quinta-feira, 3 de março de 2016

SELO: Num país sério quem nomeou Paulo Awade devia demití-lo* - Por Dércio Tsandzana


PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Vozes - @Hora da Verdade
Escrito por Redação  em 03 Março 2016
Share/Save/Bookmark
De que o governador de Tete era um mau comunicador, eu já tinha provas bastantes. A sua inoportuna aparição na televisão defraudou todas as minhas expectativas, de que em Tete existe um governante. O senhor governador é, na verdade, um "aborto político", desafiador e corajoso.
Ele, ao dizer que os cidadãos moçambicanos que se encontram no Malawi não são refugiados está, por outras palavras, a dizer que o ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Oldemiro Baloi, esteve naquele país para apanhar sol ou fazer turismo. Está, igualmente, a dizer que o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados é totalmente incompetente.
E mais, o senhor Awade fez o impensável: desafiou a pessoa que o nomeou ao cargo de governador, pois, pese embora o Presidente da República, Filipe Nyusi, nunca tenha dito com todas as letras que são refugiados, já admitiu que os compatriotas não estão lá por acaso.
Aliás, o próprio Conselho de Ministros disse, claramente, no fim de um encontro, que no Malawi havia refugiados, ou seja, o senhor Awade desacreditou toda a estrutura do Governo moçambicano. A saga de Awade não pára e ele ousou, de forma vergonhosa, desafiar a comunicação social pública e privada para proferir despautérios. Acontece que depois de um trabalho exemplar de Francisco Mandlate (STV) e das reiteradas vezes que a RM e TVM citaram a palavra "refugiado", referindo-se aos concidadãos no Malawi, Awade continua a não acreditar nesta realidade e prefere sonhar alto.
Prefiro prensar que ele anda sem assessores, muito desinformado ou ocupado de tal sorte que não lhe resta tempo para ler jornais, acessar Internet ou ver televisão. Penso que o senhor Awade não sabe diferenciar um refugiado de um deslocado.
Ele é um verdadeiro "Mamparra" e se estivéssemos num país sério quem nomeou este senhor devia demití-lo, porque insultou e menosprezou os moçambicanos que sofrem no Malawi, bem como desrespeitou os seus superiores hierárquicos. O sensato seria ele deixar de lamurias, sair do escritório e dirigir-se ao Malawi para ver de perto o que está a acontecer.
Por Dércio Tsandzana
*Título de autoria do @Verdade
O que eu penso sobre as Declarações de Paulo Awade e da Reportagem da STV?
Não nego que haja alguns refugiados em Malawi, como Paulo Awade. Mas o que eu acho é que há exageros, tanto na reportagem da STV, como nas noticias que tem sido vinculados pelos órgãos de informação. Eu cresci em Mukhondezi, já refugiei_me em algum momento para Malawi. Não há, entre mukhondezi e Malawi, um distancia igual a 70km, logo a reportagem da STV mente.
O numero de 4, 5 Mil de refugiados é bastante elevado. Esse numero corresponde a toda população de mukhondezi, Ndande , Maonequela, o que não pode ser verdade, porque em mukhondezi a vida corre normalmente. Estive lá ha dias. As escolas estão a funcionar, o mercado que esta na ponte funciona plenamente, as escolas estão abertas.
A hipótese de que aquelas pessoas que estão em Malawi são famílias dos homens da RENAMO que estão aquartelados, pode ser verdadeira, porque voltando os homens a base de Matenge, as suas famílias tinham, naturalmente, de estarem em lugar seguro, para que não possam ser alvos fáceis. O que a reportagem da STV escondeu é que o quartel general da Renamo está exactamete naquela zona, em Matenge. Mas as as famílias dos homens Armados da RENAMO são também Moçambicanos, Senhor governador.
Uma pergunta final:como é que aqueles todos entrevistados tem a certeza de que quem está a queimar as suas casas são forças governamentais se aqueles também usam o fardamento da FADM? porque possuem a mesma resposta na ponta da língua? A unanimidade de respostas em pesquisas deve sempre remeter_nos a uma maior dúvida sobre os resultados a que chegamos.
Comments
Maia Cassimo Pergunto de onde tira esses dados estatisticos, e qual e o grau de confianca nisso? Na mesma peca de reportagem, Francisco Wache, omite o depoimento da embaixada das nacoes unidas para com os refugiados. De onde estes terao tirado aqueles dados? O posicionamento da Sua Excia. Paulo Awede traz lacunadas ao afirmar entre " Refugiados e Deslocados" obiviamente que sao conceitos extremamente diferentes, contudo mal contextualizado particulamente ao drama que la se vive... Concordo em so ponto quando diz as familias dos supostos homens armados da renamo sao tambem MocambicanosSee Translation
Antonio A. S. Kawaria Mais novo, não vejo factos que sustentam as tuas afirmações. Logo, vejo que sustentas o que Awade e Nyusi dizem.See Translation
Francisco Wache Wache A que factos se refere? Em zoubue, muito perto dali onde estão os refugiado, não ha registos de confrontos, porque a população não foi para ali? quando fugiamos de Mukhondezi, sempre escalavamos zoubue antes de entrar no malawi, como aqueles vão directamente a Malawi? Eles nao possuem familiares na vila ulongue, que é outro ponto sem registo de confrontos e que também fica perto dali? ha aproveitamento aqui, ha negócios, abra olhos mais velho.See Translation
Antonio A. S. Kawaria Nesse tempo que vivias nessa zona, era difícil identificar os guerrilheiros da Renamo e soldados governamentais? Pelo menos comigo lá em Netia não foi. Estatísticas e confrontação com os dados da ACNUR, meu irmão.See Translation
Francisco Wache Wache Por isso que eu digo que ha negocios. Acnur quer mais dinheiro,Malawi idem. Mas mais do que isso, a Renamo instruiu bem aquelas pessoas para saberem o que dizer. Ha muitas zonas em Moçambique que em que nao ha registos de confrontos onde eles muito bem podia se alojar. porque é que tem de ir exactamente a Malawi? Sao negócios e chantagens para colocar o governo em tangas e em saias justas como esta acontecer agora. Dispertar a atenção da comunidade internacional para dar razão a Renamo, naquilo que pretende fazerSee Translation
Francisco Wache Wache Naquele momento nao era dificil. Mas é. Nunca viste nestas fotos homens da renamo com fardamento da FADM?See Translation
Alcídes André de Amaral Sim, Francisco Wache Wache, precisamos de abrir os olhos! E ver bem o que podemos ver e ouvir bem melhor o que andamos sempre a ouvir. Eu pelo menos gosto de ouvir o PR dizendo que precisamos ter cuidado na consideracao deste caso... nao percebo como `e que nos recebemos assim de boca e estomago sempre em abertos a tudo que ouvimos e vemos (o que so queremos ver). Alias, percebo. Tudo que vai de Acordo a nossa crenca, a nossa simpatia politica ou contra o partido que nao temos simpatia alguma `E VERDADE E INQUESTIONAVEL! O contrario `E MENTITA, INQUESTIONAVEL E COISA DE LAMBE-BOTAS.

Precisamos mesmo de abrir os olhos e tentar ate o que nao queremos ver!
See Translation
Fatima Noronha independentemente de tudo aquela gente merece consideração. Sabem! as vezes é melhor ficar caladoSee Translation
Francisco Wache Wache Aquela gente merece consideração Fatima Noronha, muita, mas uma consideração racional e cautelosa. Ter igualmente cautela com as bombas das médias, que são uma grande bomba de veneno, em tempos de conflitos armadosSee Translation
Lindo A. Mondlane interessante ponto de vista.... sobretudo conhecendo a zona e o entorno...See Translation
Lindo A. Mondlane ha uma expressao tipica aqui.. disseram na televisao.. para dar por terminada alguma discussao.. ou seja o que se diz na televisao adquere automaticamente o selo da verdade irrefutavel... em fimSee Translation
Bernardo Bambo Francisco Wache Wache é verdade que ha muitas duvidas nesta reportagem!! Certo? Mas também ha uma questao de fundo que nao quer si calar! Será que pelo facto de ser familiares dos homens armados da renamo segundo Awade, nao podem ser refugiados? independentimente do seu grao parantesco com os homens da renamo!Certo? Lembrando, que quando os elefantes lutam o capim desaparece. Eu, em particular junto me a todos aqueles que acreditam que eles sao refugiados sim e merecem cuidados por parte do governo/organizaçoes humanitarias...!Pois o facto de eu ter um parente da "oposiçao armada" ou mesmo "milicia armada" nao significa que sou criminoso/moçambicano do mal... segundo Awade. kkkkkSee Translation
Vasconcelos Dias Fernando Muanamassa Sinto que os moçambicanos estão divididos de verdade. Amigo Wache, acha que os pais daquela criança que me emocionou na reportagem da STV, quiseram levar aquela vida para comover o povo e a comunidade internacional? Então alinha pelo diapasão do Ntumuque e companhia. Se tivesse vivido as injustiças protagonizadas pelo exército governamental aquando da guerra civil eu acredito que esta não seria a senda do seu raciocínio. Quanto à distância e densidade populacional, eu sugiro que não questione, ainda que conheça ''perfeitamente'' a região. Sabe porquê? A distância de A para B pode variar em função da rota. O número de habitantes? Ele oscila não só com base na diferença entre a natalidade e a mortalidade mas também com base no fluxo migratório. Ao que tudo idica, de acordo com o seu post, o amigo Wache saíu há bastante tempo daquela zona e quando vai de férias, a sua visita circunscreve-se a familiares e alguns conhecidos.See Translation
Francisco Wache Wache É exactamente isso de que tenho medo. Agir por emoção e não pela razão, caro Vasconcelos Dias Fernando Muanamassa. Nao ha hipotese alguma de a distancia ser superior ou igual a 70km. A nao ser que as pessoas saiam de casa e rodopiem 3 vezes todo o raio de.mucondezi para depois irem a Malawi. ENTRE muxungue e mukhondezi onde é que ha mais confrontos? entre gorongosa e mukhondezi onde ha mais confrontos? onde estao os refugiados de muxungue? onde estão os refugiados de gorongosa? Eu nao estou a falar de coisas que.ouvi deizer, ou fui para la fazer a reportagem, vivi la, cresci la. Conheço a distancia entre mukhondezi e.zoubue, mukhondezi malawi a pé, e não de hardbodySee Translation
Francisco Wache Wache Bernardo Bambo ai estas certo. Por isso eu disse que os familiares dos.homens.da renamo tambem sao mocambicanos. Portanto nao tem culpa de os seus maridos e filhos irem combater para a renamo. Um dia, em off, posso contar_te algo especial que se passou comigo ai. Agora estou a trabalhar, nao teria tempo para contar tudoSee Translation
Neldo Langa Francisco Wache Wache as vezes caímos na ignorância quando tentamos negar a verdade.... Tu Ta tranquilo por aí, logo acha que os outros também estão ....
depois vocês se acham de acadêmicos, pelos vistos não vejo diferença alguma entre você e Awade...
Alias Awade sempre foi mal falta respeito a directores provinciais em reuniões o próprio PR já o repreendeu...
As vezes é preciso ficar calado ou mesmo não escrever nada com risco de se tornar ridículo.... dizes que foste refugiado, mais saiba que naquela altura os mesmo que estão no poder recusavam que vocês eram refugiados ....
See Translation
Francisco Wache Wache 1. Neldo Langa esta a dizer vocês não sei a quem te referes, foi eu quem escreveu, não somos nos, portanto foi eu. 2 tu viveste em tete, onde te conheci e onde brincamos. se conheces bem mukhondezi, has/de te recordar que nao existe nenhuma distancia entre esta localidade e malawi que atinge 70km. volto a dizer que isso e falso, bem falso. eu vivi la, em mukhondezi, conheco, a renamo ja me presseguiu com catanas e balas insdiarias ate em zoubue. conheco ndande, conheco monequela, conheco matenge . ninguem me pode mentir aqui. dizer que aqueles todos sao refugiados, dizer que sao cerca de 4, 5mil, estao a mentirSee Translation
Francisco Wache Wache eu nao respondo por awade, o artigo e meu, o post e meu nao e de awade, awade responde pelos seus erros eu pelos meusSee Translation
Francisco Wache Wache o meu amigo deve ter amigos em mukhondezi que sao professores, perguta/os. ha quem esta a propagar informacao falsa, e o meu amigo, sendo jornalista, sabe que ha jornalistas que mentemSee Translation
Francisco Wache Wache nao estou a negar que haja refugiados. eu logo disse, mas que os numeros estao a ser ampliados. concordo com paulo, quando diz que sao familiares dos homens da renamo. ndande, matenge, mmaonequela e tsangando sao terras habitadas por pessoas que foram ou sao da renamo, na sua maioria. incluindo angonia. quem puxou aquela zona para a frelimo, em algum momento foi luisa diogo, quando na campanha foi distribuir mantas, depois disso, a zona voltou para a renamo. a base de matenge nunca foi desmantelada, os homens sempre estiveram la e em redor, os seus familiares e as suas habitacoes e familias, logicamente. o Erro de awade e arrogancia no falar, mas dentro daquilo que fala, ha algumas verdades que devem ser tomadas em consideracaoSee Translation
Neldo Langa Ok, assumimos que sejam familiares dos homens da renamo, são mocambicanos ou não?
Uma coisa digo, está se a cometer os mesmos erros cometidos a quando do início da Guerra dos 16anos... Este país, se continuar assim, ainda vai arder.....
See Translation
Francisco Wache Wache sim meus amigo. ai tens razão. veja que ai no post eu também disse. os familiares dos homens armados da renamo também são moçambicanos, esta bem escrito ai no post. ai, paulo awade nao tem razaoSee Translation
Admiro Savanguane A PROCURA DE PROTAGONISMO POR JORNALISTAS, CATALIZADA PELO "PUXA P CA E EMPURRA P LA", DESISTABILIZA MAIS RAPIDO O POVO "TOU DENTRO". TODO O MUNDO QUER APARECER A CUSTA DO BEM-ESTAR DA MAIORIA. O GOV. FOI UM POUCO IMPRUDENTE NA SUA EXPRESSIVIDADE. QUANTO A MIM DEVIA TER ENCONTRADO OUTRA SEQUENCIA DE PALAVRAS PARA CONTRARIAR O Q JA SE DIZIA.See Translation
Jemusse Abel Francisco Wache Wache nao apareça com ideias de defender o que nao sabes? Tenho um colega que é docente em mkondezi que na altura ligou-me que estava a transferir a familia pra cidade de tete porque situaçao nao era melhor. Vamos fugir um pouco voltemos pra assunto de npl apos aquela invasao a sede da renamo. Tu sabes que houve gente que fugiu e foram par na barragem? A distancia pra quem esta fugir da guerra nao è crucial. Nao tens comi duvidar os numeros enquanto nao tiver outros dados crediveis. O que tentas aqui sao suposicoes que nao merecem debate. Awade seu amigo foi infeliz mano..See Translation
Armindo Francisco Bema Então há um equívoco aqui por parte de sua excelência Governador de Tete. Como é que diz que não há refugiados, só deslocados e muitos deles são malawianos, e ainda dizes que fogem da seca, pois no Malawi também há seca. E diz mais, quem mata e queima casas é a renamo e se se observar com atenção, os tais deslocados são maioritariamente crianças e mulheres, e que estes são mulheres e crianças de homens armados da renamo. Não há equívocos aqui???See Translation
Armindo Francisco Bema Como é que alguém foge seca para onde não há chuva? SinceramenteSee Translation
Francisco Wache Wache Hahahahah, Jemusse Abel porque é aqueles foram a malawi e não foram a tete?See Translation
Armindo Francisco Bema Eu acho que o governador não foi muito felizSee Translation
Francisco Wache Wache Sim, nao foi. Concordo. Um governador tem de ter modos de como falar e beneficiar sempre a duvidaSee Translation
Francisco Wache Wache Armindo Francisco Bema sobre os pronunciamentos de awade so ele.pode.defender. que alguns tem logica isso nao se.pode duvidarSee Translation
Armindo Francisco Bema Concordo, só ele mesmo. Não me parece colar bemSee Translation
Jemusse Abel Fugir a tete é o mesmo perseguir o fogo. Francisco Wache Wache nao me envergonha... Pah.See Translation
Francisco Wache Wache Tu conheces mukhondezi Jemusse Abel. A distancia dali para malawi atingem.70km? onde é que aquele jornalista tirou.esses.dados?See Translation
Jemusse Abel Hummmm nao estamos no debate do jornalista. Ha ou nao ha refugiado no malawi?See Translation
Francisco Wache Wache Pois, sim. Oor awade tem razao.ao dizer que aqueles são familiares dos.homens da.renamo. por isso não podem ir a tete porque se.forem estarão menos protegidos. So que esseas familias tambem sao mocambicanosSee Translation
Francisco Wache Wache Eu não tenho duvidas que haja, mas os números são exagerados. Muito negocio ai mano, quer para acnur que quer mais fundos, quer para malawi que vai ter fundo e emprego para os seus.See Translation
Armindo Francisco Bema Kkkkkk, Francisco Wache Wache, ir para Angónia seria uma loucura numa altura em que o próprio pai da província afirma o que ele mesmo tenta negar que está a Queimar e assustar as pessoasSee Translation
Francisco Wache Wache Portanto ha jogos políticos. A própria RENAMO esta interessada a fragilizar o governo a partir daqueles refugiadosSee Translation
Armindo Francisco Bema Isso não tenho certeza absoluta nem dúvida absolutamente certaSee Translation
Armindo Francisco Bema E diz logo que estão a fugir porque são famílias dos tais homens. Aí afirma que tudo o que os jornalistas trouxeram é verdadeSee Translation
Francisco Wache Wache Bema ai naquela zona ndande, monequela, matenge, ate tsangano é renamo aquilo tudo, grande parte sao homens armados que estavam na.base de matenge, tu sabes dissoSee Translation
Armindo Francisco A ultima parte do texto nao concordo. Quando temos resultados semelhantes no inquerito sobre diferentes inquiridos temos que anular a pesquisa? Entao deixa de ser uma pesquisa cientificamente valida.See Translation
Wilson Profirio Nicaquela Nicaquela Penso é prque existo, se deixo de pensar então não existo como ser! Entro a propósito da advocacia vs acusação "proliferada" desde última noite do Feveriro de 2016!? E qual meu pensamento? ?? A seguir, não importa, mas pensei diferente: Há coisas que pronunciamos como pessoas e não como instituição! Como indivíduos e não como personalidade! Como cidadãos e não como camarada! Nem todos filhos se comportam como os pais! O governador naquela entrevista falou como singular! Ademais não significa ter mesmas distrezas que PR para ser nomeado! Há cada incapacidade oculta ou coberta quando somos dirigidos diferente da exposição ao dirigir! Este camarada vezes ha em que deixa saudades!See Translation
Armindo Francisco Bema Não é verdadeira essa afirmação de que o governador falou como singular. Ele é qual momento falaria como autoridade?See Translation
Wilson Profirio Nicaquela Nicaquela Saindo duma sessão do governo provincial!See Translation
Armindo Francisco Bema Ele é representante legal do Governo. Disso não há dívida. A menos que pronunciasse isso num forum privadoSee Translation
Francisco Wache Wache Nyusi ja disse uma vez ,mas foi vaiado pela media, porque nao é aquilo que as pessoas esperavam ouvir. A renamo pode estar a usar a.media e as pessoas para exactamente fragilizar o governoSee Translation
Jemusse Abel Wache awade vai t chamr pra um carguinho...See Translation
Francisco Wache Wache Como, nao hoje dia 1? awade ainda esta la?See Translation
Armindo Francisco Bema Isso Wache não vai aceitarSee Translation
Francisco Wache Wache Kikikikiki, nao fala assim pah Armindo Francisco Bema, como posso.negar um carguinho? é pena que ele ja nao esta la . Quem esta é um da renamo nao.é isso? actualize_meJemusse Abel kakakkakakaSee Translation
Julio Bernardo Andre Nestas coisas nao se usa Metodologia cientifica.... valem outros caminhos.See Translation
Jonas Antonio Francisco Que bom ouvir esses pontos de vista! Significa que o assunto é sério. Para mim, os números não interessam, 4.5 mil pode não corresponder a verdade. Que refugiados ou deslocados isso é verdade, que o governador deu um ponto de vista duvidoso eu concordo. Agora quem está a aumentar os números e com que finalidade, isso acho os jornalistas é que sabem.See Translation
Francisco Wache Wache Como vai bem dizer que são diferentes inqueridos pessoas que sao questionados no mesmo sitio, todos a ouvirem a respostas de todos, oh Armindo Francisco Bema? Na verdade, se fossem pessoas entrevistados em locais diferentes, a terem a mesma resposta o mais provável é que não haja consistência cientifica nos resultados. ESSA coisa que se chama consistência é o que muitas reportagens que nos são dadas a consumir não possuem.See Translation
Francisco Wache Wache Ai quando é tempo de arguição, ai onde trabalho, questiono sempre, em perguntas abertas,como se explica que todos tenham a mesma respostas? quando numa das questões o candidato diz: nesta questão, todos foram unânimes em afirmar que x é ySee Translation
Armindo Francisco Bema Então a metodologia está errada. Como vamos querer ouvir às diferente s ideias dentro do mesmo grupo, ao mesmo tempo? Estavam a copiarem-se um ao outro!See Translation
Francisco Wache Wache Ai acertaste mano. Bem errada a metidologia usada. Materia para agradar o povo, nao interessase e certo ou naoSee Translation
Armindo Francisco Bema Sendo assim, a abordagem do assunto não é consistente. Pelo menos neste ângulo, Francisco Wache WacheSee Translation
Francisco Wache Wache por isso questiono algumas inconsistência neste postSee Translation
Francisco Wache Wache Os resultados faceis numa pesquisa sempre nos induzem em erros gravesSee Translation
Antonio A. S. Kawaria Eu continuo com dúvidas sobre o que é facto no que escreves aqui, mais novo Francisco Wache Wache. Porquê não podemos acreditar naquele que está no centro de refugiados a dizer as suas experiências, os que contaram os refugiados em Kepise, os que visitaram o centro de refugiados, incluindo o ministro de negócios estrangeiros, brigadas interministeriais, partidos políticos e tenho que acreditar os que escreves aqui apesar de eu te conhecer pessoalmente? Desconfiar refugiados e preconceitos sobre eles é o que se passa em todo o mundo, mas a análise dos casos cabe a entidades próprias como é o caso dos servicos de migracão do país onde eles são recebidos, caro Francisco Wache Wache para evitar a violacão de direitos humanos. Já ouvi tanto sobre os refugiados sírios e agora é mesmo a vez dos refugiados moçambicanos com certeza.See Translation
Francisco Wache Wache Mais velho, não nego aqui que haja refugiados. O report da STV foi para ai fazer a materia. Eu vivi la e ha dia estive la. Conheço cada canto daquela terra. Mais velho Antonio A. S. Kawaria, volto a negar aqui, nao existe, de forma alguma, a possibilidade de entre mukhondezi e.kapise haja distancia de 70 km. Duas coisas devem ter acontecido: ou mentem a reportagem da STV, ou paulo awade tem razao, quando diz que aqueles refugiados nao sao de mesmo de mukhondezi. 6000 Mil refugiados, numa localidade pacata como mukhondezi significa que ninguem esta a viver la. Este é outro dado que tanto a acnuc como a stv metem. Algumas pessoas que estao la, mais velho, estao a servico de alguem. Ou do governo malawiano, porque quer dinheiro, ou a acnur porque quer mais fundo das nacoes unidas, ou a renamo porque pretende dar legitimidade os ataques que esta a fazer as colunas. Mas asseguro_te aquelas pessoas nao sao todas de.mukhondezi.
Veja uma coisa: seria mais facil aquelas pessoas fossem a mutsakama, zoubue, ou a agua boa, que ficam bem perto de mukhondezi e que sao zonas sem.registo de confrontos. E nao foram. Temos confrontos na zona.de.gorongosa e muxungue de grande escala, não temos nem.refugiados, nem deslocados que atinjam a cifra de 6000, por que.sera? porque tem de ser naquela linha fronteiriça onde isso deve acontecer? Reflita comigo mais velho
See Translation
Antonio A. S. Kawaria Eu volto e voltarei para aqui. Mas teremos de ir de ponto a ponto. Um dos pontos que precisarei de saber é se alguma vêz ACNUR disse que todos os 6000 refugiados mocambicanos vinham de Mukhondezi. Vou ter que ler mesmo e agora estive a ler o artigo da RM e não diz isso.
2. A menos que digas que o governo mocambicano costuma mentir com refugiados em Maratane, não vejo aqui do porque comecar-se a acusar-se Malawi de pretender dinheiro. Mais problemas com vizinhos devido aos nossos problemas? Ou é para o Malawi expulsá-los. Os preconceitos de que tenho falado são estes. Há meses li algo igual sobre os refugiados sírios na Europa. E lá se dizia que Europa precisava de mão de obra, etc,etc.
Voltarei aos outros pontos.
See Translation
Francisco Wache Wache Depois de ler, volte mais velho. Mas ainda nao me repondeu porque e que em muxungue e gorongosa onde a guerra é intensa nnao temos nem refugiados, nem deslocadosSee Translation
Antonio A. S. Kawaria Eu vou te responder em todas as perguntas, assim que estiver sossegado. Mas esta última pergunta tens tu próprio a resposta. Por acaso são vocês dessa zona que dizem que foram refugiados no Malawi durante a guerra dos 16 anos. Quantos de Gorongosa, de Memba já disseram o mesmo? Sabes claro que aproximadade cria a possibilidade. Essa poderá ser a conclusão com todos aqueles que se refugiaram para os países vizinhos. No último conflito que durou até 2014 reportaram deslocados na Gorongosa, pois não. Neste, o maiores e constantes confrontos têm-se reportado em Tsangano, Tete. Por outro lado, é lá onde se reporta queima de casas, assassinados, torturas, violações sexuais por parte das fds. Não é? E porquê tem que ser estranho que eles tendo a possibilidade pulam para o lado onde os seus algozes não têm autoridade para atrocidades?See Translation
Francisco Wache Wache So podem ser de.mukhondezi. refugiados de Tsangano.nao podem vir a Mwanza, porque fica muito longe. Esses, so podem ir a lilongue, captal malawiana, que esta a 2cm, das suas casasSee Translation
Francisco Wache Wache Exactamente ali. A linha fronteriça de mocambique e malawi é a mais tenue eee fragil que conheço. a frontrira foi feita de estradas. Ou seja, de um lado da estrada é mocambique, outro lado da estrada e malawi, o que propicia que os próprios malawiano, possam se a mitose ali para receber viveres. Ai nao.ha.seca como disse paulo awade. Ha abundancia de chuva. Mas receber coisas de.graca agrada a qualquer umSee Translation
Elemia Witimosse Bau Talvez pelo facto de os militares colacarem de forma repetitiva a questao "onde ficam os homens da Renamo?"pode ter levado a populaçao concluir k, sao as FADSSee Translation
Francisco Wache Wache essa hipotese nao parece tambme ser sustentavel. Acha que as tropas das FADM perguntam a populacao onde esta a renamo. porque eles fariam uma pergunta tao obvia como esta. tu sabes elemias, que quase toda aquela populacao, e de tsangano e da Renamo. essa renamo que hoje, os homens voltaram a Matenge e a mulheres e seus filhos foram acampar em MalawiSee Translation
Elemia Witimosse Bau Em geral, A maior parte da populaçao do centro é da renamo, de acordo cm as ultimas eleiçoes. Mas tbm keimar pessoa mesmos k seja da renamo.nao me parece justoSee Translation
Francisco Wache Wache ha que eleicoes te referes. onde viste pessoas queimadas.See Translation
Elemia Witimosse Bau Usamos tabem fontes orais MASee Translation
Francisco Wache Wache essas fontes orais disseram/te que a renamo ganhou, meu historiador, heheheheSee Translation
Elemia Witimosse Bau Nap é por ia.MA! Refiro me da d repoter da stv.onde da conta k os refugia/deslocados ou ainda emigrantes ficaram aterrorizados pela brutalidade das fads. K keimaram algumas pessoas e casasSee Translation
Francisco Wache Wache olha, aquele foi medroso. nao chegou nem a ndande, nem monequera. entrevistou as pessoas colectivamente, o que significa que a resposta de uma opessoa servem para todas. hove muita falha metodica naquela entrevista. mentiu ao dizer 70, tu conheces mukhondezi, sao apenas 3 horas para entrar no malawi. pode ate ter havido auto/flagelo.See Translation
Francisco Wache Wache tu vais a zona da renamo e pergunta a renamo sobre o que esta a acontecer o que espera como respostaSee Translation
Elemia Witimosse Bau O problema é esse,de pensar k a renamo tem zonas.See Translation
Francisco Wache Wache e nao tem zona por acaso. em tsangano nao conheces zonas inteiras da renamoSee Translation
Elemia Witimosse Bau Hahaha. É a kestao de mentalidade.kuando há muita mosca em casa.procuremos saber onde está o lixo, depois deita-lo na lixeir e nao matar uma por uma.se houvesse a verdadeira liberdade de xpresssao diria.... hummmm

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook