de fazer morrer ou deixar de viver. A peculiaridade do bio-poder (demografia, higiene e saúde pública, da identidade individual, população), ultrapassa limite imposto pela soberania uma vez que, o poder se exerce pela vida e sobre dar a vida. Na verdade; estas implicações porquanto, estão expressas por exemplo na Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948, que não é por acaso começa pela afirmação, da vida como um direito, para lá, do direito a autodeterminação dos povos. 
A Grécia, inventou a democracia. De facto a democracia ocidental, conhecida como democracia ocidental sem desdouro para nenhuma outra cultura, nem civilização a democracia é na verdade uma invenção ocidental. Destarte, outras culturas, regimes podem ter suas construções políticas semelhantes mas, nada parecido com democracia ocidental, o nosso primeiro e grande exemplo é a democracia grega.
A democracia grega, que era uma espécie de democracia escravocrata. Na realidade tinha escravatura na grega. Mas, a democracia grega era feita por indivíduos, que tivessem a capacidade de defender a Grécia, Atenas, a sociedade e as cidades independentes naquela época. Então, você vê, que o conceito de democracia naquela época era diferente do que é hoje.
Em qualquer das cidades gregas, todos os homens adultos nascidos na polis (cidade, a política, no qual a vida é propriamente humana) eram cidadãos dotados de isonomias, quer dizer, iguais perante as leis e iguais perante a palavra. Ou seja, todo o cidadão tinha o direito de exprimir na assembleia a sua opinião e vê-la ser discutida e votada.
 Roma, inventou a República. A rés-pública, ou a coisa pública. Era o solo de Roma, distribuído entre as famílias fundadoras. A República era oligárquica, submetida a imagem de um poder soberano, voluntário e único.
Tal como a democracia, a política é também uma formidável invenção grega. A política nada mais é do que dominação, pois subtrai aos cidadãos e aos outros Estados os meios para enfrentar as circunstâncias, que do outro modo estariam sob o seu poder.
 Mas, antes de examinarmos o significado dessa definição de democracia; tem importância substancial o significado da paz como um dos seus valores.
Porventura, dentre os modernos Spinoza, é o único a distinguir entre a paz e a mera ausência da guerra.
Por segurança, não tem nada a ver com as armas, com as fortalezas, com os exércitos, com a polícia, com as prisões, com sistema penal e com sistema carcerário. A segurança, é a ausência de dúvida quanto ao bem presente e futura. Ou seja, ali onde houver permanentemente exércitos, armas, fortaleza, e prisões secretas, ali o que reina é insegurança. Você vê, é interessante porque, no nosso vocabulário político o sector de segurança nos Estado é a polícia, o exército e prisão; para Spinoza é exactamente oposto. Isso é o lugar da insegurança. 
 Tomemos só para exemplificar uma das diferenças entre as muitas, que Spinoza estabelece quando no seu livro «Tratado Político» o qual aconselho vivamente sua leitura.
Spinoza, analisa os pactos acordados entre beligerantes ou entre Estados em vista da paz, nisso ele está muito próximo de Maquiavel. “Que os pactos dependem das circunstâncias. Cuja mudança pode tornar um pacto nulo”.
No seguimento dessa análise, Spinoza insiste que, a guerra pode ser declarada unilateralmente. De facto, a guerra é sempre uma declaração unilateral; mas ele afirma no seu «Tratado Político», que o mesmo não é possível para a paz. Dado que, a paz depende necessariamente do acordo entre as partes beligerantes. Evidentemente, uma paz unilateral, é uma contradição em si mesma. Uma paz unilateral é apenas ausência de guerra. Ausência de guerra imposta pelo vencedor ao vencido. De modo que; uma paz imposta é, pura simplesmente um exercício da dominação.
A paz, é um bem. Porque antes de tudo, traz a certeza a segurança e cultiva a vida. E é isso, que confere sentido a afirmação de Spinoza de que, “a razão (raciocínio) ensina absolutamente a buscar a paz”. Se a paz é virtude política não elimina a contingência (tudo aquilo que afecta o curso de todas coisas singulares e de todos acontecimentos), mas age sobre ela.
Por virtude, Spinoza entende, acção guiada pela razão, a qual nos ensina a cultivar a nossa vida passando das relações passionais conflituosas a relações passionais de concórdia. Porquanto, a primeira nos enfraquecem e a segunda nos fortalece. A virtude não muda o mundo mas, ela nos muda.
Justamente uma vez que, não há paz perpétua. A paz é virtude política num nível muito mais profundo, nível o qual a razão e as circunstâncias precisam operar em conjunto.
Você vê, é nesta difícil operação que exprime a firmação de Spinoza: “Qual seja a razão ensina absolutamente a buscar a paz”. E, com isso ela muda a nossa relação com o mundo. Por outras palavras, a paz é a potência para determinar o indeterminado instituindo a boa relação com as circunstâncias instáveis. Então, somente a paz é capaz de dobrar e de enfrentar o destino e dobra-lo em nosso favor.
Você vê, essas considerações nos permitem entender porque Spinoza, julga a democracia a forma superior da vida social e política. Pós diz Ele no seu «Tratado Político»; somente nela os homens são livres visto que, somente nela eles são a um só tempo governante e governados já que, são autores da lei que obedecem.
Na verdade, nós em Moçambique estamos acostumados a aceitar a definição liberal da democracia. A definição liberal da democracia, concebe a democracia como regime da lei e da ordem para garantir as liberdades individuais. As democracias liberais identificam liberdades e competição.
Essa definição liberal significa que, a liberdade se reduz a competição económica da chamada livre iniciativa e, a competição política entre partidos políticos, que disputam eleições, defendendo a sociedade contra a tirania uma vez que, a lei garante os governos escolhidos pela vontade da maioria.
No meio, a concepção liberal da democracia observa que, há uma identificação entre a ordem e a potência, entre os poderes executivos, judiciário para conter os efeitos sociais, impedindo suas explicitações e seu desenvolvimento, impedimento tudo que é feito por meio da repressão. Por último, a concepção liberal da democracia considera embora, a democracia seja justificada um valor (bem), ela deve ser encarada como critério da eficácia.
Evidentemente, essa eficácia deve ser medida no plano legislativo, pela acção dos representantes, e no plano executivo pela elite de técnicos competentes aos quais cabe a direcção do Estado.
Você vê, é uma tristeza a concepção liberal da democracia dado que, a democracia assim reduzida a um regime político eficaz, baseada nas ideias de uma cidadania organizada em partidos políticos e se manifesta num processo eleitoral de escolha dos representantes na rotatividade dos governantes e na solução técnica para os problemas económicos e sociais.
Na verdade, há práticas democrática e nas ideias democráticas uma profundidade e verdade muito profunda maiores e superiores ao que, liberalismo percebe ou deixa de perceber. Que significam as eleições? Muito mais, que a mera rotatividade de Governos ou alternâncias de poder.
As eleições simbolizam o essencial da democracia. Quer isto dizer, que o poder não se identifica com os ocupantes do Governo, que o poder não lhes pertence, mas sempre é um lugar vazio que periodicamente os cidadãos preenchem com representantes, podendo revogar os mandatos se não cumprirem o que lhes foi delegado para representar.
 O que significam as ideias de situação e oposição, maioria e minoria cujas vontades devem ser respeitadas e garantidas pela lei? Elas vão para lá dessas aparências. Elas significam que, a sociedade não é uma comunidade una e indivisa voltada para o bem comum obtido por consenso mas, ao contrário, que a sociedade está internamente dividida, que as divisões são legitimas e que devem expressar-se publicamente.
Destarte, as ideias de igualdade e liberdade como direitos civis dos cidadãos vão para lá, da sua regulamentação jurídica formal. Significam que, os cidadãos são sujeitos de direitos e que onde tais direitos não existam nem estejam garantidos tem se o direito de lutar por eles e exigi-los. Destarte, a criação e conservação de direitos exigidos por contra poderes sociais é o cerne e, o âmago da democracia.
O que é um direito? Infelizmente na nossa sociedade como em outras, direitos ainda são confundidos com privilégios. Um direito difere de uma necessidade ou de uma carência e de um interesse.
De facto. Uma necessidade ou carência é algo particular e específico. Tomemos como exemplo. Alguém pode ter necessidade de água, outro pode ter carência de comida. Um grupo social pode ter carências de transporte, um outro de centro de saúde; há tantas necessidades ou carências quantos indivíduos, quantos grupos sociais. O interesse também é algo particular e específico, dependendo do grupo ou da classe social.
Você vê, necessidade, carências e interesses tendem a ser conflituantes. Porque!?... Exprimem as especificidades de diferentes grupos e classes sociais. Um direito porém, ao contrário de necessidades, carências e interesses não é particular e especifico mas, geral e universal, válido para todos os indivíduos, grupos e classes sociais. Em outras palavras, se tomarmos as diferentes carências e interesses veremos que, sobre eles estão pressupostos direitos.
Então, dizemos que, uma sociedade é democrática quando além de eleições, partidos políticos, divisão dos três poderes do Estado (executivo, legislativo e judicial), respeitam a vontade das maiorias e minorias, instituem algo muito mais profundo que, é a condição do próprio regime político. Ou seja, uma sociedade democrática quando institui direitos e essa instituição é uma criação social de tal maneira, que a actividade democrática social realiza-se como um contra poder social que determina, dirige e controla e modifica a acção estatal e o poder dos governantes. Esta acção é no seu conjunto a meu ver, a política.
Então, só a democracia, considera o conflito legitimo não só, trabalha politicamente os conflitos entre as necessidades, carências e os interesses, isto é, as disputas entre partidos políticos em eleições, governantes pertencentes a partidos opostos, mas procura instituir as necessidades, carências e interesses como direitos e como tais exigem, que sejam reconhecidos e respeitados; mais do que isso.
Na sociedade democrática, indivíduos e grupos organizam-se em associações, movimentos sociais, movimentos populares, classes, sindicatos, partidos criando um contra poder social, que directa ou indirectamente limita o poder do Estado.
Pode-se dizer então, que a democracia é a sociedade verdadeiramente histórica isto é, aberto ao tempo, as transformações e ao mundo. No meio, a sociedade democrática não esta fixada numa forma para sempre determinada pela mesma razão, ela não cessa de trabalhar suas divisões, suas contradições, suas diferenças, seus conflitos e, de orientar-se pela possibilidade objectiva de liberdade e de alterar-se graças por meio da própria praxi (prática ou conjunto de práticas que permitem a transformação da sociedade).
Enfim…; a sociedade democrática é aquela que, não esconde suas divisões, mas a trabalha pelas instituições, pelas leis e, pela praxi humana.
n/b: Lamentavelmente; as más notícias são um facto nos dias que hoje correm no país. Você vê, cada vez que abrimos um jornal, ligamos a televisão ou o rádio, somos confrontados com informações tristes. Não há um só dia, que passe sem que nalguma parte do país, aconteça algo que todos consideramos como uma desgraça. Não importa de onde vimos nem qual é a nossa forma de pensar, todos nos sentimos tristes, uns mais, outros menos, quando ouvimos falar do sofrimento (dor) alheio, pela perda de pai, irmão, marido enfim... Nós moçambicanos todos, não podemos partir do princípio como acontece, que as pessoas não têm noção do bem e do mal (maniqueísmo) ou, do que é moralmente correcto, só porque alguns mentirosos se acham imortais.
Não é para faltar respeito. Uma pessoa que cumpre ordens sumárias de executar outra pessoa, acreditando que se trata de uma causa justa, supondo que essas acções são para o bem da sociedade, é simplesmente aterrador. Pelo contrário, de acordo com o princípio da não-violência, matar o outro é, por definição um acto contrária à ética.
Destarte, cumprir esse tipo de ordem é um comportamento extremamente negativo; uma vez que, o conteúdo das nossas acções também é importante para determinarmos se são moralmente correctas ou não e, certos actos como matar são negativos por definição. 
Na verdade, para que exista alguma esperança de resolver os nossos problemas temos de encontrar formas ou (meio-termo) de o fazermos. Temos de ter meios para escolher por exemplo, entre as matanças como meio de reforma política e os princípios de Nelson Mandela sobre a tolerância política.
Naquele lugar, devemos nós moçambicanos todos, poder transformar, que a violência para com os outros está errado. Do mesmo modo, não podemos discriminar entre o certo e errado se não tomarmos em linha de conta os sentimentos dos outros e, os seus sofrimentos. 
Pelas mesmas razões; a conservação da vida e todos moralistas, de que faço parte, condenam e proíbem o recurso ao homicídio (morte) como forma de resolução de divergências (desacordos). Na verdade, o homicídio é um crime grave contra a sociedade e contra Deus. Contra a sociedade, porque assim se priva do melhor da pessoa, que muito embora a vida seja cheia de sacrifícios, não só… mas também, porque lhe arranca um dos seus membros que lhe poderia ser útil; finalmente, contra Deus, porque o homem, ao executar (matar) o outro arvora-se num direito que não tem, visto que só Deus é o senhor da vida.
Destarte, somos chamados todos nós moçambicanos, a usar da temperança, isto é, moderarmos os nossos impulsos das tendências sensíveis e não as satisfazer senão na medida em que, são conforme à razão.
Do mesmo modo, a conservação da vida e todos moralistas, condenam e proíbem, qualquer tipo de agressão mais ou menos grave, que ponha em perigo a vida ou mesmo a saúde do próximo. Exceptuando os casos de legítima defesa, quando agredidos pudermos salvar a nossa vida, senão sacrificando a vida do agressor.
O duelo ou combates com arma em punho, para ferir ou matar. O duelo ou combate com arma em punho, encerra a maldade e a morte. A mutilação, ou a privação de um membro de corpo; esta só é legítima, quando se trata de operações cirúrgicas para bem do todo.
Em último lugar, a conservação da vida e todos moralistas, condenam a calúnia, maledicência, a injúria e tudo o que possa subtrair a honra e a boa reputação do próximo.
(Recebido por email)
Comments
Carlos Edvandro Assis Temos licoes amargas do Zimbabwe que hoje esta de rastos com a sua economia porque acreditaram na China como um parceiro estrategico para se desenterrarem do USA, UE, UK, FMI, Banco Mundial etc etc mas nada provou isso eficaz se nao a propria indelicadeza da economia que se amarga cada dia.
Like82 hrsEdited
Abdula Manafi Meu caro, talvez fosse altura de olhar para o médio oriente com um outro carinho. Um abraço.
Like33 hrs
Egidio Vaz Sim, lá há dinheiro "fresco". Mas...não conheço muito a região, pelo que só posso aprender consigo
Like2 hrs
Adriano Novela O que é dinheiro fresco?
Like1 hr
Oscar Pereira e uma ideia peregrina pensar que qualquer ajuda , seja de quem for, não venha condicionada a qualquer coisa, seja no sentido de ser aplicada correctamente, seja em qualquer contrapartida ( a isso se chama caridade e mesmo assim muitas vezes nem ela é desinteressada).Não há ajuda totalmente desinteressada, nunca houve na história da humanidade. É apenas moda ( de uma cultura sócio construtiva "marxiana") recorrente desde o século passado demonizar o ocidente por tudo e qualquer coisa que faça pois o mal, o demónio, estaria, ou está no dito capitalismo. O trágico nisso é que no caso que expõe, a China, agora de "duas vias" tem dinheiro fresco do.....bem...do capitalismo, mas como o poder político é do partido único, supostamente anti tem um "benefício da dúvida". Quando descobrirem, este tipo de imperialismo é igual ou pior do que todos os outros
Like3 hrs
Bento Bembele A China não dá dinheiro fresco como Ocidente. nao desembolsa centavo para os cofres do estado. A China dá obras feitas por eles. Aparentemente há menos espaço para desvio de fundo/ aplicação.
Like22 hrs
Nelson Charifo Bem conseguido. Mas devo acrescentar o seguinte: o problema nao eh necessariamente dos doadores ou dos parceiros do pais, mas da ma governacao...enquanto nao pautarmos pela implementacao rigorosa dos principios da boa governacao e pelo controle da corrupcao, o pais vai continuar a deriva, marchando pra todas as direccoes excepto a do desenvolvimento.
Like42 hrs
Like12 hrs
Carlos Chivambo no meu ponto de vista não vejo a China como bom refugio pra essa crise, se não fazermos as pazes com o ocidente e EUA, e ainda entendo que esta ideia de recorrermos a China nesta situção actual pelo contrario ira nos distanciar cada vez mais da possibilidade de fazermos as pazes com doadores
Like12 hrsEdited
José de Matos A China nao dá, é chantagem isso!
Like2 hrs
Francisco Mandlate Sempre achei que a "generosidade" Chinesa era envenenada. E quando vejo o que acontece em Moz e noutros países africanos tirei as minhas dúvidas. Os empréstimos chineses não apoiam o nosso desenvolvimento mas procuram viabilizar as suas empresas, produtos e mão de obra. Se o dinheiro que a China nos empresta entrasse nos nossos países ai estaria a ajudar-nos a desenvolver, mas quase todo ele fica na China e nós ficamos com edifícios mal construidos e com a dívida.
Like22 hrs
Jonas Joaquim Kkkkkkkk......Egídio Vaz acho que tens um preconceito sobre a China mas me parece que os chineses não ditam muito sobre o que oferecem por exemplo proibir que os governos ofertados não se endividem sem o seu conhecimento dos ditos G14 e companhia mas se os governos africanos são soberanos qual ee o problema de se endividarem sem os consultar?
Like12 hrs
Adriano Novela Acho que o Jonas Joaquim é que tem preconceito ao ocidente. Se existe algo que ficou bem claro nesse artigo é o que ir à China é o mesmo ou pior que trocar 6 por ½ dúzia.
Like1 hr
Luis Manuel Bem, acho eu que a China investe para dar emprego a seus concidadaos. Se puderes tomarem atençao em quase todas empresas chinesas ate serventes vem da china. Nessas obras da vale tinha ate chineses a ser fascineiro. Chineses sentado nos carros.
Like12 hrs
Loló Ubisse Certíssimo
Like1 hr
Luis Manuel Nesse dinheiro doado agora ja tem pre-condiçoes, comprar carros na madjedje.
Like22 hrs
Luis Manuel Acho temos de ver bem essas situaçoes, dificilmente ver um chines no banco para fazer deposito mais tem muitas lojas. Para onde vai o dinheiro?
Like2 hrs
Nelson Junior Ps!...A China mandou prender e ate fuzilou inportantes lideres do Partido Comunista...por esses llideres se terem envolvido em roubos corrupcao...Se o Presidente Mocambicano tiver a humildade de pelos aprender isto, vai ser um passo pra frente...
Like2 hrs
Abel Vilanculos Deixem o Governo encontrar soluções para o seu povo! Olhando os países Africanos, o desenvolvimento ou o empobrecimento não tem como culpados os doadores ou emrestadores dos dinheiros, mas sim como o dinheiro é usado por esses africanos...Agora, se o dinheiro vem da China ou dos estados Unidos, pouco importa, desde que ele sirva os interesses Nacionais e de uma forma critiosa.
Like22 hrs
Egidio Vaz Gostei da sua resposta. Se o governo fizesse o que recomenda estariamos fora da pobreza.
Like42 hrs
Enio Manhiça Mais uma brilhante reflexao...
Like2 hrs
Amad Ravia Bem haja o Médio Oriente, pois a história já teve muito para contar do Ocidente.
Vamos virar a página e escrever uma nova história, se calhar diferente da do Ocidente que já vem desde o tempo da escravatura e que até hoje algumas feridas não sararam.

Like2 hrsEdited
Ab Binadre WZ Boa Análise Vaz
Like2 hrs
Francisco Pacheco Chigogoro E bem acordado, so tonto ou distraido é que pode aplaudir a ida a china
Like2 hrsEdited
Francisco Naene O nosso Pais esta cheio de analistas e criticos e nenhum deles traz solucoes saudaveis para sair desta crise se nao criticar de uma forma pessimista. Vamos parar de ser pessimistas e vamos procurar arranjar solucoes para o nosso Pais. O que temos que fazer para sair da crise e como?
Like1 hr
Egidio Vaz O papel dos governantes é arranjar soluções para o país. Não é dos criticos ou analistas. O titulares do estado, se acham que precisam de opiniões, podem fazer das duas uma: ou demite-se (como deviam tê-lo feito ha muito) devido a vacuidade das suas ideias, ou contratam consultores a altura de responder o desafio ou convoquem eleições antecipadas ou no mínimo peçam publicamente contribuições. Há regras. Não critique quem diariamente reclama. Critique quem vive e enriquece a custa da promessa de fazer bem aos moçambicanos e não o faz.
Like91 hr
Francisco Naene Caro Egidio mas o criticos podem mostrar algumas solucoes .
Like1 hr
Egidio Vaz Caro Francisco Naene os criticos fazem isso diariamente e de graça. Eles merecem outra sorte e não esta percepção negativista. Uma boa critica é meia resposta ao problema. Cabe ao criticado saber extrair o melhor da critica. Parece-me que não sabem também. São elefantes em lojas de porcelana
Like11 hr
Loló Ubisse Certo Egidio Vaz, se o governo nao valoriza as grandes sugestões k diariamente são lançadas aki e em outros canais e' pork n ker
Like1 hr
Maria Lucia Rodrigues Francisco Yap!!!! assim fez Mugabe e estamos a seguir o mesmo exemplo.... queremos o dinheiro fácil sem presta;\ao de contas.......
Like11 hr
Jemusse Abel China nal exige transparencia nao é?
Like1 hr
Dário Khossa Dinheiro custa caro e as lideranças deste país fingem nao perceber isso. Receber ajuda chinesa é igual a caminhar num parque com areia movediça: perigo a todo e qualquer instante. E só o Ocidente nos safaria dessa se nao estivesse de costas voltadas para nós preparando um assobio. Eu cá vou cruzando os dedos rezando para que a dívida a ser contraida neste "passeio" pelo menos seja publicada.
Like1 hrEdited
Eugenio Abilio Abibo Haver vamos. China Grande mafioso, traz até areia da China
Like21 hr
Momed Dossa Excelente análise caro Egidio Vaz. Aliás uma das razões pelas quais muitos países africanos encontram se debilitados, é muito por culpa da própria China, que com a sua política de “no strings attached” no seu financiamento, faz com que muitos líderes africanos recorram à China para se financiar a custos muitos elevados… Vejam o caso da Ponte Maputo Catembe, em que o preço foi propositadamente extrapolado para beneficio de alguns… A mesma ponte na China provavelmente custaria ¼ do preço actual de 750 milhões…
Like1 hr
Gulumba D. Mutemba A China é sem dúvida mafiosa.
A China é aliada dos líderes africano e não dos povos.
Doa 16 milhões para apoiar a área transporte,mas ainda quer mandar,quer que os autocarros para transporte público sejam comprados na empresa chinesa.
Isso é brincadeira,autocarro chinês não vai durar muito tempo fazendo chapa.

Like11 hrEdited
Angelo Maat Chumane Que diferença faz? É tudo empréstimo e os condicionalismos estão lá. Está na hora de um intervencionismo interno forte e urgente, purificação da massa governativa, em ultima estância uma mudança radical interna. Sem o EUA e outros, a sobrevivência pode ser dura. Eles querem ver uma responsabilização e responsabilidade das lideranças políticas inclusas nesse processo de dívidas ocultas.
Isso passa por encontrarmos os culpados, responsabilizá-los e mostrar ao mundo a capacidade que Moçambique tem de cumprimento da lei e transparência na gestão da coisa pública. Abrir uma nova página para confiança do "papai Noel" Enfim...

No mínimo veríamos os visados neste descalabro a sair em público e explicitar bem.Porquê uma dívida de um privado se torna pública? O ministério público a intervir de forma séria. A AR a questionar fervosamente. A opinião pública, a sociedade civil e outras forças vivas da nação a encontrarem formas de mudança para evitar o pior.
Como "não somos normais" segundo o economista António Francisco, estamos aí, com medo de sei lá o quê.

Like1 hr
Nelson Badaga Badaga Os lideres Áfricanos Estão Cheio de Manhas e Artemanhas
Aderito Tamele Ilustre nao queira nos fazer adiar o nosso passeio por favor...
Egidio Vaz KKkkkk, bom passeio mano. Aprende-se muito com a China. Vão
Arnaldo Bernardo PASSAM-SE ALGUNS DIAS QUE FIZ UMA PEQUENA OBSERVAÇÃO SOBRE A REP. DA CHINA. NUM MOMENTO QUE A NOSSA ECONOMIA ESTA A SE RESSENTIR DE GRAVES FALHAS DE GESTÃO, COMO CONSEQUÊNCIA O OCIDENTE SUSPENDEU O APOIO FINANCEIRO, ENTRETANTO, APARECE A CHINA COM UM APOIO FINANCEIRO, O QUE ISSO SIGNIFICA? QUE O PAIS ESTA BEM? QUE DEVEMOS ESQUECER OS CONTORNOS DA DIVIDA E SEUS RESPONSÁVEIS? ESTRANHO NESSE MOMENTO NÃO A ACÇÃO DE SUSPENSÃO DE APOIO FINANCEIRO, PORQUE ESSA É LEGITIMA, MAS SIM DE QUEM NOS QUER APOIAR NESSA SITUAÇÃO! ESSA E A REP. DA CHINA!?
Gulumba D. Mutemba O que não gosto dos chineses é o facto de eles darem dinheiro e distanciar se do que é feito ou deixa de ser feito com o tal dinheiro.
Um dinheiro que é doado para o povo pagar,não pode ser entregue a bandidos,mas chineses fazem isso.
Se não mudarem as suas políticas,correm risco de se transformarem inimigos dos povos africanos.

Xavier Antonio Caro Jonas Joaquim, o assunto de empréstimo é muito complicado, em toda parte tem regras previamente estabelecidas, mesmo entre pessoas singulares. Os países do ocidente incluindo os EUA são democratas, eles impõem o cumprimento das regras, o que não é habitual para os dirigentes africanos, sobretudo dos partidos que trouxesseram independências, por se acharem donos desses países. Contrair dívida sem respeitar a Constituição e demais leis no acidente é uma grande ofensa ao Estado, a própria soberania, mas nós minimizamos, ou pela ignorância ou porque os regimes assim nos moldaram.
Nada de soberania quando está se perante o cumprimento de regras. Se não quiser cumprir as regras dessas instituições ou países não faça acordo com eles.
O nosso problema é o partido no poder que não respeita a constituição, as leis nem os acordos que assina. Aí estão as evidências, de incumprimento do principio da legalidade. Se abusa as instituições internas, como AR, PGR, os Tribunais, porque todos estão atrelados ao partido, o mesmo já não funciona para as instituições internacionais, sérias.
A China não vai resolver o problema, quanto mais minimizar. Não nos esqueçamos que o Zimbabwe ardeu quando o ocidente lhe virou costas, mas tinha relações fortes com a China. Aliás, o que este e o anterior governos fizeram cá em Moçambique, se fosse na China alguns dos seus membros já teriam sidos condenados a pena de morte por fuzilamento ou centenas de anos de prisão.

MANUEL CHANG E O FUTEBOL MOÇAMBICANO
Não vos levarei muito tempo, mas eis a minha pergunta: Porque é que Manuel Chang, um reformado do aparelho do Estado, actual deputado da Assembleia da República e membro do Conselho de Administração da tal Assembleia, ex-ministro das Finanças responsável por negócios duvidosos como EMATUM e outros investimentos estranhos, hoje quer voltar a estar a frente de uma Federação de Futebol moçambicano? Porquê, pergunto eu. Quais podem ser as motivações capazes de levar um senhor rico, que em toda a vida pública seja como vice-ministro ou como ministro nunca teve uma sensibilidade nem para com o desenvolvimento desportivo muito menos com o futebol em si (a prova do que digo pode ser encontrada no investimento e nas dotações orçamentais que o ministério e institutos subordinados tiveram em todo consulado de Chang, sendo ele o caixa do governo e maior influenciador na definição das prioridades orçamentais).
Durante muito tempo a Frelimo acreditou na necessidade de ter controlo sobre movimentos associativos de massas para, por esta via, apreender e antecipar-se às quaisquer tipo de sensibilidades susceptíveis de derrogar a imagem e o poder da Frelimo. Mesmo acreditando nesta teoria, porquê deverá ser Chang a convencer a direcção da Frelimo em avançar com esta candidatura? Faltam pessoas dentro da Frelimo com sensibilidade desportiva, visão, experiência e vocação para dirigir a FMF?
Eu poderia especular, mas eu quero que o debate seja mais amplo. Meus amigos, eu estou muito preocupado com isto. Os interesses e o poder do grupo não podem sobrepor-se ao interesse nacional. Se a meritocracia for apanágio da actual governação e se o partido Frelimo mudou ou pretende mudar de paradigma, urge um debate sério sobre o que isso significa para o povo. Os pastores das igrejas nunca almejaram treinar equipas de futebol. Sempre almejaram gerir e angariar mais pessoas para o “rebanho de Deus”.


Januario Joao Marrengula, Zava Alberto Joaquim Zava, Antonio Matsena e 312 outras pessoas gostam disto.
Comentários
Rildo Rafael
Rildo Rafael Egidio Vaz, permite partilhar para o grupo Futebol Moçambicano?
Eliminar
Egidio Vaz
Carlos Cardoso
Carlos Cardoso Claro paira a pergunta oque o Senhorio la quer ? Quais sao as motivacoes que o levam para la sendo um homem de negocios , nao seria bom gerir suas emprezas .! Temos muitos com voca,coes despotivas e la nao ha espa,co para eles porque?
Eliminar
Elias Valente Langa
Elias Valente Langa Ganancioso
Eliminar
Helio A. Cossa
Helio A. Cossa bOa quextaO AmigO!!!
Eliminar
Elias Valente Langa
Elias Valente Langa Ganancioso pior que Guebuza.
Eliminar
Raúl Salomão Jamisse
Raúl Salomão Jamisse Mano EV, falou e bem disse as dotações orçamentárias podem falar mais alto que um remate para cima e disso não restam dúvidas ou se furtar do barulho na casa do povo pelos feitos durante o mandato como timoneiro das Finanças ou então ir "comer" nas calmas e sem barulho lá na FMF. É uma ideia posso estar enganado.
Eliminar
Zee Mavye
Zee Mavye Talves esta querendo fazer o que Nao fez no passado. Como um Pai que procura reocuperar o tempo que Nao passou com o filho Durante a sua ausencia. Nao olho muito no que a pessoa Nao fez, mas no que pode fazer no tempo que o resta
Eliminar
Egidio Vaz
Egidio Vaz Zee, ele pode fazer melhor como membro do Conselho de Administração da AR. É pouco? Pode recuperar o tempo melhorando o desempenho, por exemplo
Eliminar
Kuyengany Produções
Kuyengany Produções Who Let The Dogs Out...Ho Ho Hoooo!!!!!
Eliminar
Julio Da Wilka Edwin
Julio Da Wilka Edwin im waiting as well.
Eliminar
Patrona Jery
Patrona Jery Lá há dinheiro e quer colocar mais uma vez no bolso.
Eliminar
Carlos Cardoso
Carlos Cardoso O espantoso 'e que sao mesmas pessoas a ocuparem todos espa,cos de relevo complicado isso!
Eliminar
Cristiano Manejo
Cristiano Manejo Qui vergonha Moz,
Eliminar
Hermenegildo Chimarizene
Hermenegildo Chimarizene Os verdadeiros motivos, o dono ja os disse.Especular outros de acordo com os pontos de vistas dos especuladores... Nao ancho sabio.
Eliminar
Malaika Sumburane
Malaika Sumburane País do pandza vai de mal ao pior.
Eliminar
Adrian Magoo
Adrian Magoo Durante a apresentaçao da sua candidatura, ele disse que esta se candidatando porque lhe foi pedido que devolvesse a dignidade ao futebol moçambicano. Diz ele, que adepto do futebol e amante do desporto.
Duvido que saiba quantos jogadores ficam em campo numa partida de futebol.

Eliminar
Samsone Mavie
Samsone Mavie Diz-se que foi praicante de Futebol nos tempos idos, jogou no Nacional Africano, o resto nao sei !
Eliminar
Adrian Magoo
Adrian Magoo E quem o disse que todos ex praticantes devem ser dirigentes?
É para depois vir dizer-nos que a má gestao do futebol nacional foi mais um dos seus pecados?

Eliminar
Sergio Serpa Salvador
Sergio Serpa Salvador O futebol eh uma maquina de gerar dinheiro, se bem gerido! Este grupo não vai ao futebol por sensibilidade desportiva, mas quer usar oportunidades que o futebol pode oferecer para ampliar o seu imperio! Ha mão visivel dos SIDATS!
Eliminar
Marcelina Fumo
Marcelina Fumo Estamos num país de pandza, nem ele sabe o que la quer ms a ganancia é mais forte do que o bom senso
Eliminar
Marcio Morais
Marcio Morais kkkk
Eliminar
Osvaldo Ossumane Amade
Osvaldo Ossumane Amade Algo esta mal. Ta mal alguma coisa não esta bem. Alguma coisa não esta bem. Yannik Afromen
Eliminar
Belarmino Vicente Chambane
Belarmino Vicente Chambane Como Deputado da AR já estava apagado o seu prestígio e aparição na governação do País. Como presidente da FMF procura resgatar o seu poder e prestígio embora em água que não sabe nada. O poder vicia.....
Eliminar
João Almeida
João Almeida Fiz essa pergunta a alguém ligado e muito bem posicionado na estrutura do MJD e a minha pergunta foi: e estratégia do partido frelimo a candidatura desse senhor? A resposta foi elucidativa " a ânsia de aparecer nos media e enorme por parte desse sr que o leva a tudo para não ser esquecido " e assim fiquei a saber que ninguém conhece a associação que apoiou a candidatura dele. Lembrei-me de a outra nas últimas eleições de um candidato a "tudo " c o Carlos Jeque
Eliminar
Álvaro Xerinda
Álvaro Xerinda Quem vai salvar Moçambique?
Eliminar
Julio Machava
Julio Machava Isso, este homem esta remando a procura da margem mais proxima para que seja esquecido. Esta gastando o que acumulou com o poder para comprar mentes e apoios. Quer aparecer, quer viajar, quer influenciar.
Eliminar
Amad Ravia
Amad Ravia Vocês gostam de ver problemas em tudo.
O Sidat também é empresário e pode-se considera-lo também como um senhor rico como chamam o Chang. Mas na verdade não quero defender a ninguém, mas acho injusto pôr em causa a candidatura dele porque já foi governante, porque é da frelimo, oque que a frelimo tem haver com a vida do Chang aqui fora?
Qual é perfil ideal para se ser candidato a presidente de FMF?
Se ele decidir um dia começar a dar aulas também vão duvidar das suas intenções? Do tipo ele só quer corromper os seus estudantes? ou tipo ele só quer o salário?
Por favor nem, desta vez Egídio Vaz foi infeliz na sua análise

Eliminar
André Alvaro Honwana Honwana
André Alvaro Honwana Honwana Olha egidio lembras daquele velho ditado popular que estabelece o seguinte.de que o dinheiro vai once a dinheiro.....
Eliminar
Endo Atumane
Endo Atumane simples, quer continuar a roubar.
Eliminar
Rodrigues Tembe
Rodrigues Tembe Não há dúvidas que há um gato aqui.
Eliminar
Jeck Simao Nguenha
Jeck Simao Nguenha O ultimo paragrafo foi bem derecionado a todos elex e muito estranho mexmo
Eliminar
Dinis Bernardo
Dinis Bernardo Ha uma previsão de um grande investimento no futebol nos proximos anos.Manuel Chang de futebol nao entende nada alem disso a modalidade de basquetebol conheceu momentos altos no ano passado no pavilhão de Maxaquene nem se quer la foi vimos o senhor Aires Ali,Lucilia Hama,com Marcelino dos santos...Mais nada nao disse
Eliminar
Rogerio Antonio
Rogerio Antonio Eu ja tinha escrito um artigo que fala deste assunto....... No atual estagio em que o futebol Moçambicano encontra-se não precisamos de amadores, mas sim pessoas capazes de melhorar e avalavancar o nosso futebol além fronteiras, esta pretensão de Manuel Chang em ser Presidente da FMF, cheira-me à uma ambição desmedida, inoportuna, injustificável, pra quem já foi Vice-Ministro da Finanças e duas vezes Ministro do mesmo pelouro e actualmente a chefiar a comissao do Plano e Orçamento.
Eliminar
Dino Tualufo
Dino Tualufo Estamos entregues é algo para lamentar mesmo.
Eliminar
Lino Quissico
Lino Quissico ... disse numa reportagem,a cho que foi a stv que passou na altura...que ele aceitou o desafio feito por alguns percursores do futebol moçambicano...agora minha duvida é sobre esses senhores do futebol... quais são os outros candidatos de peso... se se fala tanto da juventude em frente da liderança... será que não há jovens disponiveis a assumirem este cargo...Será a juventude esta tao mal como o proprio futebol... Ademais... o Ex Ministro das Finanças e hoje economia e finanças é deputado e reformado do Estado o que vai fazer naquela missão que acho crucial e quase impossivel por que o desporto moçambicano vai de mal ao pior... As grandes escolas de futebol (academica, Desportivo e maxaquene e Estrela vermelha quase ou nada fazem por que nao ha incentivos). Conciliar AR e FMF acho possivel, mas o CHANG vai precisar de ir de uma equipe seria de trabalho...
Eliminar
Caly Aquário Quente
Caly Aquário Quente Gostei o desfecho e dizer k o Rosa ja ganhou esse escrutinio, nas como vai concorrer com a frelimo k todos conhecemos podemos esperar tudo.
Eliminar
Zé Joel
Zé Joel Eu estou convicto que o manifesto eleitoral será determinante para o esclarecimento de muitas das zonas de penumbra em volta da candidatura do Dr Chang, a confirmar-se que a maior motivação por trás desta investida é o facto de as antigas glórias do futebol nacional!Tomás Nguana, Gravata, G. Vaz,A. Salvado, .Americano etc) estarem a ser alvo de exclusão por parte dos atuais timoneiros da FMF podem crer meus caros que Dr Chang só poderá ganhar as eleições por meios obscuros. Não se pode admitir que o responsável maximo do futebol seja apenas um representante sénior de interesses privados e restritos, de um certo segmento da sociedade futebolistíca.

Nós queremos um presidente que seja representante do interesse geral do desporto rei a escala nacional, um presidente que seja capaz de dar respostas às questões mais candentes do futebol à escala nacional e não à um comunidade localizada ávida do pão de todos e de protagonismo fútil. Por esta e outras, urge, no melhor interesse dos amantes deste desporto, que o canditado em análise, apresente em escrito e em forum oficiais a sua real e objectiva agenda para o futebol nacional. Tenho dito.

Eliminar
Jorge Ferreira
Jorge Ferreira Nunca fez nada,pelo desenvolvimento do Desporto.Quer ser presidente da FMF!Para quê?Sacar $ da FIFA?Viajar á conta?Vai-te esconder Chang!Nós não esquecemos o seu arrependimento de divulgar a riqueza há uns anos,numa entrevista ao Savana.
Eliminar
Eddy Waku Lombëla
Eddy Waku Lombëla Acho que ha muita mola a dormir ns cofres da FMF e alguém soltou o segredo pra ele, e cmo um estratega em desfalques pensou emtrar d imediato para a corrida rumo ao saque dos msmos!
Eliminar
Abel Zico
Abel Zico Eusebio, que Deus o tenha, um dia disse numa breve entrevista, e passo a citar: "em muitos paises africanos, como caso de Mocambique, o desporto nao anda porque os dirigentes desportivos nao sao amantes do desporto, nao conhecem nem sentem o desporto, apenas estao la por fins meramente financeiros, razao pela qual nao dao passos largos". Fim de citacao. Eh caso so para dizer, EH UMA LASTIMA.
Eliminar
Egidio Vaz
Egidio Vaz Vamos deixar isto acontecer, depois de lermos? De quem é a culpa? Como os.dirigentes são eleitos? Como se pode emular a meritocracia?
Eliminar
Abel Zico
Abel Zico As associacoes sao muito manipulaveis, muitas delas acoplam-se aos interesses de algumas alas do poder...Nao sao diferentes das Organizacoes da Sociedade Civil, muitas delas, que pela suas fraquezas estruturais e interesses politico-partidarios ate apenas uma so pessoa consegue passar candidatura de alguem para presidente da CNE. Todo sistema esta alienado mano Egidio Vaz e infelizmente o processo de desalienacao ainda afigura-se distante. Eu penso que o maior desalienador devia ser a consciencia das pessoas, um pouco de moral, etica e respeito pelos demais...O Chang parando por 1 minuto, reflectir o que ele na verdade pode fazer ao futebol em Mocambique podera cair em si, mas como tenho tido isso tambem falta e muito nos dirigentes da minha patria amada.
Eliminar
Rogerio Antonio
Rogerio Antonio O problema meu querido Vaz, eh que nos nao temos direito a voto, simplesmente as associaçoes provinciais, tens alguma sugestao para impedirmos esta pretensao deste Sr Chang?
Eliminar
Sefo Assane
Sefo Assane Gerou discussao com meus colegas quando perguntei o que e que ele quer ali????????????? Gostaria de entender
Eliminar
Angelo Francisco
Angelo Francisco ... ou seja, Bem Dito.
Eliminar
Buanamade Lupagire
Buanamade Lupagire Meus caros amigos, se o Dr. Chang gosta de futebol porque ele nao se candidata a presidencia de um dos clubes do Mocambola que estao a precisar por demais de um manda chuva (rico) para resolver os seus problemas, como acontece noutros paises em que estes investem as suas fortunas em alguns clubes. Mas este nosso manda chuva perfere estar na federacao onde as suas contas serao todas pagas pelo estado. A pergunta que nao quer calar, afinal de contas o que esse ricaco quer mamar na FMF?
Eliminar
Emilio Maueie
Emilio Maueie Egídio, inicialmente eu vi esta candidatura com "bons olhos", na medida que via neste candidato, uma "ponte" entre o futebol e a política, isso porque, como se tem dito, tudo depende de boa vontade política. Assim, alguém que conhece as possibilidades do governo, pode dar algumas insistências para decisões políticas favoráveis ao futebol. Bom, pode ser que eu esteja equivocado.
Eliminar
Jorge Ferreira
Jorge Ferreira Está mesmo equivocado,amigo Emílio.
Eliminar
Jorge Ferreira
Jorge Ferreira Os Dirigentes das A.de Futebol,sempre foram corrompidos para votarem.Vidé o actual Presidente.Nenhum governante,desde a Independência quis saber do Desporto.Daí a situação em nos encontramos.
Eliminar
AG Fortes
AG Fortes Assunto!
Eliminar
Emilio Maueie
Emilio Maueie É por causa disso Jorge Ferreira que, para mim, Chang seria uma "viragem" em relação à esse cenário, ainda que seja pra enganar.
Eliminar
Arnaldo Bernardo
Arnaldo Bernardo curto e grosso Egidio Vaz gostei do teu comentario, nao lia um destes muito tempo. concordo contigo.
Eliminar
Arnaldo Bernardo
Arnaldo Bernardo curto e grosso Egidio Vaz gostei do teu comentario, nao lia um destes muito tempo. concordo contigo.
Eliminar
Mateus Torres
Mateus Torres mas e sério mesmo, e preciso um debate sério
Eliminar
Ebenezer Eben
Ebenezer Eben Infelismente ele vai ocupar o cargo! Ja sabemos pk!!!
K pena de Moz!

Eliminar
Arao Rivas Maposse
Arao Rivas Maposse NÃO TENHO PALAVRAS, SO ACONTECE EM MOÇAMBIQUE, TRISTE OUTRAS GERAÇÕES PODERÃO VER MOÇAMBIQUE SEM ESSA SUJIDADE.
Eliminar
Elecas António
Elecas António tud vai de mal a pior......
Eliminar
Dimas Xavier
Dimas Xavier E' tudo boladas,uma vez neste pais tudo e' bolada
Eliminar
Eryk Mabunda
Eryk Mabunda na epoca do partido unico a FRELIMO era tida como guia do povo, sendo as suas decisoes tidas como de interece nacional, hoje com o multipartidarismo, o partido frelimo continua com o mesmo ideal.

Mudaramse os tempos mas nao os ideais

Eliminar
Mateus Benur
Mateus Benur SR.EGIDIO NAO SABE MESMO?NAO ACREDITO. È ASSIM DEUS LANÇOU OS CORAÇÕES DE DIFERENTES ESPECIES DO MUNDO , CADA UM LEVOU O K LEVOU. MAS TAMBÉM MUITOS APOIAM E MANTEM SE EM ANONIMATO. MINHA OPINIAO
Eliminar
Evaristo Cumbane
Evaristo Cumbane Apoiado EV
Eliminar
Cremildo Fondo
Cremildo Fondo Meu ilustre vaz,este pais de patria amada nao tem nada.o chang nao se conforma cm as megalhas k se receb na AR,no FMF servio de refugio onde ele ira roubar ao seu gosto,no ar nao tem como,se nao os 100nto e pouco k ira ganhar.ganancia pelo dinheiro nao pelo trabalho
Eliminar
Nelson Junior
Nelson Junior SE,o Chang tivesse sido ministro da Finanças na Europa,Canada ou Estados Unidos da America estaria ele hoje a "jazer" na cadeia,pois,este senhor directamente ou indirectamente permitiu que o sistema financeiro de Moçambique "andasse" paralelamente com o sistema financeiro da mafia Moçambiqcana...nao me venham ca dizer que ele nao sabia o que se passava ou que se passa no mundo sujo das finanças sujas moçambicanas....Bem disse,o nosso amigo,o Sr.Egidio sobre a questao de EMATUM,mas ha o caso da compra dos navios franceses e tantos outros...para nao falar das comissoes ganhas por estes ministros e outras entidades do governo...O sistema bancario está todo ele penetrado pela mafia dos monhes e dos chineses...O Chang enriqueceu a Frelimo e os frelimistas- e nao é por acaso que ele ficou la por muitos e muitos anos...Quer se envolver no mundo de futebol !!!!!....Francamente...Só na terra de bananas
Eliminar
Wamba Muthine
Wamba Muthine Sabe que eu pensava que esse Manuel Chang candidato à presidência da FMF fosse homónimo do ex ministro. Afinal é o próprio? É caso para dizer yooo tataneee.
Eliminar
Egidio Vaz
Egidio Vaz é o proprio meu caro
Eliminar
Armando Pedro
Armando Pedro Encomenda!
Eliminar
Egidio Vaz
Egidio Vaz Pelos vistos ainda não é possível dizer porquê o Chang quer ser também presidente da FMF. Ninguém consegue trazer uma simples citação dele, ou um legado seu em prol do futeblo Moçambicano. Está tão dificil assim?
Eliminar
Lino Quissico
Lino Quissico Não esta dificil Egidio Vaz, ainda estão na engenharia dos processos agora... oxalá... o manifesto sejá factivel e ñ sensancionalista de promessas que depois irão se esconder na teia da aranha como muitos fazem...
Eliminar
Saide Jacinto Ali
Saide Jacinto Ali Vamos ter um joven sem futuro por causa desse grupo de frelimistas,quando eu penso nessas coisas minha cabeça quase explode
Eliminar
Bertil Amade
Bertil Amade Me parece que com essa atitude o Chang deve ser o mais arrogante e ambicioso que o próprio ex-chefe dele. Para a boa reputação dele eu acho que de livre vontade renuncie essa intenção de querer se candidatar a presidência da FMF. Dêa espaço aos outros camarada.
Eliminar
Elísio Muahave
Elísio Muahave esta dificil analizar
Eliminar
Armando Tomas Fernando Fernando
Armando Tomas Fernando Fernando Na federacao nacional do futebol tem um saco azul ,onde changue quer aproveitar ,como deputado o que ganha em mizeria
Eliminar
Manganhe J. Vicente
Manganhe J. Vicente Os paradigmas mudaram, Dr Egidio Vaz!
Desde a vitória do capitalismo sobre o socialismo ou comunismo, jamais foram os POLÍTICOS profissionais a dirigir os Partidos e o Governo, mas sim burgueses, com o objectivo de alavancar suas economias pessoas bem como dirigir o próprio negócio através do estado.
Os burgueses são homens ideais, entendem política, entendem negócios, entendem futebol, entendem tudo até mesmo a Religião. Por isso os vemos em todos os lados: nos domingos são Pastores e apóstolos, nos sábados são gestores turísticos, nos sábados são presidentes e dirigentes do futebol. Eles sabem tudo. E onde estão são sempre, os mais altos dirigentes.
Já agora: com todo respeito, com o empresário Faizal Sidat o que é que o nosso futebol ganhou? Caos na LMF?!

E agora, o deputado Manuel Chang já serviu muito a não. Estamos gratos. Agora, Please retira sua candidatura, para o bem da nação e para a paz da sua família.
Amen

Eliminar
Jose Pinto
Jose Pinto Isso chama se. Ganancia demais. Nao lhe chega salario que auferi no parlamento.
Eliminar
Azarias Chihitane Massingue
Azarias Chihitane Massingue O que para mim, o discutivel é compatibilidade das tarefas. A disponibilidade do tempo. Não sei se o presidente da Federaҫão trabalha nela a tempo inteiro. Mas sabe se como funciona o nosso Parlamento. Sobre as suas ligaҫões com o desporto, se foi praticante ou nao (ja se disse que foi em equipas que muitos comentadores aqui não conheceram), é muito pouco relevante, dado que o desporto não constitui uma familia monotona. Existem pessoas que eram muito conhecidas quando praticantes mas que depois de se retirarem dos campos desapareceram completamente. Os mais velhinhos recordam de nomes dos irmaos Siquice (Luis e Ramos) do Gil Guiamba, só para citar alguns. Também existe o oposto, pessoas que aprecerem no desporto já “madalas” só pra o dirigismo ou como treinadores e sairam se muito bem. Este ultimo caso, não preciso citar nomes, qualquer comentador, se diz o que realmente sabe, conhece varios e, é a maioria. Sobre o oportunismo, penso que temos que comeҫar aprender deixar de passsar a vida a enxicalhar pessoas. As pessoas são julgadas por aquilo que fizeram e não por aquilo que parecem. Não podemos professionalizar calúnias nem exaltar os caluniosos. Por ultimo, dizer que o ser politico ou gestor publico não significa estar desligado das questões emoncionais. Se Perguntarem hoje o PR, qual é a sua equipa, a possivel resposta todos sabemos.
Eliminar
Jose Pinto
Jose Pinto Nosso futebol ja e doente e queremos medico que pode confundir paracetamol com sabe se onde que. Fuck querem estar em todos os sitios a comandar. Fuck
Eliminar
Wamba Muthine
Wamba Muthine Teria ele algum manifesto?
É por isso que políticos eu detesto.
São ambiciosos para o caraça
Habituaram viver de graça.

Eliminar
Ismail Momad
Ismail Momad todo o politico,merece uma 2 chance.
Eliminar
Nelson Junior
Nelson Junior Talvez eu esteja errado -o Chang tem "tentaculos" no mundo de dinheiros e contratos sujos....Sabe-se de que o Estado Moçambicano tem pouco financiando o mundo de desportos e em particular o mundo de futebol....A presença do CHang no mundo de futebol pode assegurar e garantir aos donos de dinheiros sujos que podem "investir" no futebol...quer transformar o futebol numa "maquina" de fazer dinheiros....O Chang quer envolver-se no mundo de futebol com objectivos economicos e financieiros ao longo prazo...O Chang quer transformar o futebol numa industria assim como é na Europa...mas,este é um plano de longo prazo...O Chang nao é estupido.....e adora o cheiro de dinheiros....tudo isto,no fim ao acabo é questao de fazer mais dinheiros usando o futebol...
Eliminar
Badru Suamado
Badru Suamado A quem diga que eh uma das areas ideais para a lavagem da mola!
Eliminar
Samuel Miquisseni
Samuel Miquisseni Vamos deixar nas maos do DEUS altíssimo.
Eliminar
Hilario Afonso Tomo
Hilario Afonso Tomo Fu Cheng....KKK...
Eliminar
J Edgar Hoover
J Edgar Hoover é a bolada do futuro, um zuuummmmmmmmmzummmmmm, que vao transformar os clubes de futebol em Sociedades Limitada
Eliminar
Chitamef Chiraf
Chitamef Chiraf A mim , mais me parece uma lavagem cerebral aos inquisitores...
Eliminar
Oskar Zucula
Oskar Zucula O Manuelito...Sentiu xeiro de dinheiro na federaçao
Eliminar
Luis Munguambe
Luis Munguambe Nepotismo da Frelimo. Ponto final
Eliminar
Joao Manenga Mapande Mapande
Joao Manenga Mapande Mapande Fazer oquê,dinheiro vai ond ha dimheiro,isto é mesmo levar um vizinho xcolar para dar aula pork vive ai perto!
Eliminar
Joao Cabral
Joao Cabral Vamos ter jogadores e treinadores CHINESES!!
Porque estadio, ja temos!
Prestacao de contas, tambem vira em chines, como sempre tem sido! Por isso, nao conseguimos ver!
Apoiado Egidio Vaz

Eliminar
Lourenco Jose
Lourenco Jose De entre tantas intenções, De certeza k vai nascer mais uma Liga Desportiva Manuel change
Eliminar
Tony Ciprix
Tony Ciprix Confundir ser sapateiro com o ser enfermeiro, por ambos usarem agulha dá nisso. Razoes, Egidio Vaz? Por enquanto somente especulacoes. Estranho e intrigante é!
Eliminar
Rosario Cumbane
Rosario Cumbane Esta esmola é täo maior que mesmo o pedinte faminto pode duvidar e atè recusar. Eu estou tonto,näo hà praticantes d desporto neste paìs com competências para tal? Obrigado Dr Egidio Vaz por dspertar as consciências.
Eliminar
Misael Junior Assubige
Misael Junior Assubige Analise perfeita, eu também acho que existem motivações Extra-Futtebol...!
Eliminar
Alberto Bache Chango
Alberto Bache Chango Meus amigos analise que eu faco sao simples;vejam que Manuel Chang e' homen de negocios sejam eles sujos como nao;saibamos que sendo dirigente desportivo tem isencao de taxas aduaneira;selecoes quando viajam nao sao confiscados os bens,por ai negocio sujo tambem pode andar.
Eliminar
Eusebio Zelio
Eusebio Zelio o poder e um ciclo viciozo
Eliminar
Amad Canda
Amad Canda O que está em causa, julgo importante esclarecer isso, não é o facto do indivíduo ser político. Questiona-se, sim, a intenção do Chang, em função da sua conduta.
Um homem que esteve na vanguarda de negócios sujos, e que custarão caro à todos nós - tal é o caso da Ematum - não pode ser digna de confiança.
A história sentenceia, e é com base nela que esgrimimos estes argumentos. Não podemos permitir que o nosso futebol esteja em mãos de quem só se preocupa em elevar o status individual em troca da ruina colectiva
Não!

Eliminar
Claudio Rofino
Claudio Rofino Eu até prefiro Chando o antigo Guarda redes do Desportivo de Maputo, ou Tico Tico, Calton Banze o esposo daGoverdadora de sofala e mais estrelas....
Eliminar
Joaquim Tesoura
Joaquim Tesoura A base de apoio e de ex desportistas de renome...vamos acreditar, apoiar...haver vamos.
Eliminar
Mário Suale
Mário Suale Esses monstros estão em todo lado, até parecem Ronaldo e Messi
Eliminar
Roque King Malaia
Roque King Malaia Eis a questão.
Eliminar
Saka Khulonga
Saka Khulonga Amei essa
Eliminar
John Wetela
John Wetela E dificil
Eliminar
Rosmina Momade
Rosmina Momade É MUITO SIMPLES Egidio Vaz
ELE VAI LEVAR TODA RIQUEZA DUVIDOSA PARA O TÚMULO

Eliminar
Rosmina Momade
Germano Mutane
Germano Mutane Esperemos para ver o manifesto dos candidatos...como meros espectadores e comentadores ..
Quem elege são os clubes através das associações provinciais que,só ao que parece ,muito delas são dirigidas por pessoas que deixam muito a desejar...idem para os clubes...seria ingenuidade pura e até maldosa acreditar que as eleições na FMF serão diferentes....É tudo duvidoso....

Eliminar
Nelson Junior
Nelson Junior Uma simples pergunta a todos leitores e comentadores: aonde é que viram ou ouviram de que um ex-Ministro das Finanças transformou-se em presidente da federaçao nacional de Futebol???...Tudo isto cheira muito muito mal...e é muito dificel de interpretar...Mas,como sabemos,é sempre sempre dificel de interpretar o pensamento de um boss de mafia.........
Eliminar
Nelson Junior
Nelson Junior PS! Porque os jornalistas e fazedores desportivos mantem o silencio??....por que sao quase todos eles uns sujos lambebotas...
Eliminar
Ilidio Da Silva
Ilidio Da Silva Caro Egidio Vaz, pelo teu post depreendo que detens muita informacao valiosa sobre os investimentos por parte do estado feitos ao nivel do desporto nos ultimos anos. É de facto um assunto que me interessa no entanto nao sei onde buscar essa informacao. De facto gostaria de poder afirmar com dados concretos qual foi o investimento no desporto pelo governo de Guebuza e dai tirar as minhas ilacoes. Desde ja o meu Kanimambo pela informacao.
Eliminar
Joaque Muchanga
Joaque Muchanga Isto significa egoismo, deixem os ex-jogadores dirigir o desporto e nao os politicos! Para mim o sr. Chang nao é ideal, por favor, nao é assim como o desporto pode desenvolver.
Eliminar
Eusebio Jose
Eusebio Jose Ha negocio de tras desse interesse, o futebol da mto dinheiro nao seria jovidade ouvir q ja tem uma empresa de fabrico de equipamentos desportivos, se nao for isso vao para saquear o orcamento alocado a FMF...
Eliminar
Juma Basilio
Juma Basilio A resposta é uma e única: GANANCIA
Eliminar
Joao Saia
Joao Saia Mas um sabotador ao futebol nacional,quando ministro nao deu atencao ao futebol e agora quer abocanhar
Eliminar
Eduardo Santos Mapata
Eduardo Santos Mapata Sempre o grande egidio vaz ...a dispertar a nossa consciencia.bravo
Eliminar
Dante Andrade de Sousa
Dante Andrade de Sousa Este governo ja demonstrou com A mas B k a opniao publica nao lhes tira o sono... A pergunta simples pk nos cargos importantes sempre deve ter alguem do partido vermelho sera k so eles tem pessoal capacitado? Logo agora k se levanta a despartidarizacao do estado aparece um estadista a concorrer FMF...nosso futebol ja sofre com influencia dos gravatados e embarrigados mesmo sem a presenca directa deles imagine k caos sera kdo o chines la estar?
Eliminar
Mukandhisseka Brito Júnior
Mukandhisseka Brito Júnior Caso ele vença. .. não será obrigado a renunciar o cargo de Deputado? Parece que tal como AR a Federação também vive de OG... não vai ferir a lei? Bom, pouco entendo de leis... Abraços Mbuia Egidio Vaz
Eliminar
Adriano Alfaia Joia Dos Santos
Adriano Alfaia Joia Dos Santos Concordo com Egidio Vaz!! Eu ja questionei a algumas pessoas mas com seu texto esta mais claro que esse nao deve ser o melhor o candidato. E ele na sua esplanacao disse uma coisa caricata!! "Eu nao trabalho, formo equipas de trabalho, ha muito jovens por ai" Se ele nao trabalha porque eh que se candidata, ai deve se candidatar quem vai pensar sobre o desporto e tera que estar envolvido!!
Eliminar
Sandro Issufo
Sandro Issufo Sinceramente, julgo que o Dr. Chang poderá ser uma boa aposta para alavancar o nosso futebol, a sua experiência em gestão e facilidade angariação de apoios poderá constituir uma mais valia. Já tivemos homens do futebol que não conseguiram gerir a FMF, ex: o respeitoso Sr. Mário Coluna, que em 10 anos não logramos uma única vitória. Prefiro esperar para ver....
Eliminar
Zacarias Rosalina
Zacarias Rosalina Abra os olhos
Eliminar
Sandro Issufo
Sandro Issufo Sr. Zacarias, não sou apologista de criticar simplesmente para não ficar calado....e preciso apredentar argumentos válidos.
Eliminar
Jorge Antonio Calane Kito
Jorge Antonio Calane Kito Ele vem criar o EMAFUM FC
Eliminar
Pedro de Sousa
Pedro de Sousa Antonio brito, ele proprio explicou k n havia cnflito cm a lei de prbdad publika. Porem, n sendo jurista, entendo k cnflito ha sim senhor. Pork o deputado fiscaliza a accao do governo (ministerio de desporto) ond sr chang vai trabalar e aond vai se fiscalizar pexoalment...
Eliminar
Vassili Vassiliev
Vassili Vassiliev Quem tem o futebol consigo tem o POVO. Ja os antigos romanos o sabiam, porque nao a FRELIMO? Chang ja deu provas de ser comissario-politico quando e preciso. Mesmo com o seu passado de futebolista de peladinhas ali naquele campo junto do Ferry-Boat.
Eliminar
Majaua Nhampa
Majaua Nhampa Boa observacao Dr e muito triste o que estes governantes fazem com este pais.Como se pais nao tivese mais profisionais.
Eliminar
Julio Bernardo Magenge Magenge
Julio Bernardo Magenge Magenge Estranho, dos mais de 100 comentadores todos sao homens.
Eliminar
Kota Arone Lavanhane
Kota Arone Lavanhane essa foi uma escolha errada
Eliminar
Hamilton Baloy
Hamilton Baloy Já me fiz a mesma pergunta várias vezes entretanto. Lembrei de estar num país em que o poder político e poder econômico estaõ misturados nada a fazer.

Quero falar em defesa dos antigos jogadores e dos jornalistas.
Moçambique não é e nunca foi um lugar para pessoas frontais. Pelo poder político. Económico e influência do próprio Chang o silêncio é o melhor caminho

Eliminar
Wale Kaya
Wale Kaya Concordo c algumas opiniões, mas urge perguntar, quando o actual presidente da fmf, assaltou a instituição e até tirou lágrimas após ser eleito, onde estávamos p criticar tanto k nunca li um passado desportivo k o torna se elegível p o cargo...o futebol é p gente c capacidade de gestão e nao simples candogueiro da esquina. ..
Eliminar
Rui Chilengue
Rui Chilengue Ilustre Egidio, concordo com a sua indignação. O que mais me preocupa é ver pessoas como o "Tico-Tico" e outros a misturar-se com essa palhaçada. Preocupa-me ainda, o facto de as diversas associações, sendo as únicas entidades com poderes para elegerem a direcção máxima da Fereração do Futebol do país estar compostos por pessoas fáceis de ser corrompidas. Vimos isso, quando foi "eleito..?" o actual Presidente.
Eliminar
Tomas Mujovo Mujovo
Tomas Mujovo Mujovo Acredito que ha muito dinheiro que precisa ser legitimado....Se calhar a FMF e o lugar certo.....
Eliminar
Dias Tembe
Dias Tembe Esse senhor se vê agastado para estar a ouvir balbuceiras dos seus camaradas na escolinha do barulho e agora quer encontrar um socego na FMF, lugar onde vai comer sentado, sem barrulho com ninguém e com direito e liberdade para convocar conferêcia de imprensa...
Eliminar
Arlindo Chissale
Arlindo Chissale Opa! Acho que e pura e simplesmente para encomendar mais roupa desportiva com cores encarnadas.

Aliás, acho que estamos a 'angolinizar' o nosso desporto pois, em Angola, a acções da imprensa e outros sectores chaves ora de interesse nacional, foram comprados por nacionais com poderes... Com o único fim: FALIR E ATÉ BANIR OS SERVIÇOS OUTRORA LICENCIADOS PELO ESTADO...!

Eliminar
Chir Acacio
Chir Acacio Nao porque esteja ligado mas, a Comissao dos Assuntos Constitucionais, Direitos Humanos e de Legalidade da Assembleia da Republica realizou, ha 4 dias, uma audiencia com o Ministro da Juventude e Desportos para se avancar com uma Lei que visa estabelecer que o desporto em Mocambique renda dinheiro. Ou seja, o governo pediu a AR para autorizar um regime juridico das sociedades anonimas desportivas. Essa Lei vai conferir capacidades para que clubes, associacoes e federacoes desportivas se tornem num negocio que possa gerar lucros para a sua sustentabilidade financeira.
Durante a audiencia, Nkutumula afirmou se tratar de uma pratica em que o desporto passa a ser um comercio e, por conseguinte, geradora de lucros que o governo entende ser imperioso a criacao de um regime juridico que viabilize esse desiderato.
Entao, a entrada "triunfal" do Chang na FMF deve estar ligado a isso? Sendo que se trata de um bom gestor... ou seja, ele quer usar a FMF de plataforma para, a posterior, passar para outro cargo superior? Mas, que tem de ver a tal lei com a entrega do Chang no futebol? Porque nao foi logo, ou para o Fundo de Promocao Desportiva? ou para Instituto Nacional do Desporto, ou em outras andancas? (Ah! essas instituicoes estao directamente ligados ao Governo e, sendo que a sua figura estaria directamente ligada ao executivo, prefere estar ligado a FIFA?)

Eliminar
Cesar Macamo
Cesar Macamo Tambem ja se diz que ele foi jogador de futebol. Talves tenha sido nos tempos que eu nao acompanhava o futebol nacional, cotudo acompanho o futebol nacional desde os tempos do Nuro Americano e nunca ouvi falar de nenhum futebolista chamdo Manuel Chang. Opaaaaa, sao coisasssss
Eliminar
Karla Rapdiva Rapdiva Rapdiva
Karla Rapdiva Rapdiva Rapdiva Coisas d vergonha km nomes grands no nosso dsporto ntxa....
Eliminar
Antonio Urbano
Antonio Urbano Não sei porquê me ocorreu isto; "The Big Brother"
Eliminar
Paulo da Conceição
Paulo da Conceição Egidio Vaz a culpa é de quem o "acompanha" , esses que andam a volta dele. Ele nem vai ser o boss mesmo, outros vão andar aí que nem cães de raça domados e treinados. Não me revejo em algumas figuras que andam coladas a ele.... pensei quisessem o desporto nos píncaros mas, a agenda paralela deve ser mais apetecível.
Eliminar
Paulo da Conceição
Paulo da Conceição César eu também joguei e nunca se ouviu falar de mim.... Era"Banqueiro" 😂😂😂🙈🙈🙈😜😜😜
Eliminar
Chalaman Charles Murato
Chalaman Charles Murato Não aguentei com os comentários. Contudo, mesmo depois de aprovado o orçamento geral de estado, existe défice no tesouro. Qual será a razão. Creio eu que estamos a falar da mesma coisa. Tanto dinheiro foi saqueado no governo passado que muitos nem imaginam. Ademais, saibam que estamos em tempos difíceis e muitos ainda vao me dar razão.
Eliminar
Henriques Mondlane
Henriques Mondlane Se reclamamos que nao temos resultado no futebol porque nao encontramos pessoas certas para dirigir entao acho que deve se escolher pessoas do desporto,nao se pode escolher so' pelo suporte que o candidato tem,mas sim por ser constituida por pessoas com sensibilidade desportiva profunda nao superficial.please futebol para os futebolistas e politica para os politicos.
Eliminar
Pedro Ingles
Sebas Langa
Sebas Langa Ha gente que sabe criar confusao nas pessoas infelizmente ha quem os dá ouvido,que pena...
Eliminar
Rui Julio
Rui Julio Meus caros, não basta apenas ter ou não ter um passado histórico como futebolista para dirigir os destinos da FMF. Mario Coluna ficou anos na federação mas que ganhos teve o nosso futebol? Apenas relva sintética!!!!! Mais: Sempre que fosse abordado pelos jornalistas limitava-se a responder "Não sei, perguntem ao Gafur". Aliás, Moçambique perdeu a oportunidade de organizar o CAN 2010 porque Coluna saiu a praça pública dizer que não votaria no Issa Hayatou (presidente da CAF) nas eleições da FIFA. OUTRO CASO: Shafi Sidat tambem presidiu a FMF sem contudo ter um passado "famoso" pelos campos de futebol e vimos to do futebol a ser associado aos negocios da familia Sidat: Sidat Sport vendedor exclusivo das "roupas" dos Mambas, todo material de escritorio usado na federação era comprado na (sua) papelaria académica. Mário Guerreiro foi outro que presidiu a federação com uma gestão danosa e que é do conhecimento de todo mundo.quanto ao Chang? Egídio Vaz disse muito bem que ele é um homem rico. Ainda bem, ele não irá para se "servir" financeiramente. Já demonstrou por longos anos que tem capacidade de gestão nos cargos que ja ocupou para além De que sua candidatura é apoiada por pessoas que "conhecem" futebol.
Eliminar
Serrote Madeira
Serrote Madeira Estamos a "experimentar", mesmo depois 40 anos como independentes!!!
Eliminar
Fidelia Chemane
Fidelia Chemane Pois, a mim tambem faz muita confusao. Nao me recordo de o ter visto entusiamado com o desporto de uma forma geral e com o futebol em particular. Sendo ele um amante do desporto, o minimo que poderia ter acontecido seria ve-lo nos eventos ou saber do seu esforco em assegurar verbas para promocao do desporto. Nao 'e normal que nao tenhamos assistido a nenhuma manifestacao genuina dessa natureza. Nao vejo nada de errado num ex ministro candidatar se a esses lugares, mas tem que ser alguem a quem reconhecamos alguma paixao, entusiamo ou compromisso com o sector. De contrario estamos condenados e levantam se duvidas, sim, sobre a genese e mobil desse interesse.
Eliminar
Wilim Raul
Wilim Raul Afinal d verdad tudo ta partidarizado! Onde andam os ticoticos, armando sa, os chiquinhos conde, semedo, joao chissano,os dario monteiro, etc. O k ta acontecer msm? So podem ser politicos e comerciants? Cmo e' k ticotico recuo da candidatura? Jogo sujo...

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook