sexta-feira, 11 de março de 2016

Eduardo dos Santos deixa presidência de Angola em 2018


STEPHANE DE SAKUTIN / AFP / GETTY IMAGES

Anúncio foi feito pelo próprio, esta manhã, na 11.ª reunião ordinária do Comité Central do MPLA. Mas o Presidente angolano não clarificou em que moldes será feita a sua saída da vida política e se ainda estará disponível para concorrer às eleições gerais de agosto de 2017 ou à liderança do partido, este ano, antes da sua retirada

José Eduardo dos Santos, presidente do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) e chefe do Estado angolano há 36 anos, anunciou esta manhã que deixa a vida política ativa em 2018, ano em que completará 76 anos.
O anúncio foi feito em Luanda na abertura da 11.ª reunião ordinária do Comité Central do MPLA, convocado por José Eduardo dos Santos para preparar o congresso do partido, agendado para agosto e que servirá para preparar as candidaturas às eleições gerais de 2017 em Angola.
"Em 2012, em eleições gerais, fui eleito Presidente da República e empossado para cumprir um mandato que nos termos da Constituição da República termina em 2017. Assim, eu tomei a decisão de deixar a vida política ativa em 2018", anunciou José Eduardo dos Santos na sua declaração, depois de passar em revista o seu percurso no MPLA e na liderança de Angola.
Entre outros momentos, recordou que integrou o movimento anticolonial em 1960, aos 18 anos, e que em 1974 foi eleito membro da direção do MPLA.
Contudo, neste discurso o Presidente angolano não clarificou em que moldes será feita a sua saída da vida política e se ainda estará disponível para concorrer às eleições gerais de agosto de 2017 ou à liderança do partido, este ano, antes da sua retirada.
José Eduardo dos Santos é Presidente de Angola desde setembro de 1979, cargo que assumiu após a morte de Agostinho Neto, o primeiro Presidente do país depois da independência.
Na mensagem que dirigiu aos mais de 260 membros do Comité Central do MPLA presentes na reunião, José Eduardo dos Santos criticou ainda a gestão danosa nas empresas públicas, apelando à mobilização dos melhores quadros para as funções de governação do país.
Entre oito pontos da ordem de trabalhos da reunião desta sexta-feira, consta um para "apreciação do projeto de resolução sobre a candidatura do camarada José Eduardo dos Santos ao cargo de presidente do MPLA".
[Notícia atualizada às 10h34]

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook