sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Greve geral O país vai parar a partir do dia 24 ao dia 28 de Novembro, até que:

Greve geral
O país vai parar apartir do dia 24 ao dia 28 de Novembro, até que:
-A Frelimo devolva todo dinheiro que saqueou das empresas públicas (MCEL, TDM, LAM...) e dos cofres do Estado.

-Que sejam levados a barra do tribunal todos aqueles que estiveram envolvidos nos saques do dinheiro público 
-Que se retire todos os subsídios aos Deputados da AR e aos ministros (os sacrifícios é para todos)
-Que os contratos dos fornecimentos dos combustíveis sejam anulados, pois os mesmos foram firmados de forma fraudulenta com vista a fazer com que o cidadão pague mais caro para beneficiar um punhado de gente ligado ao poder político.
-Que seja revogado a lei do trabalho, pois esta marginaliza os trabalhadores em benefício do patronato.
-Que as negociações entre a Frelimo e a Renamo sejam transmitidos pela rádio e pela televisão para todo o país.
-Que os contratos de exploração dos recursos minerais sejam publicados em todos meios de comunicação social.
-Exigimos melhores condições salariais aos professores e aos médios e infra-estruturas escolares e hospitalares melhoradas em todo o país (as nossas crianças não podem continuarem a sentar no chão enquanto a madeira a ser contrabandeada para o exterior)
-Exigimos a revisão em baixa da pauta aduaneira nas importações (Moçambique não tem industria alimentar, automobilística nem siderúrgica)
-Exigimos um investimento sério e urgente na agricultura e na criação de represas (existe rios e terra arável do rovuma ao Maputo, é inadmissível que o povo passe fome)

Moçambique é dos moçambicanos, basta de sermos humilhados pelos nossos próprios compatriotas, vamos resgatar e fazer valer o poder do povo.
Junte-se a está greve.
Nota: não serão tolerados atos de vandalismo.
Passe a palavra

1 comentário:

Mario Paulo Mutucua disse...

Quem convoca a greve? greve ou manifestacao?

Windows Live Messenger + Facebook