sábado, 12 de março de 2016

Português na lista do Estado Islâmico já morreu

Exemplo de páginas de formulários com informações dos jihadistas

A lista com milhares de nomes de jihadistas inclui, pelo menos, um português.
Abu Yamina Elbourtugali. Era este o nome de guerra do português, já morto, cujo nome consta da lista de jihadistas do Estado Islâmico, avança hoje o Expresso. Segundo o site do semanário, este homem de nacionalidade e origem portuguesa, da zona da Grande Lisboa, vivia no Reino Unido, onde trabalhava como motorista, antes de partir para a Síria.
Segundo a ficha deste combatente - a que o Expresso teve acesso através do site sírio Zaman al-Wasl, que colocou online quase duas mil fichas de jihadistas de um total de cerca de 22 mil que foi divulgada esta semana - este homem era casado, tinha um filho e não queria ser kamikaze, só combatente.
De acordo com o Expresso, ontem as autoridades nacionais que estão a investigar a lista e as suas informações ainda não tinham conhecimento da existência da ficha deste português.
Segundo o jornal, há uma outra referência a Portugal, quando um marroquino de 23 anos diz ter passado por território nacional antes de se ter alistado no Estado Islâmico em 2013.
A ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, confirmou na quinta-feira que as autoridades portuguesas "já estão a trabalhar" para analisar "a veracidade" da lista de nomes de supostos combatentes do Estado Islâmico.
"Todos sabemos que existem alguns nomes de lusodescendentes que aderiram às fileiras e que estão perfeitamente monitorizados pelas nossas autoridades", afirmou a ministra, acrescentando que neste aspeto "não há novidade que possa esperar".
Constança Urbano de Sousa disse que Portugal também está a avaliar a veracidade dos documentos, divulgados depois de um antigo combatente do grupo terrorista os ter cedido à televisão britânica Sky News.



Maria Do Alentejo
... pôs-se a jeito....
Gosto · Responder · 18 h
Fernando Costa
Há pessoas que não merecem o ar que respiram, é triste dizer isso mas o pessoal do ISIL são destas pessoas...é triste ainda dizer que sempre que morre ou é morto um membro do ISIL a humanidade avança, quanto a lógica natural é exactamente a oposta, a humanidade avança com cada nova vida e não com cada nova a morte, mas o ISIL conseguir inverter essa lógica...sempre que um morre o mundo fica um bocadinho melhor.
Gosto · Responder · 4 · 15 h
Key Key · 
Ainda bem que morreu
Gosto · Responder · 2 · 15 h
Key Key · 
A cada Arabe que morre o
Mundo fica um pouco melhor
Gosto · Responder · 2 · 15 h
Manuel Mariante · 
Works at SRAF
O pior é que por cada um que morre, nasce média dúzia! São pior que coelhos!
Gosto · Responder · 11 h
Amadeu Teixeira · 
Sim Chaer e sr manuel com toda a razão! Isto já num há nada a fazer com 75% do mundo a ser enganado enganado por os donos do mundo! K é América! E desde uns tempos para cá já temos Inglaterra e França no molho! É onde atks deles rolam bem! E ainda vamos ver mt para autenticar o k digo! Para num falar na Alemanha k está agora a preparar os maiores terroristas de todos os tempos! Aguardem para

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook