quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Discurso de Basilio Muhate que deve ter precipitado a sua queda!

Feed de Notícias

Discurso de Basilio Muhate que deve ter precipitado a sua queda!
INTERVENÇÃO DO SECRETARIO GERAL DA OJM, BASILIO MUHATE, DE ABERTURA DA IIIª SESSAO DO COMITE CENTRAL DA OJM
É com muita honra que hoje, aqui, nesta bela e sempre prazeiroza província de Maputo, na sua capital Matola, nos reunimos em total obediência aos nossos dignos estatutos, na nossa terceira sessão do comité central da nossa seiva da nação, OJM, para em conjunto compulsarmos o nosso país e a nossa juventude.
Desejamos desde já as boas vindas aos membros do Comité Central e convidados provenientes de todas as províncias do nosso país.
Honra-nos a presença nesta cerimónia do Presidente do nosso glorioso e vitorioso partido FRELIMO, o camarada Presidente Armando Emílio Guebuza. Desde a realização da nossa última conferência Nacional em Ulóngue em Novembro de 2010 que sempre aguardamos ansiosamente por este momento honroso.
Camaradas
A presente sessão do comité central realiza-se num ano em que a história e o presente se cruzam e um futuro vitorioso impõe-se rapidamente projectar, em ambiente de festa e alegria, mas também de reavivamento do nosso compromisso para com o nosso povo, pátria e partido.
Celebramos neste ano, de 2012, o cinquentenário da nossa sempre imbatível FRELIMO, realizamos em Setembro próximo o X congresso do nosso partido, sinal ilustrante e distintivo da real democracia que a muito se cultiva e se vive no nosso seio, uma das várias razões que nos torna imbatíveis e invejáveis no mundo. Ainda no presente ano a nossa OJM completa os seus 35 anos de existência, forjando quadros de hoje e de amanhã.
Estas efemérides fazem de nós filhos orgulhosos da nossa história e do legado dos nossos heróis que ousaram e souberam lutar para que hoje podessemos recordar e festejar a nossa moçambicanidade o que naturalmente aumenta e solidifica a nossa auto-estima.
Camarada Presidente,
Meus pares jovens,
O nosso cinquentenário é um marco de que nos devemos sempre orgulhar, por ser um claro indicador de longividade e de vitórias na sábia liderança dos destinos de um povo, mas mais do que isso, ilustra o nosso compromisso para com o nosso povo e a confiança que ele depositou, deposita e depositará em nós, cremos por isso numa FRELIMO vitoriosa sempre. Contudo, é preciso recordar a todos que a confiança, longevidade e legado de vitórias, de que a nossa história é guardiã e testemunha, não nos devem deixar descansados e relaxados, pelo contrário, devem nos cometer cada vez mais de modo a provermos soluções aos paradigmas que diariamente se criam, por outras palavras, devemos estar sempre em exercício de pensamento e acção para com a nossa experiência podermos encontrar soluções jovens para problemas jovens.
Queremos nesta presente sessão saudar ao camarada presidente pela clarividência que nos têm habituado na auscultação dos reais desafios que o nosso povo enfrenta, a nossa juventude em particular, e na busca e implementação de solução para os mesmos.
Saudamos ao governo da FRELIMO que pelos auspícios do camarada presidente se tem desdobrado incansavelmente na busca de soluções para os nossos desafios.
Saudamos a juventude moçambicana, em particular a da OJM, que ao longo das presidências abertas e inclusivas e das inúmeras visitas dos nossos dirigentes pelo nosso país se entrega de modo abnegado, com a sua irreverência e dinâmica, criando brilho, luz, alegria, calor e soluções.
Saudamos a mesma juventude que se tem estado a bater dia e noite, com sol, chuve ou frio nas frentes que se travam nas redes sociais e na blogosfera na internet, difundindo a moçambicanidade, auscultando os problemas, propondo soluções, defendendo a nossa soberania e ao nosso partido e combatendo os intriguistas.
Saudamos a dinâmica interna e externa da nossa OJM, que resultou no resgate da nossa afirmação na diplomacia e no concerto das organizações internacionais de que somos membros e que culminou com a eleição da nossa organização para a vice-presidência da maior organização juvenil do mundo, a Federação Mundial da Juventude Democrática, de que o Camarada Presidente Guebuza, juntamente com outros combatentes, é um distinto veterano. Congratulamo-nos com a indicação do camarada Dalfino Hóster Guila que irá ocupar, em nossa representação, o cargo de vice-presidente desta Federação.
Permitam-me que apresente ao nosso camarada Dalfino Hóster Guila.
Camarada Presidente
Infelizmente nem tudo é um mar-de-rosa entre nós, enfrentamos um mar de dificuldades a vários níveis que para além de preocuparem ao viveiro de quadros, OJM, preocupam a juventude moçambicana e comprometem a nossa liderança da juventude.
Durante o ano transacto procuramos à escala nacional, consolidar a nossa organização interna, melhorar os nossos métodos de trabalho e aproximarmo-nos cada vez mais dos jovens e da sociedade em geral, de modo a que fossemos actores e interlocutores válidos desta juventude moçambicana consciente dos desafios da Nação.
A OJM, apesar dos esforços que leva à cabo, conhece dificuldades várias de funcionamento. Sentimos que os recursos à nossa disposição não respondem às necessidades que temos para garantir o nosso pleno funcionamento, e temos estado a redobrar esforços para reverter o cenário. Temos estado a contar com a solidariedade de vários jovens Moçambicanos um pouco por todo o país que, de forma desinteressada contribuem para reduzir as nossas carências. A Solidariedade continua a ser uma das nossas marcas ideológicas.
Também temos os nossos desafios comportamentais, a preguiça, a fofoca, a arrogância, o consumo excessivo de drogas e bebidas alcoólicas, o fraco aproveitamento pedagógico, a criminalidade e todas as acções que atentam contra a imagem da nossa organização e do nosso partido. Também sofremos discriminação apenas por sermos jovens, como que se esquecendo que quem libertou o país foram jovens e quem construiu a nação foram também jovens.
Chamamos atenção aos jovens filhos dos nossos dirigentes, principalmente os dirigentes do Partido, do Governo e do Estado em todo o território nacional, para que pautem por uma postura exemplar de humildade, civismo e respeito pela juventude e pela sociedade.
Aproveitamos nós a OJM para aqui, claro e em bom tom, dizer que não vamos tolerar aos jovens e também adultos intriguistas, malandros, escovinhas e criadores de mau ambiente, nem a ingerência de aqueles cujas costas já se encontram gastas de tantas escovas e dizemos, deixem-nos trabalhar!
FRELIMO Hoye
Presidente Armando Guebuza Hoye
OJM Hoye
A nossa juventude não está alheia à governação. Por um lado estamos satisfeitos com os esforços do governo no combate à pobreza, mas também inquieta-nos a má execução de certas políticas, como a da habitação, em que na pratica são negados aos jovens a concessão de Direitos de Uso e Aproveitamento de Terras. A Juventude queixa-se que os nossos presidentes dos munícipios, principais atormentadores, só conhecem a nossa juventude em tempos de campanha onde tudo prometem e no fim se refugiam na burocracia e na falta de tempo e quando a pressão aumenta não exitam em mostrar actos intimidatórios e de desprezo. É assim que fala, é assim que pensa a juventude.
Camarada Presidente
O desemprego é outro dos problemas que nos aflige, apesar de vermos com bons olhos os ventos de empreendedorismo crescerem e soprarem. Porém, assistimos a uma estranha tendência de exclusão dos nossos jovens quadros, nacionais, em áreas do seu domínio por cidadãos estrangeiros, algumas vezes arrogantes e outras vezes racistas a imporem-se no nosso seio. Começa a ficar grave o cenário camarada presidente, vemos cozinheiros, caixas e canalizadores importados do estrangeiro, será que não os temos cá?
Não somos xenófobos ou racistas porque acreditamos que na vivência dos seres se trocam experiências, mas também acreditamos que não devemos ser preteridos no que sabemos e podemos fazer.
Camarada Presidente
Esta questão pode nos trazer constrangimentos futuros e de dimensões imprevisíveis.
Assistimos nos últimos tempos a um crescimento de entusiasmo por força do boom energético e mineiro que o país conhece, o que traz uma natural alegria para todos nós, porque cremos que poderá ser um tónico para o nosso desenvolvimento e um estímulo para o aumento da produção, particularmente para a nossa agricuitura. Contudo, sabemos que esse advento cria espectativas justas e nalguns casos injustas e desmedidas de pessoas que vêm no petróleo, gás e minérios um garante de uma vida exorbitante e que preterem o trabalho.
Pedimos para que se invista numa maior contenção dos vários actores, ficando nós de o fazer em relação aos jovens e exortamos para que a informação sobre esse boom seja difundida de modo massivo para acabar com as desmedidas expectativas e para que a legislação e as negociações atinentes a sua exploração sejam bem pensadas e ponderadas de modo a ganharmos uma exploração sustentável e que propicie reais ganhos para o laborioso povo moçambicano.
Camarada Presidente
Somos contra o nepotismo e as suas variáveis formas de manifestação, exortamos assim para que as oportunidades sejam distribuídas sempre na busca do equilíbrio e da justiça social no seio do povo de modo a que não minemos e periguemos aquela que é uma das nossas riquezas, a unidade nacional.
Camarada Presidente
Juventude seiva da nação
Dissemos no princípio que este era um ano próspero em acontecimentos, em breve realizaremos na nossa bela cidade de Pemba o X congresso do nosso partido da vitória, a FRELIMO, nesse momento ímpar de festa, de reafirmação da moçambicanidade, da auto-estima, democracia e de fortificação, queremos manter vivo o nosso compromisso de transformar Pemba uma cidade jovem, de luz, irreverência e de produção de ideias e de linhas de orientação justas para as justas aspirações do povo moçambicano.
Queremos deixar claro de que iremos dar toda energia, força e dedicação para que o 10º congresso seja um sucesso.
Camarada Presidente
Apesar de defendermos o respeito pela quota a que temos direito, não deixamos também de constatar que essa quota nos dias de hoje esta aquém do peso e prepondrância da nossa juventude, por isso gostavamos de ver desde hoje repensada positivamente a quota da juventude nos órgãos do nosso país.
Queremos que o compromisso para com a juventude seja claro, tangível e visível no X congresso, não pretendemos de modo nenhum ser bandeira de promoção de alguns nem sequer instrumentos de discução, queremos ser preponderantes e presentes, mas mais do que isso, queremos ser parte da solução e a solução.
Camarada Presidente
É claro para todos nós que a FRELIMO de hoje é exuberante, gigante, temível e imbatível, tudo isto porque nos últimos 10 anos conheceu uma nova dinâmica de organização, planificação e funcionamento, não é por acaso que detemos mais de 90% das autarquias do país e conhecemos a primeira maioria absoluta, desde 1994, no nosso parlamento. É clara a empatia que o nosso partido grangea no seio do povo moçambicano, é claro o crescimento económico que o país vive. É clara a descentralização a inclusão de todos nos processos de decisão, É claro que o distrito é de facto polo de desenvolvimento e que os nossos compatriotas do distrito se sentem orgulhosos de estarem nos distritos, em suma, crescemos e cresceu a nossa auto-estima.
Camaradas
Não temos dúvidas camaradas, que no 10º congresso apoiaremos recandidatura do camarada Armando Guebuza para a presidência do nosso partido FRELIMO e deixamos claro que toda a nossa energia será empregada para a sua releição. Camarada presidente, respeitaremos sem dúvida a sua vontade, mas também dizemos, essa é a vontadade da juventude e lembre-se, no nosso partido não se recusa nem se foge a uma tarefa, e esta é a tarefa da juventude para si.
Em relação ao futuro, lamentamos o facto de o Camarada Presidente ter antecipado a sua não recandidatura em 2014, e respeitamos. Mas camarada Presidente, em relação ao futuro, aguardamos a sua voz de comando.
Camaradas
Permitam-me em jeito de fim, agradcer a presença de todos neste magna assembleia de pensamentos e de construção de estratégia para o bem do nosso país, povo e partido e deixar votos de que aqui se compusle sem parar.
FRELIMO NGA NGA NGA NGA NGA
CAMARADA PRESIDENTE GUEBUZA NGA NGA NGA NGA NGA
OJM NGA NGA NGA NGA NGA
3ª SESSÃO DO COMITÉ CENTRAL DA OJM NGA NGA NGA NGA NGA
GostoMostrar mais reações
Comentar
Comentários
Nelson Livingston
Nelson Livingston Esse discurso tem algumas porções "picantes" para quem não gosta de ouvir verdades!
15 de Maio de 2013 às 14:15 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
Joanguete Celestino
Joanguete Celestino Apenas sublinho uma coisa: O jovem é um inside transformer. Pena que foi banido.
15 de Maio de 2013 às 14:50 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane ya...nao gostou mesmo...
15 de Maio de 2013 às 16:02 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
Dino Foi
Dino Foi Cairia por um discurso feito ha 1 ano?! Tudo bem, todos queremos saber o quw aconteceu mas haja pretexto e pretexto, senhores.
15 de Maio de 2013 às 18:27 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
4
Eliminar
José de Matos
José de Matos Pois, uma vez que nao ha esclarecimento emtao pode-se especular, existem outrs versoes. Este discurso foi ha um ano e sei de fonte segura que causou incomodo em alguns "camaradas", e nao é para menos.. Por outro lado, nada nos garante que a queda do Basilio nao tenha sido planeada ja ha algum tempo.
15 de Maio de 2013 às 18:31 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
José de Matos
José de Matos "Chamamos atenção aos jovens filhos dos nossos dirigentes, principalmente os dirigentes do Partido, do Governo e do Estado em todo o território nacional, para que pautem por uma postura exemplar de humildade, civismo e respeito pela juventude e pela sociedade.
Aproveitamos nós a OJM para aqui, claro e em bom tom, dizer que não vamos tolerar aos jovens e também adultos intriguistas, malandros, escovinhas e criadores de mau ambiente, nem a ingerência de aqueles cujas costas já se encontram gastas de tantas escovas e dizemos, deixem-nos trabalhar!"
15 de Maio de 2013 às 18:35 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
Rui Miguel Lamarques
Rui Miguel Lamarques Especulação como anima. Se é verdade que se pode dizer que Basílio caiu por causa deste discurso, importa dizer que o mais certo é assumir que o homem caiu por motivos que, até aqui, desconhecemos. Qualquer pronunciamento a respeito justificando a queda em discursos do passado não passa de mera especulação.
15 de Maio de 2013 às 19:06 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
5
Eliminar
José de Matos
José de Matos Rui Lamarques, ninguem pode garantir que este discurso teve alguma influencia na queda do Basilio, mas ninguem pode tambem garantir, ate agora, que nao teve nenhuma influencia. Andam por ai outras versoes, por exemplo, do genro da Margarida Talapa, de indisciplina, da reproduçao da postura de Julius Malema, finanças, etc. Portanto é isso, ha especulaçao, alguma alimentada por jovens frellimistas mindignados com esta situaçao, motivada pelo silencio que rodeia esta questao.
Se falamos de especulaçao, entao essa especulaçao tambem tem sido alimentada pela Imprensa, basta lermos, por exemplo, O Pais e o Mediafax.
15 de Maio de 2013 às 20:43 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
Rui Miguel Lamarques
Rui Miguel Lamarques E quem disse que algo deixa de ser especulação por merecer destaque na imprensa? Ninguém pode provar que o que dizem é verdade. Tudo que não se pode provar se pode ser legitimado por via da crença. Campo esse que eu não gosto de chafurdar pelo facto de ser demasiado lamacento e pertencer ao mundo das vendedeiras de peixe. O que tem de fazer é dizerem que "nós achamos que fulano X caiu por causa de situaca
15 de Maio de 2013 às 21:30 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
2
Eliminar
Rui Miguel Lamarques
Rui Miguel Lamarques situação X
15 de Maio de 2013 às 21:31 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
José de Matos
José de Matos Pois, especulaçao é mesmo isso, e vive de incertezas, alias, frequentemente é alimentada pela Imprensa. Neste caso especifico, eu pelo menos nao garanti nada, so estou a reproduzir o que me foi dado conhecer e o que tem sido dito, inclusivamente por pessoas ligadas a OJM., evidentemente que ninguem assume incertezas.Por outro lado, esta especulaçao nao existiria se alguem explicasse este imbroglio. Nao posso resistir a tentaçao de comparer este caso com o do Julius Malema, caso esse que nao deu azo a nenhuma especulaçao.
15 de Maio de 2013 às 21:38 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
Antonio A. S. Kawaria
Antonio A. S. Kawaria Será que eles ou os que os suspenderam virão ao público para nos dizerem as razões? E se não, o que ficará? Honestamente, alguém está totalmente parado sem criar hipótesis?
15 de Maio de 2013 às 22:28 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
Muhamad Yassine
Muhamad Yassine alguns sabemos o que ajudou a queda do camarada
16 de Maio de 2013 às 19:01 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
3
Eliminar
Rui Miguel Lamarques
Rui Miguel Lamarques José de Matos, o senhor que tem certa idade e por isso deve ter juízo tem de compreender duas coisas: 
1. O que a imprensa diz vale o que vale. 
2. O facto de ela, a imprensa, publicar rumores não signfica que eles devem ser assumidos de forma acritica
.

Eu disse que ia dizer duas coisas, mas enganei-me. 

3. O senhor sempre tem intenções ocultas quando partilha algo com a capa de pessoa isenta e imparcial.

4. Qual é a verdade no meio da especulação?

5. O senhor não escreveu segundo a imprensa este discurso pode ter precipitado a queda de Basílio. O senhor escreveu "discurso (...) que deve ter precipitado a queda". Portanto, o senhor apropriou-se do rumor e no seu estilo deu o boato pela verdade. 

PS: O que os jornais ou a imprensa diz não é a minha opinião. Portanto, essa ideia de colocar a imprensa justificar seja o que for comigo nao funciona
16 de Maio de 2013 às 20:20 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
1
Eliminar
Nelson Livingston
Nelson Livingston alguns sabemos o que ajudou a queda do camarada
16 de Maio de 2013 às 20:21 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
2
Eliminar
Rui Miguel Lamarques
Rui Miguel Lamarques Antonio A. S. Kawaria quando se deu o caso de Ismael Mussa e outros você pediu que o MDM viesse explicar o que sucedeu? Os assuntos internos de um partido só dizem respeito ao mesmo e aos seus membros.
16 de Maio de 2013 às 20:22 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
1
Eliminar
Antonio A. S. Kawaria
Antonio A. S. Kawaria Rui Lamarques, o que é queres dizer com isso? Não te entendo. Queres dizer que quando se deu o caso Ismael Mussa, não se encreveu nos jornais e blogs? Ao contrário até no blog do Professor se escreveu, Rui para não te falar que no blog de Júlio Mutisse de debateu com a participacão do Prof. Elísio Macamo. A outra informacão é que até Elísio Macamo já quis que eu comentasse sobre esse assunto, lá no Reflectindo. Querendo podes lá consultar. Ainda, quando Macamo quis que eu explicasse, foi por posts de Basílio Muhate a exigir explicacão do MDM sobre o caso Ismael Mussá.
16 de Maio de 2013 às 20:29 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
1
Eliminar
Dino Foi
Dino Foi Hiiiii, eu sou pequeno nestes assuntos pa. Juro que proxima sessao presto mais atencao.
16 de Maio de 2013 às 20:31 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
1
Eliminar
José de Matos
José de Matos Rui Lamarques por norma nao nao respondo a ataques pessoais baixos, mas vou fazer uma excepçao pois nao quero que entres no mato.
Tu terns as tuas fontes, eu tenho as minhas. 
Qual é a tua opiniao? Estas a responder como jornalista ou como cidadao?

Eu acho-te um piadao, um teu conhecido publicou essa mesma carta e tu nem tugiste nem mugiste.
Entao é assim, oh Rui, se tu nao sabes, nao queres saber ou finges que nao sabes alguns contornos, o problema é teu. 
Nao retiro uma virgula do que afirmei, este discurso pode ter colaboado para a sua queda, bem como um outro mais recente. Se tens algo que possa contradizer o que afirmei, entao força ai
So para tua informaçao, e para que nao metas mais agua, a minha opiniao nao é baseada na Imprensa, escudares-te com o lero-lero da Imprensa comigo nao funciona mesmo, podes acreditar!
16 de Maio de 2013 às 20:36 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
1
Eliminar
Rui Miguel Lamarques
Rui Miguel Lamarques Não entro em blogues eu. So estou a dizer que vocês escrevem de acordo com as vossas conveniências e segundo o que pretendem transmitir. Apenas isso. José de Matos custava dizer que eu cidadão tal acho que este discurso precipitou a queda de fulano tal?
16 de Maio de 2013 às 21:32 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
Rui Miguel Lamarques
Rui Miguel Lamarques A minha dificuldade é que mesmo sabendo nao podem provar que o discurso foi a causa da queda do jovem. O resto é palha de quem se julga integrante de uma circnscr
16 de Maio de 2013 às 21:33 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
José de Matos
José de Matos Rui Lamarquese,o que te leva a pensar que essa nao é a minha opiniao? Essa hipotese é mesmo a minha opoiniao, perante factos que tive conhecimento, nao fui influenciado pela Imprensa, alias, como sabes, geralmente nao tenho acesso a Imprensa, nao li o Magazine, o Canal de Moçambique, o Zambeze e nao sei se o Savana vai abordar esse assunto. Como afirmei, eu tenho as minhas fontes e é essa isençao que tu questinas que me permite dialogar sem problemas com cidadaos de todos os quadrantes. Para que saias do mato rapidamente, e para que nao desças outra vez ao nivel do ataque pessoal, e apesar de que a tua opiniao sobre mim ser totalmente irrelevante, so te quero garantir que nunca precisei de entrar em jogos politicos.
Ja agora, gostaria de qustionar onde estas quanso se especula sobre o MDM? Caso Mussa, caso mudanças na Comissao Politica, caso Congresso, etc. Renamo, igualmente. Nunca te vi a indignares-te com essa especulaçao, qual a diferença mesmo?
16 de Maio de 2013 às 21:45 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
Rui Miguel Lamarques
Rui Miguel Lamarques José de Matos quem trouxe a imprensa para a discussão e a para corroborar o seu juízo de valor foi o senhor. Uma coisa é traçar conjencturas e levantar hipóteses para ler cenários. O senhor como não gosta de pensar ou age em função dos seus interesses pessoas ama rumores desde que eles atinjam o partido que detesta. Fala de fontes, mas nunca avança quais são. Escuda-se sempre no anonimato. A sua diferença com o Egidio Vaz, para além de ele pensar e levantar hipóteses, é que o senhor só tem certezas. Esse discurso, no campo das hipóteses, pode ser elencado como causa provável da queda de Basílio Muhate, mas nunca pode ser apresentado como um dado adquirido.
16 de Maio de 2013 às 21:48 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
1
Eliminar
José de Matos
José de Matos Eu nao sou frelimista, nao sou amigo pessoal do Basilio, qual seria o meu interesse em criticar o modo como o trataram? Eu deveria ficar contente, nao?
16 de Maio de 2013 às 21:49 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
Rui Miguel Lamarques
Rui Miguel Lamarques Eu escrevo os editoriais que partilha como exemplos de isenção no jornalismo quando as bandeiras do MDM são desfraldadas em todo país. Sou uma pessoa que, num passado recente, contribuiu, atropelando a ética que o jornalismo que obriga a vestir, para a eleição de Manuel de Araújo. A foto que vocês partilham por aí para dar a entender que o povo estava do lado dele foi ideia minha. Aceito que os moçambicanos de gema questionem o país, mas nao reconheço a mínima isenção ao grupo que criou para incendiar o país.

Para mim o senhor não é Mocambicano. Nem vive aqui e quer tecer opinião sobre nós. Poupe-nos. Estou farto de saudosistas eu
16 de Maio de 2013 às 21:57 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
José de Matos
José de Matos Rui Lamarques, nao queres mesmo sair do mato! Qual o meu interesse aqui? Onde apresentei como dado adquirido? Porque nao foste la ao Egidio, estao la hipoteses neste sentido. Onde me escudo no anonimato? Qual o partido que detesto? Ja te afirmei que nao tenho qualquer problemas com qualquer quadrante politico e nao estou ligado a politica, sou um simples cidadao. Entao estas afinal a concordar que este discurso pode ser causa provavel da queda do Basilio? Entao nao foi isso que eu afirmei? Eh pa, Rui, nao te levo a serio eu, pelo menos nesta questao. Estamos a final a discutir o que? O sexo dos anjos?
16 de Maio de 2013 às 21:58 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
Antonio A. S. Kawaria
Antonio A. S. Kawaria Rui Lamarques se não entras nos blogs a decisão é tua, mas seria melhor que o fizesses para veres se tens razão. Mas pensares que eu não posso questionar porque o assuno é da Frelimo é o mínimo que podes fazer. O mínimo, porque tal como eu disse acima os outros têm o feito. O mínimo porque até tens visto aqui ELES a discutiirem sobre o congresso do MDM. Eu tenho lidado até mesmo com o Basílio. Agora nem sei que o meu comentário te provoca Rui?
16 de Maio de 2013 às 22:05 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
José de Matos
José de Matos Oh Rui, para a proxima tenta nao seres tao obvio, juro que sabia que o teu punchline seria esse: saudosista e nao moçambicano, nao consegues surpreender-me. Pena que essa balela apenas revela as tuas intençoes e so podem convencer os incautos que nao me conhecem, cidadaos mais crediveis do que tu , de todos os quadrantes, nao partilham essa opiniao, mas como te disse, a tua opiniao, é absolutamente irrelevante, uma vez que o teu argumento é o ataque pessoal.
Mas ainda nao respondeste a minha questao: a tua participaçao aqui é como simples cidadao, jornalista ou simpatizante?
16 de Maio de 2013 às 22:05 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
1
Eliminar
José de Matos
José de Matos Rui Lamarques, qual foi o Grupo que eu criei? Eu nunca criei grupo nenhum! Mais uma balela sem fundamento, nao é?
16 de Maio de 2013 às 22:12 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
2
Eliminar
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane entao se manipularam fotos na campanhe eleitoral? ou estu a entender mal...
16 de Maio de 2013 às 23:03 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
4
Eliminar
Antonio A. S. Kawaria
16 de Maio de 2013 às 23:07 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
1
Eliminar
Antonio A. S. Kawaria
Antonio A. S. Kawaria Agora, há uma outra maneira de ser mocambicano que aquela definida pela CRM?
16 de Maio de 2013 às 23:13 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
3
Eliminar
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane gosto do facebook..nao pelas tonterias que se contam, a vida dos demais que me importam um pepino, mas porque acho que aprendo..e muito Antonio A. S. Kawaria, nunca imaginei que se podiam forjar imagens para manipular os leitores (ou seja sei que se faz isso) mas creia que era a impressa que liam os outros...em fim
16 de Maio de 2013 às 23:15 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
3
Eliminar
Amina Momade
Amina Momade pois. mas vamos com calma amigos, ele vira responder.
16 de Maio de 2013 às 23:16 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
1
Eliminar
Antonio A. S. Kawaria
Antonio A. S. Kawaria Mas Arlindo A. Mondlane, vamos esperar a tal confirmacão e nos leva até às últimas eleicões que foram em Inhambane.
16 de Maio de 2013 às 23:24 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
1
Eliminar
Rui Miguel Lamarques
Rui Miguel Lamarques Arlindo A. Mondlane está a compreender completamente mal. Sugerir que fulano X se posicione nesta ou naquela posição não é manipulação, mas aproveitamento de um enquadramento mais aprovativo e revelador do que se passa no terreno.
16 de Maio de 2013 às 23:29 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
2
Eliminar
Antonio A. S. Kawaria
Antonio A. S. Kawaria Esta história de fotos, não fui eu a comecar e muito mesmo a trazer para um tema que nada tem a ver com ela. Não me acusem pelo meu interesse de querer percebê-la. O Rui Lamarques falou de ELE ter violado a ética jornalista. Mas, mesmo com esta última explicacão não percebi nada. Aliás, parece que esta entra em contradicão com o comentário acima.
16 de Maio de 2013 às 23:57 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane é pa se foi so isso...ok Rui LamarquesVer Tradução
17 de Maio de 2013 às 0:01 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
José de Matos
José de Matos Eh pa, puro surrealism aqui!

"Sou uma pessoa que, num passado recente, contribuiu, atropelando a ética que o jornalismo que obriga a vestir, para a eleição de Manuel de Araújo. A foto que vocês partilham por aí para dar a entender que o povo estava d
o lado dele foi ideia minha.".

Portanto, temos um impoluto jornalista que colaborou numa campanha eleitoral! E esta? So pode ser agente duplo que se vira para onde o vento sopra, quando lhe convem.
Mas ha mais uma anedota aqui, é que o Rui Lamarques quando foi interpelado la no tal Grupo que ele diz que quer incendiar o Pais simplesmente fugiu e deixoou de ser membro.
Mas esta bem, oh Rui, mesmo que mandes a tua credibilidade as urtigas, eu nao te vou levar a sério hoje, a Sexta chegou mais cedo, apenas! Valeu, bro, deu para diverter!
17 de Maio de 2013 às 0:02 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
2
Eliminar
Rui Miguel Lamarques
Rui Miguel Lamarques Antonio A. S. Kawaria, eu nao te devo explicações. José de Matos, os assuntos que começo num determinado espaço termino-os onde eles surgiram. Sim, os jornalistas que estiveram em Quelimane e que pregavam a mensagem da mudança nao foram imparciais, atropelaram a ética e favoreceram um candidato em detrimento de outro. E eu me inclui nesses jornalistas. Qual é problema?
17 de Maio de 2013 às 0:21 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
Rui Miguel Lamarques
Rui Miguel Lamarques José de Matos eu comecei a discutir consigo aqui neste espaço. Quer falar comigo não me convide para o espaço onde habita de forma rasteira e vil. Procure-me aqui onde tudo começou ou no meu mural.
17 de Maio de 2013 às 0:23 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
Nelson Livingston
Nelson Livingston "Qual é problema?"....Vou dormir!!!!!!!
17 de Maio de 2013 às 0:23 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
José de Matos
José de Matos Rui Lamarques, nao te levo a sério! Mas valeu, gostei muito desta conversa, foi muito didactica!
17 de Maio de 2013 às 0:25 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
Rui Miguel Lamarques
Rui Miguel Lamarques Cobarde é o senhor que fala atrás das teclas muito longe de Moçambique.
17 de Maio de 2013 às 0:31 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
José de Matos
José de Matos Boa noite, Rui, vai dormir que o teu mal é o sono, nao podes estar bem! Ve se acordas melhor e com ideias frescas!
17 de Maio de 2013 às 0:34 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
Bayano Valy
Bayano Valy senhores, num passado não muito recente e nem pouco recente chamou-se atenção sobre os insultos. por favor, não precisamos de ataques ad hominem quando nos nos suportamos. sugiro que aprendam a conviver atacando-se uns aos outros apenas nas ideias
17 de Maio de 2013 às 1:52 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
3
Eliminar
Gito Katawala
Gito Katawala Apoiado Bayano Valy. Felizmente ja terminou e para o bem de todos, desejo-vos um bom fim de semana.
17 de Maio de 2013 às 19:18 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
1
Eliminar
Bayano Valy
Bayano Valy um bom fim de semana para ti també, Gito
17 de Maio de 2013 às 19:20 · 
GostoMostrar mais reações
Eliminar
Joanguete Celestino
Joanguete Celestino Agora resta fazer síntese da discussão em conformidade com o testo da discussão.
17 de Maio de 2013 às 19:55 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
4
Eliminar
Antonio A. S. Kawaria
Antonio A. S. Kawaria Bom, eu concordo contigo Bayano Valy se for eu a insultar podes me questionar directamente.
17 de Maio de 2013 às 22:56 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
2
Eliminar
José de Matos
José de Matos Eu rejeito a ideia de que todos aqui sao insultadores, se eu insultei alguem, que me questionem. A unica coisa que posso conceder é que fui infeliz ao usar a palavra "deve", a palavra correcta seria "pode", isso poderia corrigir imediatamente, mas a intençao do Rui foi bem clara desde o principio. De resto nao retiro nem uma virgula, sei de fonte segura que esse discurso do Basilio causou grande polemica e que esta situação esta a causar muito mal estar, muito antes de a Imprensa abordar seriamente o caso.
Como o Rui fez graves acusaçoes sobre mim e sobre um outro Grupo, eu convidei-o a argumentar nessa grupo a razao da sua postura. Ele era membro desse Grupo mas a partir do momento em que foi questionado la ele saiu do Grupo.
Fica bem claro quem usa o insulto e o ataque pessoal, por menos que isto outros foram repreendidos e ate expulsos. Esta conversa foi extremamente util porque revela de forma cristalina e explica certas agendas e posturas da parte de pessoas que se julgam intocaveis. Finalmente, ainda vou esperar que o Rui avance com algum argumento plausivel que sustente o seu ponto de que eu nao sou moçambicano, que se esmere na sua interpretaçao pseudo-legalista, que mostre que eu criei algum Grupo, que esse Grupo quer incendiar o Pais, que eu sou anti qualquer coisa ou que tenho qualquer agenda. Em relaçao ao Rui, eu poderia acrescentar mais algumas coisas, mas nao irei por ai, seria degradante para mim enveredar pelo mesmo caminho da lama.
Este foi sem duvida um dos episodios mais feios que vi no Facebook, mas por mim esta sanado, nao me perturba absolutamente nada, as acçoes falam mais alto do que as palavras!

Saudaçoes amistosas!
18 de Maio de 2013 às 0:02 · 
GostoMostrar mais reações
 · 
1

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.