domingo, 23 de outubro de 2016

A FIR tem lista de todos os membros da Renamo e esta lista parece ter sido fornecido pelo STAE, que conhece quem são as pessoas que tem sido delegados de listas partidários nas mesas de votos.


*Chicalango envolvido na morte do Dr Jeremias Pondeca
As catástrofes das forças da frelimo ainda continuam. Depois dos descalabros de Murrotone, Chibaene, Tambara e Inhaminga, as forças da frelimo também sofreram grande derrota ontem em Mangomonhe, posto administrativo de Muxungue, distrito de Chibabava. Os atacantes, que se embebedaram com "sura" que encontraram nas aldeias abandonadas, sofreram dois ataques consecutivos. Há registo de muitos mortos e muitas armas capturadas. A derrota foi fulminante e os escassos sobreviventes fugiram em debandada.
Em Maringue, onde se encontra a temivel base central das forcas da renamo, está em curso uma mega operacao das forças da frelimo sob o comando do Chicalango. O grande contigente de mais de 300 homens armados até aos dentes, dividiu-se em 3 grupos, sendo que o primeiro, ficou na vila de Maringue, o segundo adentrou ate a zona de Phango e ontem a noite andou a disparar cegamente morteiros. O terceiro e último grupo foi destacado a Nfudza e na manhã de hoje 18/10/2016, o grupo foi atacado pelas perdizes e até este momento que preparamos esta publicação há um grupo de militares encurralado e a chorar por socorro. Houve muitas mortes e perdas de armas. O standoff ainda continua em Maringue e traremos mais pormenores oportunamente.
Na prática, em apenas 9 dias, as forças da frelimo tiveram perto de 250 baixas fatais e acima de 100 feridos graves, o que equivale a mais de um batalhão posto fora de combate; e muitas armas e municoes foram perdidas a favor dos temíveis rangers de Afonso Dhlakama. São morteiros, bazucas, granadas e centenas de ak-47's. Até dá a impressão que as últimas operações da frelimo têm como finalidade "oferecer" armamento a renamo. Desta forma, a renamo amealhou um rico arsenal para a sua "blitzkrieg".
CHICALANGO, O EL MATADOR DO NYUSI
Informações de fontes ligadas à ala consciente e moderada da frelimo indicam que o coronel António Elias, mais conhecido por Chicalango ou Adolfo, é um dos elementos envolvidos no bárbaro assassinato do membro do Conselho do Estado e quadro sénior da renamo, o Dr Jeremias Pondeca. O Chicalango é o 'El matador' de serviço o Nyusi para eliminar os graúdos mais sonantes da renamo. Foi Chicalango que fuzilou o membro do Conselho da Defesa e Segurança e graúdo da renamo o José Manuel, um oficial de alta patente da Renamo. O grupo que matou o Pondeca de que Chicalango fazia parte era composto porque mais 3 elementos sendo os restantes da etnia maconde e changana. Todos estavam na mesma viatura.
Recorde se que este Chicalango tinha sido capturado pela polícia meses atrás, quando tentava sequestrar uma miúda funcionária da delegação da renamo na Beira. O Chicalango foi capturado em flagrante pela policia da brigada montada da Manga, Beira mas posteriormente solto as escondidas pela frelimo. Os jornalistas da STV foram impedidos de captar em imagens do grande escândalo que deixou toda frelimo em parampas.
Neste exacto momento que preparamos este texto, o Chicalango encontras-se em Maringue não só para dirigir as operações contra as bases da renamo mas também para sequestrar e assassinar os membros e simpatizantes da renamo. O Chicalango saiu de Maputo a quatro dias, fugindo deste caso do baleamento de Pondeca porque em Maputo já há polícias que estão a caçar ferozmente os assassinos e o Chicalango é um dos suspeitos e o Nyusi e a sua quadrilha decidiram despachar o Chicalango a Maringue como forma ou de afasta-lo da cena do crime ou para que seja morto em combate.
Mas como sempre repetimos aqui, o Nyusi e o seu exército dos esquadrões de morte pagarão muito caro pelos seus crimes hediondos. O Nyusi é realmente um indivíduo a todos títulos sanguinário. Foi ele pessoalmente que ordenou as mortes de Gilles Cistac, Paulo Machava, José Manuel e agora o Pondeca. O coordenador destes esquadrões é o sanguinário e psicopata "ministro" do interior Basílio Monteiro.
Unay Cambuma
1
umBhalane said...



"A FIR tem lista de todos os membros da Renamo
e esta lista parece ter sido fornecido pelo STAE, 
que conhece quem são as pessoas que tem sido delegados de listas partidários nas mesas de votos."

Como já escrevi, e nem é preciso ser "académico", nem "intelectual", para TODOS saberem que a QUIZUMBA quer continuar a guardar a capoeira (das galinhas).

Suposta e alegadamente, «a vitória "organiza-se", a vitória prepara-se», muito antecipadamente, conforme os usos, tradições e costumes…
...até porque a frelimo, os TERRORISTAS, vão governar-se nos próximos 1.000 anos. (Matsinhe)
Porque FUZILAR sempre foi normal. 
“Na Frelimo era norma fuzilar pessoas”.

GARANTO que as próximas eleições já são "livres, justas e transparentes", e que decorreram num ambiente calmo, e na generalidade sem incidentes. 
E os poucos casos referenciados não perturbaram o ambiente geral, e os resultados "apurados".
GARANTO.
Faço notar que a CRISE não permite fazer carimbos novos – e voltam a ser usados os já muito antigos - os mesmos.

QUE RESPOSTA(s)?

Fico de pensar.

Na luta do povo ninguém cansa.

FUNGULANI MASSO
LEMBREM BEM
QUEM NÃO LUTA, PERDE SEMPRE

A LUTA É CONTÍNUA

2
Chuphai said...

Verdade ou não, concordando ou não com vossas ideias, a notícia verdadeira é que os esquadrões de morte estão inseridos no Ministério do Interior e de la recebem todas as ordens. Na sexta-feira passada um professor de Francês na escola secundaria 7 de Abril em Chimoio foi raptado, algemado e torturado psicologicamente pelos elementos da FIR, por ter sido confundido como membro da Renamo. Esta informação, tive com um aluno daquela escola, porque o professor só veio informar aos alunos para irem embora porque estava totalmente sem motivação para dar aulas. A FIR tem lista de todos os membros da Renamo e esta lista parece ter sido fornecido pelo STAE, que conhece quem são as pessoas que tem sido delegados de listas partidários nas mesas de votos.

Pessoas que outrora por dinheiro ou por serem da oposição, tenham cuidado porque os vossos nomes estão nas listas.

3
moolla sidat said...

CARO SR.FRANCISCO GRANDE ABRACO.

CONCORDO CONSIGO PLENAMENTE, DO QUE SE ESTA A PASSAR.AS INFORMACOES PASSADAS PELO CARO UNAY, COICIDEM COM AS PESSOAS QUE VIVEM NO TERRENO.TENHO UM PARENTE MOTORISTA DE LONGO CURSO NOS COMUNICAMOS POR WATSAAP, SIM E VERDADE QUE A FRELIMO TA LEVAR PORRADA A VALER. LEMBRA-SE DAQUILO QUE SE PASSOU A SEMANA PASSADA EM CATANDICA DE TROPAS DA FRELIMO CHAMBOQUER OS MOTORISTAS,AQUILO FOI VERDADE, MUITAS COISAS ACONTECEM NAS COLUNAS, COBRACAS ILICITAS DERESPEITO PELOS CIDADOES ENFIM VARIAS, ELE ESCAPOU DE LEVAR COM CHAMBOCO PORQUE O CAMIAO DELE AVARIOU EM CHANGARA.ENFIM CARO SR.MOISES MUITAS COISAS SE PASSA EM MOCAMBIQUE.VAMOS CONTINUAR VER ESTE SHOW AQUI NA PLATEIA PARA VER AONDE VAI CHEGAR, ABS 

4
Francisco Moises said in reply to moolla sidat...

Caro moolla sidat,

Concordo consigo. Ninguem nos diz nada, excepto o valoroso Unay Cambuma. A Frelimo tem a sua maneira de dar a informaçao como sempre foi o seu costume falando de ataques da Renamo contra civis nas colunas de trafico, invasoes de centros administrativos e roubos de medicamentos, roupa, dando assim um caracter autenticamente banditesco a organisaçao do Afonso Dhlakama. 
Se alguns de nos fritamos a Renamo é para que ela comece a formular propositos na sua luta e nao transpareça como um mero gang de bandidos como a Frelimo tenta a presentar. É dificil dar simpatia a individuos, que mesmo se fazem um bom trabalho, nao apresentam propositos para aquilo que fazem e pior ainda no caso da Renamo quando ha contradiçoes entre o seu chefe e os seus comandantes. Os comandantes querem agir, mas o seu chefe os proibe e so regurgita propositos para satisfazer a Frelimo, Frelimo esta que dia apos dia so mata a gente da Renamo e outros cidadaos inocentes.
É somente gente inutil e comprada tais como Viriato Caetano Dias, Nini Satar, Egidio Vaz, Pedro Nacuo, Inacio Natividade e outros que dizem que nao existem esquadroes da morte da Frelimo e que denuncia-los é derrotar o proposito da justiça ou fazer que a policia nao investigue visto que os rumores ja lhe capam a virilidade. 
Imagine a fantasia do Nini Satar algures neste blog de tentar dizer que nao existem esquadroes da more e de Unay Cambuma a dizer que o tal Chicalango foi comandar as tropas da Frelimo em Maringue visto que esta de fuga da policia em seu encalce em Maputo.
Sinceramente, sr. Unay Cambuma. Todo o meu respeito a si, mas custa me acreditar que a policia da Frelimo esteja a procura do Chicalango por causa da morte do tal Jeremias Pondeca que a Frelimo assassinou. Você mesmo acredita nisto?

5
moolla sidat said...
CARO UNAY, VALEU A INFORMAÇÃO.

6
Francisco Moises said in reply to THIMBUINE...

Caro Thimbuine,

Primeiro, lhe saudo por ser um homem literato -- literato nao meramente de saber ler e escrever que os homens que criam o nosso absurdimo que encapsula a triste situaçao onde analfabetos nos governam e outros analfabetos estao a espera de angariarem o poder para tambem nos governarem eternamente; eles ja governam os seus partidos eternamente.
Literato no sentido de ser pensante e de ser conhecedor do universo da literatura que refina a alma e eleva o espirito. Albert Camus, escritor francês que nasceu e viveu na Argelia colonial e veio a morrer num acidente de viaçao em Paris, destacou-se como um grande homem de letras. No L'étranger, romance classico, ele fala do absurdimo duma grande civilisaçao como a França de manter a guilotina, a terrivel maquina corta pescoços que foi massivamente ulitilisada durante a revoluçao de 1789-1793, na qual o rei Louis XVI e a sua rainha vieram a perder os pescoços.
Na mesma maquina tambem perderam pescoços aqueles que enviavam os outros quando os dirigentes revolucionarios se golpeavam e onde o maior terrorista de todos eles Robespierre terminou por perder o seu pescoço. Perdeu o pescoço nela o Dr. Guillotine, o proprio inventador da maquina.
Finada a revoluçao, a maquina nao foi abolida. Continuava. Victor Hugo condenou o uso desta terrivel maquina no na sua novelha classica "Le dernier jour d'un condamné (o ultimo dia dum condenado)." O uso desta maquina terrivel foi abolida nos anos de 1980s quando o primeiro governo socialista François Mitterrand veio ao poder, quando se aboliu a pena da morte na França.
O meu professor de francês na universidade quando a minha classe estudava L'étranger disse que a maquina nao se utilisava gratuitamente e passavam anos e anos as vezes sem ela ser utilisada. Mas era o absurdismo dum pais civilisado, que se considera o mais civilisado no mundo, reter a maquina como forma de puniçao.
Victor Hugo e Albert Camus nao eram os unicos que escreveram contra o uso da guilotina. O condenado Mersault no "L'étranger" por ter morto um arabe numa praia d'Alger é um individuo que se resignou a sua sorte. Nem mesmo a sua condenaçao para ser decapitado o move. Este absurdismo é simbilico da nossa situaçao na qual o povo se resignou a sua sorte. Nao lhe interessa levantar-se para combater e remover a opressao e os opressores. E nisto a propria Renamo é tambem uma resignada a espera da guilotina da Frelimo lhe cortar o pescoço.


7

Senhor UNAY CAMBUMA,

PERGUNTE AO SEU DIRIGENTE AFONSO DHLAKAMA PORQUE E QUE A RENAMO MATA TANTA SOLDADESCA DA FRELIMO, SE A INTENCAO DELE E DE SE RENDER NOS MEADOS DO MES DE NOVEMBRO, DEPOIS DE DIZER QUE SE RENDERIA ESTE MES DE OUTUBRO. PORQUE E QUE NAO HA POLITICA NA RENAMO QUE EXPLIQUE AS COISAS? ACTUAR COMO AUTENTICOS BANDIDOS E DISPARAR AQUI E ACOLA GANGSTERS E COWBOYS PARA DEPOIS IR ASSINAR ACORDOS IMBECIS DE RENDICAO, ISTO NAO NAO E SERIO. NAO DA!

8
Francisco Moises said in reply to THIMBUINE...

Se na verdade ha quem impede que o povo de Mocambique seja salvo deste bando de assassinos da Frelimo, esta pessoa nao e outra pessoa senao o proprio Afonso Dhlakama que nao deixa os seus temiveis generais fazer o trabalho e se mete em brincadeiras de todo o tipo com o gang cujo dirigente ele sempre apelida de irmao. Nao entendo tambem porque e que os seus comandantes o deixam fazer asneiras que tambem custarao caro a eles proprios se tiverem a ousadia de deixar as suas armas no chao e a Frelimo recolher las e eles se dirigirem para os lugares que serao indicados. Uma vez nas maos da Frelimo, eles estarao acabados. 

Sera tambem que eles nao estao cansados em terem o mesmo macambuzio como diregente deles, se eles acreditam na democracia. Este individuo lidera a Renamo por 37 anos e fala da democracia. De que democracia ele fala.
Se alguem ainda acredita que Dhlakama vai salva-lo, o individuo esta a perder o seu tempo. Que abra os olhos e vera a verdade.

9
THIMBUINE said...
Sim sr. Francisco é muito absurdo. O sr. Dhlakama parece e age como moleque da Frelimo. É o absurdista de Albert Camus. O sr. Cambuma tem aconselhado o vosso líder? Porque se comporta assim? Acho fica feliz quando os seus quadros são assassinados como se cães fossem por este regime pacato. Será que quer fazer acabar os seus quadros? Porque é que os ´´tais temíveis generais da renamo`` continuam aturrar as brincadeiras do sr. Dhlakama com os seus compadres da frelimo? Nós o povo estamos a sofrer. Estamos saturados com este grupo de bandos que está nos empurrar a miséria. Quem vai nos libertar e salvar? O povo sofredor gratifica quem tiver a ousadia de nos tirar da boca de leões.

10

O absurdo! Se a Renamo esta a ganhar assim porquê é que o seu chefe choraminga por encontros com Nyusi que tentou o matar e esta constantemente a fazer declaraçoes contra ele e Chipande diz que os dias do banditismo armado do Dhlakama estao contados? Cambuma fala uma linguagem de nao compromisso enquanto o dirigene dele quer se render, ir assinar acordos, apertar-se a mao e abraçar-se com o Nyusi como se de amante dele se tratasse.

O absurdo!

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook