quinta-feira, 5 de maio de 2016

Presidente português diz que vai informar-se sobre convite a Dhlakama


Listen to this post. Powered by iSpeech.org
MarceloRSousaO Presidente português confirmou hoje que se vai reunir com os partidos moçambicanos durante a sua visita a Moçambique e disse que se vai informar sobre o convite ao líder da Renamo para o jantar de sexta-feira.
Durante uma visita à Escola Secundária Estrela Vermelha, em Maputo, questionado pelos jornalistas se Afonso Dhlakama foi convidado para esse jantar que Portugal vai oferecer no final da sua visita a Moçambique, Marcelo Rebelo de Sousa respondeu: "Não sei, vou saber".
Depois, disse que "é Moçambique quem indica a lista dos convidados, portanto, é porque as entidades moçambicanas indicaram o nome", acrescentando: "Quem escolhe a lista é Moçambique, mas eu vou saber".
Questionado sobre a abertura manifestada pela líder parlamentar da Renamo, Ivone Soares, para uma mediação de Portugal à crise político-militar em Moçambique, o chefe de Estado português disse que não ouviu as suas declarações, "porque estava noutras funções".
"Mas, como vou ter oportunidade de falar com os partidos, e também com ela, entre hoje e amanhã [sexta-feira], depois direi qualquer coisa", acrescentou.
A notícia de que o líder da Renamo consta da lista de convidados para o jantar que o Presidente português oferece na sexta-feira no hotel Polana, em Maputo, foi avançada hoje pela SIC, que adiantou que o seu nome foi indicado para a lista de convidados pelo Presidente moçambicano, Filipe Nyusi.
Fontes diplomáticas confirmaram à Lusa que o líder da Renamo - que permanece "em parte incerta", devido ao conflito no centro de Moçambique - está entre os 50 convidados indicados pelo Governo de Moçambique para o jantar de sexta-feira, assim como o líder do terceiro partido da oposição, o Movimento Democrático de Moçambique (MDM), Daviz Simango.
Contudo, uma dessas fontes desvalorizou a indicação do nome de Dhlakama, considerando que, por razões protocolares, o líder do maior partido da oposição teria de estar sempre na lista de convidados.
Entretanto, a líder parlamentar da Renamo disse à Lusa que Afonso Dhlakama gostaria de jantar e trocar impressões com o Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, mas está impossibilitado.
"Das razões que muito bem se sabe ele está na Gorongosa [centro] impossibilitado de poder estar aqui [Maputo] e cumprimentar o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa e isso cria algum constrangimento", afirmou Ivone Soares, acrescentado que a Renamo gostaria que o encontro acontecesse "não só pelo jantar em si mas para trocarem impressões".
Lusa – 05.05.2016

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook