sábado, 31 de janeiro de 2015

Reconhecer a LAMBDA?


O dossier tendente ao reconhecimento da LAMBDA arrasta se há algum tempo! Uma forte campanha vem sendo desenvolvida no sentido do seu reconhecimento para que a associação tenha personalidade jurídica. Infelizmente a nossa sociedade vai pondo a cabeça na areia no que toca a falar de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Travestis entre um sentimento de repulsa e "não é nada comigo!" Aliás, o foco nos últimos tempos tem sido o reconhecimento da associação, como se esse acto de per si resolvesse todos os assuntos da classe. Antes pelo contrário, será o início do verdadeiro debate! 
PS: O país não tem capacidade para travar esse vento que vem de todos os lados, mais tarde ou mais cedo a LAMBDA será reconhecida e teremos perdido a oportunidade de reavaliar nossos tabus e nos prepararmos para a realidade. Associação reconhecida ou não LGBT andam aí. 
PS1: Abram as mentes para a discussão que se vai seguir: casamento e adopção por casais gays. Já temos precedentes em África!
Like ·  · 
  • Boa Monjane Não são uma "classe". Não os categorize assim...
  • Júlio Mutisse Como se as preocupações do grupo...
    Fica melhor Boa Monjane?
  • Chacate Joaquim QUERO CRIAR UMA ASSOCIAÇÃO DOS POLÍGAMOS DE MOÇAMBIQUE... KEKEKEKEK PARA HÁ COISAS QUE SÓ DA OLHAR SABEJúlio Mutisse!
  • Joaquim Tomo Não vai acontecer.
  • Júlio Mutisse Vimos Labiba e LaSanta na TV..., vimos fotos de casamentos da África do Sul... mais dia menos dia, chegam a Moçambique. Estamos preparados?
  • Júlio Mutisse Com que base disque não Joaquim Tomo?
  • Joaquim Tomo Com a base de que mais de metade deste povo vai negá-lo. O simples reconhecimento pode ocorrer, e LAMBDA será um grupo de pressão para atingir outros patamares. Tais patamaes é que não serão alcançados, sobretudo se isso levar a um referendo.
  • Joaquim Tomo Será um erro a que o governo sera arrastado por uma onda financeira, com chantagem a mistura.
  • Sic Spirou como malta Joaquim Tomo nao vai acontecer muita coisa neste pais... problema das pessoas em pensar nelas e nao no que sucede com o direito dos outros. estranho! kkkkk
  • Josina Malique Antes de debatermos devemos tentar aceitar o facto de que existem pessoas com orientacao sexual diferente da nossa e merecem o mesmo respeito que nos, como pessoas. Se conseguirmos isto ja podemos comecar a debater o reconhecimento formal/legal. Mas ate chegar os niveis a que o Julio Júlio Mutisse se refere, como o casamento, vai doer. Se querem experimentar reconhecamos as unioes de facto entre eles, kikikiki
  • Júlio Mutisse Chacate Joaquim conta comigo nessa luta! Kikikiki
    Joaquim Tomo a conjuntura não vai deixar espaço a que a associação não seja reconhecida. Mais do que isso, com ou sem associação eles existem e estão entre nós e reconhecer a associação é um mero exercício formal. O importante para mim é evoluirmos para um estágio em que estas coisas estejam devidamente regradas. Já há quem nos exibe seu bebê... vamos ficar por aí mesmo?
    Sic Spirou temos que dar passos para frente, preparar uma plataforma de discussão destas matérias sem a carga emocional que normalmente a caracteriza. Dizer isso significa que sou gay ou os aceito? Não... estou a aprender a respeitar, a despir meus tabus e encarar a realidade de que quer os renegue ou não, eles estão aqui...
  • Josina Malique Os homens falam mais dos gays, nascidos dos poucos homens existentes, o que cria problemas sociais na legiao da mulherada. Quando comecarem a perder vossas namoradas e esposas para outras mulheres vao ficar espertos. Esperem so para ver. LOL
  • Sic Spirou eh isso que nos falta na verdade a todos... devo confessar que as vezes me incomoda saber que existem pessoas com orientacao sexual diferente, mas ja sabe-se que existem desde que a humanidade se reconhece como tal. portanto, temos mesmo eh de avancar neste aspecto. estamos a ficar sempre na defensiva quando sao assuntos que ja estao a ser legalmente aprovados. tarde ou cedo estamos na onda dos mesmos, porque ''incriminar'' a eles nao vamos chegar a esse ponto.
  • Júlio Mutisse Josina Malique esse é o meu estágio actual: reconhecer que existem e mesmo não aceitando essa opção, respeitar. A partir daí podemos começar a discutir outros aspectos. Estamos a correr a contramão dos tempos...
  • Celso Guirimone O mundo vai de mal a pior, este foi um dos pecados que fez com que DEUS destrui-se SODOMA E GOMORA. Pois segundo a lei divina, homem x mulher e ponto final. Pois ele nos ordenou em Genesis para sermos fecundos e nos tornarmos muitos. Esses que sevilizam o pecado deles, dizendo que tem "orientação sexual" diferente a dos outros, devem arder no HADES (Inferno), pois o dador da vida, o criador dos ceus e da terra jamais aceita-rá Homossexualismo e outras sem vergonhiçes, nascidas de mimos vindos de casa e de falta de ética ao vertir-se de algumas mães e (filhas e filhos), que se vestem na frente dos bebes, achando que eles ainda ñ lê mp3.#abaixopoucavergonha
  • Júlio Mutisse Essa é a primeira fase da evolução: negação!
  • Jaime Langa Júlio Mutisse tenho conversado muito sobre este assunto com o meu grande amigo e activista desta causa o Egidio Canuma e apresentei-lhe uma preocupação meramente técnica jurídica. O conceito de casamento definido na lei moçambicana consagra que o mesmo deve ser realizado entre duas pessoas de sexos opostos. Refiro-me a lei mãe (CR) e mais, a mesma lei adianta que eh nulo o casamento realizado entre pessoas do mesmo sexo. Para mim o desafio para a legalização da Lambda deve estar em torno da alteração da lei mãe primeiro (CR) pois, acredito que, não pode ser legalizada uma associação, seja ela de que minorias, cujos objectivos contrariam a lei. Talvez por essa via eu poderei engajar-me a apoiar a causa porquanto não vejo donde começar.
  • Nelsoncarlos Tamele Eish! Esses momentos sao dificeis pah!
  • Virgilio Homero Bone Mussera Levítico 18.22 diz ( Com homem não se deitaras como se fosse mulher e abominação ) Levítico 20.13 diz ( Se também um homem se deitar com outro homem, como se fosse mulher, ambos praticam coisa abominável; serão mortos, o seu sangue cairá sobre eles ). NAO VAMOS LEGALIZAR ISSO!!!!!!!!!!!!!!!!!
  • Celso Guirimone A minha pergunta é: Lambda, os individos, são cristãos.
  • Virgilio Homero Bone Mussera Nada de Lamdba...NADA!!!!!!!!!!!!!!!
  • Júlio Mutisse Jaime Langa é factual que a construção legal de família é em torno de um pressuposto homem/mulher (meu conceito também). Não hajam dúvidas. As leis são feitas por homens e podemos até alterar para consagrar relações poligamicas como sugerira a associação que Chacate Joaquim vai criar. Mas os homossexuais estão aí. Deixamo los à margem da Lei? Evolui muito na abordagem a este tema nos últimos 8 anos. Que o digam Leopoldo AmaralNhecuta Phambany Khossa e Tony Bungallah
    Nelsoncarlos Tamele os momentos difíceis são estes em que ainda estamos em choque e recusamos se quer falar do tema, como se só essa negação fosse suficiente para acabar com a homossexualidade. Tal como o SIDA era visto como algo distante, levaremos a sério este tema quando ele nos bater a porta e termos que conviver com um LBGT em casa. Vai doer discutir casamento e adopção, mas tudo parte de assumirmos que os LBGT existem e vermos até onde a caixa de direitos lhes pode ser aberta.
    Virgilio Homero Bone Mussera Deus é amor e ele aceita todos, desde que se arrependam dos seus pecados. Quem somos nós para condenar?
    Celso Guirimone cristãos ou não, são seres humanos e merecem o nosso respeito.
  • Celso Guirimone Pergunte a Deus porque ñ respeitou os de SODOMA E GOMORA. Mais, a lei do matrimonio ñ foi criada pelo homem NÃO, sim pelo dador da vida. Se são cristãos, fiquem a saber que isso é pecado, e quem pratica a saber, cometeu o pecado deliberadamente. Inançeitavel...
  • Lucio Langa A nao se registar esse movimento pra mim é um HALELUYA.
    Gente o comportamento dos LGBT's n pode ser exemplo pa uma sociedade.
    Afinal nós moçambicanos d onde viemos,
    Pra onde vamos,
    Afinal queem somos?

    Eix precisamos de Mugabe em moz.
  • Lucio Langa Quer saber da Agenda d LGBT? vasculha esse assunto n brasil
  • Júlio Mutisse Lucio Langa o homossexualismo não é um fenômeno brasileiro. Existe em todo lado.
    Celso Guirimone se seu argumento é bíblico para o que disse anterior sugiro uma releitura da bíblia para perceberes o que significa cristo em comparação ao período anterior. Depois podemos falar. Sendo única a bíblia não se lê de modo estático, há razões para ele ter sido sacrificado. Salvo se a bíblia for diferente.
  • Júlio Mutisse Sem carga volto mais tarde.
  • Lucio Langa "O homossexualismo não é um fenômeno brasileiro. Existe em todo lado".
    É por ser um fenomeno q país como nosso n pode andar copiar "fenomenos" marginais a natureza.

    Ainda n citei a biblia
  • Arlindo Langa Caro Júlio, temos muita coisa para nos entreter. LGBT que seja entretenimento para os LGBT. Não entendo qual é o interesse de um não LGBT quando aparece a advogar por eles... há muita coisa para nos entreter....
    22 hrs · Like · 3
  • Celso Alfredo Zacarias Julio a propósito do teu penúltimo comentário, mesmo no novo testamento o homosexualismo é abominável aos olhos de Deus e portanto pecado. Gostava mesmo de saber do teu ponto de vista como pretendes defender a tua tese usando a Bíblia e o verdadeiro significado de Cristo. e mesmo sem pegar na Bíblia a própria CRM e a Lei da Família são claras., enveredar por outro caminho é destruir não só a essência de uma sociedade mas principalmente desagradar aquele que tudo faz por nós ( Deus). O problema não está no facto de algumas pessoas não falarem do assunto, está no facto de que tornaram um não assunto em assunto e é exactamente isso que o satanás faz. Respeitar respeito como seres humanos mas não posso desagradar ao meu Deus para agradar a interesses mundanos e promiscuos. Não vou armar-me em globalizado para o que é errado. Antes de qualquer debate desse assunto surgiro que procures saber a genese do assunto quer do ponto de vista bíblica quer do ponto de vista histórico social. Quanto ao deixa-los a margem da lei, não se trata disso, trata-se sim de que eles é que devem conformar-se com a lei. Se um dia isso for a debate na AR para aprovação de uma suposta lei que autoriza casamentos gays e possibilidade de adopção então estaremos regridindo e estaremos entregando de vez Moçambique a satanás. E espero não presenciar isso.
    19 hrs · Like
  • Júlio Mutisse Temos que passar a fase da negação.
    Mano Arlindo Langa, podemos não querer abordar o tema, mas LBGT existem. Devemos deixar por aí? Acho que não, temos que encontrar a forma de acomodar isso na nossa sociedade que não fira com a nossa forma de estar ede ser. Ignorar não é situação.
    Lucio Langa, assumidos ou não, convives com muitos LBGT. Mesmo na família. Esquece essa ideia de que isso é problema dos outros, eles estão aí. A questão é saber, discutir e regrar de que forma lidamos com eles. Só.
    Celso Alfredo Zacarias, há muito abandonei a visão bíblico do fenômeno. Ela apenas condena e não ensina como lidar com a realidade da sua existência. Se é pecado? Pelas escrituras não tenho duvida que seja. Mas quem somos eu e tu para julgar e condenar? Não defendi os gays do ponto de vista bíblico, apenas disse que para esse Deus que vocês evocam, até os assassinos do Estado Islâmico tem espaço se se arrepemderem dos seus pecados. Ninguém pode julgar e condenar se não Deus. Não se esqueça, não julgue para não ser julgado. Respeite e reze para que o fenômeno suma, mas não julgue.
  • Júlio Mutisse Digo solução, mano Arlindo Langa

1 comentário:

soares pombal disse...

nadaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa disso em mozzzzzzzzzzzzzzzzzzzz. mundanisses nao.