terça-feira, 19 de abril de 2016

Dhlakama é um inconciênte

Dhlakama é um inconciênte, depois de aceitar a encomenda de seus patrões para lutar contra o governo de Samora Machel, neste video a baixo DHL aparece a elogiar Samora e o sistema de ensino que Moçambique tinha naquele tempo, cujas escolas o proprio DHL destruiu completamente, matando inclusive seus professores e alfabetizadores. Porem, como toda a doutrina tem líder, DHL é o lider dos estúpedos e gentilha sem escrúpulos que sabem usar o cinismo como arma capaz de ser um escudo para encobrir sua falta de vergonha, descaramento, incoerência e indecência. 
Admiro que Dhl apareça a ser saudosista de Samora Machel, por ter sido este mesmo DHL que lutou contra Samora e naquela altura Dhlakama tenha feito a sua maior fortuna em dólares e randes pagos pelos donos da guerra e ele ter roubado mais na exploração ilegal de nossos recursos. Dhl soube sempre minar de forma sistemática a moral e a honra da nossa sociedade para satisfazer a encomenda de seus patrões, os Ken Flower, Ian Smith, Domingos Arouca, Ivo Fernandes e Companhia Limitada dos boeres do apartheid da RSA e uma fagulha da CIA representada por elementos crónicos maníacos e militaristas que formatam o mundo para uma nova ordem mundial a seu favor, onde só elementos como DHL sem princípios nem inquietação de espírito, serão presidentes de seus paises, elementos como este energumeno e estúpedo assassino irão decidir quem deve ser circuncidado a sangue frio e quem deve ser amputado as orelhas para melhor ser cidadão democrático, ou quais são as estradas que devem ser cavadas para serem despinhadeiros de morte para cidadãos indefesos que circulando em viaturas garantem o pao de cada dia para suas familias. Neste video, o cinismo político do Dhl demostra que este homem não tem senso racional de si, demostra uma atitude aberrante que diz que ele não tem autoridade moral nem capacidade de reflexão e raciocínio coerentes, ao elogiar a educação da primeira república de Samora Machel que ele (Dhl) próprio destruiu, matando assim, o anseio de sua mãe de ser alfabetizada e começar a dizer em lingua portuguesa Um, Dois, Três... , como o desavergonhado filho ingrato aqui afirma.
O que mais me admira é que há uma camada de intelectualoides intoxicada desta imbencilidade, e acredita neste doente mental descarado.

POR OUTRO LADO CONDENO VEEMENTE A CORRUPÇÃO
Com a falta de uma política económica nacional saudável, de emprego e inclusão social , eu tenho medo que vamos observar o caos social que surgirá no nosso país e terminará com consequências desastrosas, porque este será perpetrado por descontentamento e enervação das pessoas cansadas de tanto cinismo nos políticos. No entanto, isso parece já estar acontecendo, porque em algumas regiões e aqui nas redes sociais já vejo pessoas que se levantam para fazer leis de intolerância de tal corrupção e cinismo. Estes fatos mostram que a nossa sociedade está passando por rápida destruição dos valores da vida, a escassez de líderes para um governo de capacidade mais séria, responsável e moral.
Políticos cínicos, quando estão no poder, revelam suas verdadeiras faces de gananciosos e corruptos, pondo o povo entre o Dhlakama e o Governo, como entre a espada e a parede. 
Temos que julgar DHL e os Corruptos com a mesma lei, mas cada qual com o seu artigo do código penal e nunca devemos meté-los no mesmo saco, só agindo assim, podemos contruir um país legal e próspero.




Analfabetismo
YOUTUBE.COM
Governador do Banco de Moçambique diz que não sabia dos empréstimos da Proindicus
Afinal, quando o governo pede dinheiro emprestado no mercado internacional onde é que esse dinheiro é depositado? Num banco privado? Duvido, tanto mais que o BM é o banco do Estado, o tesoureiro do governo. Trata-se de perto de 1 bilião de dólares. Este é o maior escândalo financeiro em Moçambique, igual ao caso do Banco Popular de Desenvolvimento que acabou com a morte de Carlos Cardoso. A questão é: haverá algum processo judicial e responsabilização criminal? Porque crime esse há!
Desfazendo equívocos

Politicamente, a Bancada Parlamentar da Frelimo (BPF) na Assembleia da República (AR) agiu bem ao reprovar a proposta da Renamo para a convocação do Governo para a esclarecer a dívida pública e as avalizações e garantias emitidas a favor de empreendimentos empresariais nacionais. A Frelimo reservou para si o direito de ser ela própria a solicitar a ida do Governo à AR para prestar esclarecimentos ao povo moçambicano sobre os contornos da dívida pública "oculta". Naturalmente que era preciso permitir que o Governo tivesse tempo para estudar os dossiers e encontrar as respostas para todas as perguntas que se colocam sobre essa dívida.
Temos dito: antes de tentar resolver um problema, estuda as suas causas e manifestações!
Como é que se esperava que a BPF desse pontos ao adversário, aceitando que o Governo dirigido pelo seu Partido fosse convocado a dar esclarecimentos sobre um problema cujas causas e manifestações são ainda rigorosamente desconhecidas?
O Governo de Moçambique, dirigido pela Frelimo, é responsável e vai esclarecer inequívoca e satisfatoriamente toda a dívida pública deste país. A Frelimo é do povo, pelo povo e para o povo. As dúvidas serão devidamente esclarecidas quanto tiverem sido encontradas as respostas para todas as questões que se colocam, quais sejam se houve de facto ocultação da dívida e as razões por detrás do "sim", se for caso, e da escolha deste momento para fazer as revelações dessas dívidas.


Zefanias Augusto Namburete, Edson Alfiado Zunguza, Mauro Raja Fiitness e 19 outras pessoas gostam disto.
Comentários
Jorge Antonio Calane Kito
Jorge Antonio Calane Kito Kakakakakakka kakakakakakaa. Quer dizer não podes reconhecer que tas a andar por um caminho errado? Ainda presiste em em usar a estrada circular para chegares a chamaculo né? Não me diga que a Graça Machel é louca ao ixigir e criticar a posição do governo em plena reunião dos magnatas?
1412 hEditado
Eliminar
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane Emoji tongue
Eliminar
Veloso Joanete
Veloso Joanete Kkkkkkk,palhacada bla bla bla xegaaaaaaaaa
Eliminar
Kim Fausto Naftal
Kim Fausto Naftal Mas nem precisa o Governo ir lá, porque um dos Deputados, que votou contra, pode se lhe derem espaço, explicar tim tim, por tim tim, os contornos da dívida. "Participou, por isso pode testemunhar na terceira pessoa do plural, as linhas com que se cozeu a dívida"
113 hEditado
Eliminar
Álvaro Xerinda
Álvaro Xerinda
113 h
Eliminar
António Janne Tony Jm
António Janne Tony Jm
113 h
Eliminar
Maulana Domingos Maulana
Maulana Domingos Maulana Kkkk
112 h
Eliminar
Mouzinho Zacarias
Mouzinho Zacarias Julião teu esforço intelectual para defender os que deixaram o país em rastos é patético.
2012 h
Eliminar
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane Emoji tongue
Eliminar
Álvaro Xerinda
Álvaro Xerinda
Eliminar
Alex Tivane
Alex Tivane É possivel perder mais credibilidade? ou já perdeste tudo antes deste poste ridiculo?
912 h
Eliminar
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane Emoji tongue
Eliminar
Elson Guila
Elson Guila Não acredito que você acredita no que escreveu. A BPF prestou um mau serviço ao Chumbar sim. Também, já estão tão habituados a chumbar tudo que vem da oposição que nem se deram tempo de analisar as possíveis consequências. Foi uma demonstração clara que a Frelimo não está sendo do Povo, pelo povo e para o povo. Todos aqueles deputados (da BPF), estão a representar alguém que não é o povo, muito menos os 58% que garantiram as mordomias.
1412 hEditado
Eliminar
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane ElsonGuila, eu não só "acredito" no que escrevi; tenho conhecimento! É por a Frelimo ser legítima e responsável representante do povo moçambicano que quer este assunto devidamente esclarecido, sem prejuízo da confiança que este povo nela deposita.
Eliminar
Elson Guila
Elson Guila Oh! Se Você acredita, quem sou eu mudar isso.
Eliminar
Raúl Nhagumbe
Raúl Nhagumbe Sinceramente
111 h
Eliminar
Sandro Issufo
Sandro Issufo Explicações são necessárias e urgentes, não percebo o que o Governo precisa de estudar, se as dividas foram contraídas pelo Governo da FRELIMO, que é o mesmo governo do dia. É só ir buscar os dossiers com título EMATUM e Proindicus....nada mais.
311 hEditado
Eliminar
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane Isso de que "é só" é que o pensamento que te conduz ao equívoco, Sandro Issufo.
Eliminar
Alfredo Macuácua
Alfredo Macuácua Esse pessoal da frel é ridículo; BPR propôs a ida do governo ao parlamento a fim "de dissipar" equívocos em torno do dossier da divida mas, a BPF pura e simplesmente chumbou a ideia. Os mesmos, já no conclave da Matola, "ordenam" o mesmo governo para o fim antes proposto pela BPR. Palhaçada autêntica!
111 h
Eliminar
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane "Palhaçada" é para quem tem preguiça de pensar. A Bancada da Frelimo na AR vai solicitar esclarecimentos ao Governo sobre a dívida pública "oculta", e este vai dar esses esclarecimentos devidamente, depois de entender tudo o que há por ser entendido sobre os dossiers "ocultos".
14 h
Eliminar
Rafael Ricardo Dias Machalela
Rafael Ricardo Dias Machalela Está ver nem Macuacua. kkkkkkkk
13 h
Eliminar
Alfredo Macuácua
Alfredo Macuácua É claro que o que interessa à BPR é exactely esse "crédito oculto"...
Eliminar
Lúcio Langaa
Lúcio Langaa Fiquei baguçado, a BPF irá solucitar exclarecimento ao Gov e depois a BPF vai exclarecer tudo na AR? é isso q li? Prof...
Eliminar
Dioclécio Ricardo David
Dioclécio Ricardo David Houve, inequivocamente, irresponsabilidade política da Frelimo como bancada e como força motriz do governo. É um erro de análise dizer que a bancada da Frelimo foi politicamente correcta. As razões são as seguintes: (i) como bancada atenta podia e devia ter previsto que outra bancada podia solicitar a ida do governo a Assembleia da República para explicar os prós e os contra de um dos temas controvertidos da nação; (ii) sob o ponto de vista simbólico, a bancada da Frelimo passa uma imagem de cúmplice e encobridor das potenciais ilicitudes cometidas pelo governo; (iii) o tempo veio a desacreditar os fundamentos da bancada parlamentar da Frelimo visto que o governo preocupou-se, e bem, em fazer uma viagem de mais de 24 h para América do Norte para explicar o que devia ter explicado aos deputados (da Julius Nyerere até 24 de Julho leva-se menos de 20 minutos); (iv) a história pode conspirar a desfavor da bancada parlamentar da Frelimo pois no FMI será certamente divulgada toda informação relativa às dívidas comercias contraídas pelo governo ao banco russo e suíço (?!) para além da concessionária que aquela instituição concedera a Moçambique; (v) o não da ida do governo ao parlamento é um expediente dilatório que foi agudizado pela descoordenação na emissão da informação ao público pois o governador do Banco de Moçambique disse que não tinha sido registada a dívida da Proindicus naquela instituição; (vi) sob o ponto de vista do interesse público em aceder a informação parece que a bancada parlamentar da Frelimo gorou por completo os anseios de grande parte dos moçambicanos letrados; (vii) sua justificação de se estava a dar tempo para o governo se preparar com vista a dar explicações convenientes demonstra inequivocamente que alguns membros do governo não jogam na antecipação, não estão atentos aos assuntos da ordem do dia. Não estão preparados para qualquer eventualidade. É mais do que evidente que o slogan "o povo é meu patrão" foi esquecido porque o empregado deve estar à disposição dos representantes do povo. O presidente Nyusi não escapa a esta vergonhosa fuga à seringa pois ele é chefe do governo. Devia, se quisesse passar a imagem de honesto e transparente ter dado ordens contrárias ao partido que dirige. Entretanto foi complacente e dilatório.
Qualquer justificação que visa desculpação do governo é contra o interesse nacional e mostra que vale tudo para coisas inconfessáveis.
NB.: respeito todo o tipo de posicionamento e espero que o meu não seja aliado ao anti ou oposicionista. Apenas expressei a minha opinião, humilde - diga-se!

Eliminar
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane Fantástico, Dioclécio Ricardo David! Só peca por não considerar o facto de que a legislatura da AR é nova, e o Governo também. É, pois, compreensível que ambos órgãos precisassem de tempo estudar os dossiers desconhecidos, para dar respostas correctas (não convenientes!) às perguntas que se colocam sobre a dívida pública "oculta". Olvidar esta consideração parece intencional e anula o mérito do teu argumento.
14 h
Eliminar
Pablo Osvaldo Osvaldo
Pablo Osvaldo Osvaldo Ntsem
Eliminar
David Colaco Ribeiro
David Colaco Ribeiro O Governo precisava de tempo para estudar os dossiês e se preparar para as respostas ou precisava de tempo para arranjar argumentos para contornar e enganar o povo? Esse teu post parece—me um pouco contraditório com o outro que escreveste prof.
111 h
Eliminar
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane David Colaco Ribeiro, se tu vês contradição entre o conteúdo deste 'post' e do anterior, há-de ser porque não entendes qualquer um deles ou ambos. Não discutir a tua crença. Este post esclarece por que a BPF na AR chumbou a proposta da Renamo, com recurso à razão.
Eliminar
Télio Chamuço
Télio Chamuço Julião João Cumbane tu sabes que nutro respeito por ti. Mas este teu post é um atentado à paciência!!!
É, simultaneamente, um insulto infeliz e uma infelicidade insultuosa. Como tiveste coragem de verter isso?
O governo precisa de tempo para estudar e esclarecer contornos de uma dívida contraída pelo.... próprio Governo?
O mais circense: dizes que o governo desconhece as causas e manifestações do problema.
Se o Governo (que contraiu a dívida) as desconhece, quem as conhece???

1310 h
Eliminar
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane TélioChamuço, refiro-te ao meu comentário em resposta ao Dioclécio Ricardo David (acima). Há má-fé na forma como é percebido o assunto da dívida "oculta". A verdade vai emergir, mas isso não deve ser à custa do sacrifício deliberado e injustificado de quem quer que seja.
Eliminar
Télio Chamuço
Télio Chamuço A má-fé não está na percepção por parte do povo.
A má-fé está com quem ocultou e continua a ocultar os contornos dessa negociata.

14 h
Eliminar
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane Télio Chamuço, creio que nos teus casos já solicitaste ao juiz tempo para esclarecer melhor algum aspecto de um caso. Estou errado? Ora, imagina que o juiz pensasse que a tua solicitação fosse para manipular o julgamento... Ao chumbar a proposta da Renamo, a Frelimo não negou ao povo o direito de reconhecer a verdade sobre a dívida "oculta". Apenas criou para si própria uma oportunidade para o seu Governo entender melhor os dossiers sobre essa dívida. Isto é uma expressão de responsabilidade e não de irresponsabilidade política.
Eliminar
Télio Chamuço
Télio Chamuço Quanto à questão formulada, não estás certo. Juiz fixa prazo (que é peremptório) e o advogado cumpre. O que eu acho do teu post eu já disse e prefiro não me alongar porque será uma conversa infrutífera. Partimos de bases diametralmente opostas. O mais caricato é que eu acho que nem tu fazes fé no que verteste no teu post. Não é possível que alguém com a reconhecida inteligência que possuis (isso é um facto inegável), defenda que o governo necessite de tempo para explicar o que ele próprio fez, como fez, quando fez, por que razão fez, e qual é o estado caótico da atmosfera que ele próprio criou. E pare de atirar areia aos nossos olhos tentando criar uma espinhosa complexidade em se explicar o dossier EMATUM, pois não foi o Governo que requereu tempo. Foi a AR que recusou que o Governo fosse ouvido. A tua tese só vincaria se a BPF votasse a favor da ida do Governo ao parlamento seguida de um pedido de tempo por parte do Governo. Mas não foi isso que se sucedeu. Os parlamentares rejeitaram que o povo fosse elucidado. Por isso, essa estorieta de tempo para estudar dossier nem deve ser discutida, porquanto a hipótese de audição foi liminarmente denegada. A razão é clara: não pretendem que as pessoas saibam rigorosamente nada sobre esse dossier.
Só sinto pena de quem for a acreditar nas sílabas do teu post...

93 h
Eliminar
Rafael Ricardo Dias Machalela
Rafael Ricardo Dias Machalela Ntsem
23 h
Eliminar
Dioclécio Ricardo David
Dioclécio Ricardo David Rafael Ricardo Dias Machalela 🏿
Eliminar
João Carlos
João Carlos Não podia estar mais de acordo contigo Télio Chamuço. Não me vou desdobrar para não ser redundante. Foste muito lúcido, novamente.
Eliminar
Dioclécio Ricardo David
Dioclécio Ricardo David Creio que o post do Prof Julião João Cumbane tem um efeito metamórfico passando de potencial escudo de defesa para crítica ao governo e à BPF. Quando diz que chumbou-se a ida do governo ao parlamento por questões de tempo revela um erro de coordenação e interação institucional entre o governo e a Assembleia da República maioritariamente ocupada pela Frelimo. Quando diz-se que o parlamento convocou o governo para explicar-se disto ou daquilo não quer dizer que na mesma hora ou manhã seguinte o governo devia lá ir. Há prazos fixados e a coordenação e interação institucional teria feito valer os argumentos do prof. Bastava convocar o governo e a Frelimo não impedir tal desiderato. Aliás, se a bancada da Frelimo fosse atenta ter-se-ia antecipado a isto tudo sendo ela a primeira a convocar o governo. Ora, convocado o governo e não tendo havido entraves da BPF podia ser dado tempo razoável como pretende o prof de o governo "estudar" melhor os dossiers com vista a uma profícua ida ao parlamento. E a BPF como maioritária ter vincado o posicionamento de um prazo razoável para o governo preparar a informação. Todavia, nada disto aconteceu. E o post do prof acaba sendo uma prognose póstuma que assenta-se como uma crítica contundente e frontal ao comportamento da Frelimo como um todo. Acredito que o post do prof mas é uma crítica à titubeação comportamental da Frelimo. Bem haja, prof.!
Eliminar
Mateus Mateus Jr.
Mateus Mateus Jr. Pelo que percebi atraves de uma deputada que se fez a TIM dizer que a sua BPF chumbou o pedido da BPR por "falta de tempo da própria Assembleia da Republica em agendar esta matéria porque faltava apenas um dia para encerramento daquela sessão ordinária"!
Eliminar
Rildo Rafael
Rildo Rafael "Naturalmente que era preciso permitir que o Governo tivesse tempo para estudar os dossiers e encontrar as respostas para todas as perguntas que se colocam sobre essa dívida"... (Circo)...
210 h
Eliminar
Moniz S. Walunga
Moniz S. Walunga Juliao Joao Cumbane, sorry, o conteudo do teu post e' simplesmente ridiculo, vazio, e mostra que ja' estas a ficar esgotado em ideias! Oh, God, este post nem parece ter sido escrito por uma pessoa do teu calibre intelectual! Puxa, se a Frelimo faz as coisas desse jeito, entao esta' explicado porqu^e neste Pais nao se consegue produzir um simples tomate ou cebola! Argh, para qu^e tentar travar o vento com rede galinheira?!? Simplesmente ridiculo, ridiculo, ridiculo.
Eliminar
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane Moniz S. Walunga, ridículo é ver ridículo onde não há ridículo!
14 hEditado
Eliminar
Efraimo Neves
Efraimo Neves Hehehe, wagaia
Eliminar
Arlindo Chibebe
Arlindo Chibebe Alguém invadiu o perfil deste senhor para fazer essa propaganda patética?
Favor de lhe avisarem, a conta dele está hackeada.

35 h
Eliminar
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane Estás equivocado, Arlindo Chibebe!
Eliminar
Arlindo Chibebe
Arlindo Chibebe Ahh é mesmo o dono da conta?
14 h
Eliminar
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane
Eliminar
Luís Loforte
Luís Loforte O esquecimento às vezes dá algum jeito, mas neste caso até evidencia o ridículo: então o actual Presidente não era membro do governo quando se contraíram as que estão parangonas em jornais? Uma outra face do ridículo: então uma bancada só aceita que o governo que sustenta vá ao parlamento apenas quando entende? Definitivamente, há pseudo intelectuais prejudicando a Frelimo!
Eliminar
Juma Aiuba
Juma Aiuba Caro Julião João Cumbane, eu acho que a própria Frelimo não está preparada para se defender como você o faz aqui. Lá as coisas devem estar tão baralhadas que duvido que haja alguem com uma capacidade argumentativa para defender o partido. Se o caro amigo fizesse parte do Conselho de Ministros era desta. Juro! É difícil encontrar pessoas como você, amigo.

Este post se fosse de uma outra pessoa eu diria que é uma ironia ou até sátira. Mas como é do caríssimo amigo sei que são palavras que acredita e saem do fundo do seu coração.

43 hEditado
Eliminar
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane JumaAiuba, refiro-te ao meu comentário em resposta ao Dioclécio Ricardo David (acima). Isto não é sátira. É consequência da razão. A Frelimo não tem que agir no sentido de perder pontos a favor do adversário. Chumbar a proposta da Renamo foi preciso não para esconder a verdade, mas sim para ganhar tempo para encontrar a verdade. Onde está o problema de pensar assim? ...
13 h
Eliminar
Efraimo Neves
Efraimo Neves Julião João Cumbane queres assim dizer me que quando o estado avalizou estes empreendimentos não fez antes uma avaliação? É que é preocupante terem que andar a procura de respostas quando foram eles mesmos que as cometeram. Precisam é sim de um tempo para fabricar as respostas.
Outra questão vêm muito a propósito Elson Guila na qual dizes que só a Frelimo é que é a legítima representante do povo é isso mesmo que queria dizer? Se for o caso o que é que a Renamo e o MDM fazem na assembleia da república, se não representam o povo melhor é serem retirados de lá porque estao à gastar os nossos recursos

23 h
Eliminar
Azarias Felisberto
Azarias Felisberto Huuuuuuui ! prof não vai tentar sair em defesa de um bando de abutres que deixaram Moz de penas para o ar por ganância . sera que o gorverno precisa estudar as respostas para esclarecer o povo? afinal não estamos perante uma continuidade como fomos abrilhantados ?
23 h
Eliminar
Mussá Mohamad
Mussá Mohamad Esse mesmo tempo para estudar os dossiers por parte do governo...já não foi necessário, quando foi para voar a uma velocidade de #Gin em direcção a washington para esclarecer ao #FMI sobre o mesmo assunto.

Prof. Há causas que estão perdídas a partida...e tentar defender é um plágio ao título do filme de "Tom cruise"

13 hEditado
Eliminar
André Mahanzule
André Mahanzule Professor eu concordo consigo ainda q um pouco septico relativamente à verdade por vir. É a história da família esfomeada. Eu sempre acreditei e admirei a ousadia do presidente Guebuza, porém o q acho q falhou foi a incomunicacao do seu Governo. Recordo-me das declarações do Ex Ministro do Interior em sede de julgamento qdo disse q há questões de segurança cujas estratégias são inconfessáveis e portanto a custos in quantificáveis. Numa sociedade q começa a ganhar algum esclarecimento é comum aparecerem pessoas a manipular em deliberadamente os factos tentado impor ao público as suas próprias percepções. Qqr um de nós é susceptível de cometer este erro, o mau é comete-lo de forma intencionalmente dolosa mas enfim. O Governo seja mais comunicativo e traga soluções para os problemas cadentes da actualidade, a crise económica e as sabotagens na região centro. Eu tenho fé.
Eliminar
Bruno Mayer
Bruno Mayer Acabaste de multiplicar por ZERO todas poucas coisas boas que tens feito em defesa do governo. Não podias ter sido mais infeliz. Sou eu o o Julião é que parece seboso?
Eliminar
Mauro Dinis Figueiredo
Mauro Dinis Figueiredo Bom dia professor. O puxa-saquismo tem limites na Frelimo. A Bíblia diz-nos que temos que fazer mais do que o patrão nos manda, mas, aqui exagerou.
22 h
Eliminar
Jaime Carlos
Jaime Carlos A bpf apresentou as razões do seu voto contra.
Eliminar
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane Télio Chamuço, vamos por partes. (1) Em 2013 o Governo que tempos actualmente não estava em funções. Logo, não foi este Governo actual que contratou a divida "oculta" que cria esta celeuma. É falso tu dizeres que este Governo sabe tudo sobre esta dívida. De facto, em Washington D.C. está a ocorrer que o FMI e o Governo actual de Moçambique estão a conferir e a trocar o que cada um tem e sabe sobre a dívida pública deste país. Se tu acreditas que a Frelimo queria enganar a Frelimo, eu não acredito nisso. Pode ser que haja pessoas da Frelimo que queriam enganar o povo; mas que a própria Frelimo possa urdir um esquema para enganar o povo—sua fonte e razão de ser—está definitivamente fora de hipótese, porque isso não faz parte dos valores da Frelimo. (2) Quando a Renamo aparece com a proposta para se convocar o Governo para esclarecer o "status quo" da dívida pública, a Frelimo já agendera a sua V Sessão Ordinária e a análise da situação política e económica do país estava entre os assuntos a serem debatidos naquela reunião (que já aconteceu). Sendo o Governo de Moçambique formado e dirigido pela Frelimo, era de todo necessário que a situação da dívida "oculta" contratada por um Governo que já cessou funções fosse discutida em lugar próprio, para a sua melhor compreensão, antes que o Governo actual fosse solicitado para dar esclarecimentos na AR sobre toda a dívida. Isso aconteceu e neste momento está-se a trabalhar para a melhor compreensão da dívida "oculta". É no âmbito deste exercício que o Primeiro-Ministro e o Ministro da Economia e Finanças estão actualmente em Washington D.C. É de interesse legítimo da Frelimo que os contornos da contratação da dívida não registada no stock da dívida pública sejam conhecidos no interesse do povo moçambicano; não do interesse da Renamo. (3) Politicamente, o que Renamo pretendia com a sua proposta de convocação do Governo para esclarecer este assunto, era ganhar políticos. A Frelimo chumbou aquela proposta para contraria esta pretensão da Renamo e não para esconder nada sobre a dívida. Agindo desta forma, a Frelimo criou para si mesma o tempo necessário para o seu Governo e a sua Bancada Parlamentar na AR interagirem para o esclarecimento efectivo da dívida pública de Moçambique. Portanto, como podes depreender daqui—querendo—todo este exercício da Frelimo é politicamente muito responsável e visa corrigir erros cometidos pelos seus quadros ao serviço do Estado e do povo moçambicano. Não está no interesse de nenhum partido político responsável e enraizado no povo, qual a Frelimo, ludibriar este povo. Quem pensa que a Frelimo engana o povo só pode ser maldoso até para consigo próprio. Alguns quadros da Frelimo praticam actos irresponsáveis. Mas quando a Frelimo descobre essas práticas, empenha na sua correcção efectiva. É com esta postura que a Frelimo regenera-se ao ritmo dos eventos no continuum espaço-tempo. Esta resposta assiste a todos aqueles que pensam que a Frelimo engana o povo e os gostariam de ver a Frelimo a ceder o seu lugar à oposição. Em política é preciso pensar depressa e agir acertadamente. Isso a Frelimo treina sempre. A Frelimo estuda as situações e busca soluções que viabilizem o progresso de Moçambique sob sua liderança. Em 40 anos de independência, Moçambique está mais avançado que muitos países com mais de 50 anos de independência. Este progresso rápido de Moçambique—que é inegável—é consequência da direcção inteligente e visionária da Frelimo. Duvido que qualquer outro partido, não guiado pelos ideiais da Frelimo, pudesse fazer melhor que a Frelimo. O segredo da Frelimo é ser do povo, pelo povo e para o povo. A Frelimo é um único partido político do mundo que defende os interesses legítimos de todos os moçambicanos sem qualquer forma de discriminação. É o partido que congrega pessoas de todas as classes sociais numa vasta frente de luta pela liberdade, justiça e progresso. Um partido político fiel ao seu ideal original e ao povo de que é originário e unido, qual a Frelimo, não há igual no mundo. O resto é cantiga.
11 hEditado
Eliminar
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane Télio Chamuço, que deixasses a "propaganda" de lado e atendesses o facto de que o actual Governo não estava em funções em 2013. Todo o teu argumento cai por terra, por (i) não atender este facto, (ii) confundir a Frelimo com pessoas e (iii) estar assente na problemática premissa de que a Frelimo chumbou a proposta da Renamo porque queria enganar o povo. Desta vez estou decepcionado contigo, confesso!
Eliminar
Sergio Buque
Sergio Buque Afinal o problema e as causas São ainda desconhecidas pelo próprio governo da Frelimo ?
É muito interessante .

Eliminar
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane Sergio Buque, lês e não prestas atenção no que lês. Consequência: fazes comentários/perguntas que minimizam a tua inteligência. Recomendo que voltes a ler tudo, antes de comentar.
Eliminar
Rogerio Antonio
Rogerio Antonio Este Post é autêntico insulto a inteligência de um individuo medianamente instruído.
PS: Quem realmente acreditar neste textículo, das ou uma, ou não sabe o que diz ou então tem uma predisposição para a loucura.

243 min
Eliminar
Bono Baptista Alifa
Bono Baptista Alifa Ora viva, Ilustre Julião João Cumbane, com tudo respeito que tenho pela sua figura. Tenho que admitir que foi muito infeliz no seu poste.
Primeiro - “QUEM NÃO DEVE NÃO TEME”, não vejo porque o governo deve se preparar para explicar algo capcioso, a bancada da Frelimo ao chumbar a vinda do governo ao parlamento mostrou claramente que e conivente. Ora vejamos, primeiramente a Divida de EMATUM no inicio falava-se de que eram 300/350 milhões, subiu 400 milhões, hoje são 850 milhões, e esta informação da divida veio da midia do exterior. Deixando claro que o governo não tem sido transparente.
Secundo – esta nova divida os 600 milhões, não defere muito do dossier ematum, a informação veio do exterior e ate hoje o governo não foi feliz na sua primeira intervenção (Dr. Maleiane), por que org…. de renome como FMI tomavaram esta medida logo que subiram da divida.
Terceiro – Ilustre, tenho lido os teus post com alguma regularidade, e ate então este, sob meu ponto de vista foi sua pior abordagem postada aqui. Seja imparcial nos assuntos do nosso quotidiano e faça uma análise crítica se for necessária.
O governo ao contrair esta divida de certeza existe um dossier com eles, que contem todos os detalho do projecto desta divida, por que levaram o projecto a fim de apresentarem aos credores, são essas informações que precisamos não coisas adulteradas que serão elaboradas agora
O mais engraço, 24/48 depois de FMI ter anunciado sobre a medida tomada, o governo emitiu uma carta de imprensa informado que formou uma equipe técnica liderada pelo 10 ministro a fim de negociar com FMI.
Por que o governo não explica primeiro o povo? O projecto da divida proindicus, existe tenho certeza, que coloquem o projecto a disposição.


Política doméstica
Sobre as dividas e a decisão do cc sobre combate à corrupção
De acordo com análista moçambicano, Alexandre Chivale ontem durante jornal das 19:30 (grande jornal) da Rádio Moçambique ( RM ). Disse que a ida do primeiro ministro moçambicano, Agostinho dos Rosário a Washington no EUA é um exercício normal, ou seja, isso acontece regulamente com nosso estado e não vem mal nemhum quando isso, repudiado assim as vozes que dizem ser uma questão forçada....
Questionado sobre a decisão que Cc da frelimo sobre os reforços para combate à corrupção dentro dos membros do partido frelimo esse disse; é âmbito do partido frelimo desde das sua fundação em 1962, " a frelimo sempre foi contra a corrupção e vai continuar como foi decidido neste que é dos melhor órgãos do partido...
Concorda ou discórda com os posicionamentos do análista moçambicano, Alexandre Chivale? Argumente!
Gosto
Comentar
Comentários
Celestino Cebu Aquele é portavoz da frelimo e nao analista,,,
GostoResponder2 min
Gilder Anibal .

INTELECTUAIS E ANALÍSTAS

“…para aquilo que eu entendo por um intelectual, não considero essa a gente como intelectuais e nem são analístas (…).

São profissionais que VENDEM a sua capacidade de argumentação (…) a favor de uma agenda pré estabelecida (…) e acabam por ser depois recompensandos recebendo uma tarefa dentro do xadrez da governação (…) enquanto os outros estão a espera numa espécie de proletários…”.

Prof. Dr. Lourenço Do Rosário.

https://www.youtube.com/watch?v=t32pB1gIC0Y

GostoResponder12 minEditado

PRIMEIRO-MINISTRO DE ‪#‎MOÇAMBIQUE‬Carlos Agostinho do Rosário, DESLOCA-SE À WASHINGTON D.C (EUA)
De 19 a 22 de Abril de 2016 - Durante a estadia em Washington, o Primeiro-Ministro irá manter encontros, em separado, com a Directora Geral do Fundo Monetário Internacional, e responsáveis a nível do Banco Mundial, assim como com as autoridades norte-americanas.
Vai igualmente confirmar o total da dívida contraída pelas empresas públicas, com garantias do Estado, que não aparecem nas estatísticas e não foram reportadas ao FMI, no contexto do Programa Económico em curso, por motivos que serão abordados durante os encontros supracitados.
P.S: Ao regresso, gostaria que possa ir ao nosso PARLAMENTO para explicar aos moçambicanos os resultados desta deslocação, chega de esconder-nos a verdade. Como sempre, depois dos "patrões FMI e BM", o povo aqui é último a saber.

Gosto
Comentar
Comentários
Hugo Fidalgo Júnior Concordo que ele deveria ir ao parlamento explicar o assunto
GostoResponder219 h
Paulo Bernardo Phacule Mas duvido que nos expliquem algo estes patroes do povo.pago pra ver.
GostoResponder18 h
Cristiano Banze Primeirio vai explicar ao FMI depois ao povo... M*****. Afinal quem é o patrão!!? Realmente, fomos enganados
GostoResponder17 hEditado
Paulo Gundana O povo nunca foi patrao senao o FMI e o BM por isso quando o patrao reclamou e ameacou correm pra dar satisfacao e ao patrao - povo/parlamento e lhe negado essa satisfacao pq de patrao nada tem!
GostoResponder118 h
Notiço D'Akeelaya Por mais que nos expliquem os contornos da dívida já mamaram o taku, agora importa levar à barra do tribunal todos aqueles que ilegalmente indevidaram-se em nome do estado e roubaram.
GostoResponder117 h
Nelson Mucandze "Vai igualmente confirmar o total da dívida contraída pelas empresas públicas, com garantias do Estado, que não aparecem nas estatísticas e não foram reportadas ao FMI", afinal nao tem certeza de quanto Moçambique esta dever?
GostoResponder17 h
Nelson Mucandze E porque nao aparecem nas estatisticas?
GostoResponder17 h
Domingos Gundana Meu caro, eu você e nossos filhos e netos já estamos contemplados nestas dívidas assumidas em nosso nome ESTADO. Portanto mesmo que nos expliquem isto ou aquilo a verdade é que somos devedores inocentes. Triste para nós.
GostoResponder16 h
Manuel Martins Missau Missau Entendam, o senhor sessante estava optimista com novos encaches do rovuma entre anadarko e eny, como fez da vez passada,com tudo, os americanos e europeus foram maís inteligentes k ele, deixaram d fazer o negócio pra se dismascarar o truk dele...fungula masso mano!


Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook