quarta-feira, 2 de março de 2016

Livros sobre Samora Machel!

Encontrei hoje, na biblioteca, estes dois livros sobre Samora Machel. Livros que nunca vi em Moçambique. Falam da vida e obra dele, são escritos pelos seus amigos e trazem uma infância, juventude e vida adulta cheia de perfumes e flores sobre o homem que proclamou a independência e foi, durante 11 anos, o primeiro presidente de Moçambique. Não tenho nenhum problema pessoal com Samora, que até o acho carismático e um dos nossos mais proeminentes líderes. O que me embrulha o estômago é o que até agora li, numa leitura em diagonal. Estou ainda na página 13 do primeiro livro... Para já, sei que teve, no mínimo, 3 mulheres! E que era filho de um homem extremamente rico lá de Gaza. Interessante.
Comments
Pietrine Million depois vai nos elucidando.
Manhique Lwê Wa Makazi Eu já vi os dois e tenho SAMORA - UMA BIOGRAFIA. Ndjira.
Abel Vilanculos Edgar, qual é possibilidade de ter esses livros? sei que o livro ai, não é nada barato mas gostaria de ter essa informação.
Luis Nhachote Marcelo Mosse e o historiador sopa são os autores desse livro que o guardo na minha estante. Edgar Barroso nunca me havias perguntado mais cá os tenho.
Marcelo Mosse Nao Luis Nhachote. Eu nao so co autor. Escrevi apenas um dos varios textos. O livro eh uma colectanea de textos sobre Samora. O organizador da obra foi o Antonio Sopa. A Cesar..
Luis Nhachote ....O que é de César !
Edgar Barroso Abel Vilanculos, estes dois livros são os únicos exemplares que a biblioteca da faculdade tem. Eu os requisitei para devora-los em um mês.
Abel Vilanculos Que pena!
Cremildo Bahule Existem muitas razoes para não ter visto em Moçambique. Eu tenho os dois e comprei aqui. Lembro que tentamos reeditar esse que tem a chancela da Ndjira, mas não aconteceu. O resto Luis ja disse.
Sic Spirou nao aconteceu porque razao? direitos autorais ou que?
Cremildo Bahule Epah, wene pah; ... não aconteceu por falta de $$$ para impressão. A Ndjira, também ja estava a estruturar o seu caminho editorial; eu era um simples assessor editorial que não podia nem dizer oleeee.
Sic Spirou ok...nao entendo dessa area e nem me ocorreu que seria falta da guita... e eu que pensei que quando uma edicao gosta, significa que ha taco a entrar e a segunda e mais edicoes significam mais clientes e dinheiro...OK
Cremildo Bahule ...isso 'e la nas zouropas; aqui nao basta ter e fazer um bom produto 'e peciso ter guita e imprimir um livro com a qualiadde que queriamos era uma guita; mas enfim.
Edgar Barroso Esses livros são de "interesse nacional.
Sic Spirou ... Ja queria chegar ai oh Eddy....entao que seja o instituto nacional do livro a tomar conta das reedicoes e se nao der pra venda comercial,que seja pra distribuir por livrarias publicas e privadas pra consumo publico.
Cremildo Bahule ...sei disso; e, de boca pequena vos digo: há um livro sobre Mondlane, escrito por sua esposa, que a Ndjira fez e imprimiu; contudo "por ser tao nacional" o livro ainda esta guardado a sete chaves porque os incomodados preferem ele no contentor e nao a circular. P.S.: ai ja nao 'e trabalho da editora.
Sic Spirou eish... eheheh.... mas fosse eu o autor da obra faria que nem em varios paises: publicar e depois os incomodados que recorram da justica pra que a mesma fosse embargada,se houver materia para tal...tsc..
Cremildo Bahule ...quando nao estas ligado a um clube podes fazer isso; mas quando dependes dele, fazer o que? Devias sentir a minha dor por me chegarem livros e não puder publicar; doi muzaia, saber que tenho um bom tomate mas nao tenho como fazer guizado de palone.
Aurélio Bull Gza Esses livros têm muita verdade que não é conhecida(ocultada) em Moçambique, se não circulam é porque os graúdos receiam que essas verdade possam lancinar-lhes.
Massing Jaq Estamos a espera da interpretacao. Comprei o primeiro ali na Julius Nherere e acho que ainda tem. AInda nao li, esta na bicha, atras de um dos livros de Cremildo Bahule! Kikikikiki
Cremildo Bahule Essa tua fila 'e suspeita. Colocar Samora atrás de Bahule.
Massing Jaq Ordem de chegada.
Cremildo Bahule Perguntem, se ele ainda não descobriu um Contentor Amarelo.
Massing Jaq Epa, essa pergunta e sensivel. Sabes como sao as pessoas, depois vao interpretar mal! 
Cremildo Bahule ...dia 12 mana Menya, vai fazer festa do seu aniversario no parque dos poetas; Edgar, desta vez vais mbunar; so posso confiar no Massing para fazer dupla.
Cremildo Bahule ...Massing, 'e muito tsungo (branco) nao vai aguentar.
Leandro Paul Saudades da terra geram este tipo de curiosidade, quer pelos livros, artesanato e até mesmo culinária. Não falta muito para andares à procura de sítios onde haja comida moçambicana. Já passei por isso.
Luis Nhachote Hehehehehe olha o homem do Diabo, mostra-lhes o caminho das putas meu.
Leandro Paul Luis Nhachote não sejas assim. Haja decoro.
Luis Nhachote Pensei Leandro que depois de leres a entrevista do Fernando Manuel tinhas evoluído! Era pra dizer "tugamente" para ir ao lazer entre pernas ?! Putas existem em todo sítio e até é descrita a profissão como a mais antiga do mundo!
Leandro Paul Sei disso. Só que não fica bem escrever aqui. Tem muito gente sensível a nos ler.
Edgar Barroso heheheheheh... vocês.
Pietrine Million Luis Nhachote ali pagam se em EUROS djony e nao ha descontos.....
Felicidade Linda Beba e partilha por favor.
El Patriota O primeiro eu tenho! E outro sei que anda por pelas bibliotecas, no país fora.
Edgar Malungane Pocha sem palavras Edgar... Agora a pergunta que não quer calar é porquê não temos essas obras aque em Moçambique?
Edgar Malungane Edgar tem como eu ter esses Livros?
Edgar Barroso São da biblioteca.
Chil Emerson David Faça uma resenha , é bem vinda.
Alex Ivan Teixeira Polémico isso, a mamã Graca nunca falou das outras. Isso devia ser legal man, um está para quantas cá em moz?
Edgar Barroso Bom, alguns estão a dizer que já leram ou têm arquivado nas suas colecções. Pela "geração" deles, devem estar acima dos 35 anos (nossos irmãos mais velhos ou nossos pais). Manos abaixo disso não tiveram ou não têm acesso a esses livros. Eu sou um leitor mediano e já li um pouco de tudo, mas só hoje é que pude encontrar esses livros e fora de Moçambique. Provavelmente sejam de edição esgotada por aí, só isso pode justificar a sua escassez. É preciso partilhar informação. Não só a oficial (e oficiosa).
Edgar Barroso Alex Ivan Teixeira, eu não disse que Samora tinha 3 mulheres. Heheheheheh... eu disse que Samora teve, no mínimo, 3 mulheres. É diferente.
Carmen Fumo isso mesmo, vá e descubra o feitiço dos brancos.
Alex Ivan Teixeira Eu sei que é diferente Edgar, também ele já nem faz mais parte do mundo dos vivos. Eu não afirmei que ele tem/ teve, mas sim que a mamã Graca nunca falou delas (ironizando).
Edgar Barroso Parece que todas as outras mulheres dele são anteriores à Graça Machel.
Nicette De Amor Que interessante Edgar...o meu filho esta a ler a escrita pelo Ian Christie...ja deve estar nas livrarias da Oceania...depois comparamos notas.
Edgar Barroso Certo. Eu vou escrever e postar aqui as minhas impressões sobre ele.
Jemusse Abel Teve muitas aquele mano..
Raúl Salomão Jamisse Teve três e dava porrada...era cultura.
Sic Spirou hehehehehehhehe
Carlos Nuno Castel-Branco Esses livros estão ou estiveram à venda, pelo menos em Maputo, até há bem pouco tempo. Quantas vezes foi Nelson Mandela casado? E sabia que a sua família era importante e abastada? O pai de Samora era criador de gado, tendo-se dedicado a isso depois de anos de trabalho migratório. Era dos maiores criadores moçambicanos na região. Mas Samora não se transformou em criador nem acumulou com isso. Porque é que isso dá a volta ao estômago? O problema é que muitos de nós só conhecem a história proposta pela propaganda - propaganda a favor ou contra - e, naturalmente, as pessoas podem ficar chocadas quando essa história se humaniza e as pessoas ficam seres humanos com histórias humanas e vidas humanas em sociedades humanas.
Edgar Barroso Bom, o que me embrulha o estômago nem tem nada a ver com o facto de ele ter tido várias mulheres ou o de ter sido filho de um homem relativamente rico. Isso são apenas curiosidades (que, de outra forma, nem teria como saber). O que me embrulha o estômago é o facto de estar até agora a ver abordagens "heroicizantes" do homem DESDE a sua infância. Poderia questionar os rigores biográficos apresentados nos textos, por exemplo (posso fazê-lo a posteriori, assim que terminar de ler os dois livros). Isto é, estou a ver exagerados cultos institucionalizados de personalidade, feitos por alguns dos mais proeminentes historiadores e cientistas sociais nacionais nas duas obras.
Carlos Nuno Castel-Branco Já chegaste à história do crocodilo, Edgar Barroso? Uma das aberrações dos nossos sistemas sociais é esta necessidade de heroicizar pessoas para lhes dar valor. Para um Edgar ser respeitado pelo seu 18 no exame ou pelo seu contributo na educação no seu país ou na sua aldeia, alguém tem que aparecer a dizer que quando era pequenino o tal Edgar era o mais inteligente da aldeia (lembras-te quando uma titia do infantário onde Nyusi cresceu, nas zonas libertadas, disse que ele era um bebé especial que pouco sujava as fraldas? Se isso fosse verdade, o pobre do menino teria um problema de saúde). Por que é que um Filipe ou um Edgar não podem ser valorizados pelo que fazem - sem uma longa história de idiotica heroicidade ligada a prisão de ventre - e porque é que para serem valorizados têm de ser diferentes dos outros? Porque temos de criar imagens de indivíduos que têm legitimidade gerada pela sua superioridade quase divina sobre outros? Esta necessidade de heróis é uma prova da nossa pobreza como povo e como história e da opressão a que estamos sujeitos. Quando Lenine morreu (ele era, como marxista, absolutamente contra cultos de personalidade) Saline decidiu fazer o mausoléu em que o corpo de Lenine viria a ser repousado. A facção marxista do partido opôs-se porque a revolução não precisava de heróis divinos mas as novas elites burocráticas e opressoras sim, precisavam desses heróis para se justificarem e legitimarem a si próprias. Bukharin, um dos líderes marxistas bolcheviques, foi tão longe como dizer que um cheiro nauseabundo começava a penetrar o comité central do partido - claramente, jogando com o sentido duplo que esta frase adquiria naquele contexto (o apodrecimento do espírito bolchevique e do cadáver de Lenine). Bukharin, a quem Lenine chamava o melhor intelectual do partido, acabaria preso e fuzilado pela facção stalinista. Vê os livros e a propaganda em torno do criador de pequenas espécies - é só heroicidades, não existe problematização nenhuma da sua própria história, nem a figura descrita corresponde uma pessoa real. O criador de pequenas espécies e o seu grupo, que odiavam Samora, encheram o país de estátuas daquele líder, e quanto maiores e mais numerosas eram as estátuas mais a realidade e a complexidade de Samora desapareciam. Samora foi definitivamente soterrado naquela monstruosidade que está agora na praça da independência. Quem precisa dessas falsificações históricas são forças de poder que não têm nenhuma outra legitimidade. Então, criam imagens falsas de pessoas reais, levam outros a adora-las, e proclamam-se continuadores e representantes das imagens adoradas, isto é, lavam as suas próprias imagens e legitimam-se. A criação de heróis não é muito diferente da lavagem de dinheiro. Para mim, todo o moçambicano tipo Edgar que fica alguns anos sem 2M ou Laurentina para poder estudar bem no exterior do país, tem média de 18 e volta para ajudar os outros a desenvolver a sua aldeia ou bairro, esse é herói e não precisamos de outros.
Neidy Tinga bem falado...
Dercio Amos Nhansue por alguns instantes fiquei tmbem embrulhado..... o termo "criador das pequenas espécies" foi forte....um abraço a faternidade edgar.
Gabriel Muthisse Podia ser abastado, pelos padroes locais e da época, Edgar. Mas não pode ser tido por extremamente rico. Eu tenho os dois livros, comprados em Maputo. Ha muita literatura em mocambique, que conta factos da nossa historia, que as pessoas simplesmente ignoram. Ee por isso que nunca entendi como ee que gente escolarizada chegou a incubar a tese de que Eduardo Mondlane morreu no escritório. Talves o facto de eu ter estudado numa escola muito politizada tenha ajudado muito.
Avelino Namarrocolo Esses livros sao todos uma fantasia , uma autentica aberracao, muita "graxa" foi gasta pra parir essa vergonha.
Carlos Nuno Castel-Branco Você leu os livros, Avelino Namarrocolo? Se os tiver lido, será possível ter uma discussão das questões centrais de cada uma das suas histórias principais, de modo a podermos eliminar a graxa e ficarmos com o sapato? Se não os leu, não acha melhor le-los primeiro antes de dizer que são uma fantasia? Certamente incluem fantasias - são narrativas da história de um homem incontornável - mas incluirão apenas fantasias ou há algo que podemos aprender lendo-os?
Linda Fernando vergonha é opinar sobre algo que não conhecemos Avelino Namarrocolo..
Gosty Paulo O Segundo Livro escrito por Ian Chrietie eu LÍ em 2012...muito interessante...
Gosty Paulo Os líderes africanos do antigamente eram polígamos/mulherengos assumidos e os de hoje fazem a mesma coisa mas as escondidas...
Gabriel Muthisse Os dois sao-no. O segundo tem um texto de Fernando Ganhao que ee simplesmente espantoso. Descreve um Samora tao humano que, em alguns momentos, atee daa pena. Edgar Barroso deve ler este monumental registo. Um Samora isolado pelos seus companheiros, incluindo os que hoje se reclamam seus herdeiros ideológicos. Um Samora que bebe demasiado. Um Samora que teve varias companheiras... Para mim, a melhor biografia jamais escrita de Samora Machel. So rivalizada pela de Ian Christie.
Carlos Nuno Castel-Branco Samora não era poligamo. Foi "casado" várias vezes mas não ao mesmo tempo. De cada vez teve uma família. Se não me engano, Mandela também foi casado quatro vezes, mas não teve quatro mulheres simultaneamente. Mas o ser "casado" é a parte oficial. Mas é muito melhor ler os textos dos que o estudaram. Como Gabriel Muthisse diz, o texto de Ganhão é muito interessante, tal como o de Ian Christie e outros. E Samora acabou soterrado naquela masmorra que é a sua estátua monstruosa na praça da independência, mandada construir por pessoas que nem gostavam dele, o abandonaram e violaram a maior parte dos princípios e valores que ele proclamou, pelo menos em retórica.
Gabriel Muthisse Muito bem aplicadas as aspas no "casado", Carlos Nuno Castel-Branco. Na verdade, Samora Machel so casou duas vezes. Uma com Josina e a ultima com Graca, depois do falecimento daquela. Com a Tchaicomo (da Inhaca) e com Ines Buque (enfermeira) não houve casamento propriamente dito.
Jemusse Abel Sim a Graça foi a ultima pelos menos das conhecidas...
Cléo Morgan Mafu Mulheres. 
Avelino Namarrocolo Li o livro sim, parece me muito "embelezado" e contrasta com outras fontes da luta d libertacao e de Moz pos independencia, onde ele foi o primeiro presidente. Mais prontos cada um eh livre leh que leh ou escuta ou que escuta e tira as suas conclusoes.
Vassili Vassiliev Machel narrado com a fleuma do "FRELIMO BRITON'S CAUCUS".

1 comentário:

Sidonio Turra disse...

com todo o respeito que temos para com as pessoas, e que Deus o tenha, exageros so desfiguram as situacoes. o que muadra dai npara diante. Foi enfrentou as dificuldades de infancia como qua;quer pessoa em eAfrica e principalmente num Mocambique do seu tempo, cumpriu com a sua tarefa de guerilheiro, se tornou lider da frente (conjunto de movimentos), dirigiu a guerra, proclamaou a independencia, se tornou presidente, sacrificou a vida pelo que acreditava.... precisa inventar mais coisas? Ele era igual a si proprio.

Windows Live Messenger + Facebook