sábado, 15 de outubro de 2016

A Era da Emulatização Forçada: A África Perdendo os Negros!

Assinantes: Bitone Viage % Ivan Maússe
"A pior forma de manifestação do racismo é aquela na qual os negros desdenham sua própria pele. Aplicar movante é uma auto- negação de si mesmo".
A Filosofia, etimologicamente definida como Amor à Sabedoria, constitui a primeira forma de conhecimento racional que o homem experimentou ao longo da história da humanidade, após romper com todas as formas de explicação mítica sobre a origem do mundo e do significado da própria humanidade.
Por força do tempo, do espaço, como também de acordo com as experiências e desafios próprios de cada autor e sociedade, ela foi conhecendo diversas acepções. Contudo, a eio daquelas, fica claro que ela constitui uma forma de reflectir, problematizar e abstrair o real. É sim instrumento de emancipação.
É, portanto, no contexto do uso da Filosofia como um instrumento de emancipação que pretendemos reflectir em torno do fenómeno do clareamento da mulher africana, que no presente texto preferiremos chamar de «emulatização Forçada», que já virou realidade em Moçambique, desde mulheres anónimas até às celebridades.
E se a Filosofia, por seu turno, procura tornar o oculto em manifesto, então, faz sentido que nesta reflexão, procuremos identificar as causas da emulatização entre as mulheres, suas consequências e, se calhar, avançarmos com algumas recomendações para algumas entidades envolvidas neste problema de carácter ontológico (ser)!
Entretanto, adiantamos que em finais de 2015, publicámos um artigo de opinião a reflectir a volta desta matéria. E porque o fenómeno do clareamento entre as mulheres corre a um ritmo desenfreado, sendo que já provocou problemas dermatológicos bastante graves em algumas mulheres, decidimos, mais uma vez, abordar a questão.
Das causas do clareamento da pele:
Por força das andanças e do contacto do nosso dia-a-dia, temos vindo a notar que cresce o número de mulheres que investem caprichosamente na compra de cosméticos com o fim de clarear a pele. O fenómeno é impulsionado devido ao crescimento da indústria cosmética pelo mundo, bem como da entrada massiva destes produtos pelo país.
São tantas as mulheres que buscam, de forma forçosa, uma clareza que as aproxime da pigmentação da pele das mulheres tidas como mulatas, isto é, mestiças. Temos vindo a ficar surpreendidos quando notamos que amigas, colegas de escola e celebridades, antes escuras ou pouco claras, têm vido a ganhar uma clareza de bradar os céus.
O fenómeno deve-se a suprema vaidade e demasiada ambição epidérmica, que muito caracteriza as mulheres, sobretudo, aquelas que não dispensam um oi ou olá dos homens, por todo o lugar que passam. O que as torna mais mulheres, apreciáveis e atraentes, é a cor da pigmentação da sua pele. Quanto mais clara forem, mais bonitas se sentirão e, portanto, atraente aos olhos selvagens dos homens.
A preferência por parte de alguns homens de mulheres de pigmentação clara, influencia certas mulheres não claras a investirem na sua metamorfose. Aliás, nota-se que as mesmas mulheres, uma vez claras, costumam gozar com as outras escuras ou pouco claras, fazendo entendê-las que são menos mulheres por conta da sua cor de pele.
Algumas instituições, empresas ou estabelecimentos comerciais, costumam ser promotoras de um racismo quando se trata de selecção para o provimento de algumas vagas de emprego. Não surpreende a ninguém a existência de instituições em que seus funcionários ou devem ser mulatos ou são claros. Isso, geralmente acontece em empresas de índole privada que públicas.
Por essas e outras razões, muitas mulheres, incluindo alguns homens de conduta masculinamente duvidosa, engajam-se na compra de cosméticos clareadores de pele, à venda em qualquer tabacaria que encontra e, muitas vezes, sem o devido acompanhamento por parte de um especialista, o que naturalmente provoca graves problemas de pele.
Das Consequências do clareamento:
Se por um lado, constitui verdade que o fenómeno do clareamento de pele acarreta vantagens em relação aos propósitos de suas utentes ou consumidoras, por outro lado, acarreta graves consequências, particularmente no caso daquelas mulheres que aplicam esses produtos sem o devido acompanhamento de um especialista na área.
Os vendedores das nossas tabacarias apenas se preocupam em vender o seu produto e não carregam consigo qualquer conhecimento sobre os produtos que vendem. Notamos que há um número cada vez maior de adolescentes que aderem a esses produtos. E com as transformações próprias da adolescência misturadas com esses produtos, criam lesões graves sobre a pele.
E devido a baixa qualidade e ineficácia na produção de efeitos dermatológicos, notamos que algumas mulheres ficam com mais de duas cores sobre a sua pele. Algumas ficam claras em quarteirões. Às vezes a face fica mais clara que as mãos, e estas menos claras que o pescoço, o que desemboca numa confusão estética sobre as nossas belas mulheres.
Em decorrência do abuso na aplicação dos cosméticos responsáveis pelo clareamento da pele durante o inverno, notamos que em tempos de verão ou em que o sol decide se impor, algumas mulheres transpiram demais, libertam um suor fedendo e sobre a pele nascem borbulhas negras e assustadoras, como se a melanina esteve a reclamar o seu espaço usurpado.
Considerações finais:
Não temos nada contra as mulheres que claream as suas peles, entretanto, persuadimos que é necessário que as mesmas tenham um acompanhamento de um especialista na matéria, sob o risco de o fenómeno causar graves lesões sobre a pele das nossas belas mulheres, principalmente, adolescentes.
A Lei da Defesa do Consumidor (Lei 22/2009, de 28 de Setembro) deve imperar sobre os vendedores destes produtos. Era supostamente razoável que os vendedores tivessem algum conhecimento sobre os produtos que comercializam ao ponto de transmitirem segurança aos seus utentes. Do contrário, a estes, devia ser proibida a venda.
O nosso Estado não pode permitir que as nossas belas mulheres desfalquem a sua beleza por produtos nocivos à sua saúde. É preciso que apenas os agentes autorizados possam vender estes cosméticos e com todos os meios de garantia estabelecidos, para em casos de problemas emergentes se saiba a quem recorrer e como trata-los.
Bem-haja Moçambique, nossa pátria de heróis!
Inocencio Khallifa, Magrela Malucket Magrela, Justino Chemane e 82 outras pessoas gostam disto.
Comentários
Salésio Mondlane
Salésio Mondlane Bravo!
16 h
Eliminar
Jose Dinis Maphanga
Jose Dinis Maphanga "A pior forma de manifestação do racismo é aquela na qual os negros desdenham sua própria pele. Aplicar movante é uma auto- negação."
26 h
Eliminar
Americo Mario
Americo Mario Sabías palavras e dizer que infelizmente estamos a passar essa vergonha que os nossos irmaos amantes do movante nos transmitem
Eliminar
Eunice Jessica
Eunice Jessica Emulatização forçada kkk gostei do termo
realmente em Africa os negros estão a desaparecer
16 h
Eliminar
Ilidio Malunguisse
Ilidio Malunguisse É gave a maneira como algumas manas arriscam a sua saúde por causa desses produtos, como se a beleza residisse na côr da pele.
16 h
Eliminar
Leonel Matusse Jr.
Leonel Matusse Jr. Pele negra, mascaras brancas -Frantz Fanoi
15 h
Eliminar
Almeida F. Massango
Almeida F. Massango Artigo de dar orgulho, a marginalizacao do "preto" e falta de auto-estima contribui para isto.
Eliminar
Anarella Guidion
Anarella Guidion Máscara nunca foi identidade. Até as máquinas fotográficas sao programadas para promoção do racismo. Nas fotos saímos tão claros como nunca no real.
65 hEditado
Eliminar
Isac Mimbir
Isac Mimbir É a mais pura verdade dr Ivan Maússe e dr Bitone Viage. Esses sao actos praticados por jovens com mentes oprimidas por falta d conhecimento.
Eliminar
Benjamim F. Malate
Benjamim F. Malate Não existe um racismo reverso (em que à pessoa é racista com a sua própria raça), caso isso existisse as pessoas que aplicam movante deviam ser racistas com negros (descriminar os outros somente por serem de raça negra), eu nunca ouvi e nem vi um negro tratar outro em razão disso. Se um negro trata outros de maneira depreciativa é por outras razões, como: condição financeira (diferenciação de classes sociais). Aplicar cremes para ficar com tom de pele mais claro ou cabelos longos artificiais têm haver com questões de padrões de beleza, em que as pessoas acham certos padrões mais bonitos que outros, um negro até pode achar mestiços, brancos pessoas com tom de pele mais claro e cabelos longos mais bonitas, mas isso não faz dele racista com ele próprio nem com seus semelhantes. Se isso fosse verdade podiamos aferir que os mestiços e brancos que adoptam estilo de cabelo ou alguma coisa tipicamente dos negros na sua aparência física também desdenham a sua própria raça e tantos outros brancos que fazem tratamentos de pele (bronzeamento), para ficarem com tom de pele mais escura semelhante ao de pessoas mestiças estão tbm à auto negar-se à si próprios( são auto-racistas).
Racismo =preconceito/discriminação do outro em razão de diferenças racicas, portanto você não pode se descriminar a sí próprio, clear pele ou aplicar extensões (ditos cabelos de mulheres brancas), nada tem haver com racismo.
44 hEditado
Eliminar
Manuela Daniel
Manuela Daniel Concordo com o seu ponto de vista.
13 h
Eliminar
Issufo Dias
Issufo Dias Aplicar movante ja uma forma de negacao de si mesmo, agora nao sei se isso pode se considerar racismo, porque ha muitos que aplicam productos p mudar a cor da pele, se for a ver alguns homens ja estao a ter esses comportamentos. Alguns ja escreveram sobre isso por isso recomendo que haja uma clareza de conceitos, e um outro dado interressante e a questao da vaidade
13 h
Eliminar
Benjamim F. Malate
Benjamim F. Malate E quando é um branco a fazer tratamento para ficar com tom de pele mais escuro (bronzeamento ), o que é?

Quando nossas manas aplicam cabelos ditos de mulheres brancas (extensões), o que é?

Quando alguém copia algo tipicamente doutra raça na sua aparência física (como dreds), o que é?
Vais me dizer que qualquer transformação que às pessoas fazem no seu corpo é uma forma de negação de si mesmo??? É racismo reverso contra sua própria raça.

Pensa um pouco meu caro Issufo Dias, se acreditarmos nisso teremos que dizer que no mundo grande parte de pessoas não se aceita como é, estão em constante autor negação, porque poucos vivem sem fazer alguma transformação na sua aparência física principalmente o sexo feminino.

Nota: Existem padrões de beleza e alguns de certo modo tentam seguir, lógico que existem exageros como o caso de clear a pele, fazer cirugias plásticas e tantos outros casos, mas nada disso tem haver com questões de auto-discriminação porque nem é possivel que uma pessoa tenha preconceitos contra ela mesma, isso simplesmente não existe.
Eliminar
Ivan Maússe
Ivan Maússe Ilustre, tem certeza que este comentário adequa-se ao nosso artigo? Se acredita que sim, então, devo dizer que está enganado.

Nas nossas entrelinhas, em nenhum momento dissemos que o o racismo manifestava-se em um negro discriminar um outro em virtude de ser escuro ou claro, mas sim que o facto de uns gozarem com outras de serem escuras ou menos claras, servia de influência para que as vítimas aplicassem essed produtos.

E mais, concordando ou não connosco, em nosso entender quando alguém nega a sua própria cor da pele, procurando aplicar cosméticos que lho deixem com uma cor diferente é sim uma forma de racismo consigo mesmo. Aliás, autores como Frantz Fenon chegam a ir mais longe bastando ler a sua obra "Pele negra, máscara branca" e como complemento poderá ver William Du Bois em "As almas da gente negra". Vai entender o que é isso de racismo consigo mesmo.

Lembre-te de algo: os termos são polissémicos e depende muito da área de estudo em que são abordados. Por exemplo, a ideia de Homem em Filosofia é e pode ser distinta da ideia de Homem em Biologia, e etc.
Eliminar
Benjamim F. Malate
Benjamim F. Malate Caro Ivan Maússe achas possível alguém ter preconceitos sobre sí mesmo?

Não é só a cor de pele que nós negros temos que nos faz diferentes doutras raças, uma das grandes diferenças está no cabelo, 99% de mulheres no mundo que tem poder financeiro para adquir cabelos chamados de brancas (extensões...), aplicam vais dizer que estão a ser racistas consigo mesmo????

Nota: E, quem foi que te disse que estudos de Frantz Fenon e William Du Bois não são contestaveis do mesmo jeito que você está mencionar este dois nomes eu posso trazer 2 que negam estudos deles e dizem que não existe racismo reverso.

Quando é um branco a fazer tratamentos para escurecer o tom de pele, o que é?
Eliminar
Neclino Chaphata
Neclino Chaphata As nossas irmãs Lourena Nhate e Liloca, precisam ver isso.
15 h
Eliminar
Mussá Fernando Macamo
Mussá Fernando Macamo Gostei. Congratulation
Eliminar
Isaura Vasco Mate
Isaura Vasco Mate Eis a razao de eu ser natural! Hoje em dia parece que existe gente que odeia ser negro.
Eliminar
Prechass Marley
Prechass Marley Bravoooo.. É um facto. 👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏
Eliminar
Gilder Anibal
Gilder Anibal Att: Autores Bitone Viage & Ivan
Recomendação:
Leiam mais sobre o conceito de MERCADOS e a aplicabilidade da Lei 22/2009, de 28 de Setembro.

Procurem entender:
1. O que é mercado,
2. O tipo de mercado,
3. O tipo de mercadoria,
4. Clientes e tipos de clientes,
5. Etc.
E se assimilarem, conceitos supracitados, descobrirão, o quão deverão re-estruturar o vosso texto.

Observação:
O texto é confuso! Apresenta contradições tanto contextuais quanto estruturais! Por exemplo, alguns parágrafos, contrariam conceitos de "DEMAND vs SUPPLY".

_______________
O resto, a mensagem, chegou as nossas manas.
32 hEditado
Eliminar
Nico Voabil
Nico Voabil Eu sou olho, tipo estou a dormir
13 h
Eliminar
Gilder Anibal
Gilder Anibal Mas não estamos a ferrar!
_______
Risos
Eliminar
Rafaeldavidcossa Cossa
Rafaeldavidcossa Cossa as negras estao desaparecendo isso na propria Africa, nao imagino ja na diàspora!
Eliminar
Arsenio Ricardo Chuquela
Arsenio Ricardo Chuquela Outras coisas que vocês escrevem nem da para comentar.
14 h
Eliminar
Ivan Maússe
Ivan Maússe Então fique no silêncio que te faz bem. Bom sábado!
13 h
Eliminar
Arsenio Ricardo Chuquela
Arsenio Ricardo Chuquela Por isso não dei o meu parecer. E você como escritor tens que aceitar a crítica faz parte do exercício hermenêutico.
12 h
Eliminar
Bitone Viage
Bitone Viage Sinceramente.
Eliminar
A Tall Selvagem Dele
A Tall Selvagem Dele Upshiiii as consequênçias verei no futuro kkkkkkk
Wenna uni mona jho yoooooo tocou mi bastante
Eliminar
Nay-p Nelson Anibal Paulino
Nay-p Nelson Anibal Paulino Realidade triste
Eliminar
Manuela Daniel
Manuela Daniel Bitone Viage e os nossos manos? Dizer que adorei o termo Emulatizacao até no dicionário do meu celular ñ tem essa palavra avanço dos termos mano. Bem, acho que dizer que somos auto-racistas ñ colo bem! Vamos aos exemplos prático em outras sociedades na qual temos nos espelhado e de que maneira: A sociedade brasileira é por nós sabido que é uma das mais racistas que existe, geneticamente as de raça Branca não tem tantos atributos naturais como as negras, mas hj em dia as mulheres fruta (melancia, maçã, etc) são de raça branca tendem a tomar características de nós negras. Contudo para dizer que o termo correcto para mim deveria ser Vaidade exacerbada da Juventude moçambicana. Bom fim de semana a todos
23 h
Eliminar
Ivan Maússe
Ivan Maússe Ilustre emulatização é um termo que nós criamos e que, infelizmente, nos furtamos de destaca-lo entre aspas.

E se contesta isso é porque nunca leu as obras de Mia Couto, de Paulina Chiziane e de Ungalane Ba Ka Kossa.

Se bem que já leu, então, era suposto que entendesse isso.
Eliminar
Ivan Maússe
Ivan Maússe Sugiro também para que, a ser possível, visite uma nobre obra dos autores Felix Guatari e Gilles Deleuze em "O que é isto, a Filosofia?".

Os autores em voga explicam muito bem em que consiste a Filosofia na qualidade de fábrica ou indústria de conceitos.

Aliás, não é atoa que logo iniciou o artigo invocamos a FILOSOFIA e não é atoa, também, que dissemos que no nosso texto, o fenómeno de clareamento da pele preferiríamos chama-lo de "Emulatização".

E bem-haja ao debate.
Eliminar
Manuela Daniel
Manuela Daniel Não sei se entendeu, eu disse gostei do termo. É a primeira vez que vi escrita! Foi uma singela opinião de uma ignorante.
12 h
Eliminar
Manuela Daniel
Manuela Daniel Aprendi que ideias e teorias são passíveis de ser refutada. Já li obras dos autores acima citados sou fã, mas ñ sou obrigada a concordar com o ponto de vista de cada deles (os autores)
21 h
Eliminar
Tsutsi Fumo TF
Tsutsi Fumo TF ...
Eliminar
Issufo Dias
Issufo Dias Nao se pode restringir as Mulheres aos homens tambem
13 h
Eliminar
Celina Curiana Mindo Mindo
Celina Curiana Mindo Mindo Auto-rejeição!
Eliminar
Gilder Anibal
Gilder Anibal Estamos a assistir uma perda de valores e uma declaração de auto-negação das origens e identidade fisiológica.
Eliminar
Dércio Tsandzana
Dércio Tsandzana Estão em outras a palavras a dizer que o Estado deve interferir na vida privada do consumidor. Acho que aqui há uma contradição, por um lado defendem a lei do consumidor e depois invocam o Estado, como assim?
22 h
Eliminar
Gilder Anibal
Gilder Anibal Certo!
Foi por isso que eu deixei uma série de recomendações e observação.
_________
Cc:Bitone Viage
Eliminar
Dereck De Zeca Mulatinho
Dereck De Zeca Mulatinho Correcção: diz-se Movate e não o contrário!
Eliminar
Inácio Swb Jorge
Inácio Swb Jorge Não sabia desse facto " (...) incluindo alguns homens de conduta masculinamente duvidoza (...) ". (Risos)😃😃😃😃😃😂😂😂😂😃😃😃😃

"A lei da defesa do consumidor (...) era supostamente razoável que os vendendores tivessem algum conhecimento(...)" não só os vendedores, aliás os consumidores desses bens devem antes de adiquiri-los procurar informar-se com os especialistas da área.
O vendendor não leal independentemente de ter informação acerca do bem sempre omitirá a verdade sobre as possíveis consequências do uso do bem em questão sob pena de perder mais um cliente.
Eliminar
Ibraimo Assamo
Ibraimo Assamo "Branco significa puro"argumentava uma cantora nigeriana, durante a entrevista para o canal britânico de televisão Channel 4, em defesa a cremes e pomadas clareadores, apartir deste contexto, me vem a consciência que tais pessoas possuem graves problemas de autoestima baixo, complexo de inferioridade, e embora tenham verganha da sua pele negra e a clareiem, mas, a sua essência no fim é que prevalece.
11 h
Eliminar
Anarella Guidion
Anarella Guidion Sim. Estamos na era das clarezas
11 h

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook