sábado, 30 de abril de 2016

A um jovem com ideias fundamentalistas e prolífico nas redes sociais

Tendo dito o que disse

Esta é uma mensagem especial, igualmente aberta, dirigida a um jovem com ideias fundamentalistas e prolífico nas redes sociais da "Pérola do Índico", e que pode ser visto na imagem. Ele sabe quem é, mas para não ser alguém aqui no meu mural, não vou mencionar o nome falso que ele usa, nome esse que resulta de uma combinação de nomes de profetas do islão.
Para ti, jovem que no próximo dia 29 de Outubro vais completar 32 anos de vida, escrevo este texto para te ajudar a saíres da mata do fundamentalismo é que estás entrincheirado e entenderes o conteúdo da minha carta aberta ao general e veterano da luta de libertação nacional, Alberto Chipande. Mas antes, tenho a dizer-te isto:
Tu não és dotado de capacidade nenhuma de ler a mente de outrem. Aliás, ninguém é dotado dessa capacidade. Por isso, mede os teus passos!
Agora, ó jovem, presta atenção ao que se segue.
Tendo eu dito o que disse na carta aberta que dirigi ao veterano da luta de libertação nacional, Alberto Chipande, com referência aos seus pronunciamentos sobre as riquezas de Moçambique—um pronunciamento que não é recente, mas marcou o pensamento das pessoas para com a Frelimo—, dizia, tendo eu dito o que disse naquela carta aberta ao general Chipande, sobre o que a ele se atribui, quero aqui deixar ficar claro que me identifico plenamente com o que ele disse recentemente em Sofala.
Em Sofala, o general Chipande chefia uma Brigada Central de apoio ao Comité Provincial da Frelimo naquela província. Nessa qualidade, o general Chipande fala em nome da Frelimo e transmite mensagens e orientações que emanam dos órgãos colegiais deste partido. A mensagem que o general Chipande transmitiu aos militantes e simpatizantes da Frelimo, e a toda a população da Província de Sofala, é de que em Moçambique não há mais espaço para a guerra. Porém, devemos ser nós, o povo moçambicano, a negar a guerra, repudiando os ataques dos homens armados da Renamo, e nos defendendo desses ataques sem termos que esperar pela intervenção das forças de defesa e segurança. Sim, porque, afinal, nós, o povo, sabemos onde esses homens armados da Renamo se escondem.
Esta mensagem não deve ser interpretada como incitação à violência, mas sim como incitação para tomada colectiva de uma atitude antiguerra. Eu identifico-me com esta mensagem, que até não só da cabeça do general Chipande, mas sim da Frelimo.
De facto, o combate contra os homens armados da Renamo não tem que ser efectuado só pelas forças de defesa e segurança, mas sim por todos nós, o povo moçambicano. Temos todos que participar, de todas as formas possíveis e com recuso a todos os meios de que dispomos, no combate contra o terrorismo protagonizado pelos homens armados da Renamo. Não devemos aceitar conviver com bandidos! A paz efectiva depende da nossa recusa em conviver com pessoas que portam armas ilegalmente, e fazem uso delas contra nós e não para a nossa defesa. Só desta forma, lutando todos juntos contra o terrorismo que os homens armados da Renamo instalam em Moçambique, é poderemos alcançar a paz efectiva. Esta é a mensagem que o general Chipande transmitiu a todos nós, a partir da Província de Sofala, e com a qual eu estou plenamente de acordo.
Eu sei—não apenas imagino—quão difícil é separar uma pessoa das suas ideias ou opiniões e da organização a que pertence. Mas esse exercício de separar a pessoa das suas ideias é salutar e sempre se recomenda. Eu dizer, por exemplo, que o meu amigo virtual Mussá Mohamad é besta, é diferente de dizer ele tem um pensamento bestial. É preciso saber separar as pessoas das suas opiniões ou actos, por que boas pessoas podem praticar actos maus e más pessoas podem praticar actos bons. Há sempre algo de bom naquilo que detestamos e há sempre algo de mau naquilo que mais gostamos. Nada é perfeitamente bom, qual nada é definitivamente mau. Os nossos actos conscientes todos começam com uma elaboração mental; começam com um plano. Quem pensa coisas boas, faz coisas boas; que pensa coisas más, faz coisas más. Saber distinguir o bem do mal é produto da escola social de valores. O ser, estar e os actos são distintos, embora coabitando no mesmo indivíduo. O indivíduo e a organização a que estiver associado são entidades distintas. Eu não sou Frelimo, o general Chipande também não. As nossas opiniões individuais não vinculam a Frelimo, quando falamos sem mandato para falar em nome da Frelimo.
Estas palavras são especialmente para ti, tu jovem na imagem que acompanha esta mensagem. Liberta-te dessa prisão intelectual em que as tuas crenças te colocaram. Quem revela que estás em prisão intelectual são as ideias que tu partilhas com os teus amigos, até comigo também. É assim que eu fiquei a saber que vives num cativeiro intelectual, qual os membros do chamado Estado Islâmico (ISIS). Acaso, achas que o ISIS luta por causa justa no concerto das nações? Se achares que não, então esta mensagem é mesmo para ti. Deixa esse fundamentalismo que aprisiona o intelecto e não te permite usar a razão de forma plena! Tu vês fantasmas de roubo, de injustiças, de corrupção a todo o momento, exactamente por causa de teres o teu intelecto aprisionado para só ver essas coisas, mesmo onde elas não existem.
Quando estiveres fora dessa prisão, hás-de poder entender que aquela minha carta aberta ao general Chipande distingue entre este proeminente quadro da Frelimo e a própria Frelimo. Há momentos que o general Chipande fala como indivíduo, como quando está numa festa de confraternização; tem outros momentos que ele fala em nome da Frelimo, como quando transmite deliberações e orientações emanadas dos órgãos colegiais de gestão e direcção da Frelimo. Falando por conta própria, como indivíduo, o general Chipande pode até ter, qual não ter, preferência pela hipocrisia. Isso é problema dele, e pode até ser criticado por isso. Mas quando fala em nome da Frelimo, o general Chipande nunca pode preferir a hipocrisia, pois o que ele faz nessas ocasiões é comunicar ao povo moçambicano as deliberações ou orientações emanadas dos órgãos da Frelimo.
Em Sofala, nas reuniões públicas que orienta à frente da Brigada Central de apoio político ao Comité Provincial da Frelimo naquela província, o general Chipande fala em nome da Frelimo, e nisso eu não lhe conheço a dizer coisas erradas. Até me atrevo a dizer que ninguém mesmo o conhece a fazer coisas erradas no cumprimento de uma missão partidária. Pelo contrário, ele é conhecido a transmitir bons ensinamentos. É por isso mesmo que, politicamente falando, eu considero o general Chipande um exímio político. A sua longevidade (50 e picos anos!) nos órgãos de direcção da Frelimo, nomeadamente como membro do Comité Central e da Comissão Política deste partido, testemunha que ele é de facto um quadro partidário exemplar. Os seus lapsos de pensamento e de expressão, que às vezes ocorrem em fóruns privados, não devem ser confundidos com as seus actos como dignitário da Frelimo. Agindo nesta qualidade de dignitário da Frelimo, o general Chipande é inequivocamente um político imaculado.
Enfim, não seja vista contradição que não existe entre este mensagem e a minha carta aberta ao general Chipande. O general Alberto Chipande é pessoa, militante e quadro histórico da Frelimo. Os seus erros são pessoais e não devem ser vistos como erros da Frelimo. A opinião pública precisa não penalizar a Frelimo porque os seus militantes e quadros proeminentes cometem erros na condução da sua vida individual ou profissional. A Frelimo é soberana. Cada indivíduo adulto também é soberano. Logo, separar as pessoas das suas ideias e da organização em que militam é recomendável na prática da justiça.
Espero que tu, jovem (na imagem), tenhas entendido esta mensagem. E espero o mesmo dos demais.
Canira Juma Canira, Yaqub Sibindy, Neves Nhavene ve 17 diğer kişi bunu beğendi.
Yorumlar
Mussá Mohamad
Mussá Mohamad Essa é a foto que mais te agradou, quando fussavas meu perfil,prof Julião João Cumbane?
523 saat
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane Afinal és tu, Mussá Mohamad?!...
Mussá Mohamad
Mussá Mohamad Tsc...sou eu, e não tenho medo de o dizer, o nome também é genuinamente meu,que meus pais deram-me...

Prof.Julião...sei onde queres chegar...
123 saat
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane Onde ACHAS que quero chegar, Mussá Mohamad?
Mussá Mohamad
Mussá Mohamad Onde nunca chegarás e se chegares é porque#Allah o permitirá, para poder te castigar sem contemplações...
123 saat
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane Allah não administra castigos, para a tua informação, Mussá Mohamad. O castigo verdadeiro é nunca chegar junto do Allah, por tanta maldade feita por homens de carne como tu, nesta terra!
323 saatDüzenlendi
Mussá Mohamad
Mussá Mohamad Vou usar essa foto como profile pic...em sua homenagem prof.

Sei que tens bom gosto...
223 saat
Mussá Mohamad
Mussá Mohamad O que sabes sobre #Allah?...

O que fiz de mal?

Discordar com o prof, é pecado? Acaso te achas perfeito? Você e teu partido?
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane Tu não sabes discordar, Mussá Mohamad; tu só sabes concordar! Como é que uma pessoa que é prisioneira intelectual pode discordar com o que quer que seja? Tu só sabes concordar com as tuas crenças!
223 saat
Mussá Mohamad
Mussá Mohamad O velho truque prof...

Prisioneiro intelectual é o prof, Julião João Cumbane...

Estás preso a disciplina partidária...

Estás preso a estatutos feitos pelos outros, até c aqueles que não concordas...

Estás preso, ao culto aos pseudo-libertadores...

Estás preso,que nem percebes que estás...
123 saatDüzenlendi
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane Tadinho tu, Mussá Mohamad; tadinho com essas tuas crenças. Eu fiz a minha parte, para te ajudar. O resto é contigo. Eu não sou da estirpe que tu pensas que sou. Se pensas o pensas de mim, há-de ser por que tens alguma experiência própria. Nesse caso só me resta dizer: oh, que pena!!
222 saat
Mussá Mohamad
Mussá Mohamad Professor, Julião João Cumbane...como te disse lá em outro post teu, gosto de tí, simpatizo com a tua pessoa...

Entendo o sistema cá no nosso país...é preciso, agir como ages as vezes...mas te digo, prof...podes ser feliz sem essa gente...eu sou sem eles...

Gosto de ver a falar nos diversos fóruns...és eloquente e com capacidade...e se consegues defender o #mal e a #falsidade com tanta mestría...imagine se estivesses ao serviço do povo, do bem, da justiça social, da legalidade, do estado de direito...

És um disperdício,prof...por isso me preucupo, porque és bom, no fundo.

Aqueles, gordos e gulosos, a quem defendes, já não têm cura...por isso eu nem me preucupo tanto com eles...
1322 saatDüzenlendi
Mauro Dinis Figueiredo
Mauro Dinis Figueiredo falou e disse Mussa Mussá Mohamad. Professor, venha para o nosso lado, lado dos justos, dos lúcidos, dos que sonham num futuro melhor e próspero para todos nós. E, não para meia dúzia de pessoas. onde o professor vai puder expor as coisas que lhe vêm na alma e não esses comentários que o mancham como intelectual.
221 saat
Maulana Domingos Maulana
Maulana Domingos Maulana Mussa, eu tiro chapeu.
119 saat
Mussá Mohamad
Mussá Mohamad Quando é ponte construída, atribui-se o nome do presidente, porque é obra dele...quando são dívidas ilegais, já são crenças do coitado do Mussá Mohamad...

Haja coerência, prof Julião João Cumbane...
214 saat
Mussá Mohamad
Mussá Mohamad Professor, Julião João Cumbane, para mim a boca que está falando em sofala e a que disse ter direito de roubar, e continuar a roubar porque não somos santos...e que os libertadores têm direito a riqueza...é única...é do Chipande, para quê separar? Quem é ele sem frelimo...ele fala em nome da frelimo, ele é frelimo...

Quanto a Renamo...não tenho nada a favor nem comtra eles,...resolvam vocês o problema que têm com eles, e não nos metam(povo) nas vossas diferenças...lutem e não nos convidem para tal...

Quanto ao #Isis, estou me nas tintas para o que são as suas razões...eu sigo o #Quran e #Hadith, e está expressamente proibído o suicídio e a matança de inocentes.
422 saatDüzenlendi
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane És um caso perdido, Mussá Mohamad!
21 saat
Mussá Mohamad
Mussá Mohamad Agora vou pagar meu salat, está na hora...vou aproveitar, pedír #Allah para lhe iluminar, e que venhas a senda recta, prof Julião João Cumbane...

E que te apartes de gangstars, pois sei que és bom...

Diga amén...prof.
221 saat
Nelsoncarlos Tamele
Nelsoncarlos Tamele Hehehe
21 saat
Titos Cau
Titos Cau Que pena. Se ele investigasse e soubesse. O Islao e uma religiao africana. A maneira de ser do Islao, e uma imitacao do modo de ser dos africanos. Em quase tudo. O Islao em KaMat (antigo Egipto) rezava 12 vezes por dia, depois um Farao reduziu para 7. O resto e historia.
120 saat
Mussá Mohamad
Mussá Mohamad Gênio...titos cau...

Vou te ensinar...

O povo chama-se #Kemet...

Também os filósofos gregos, foram alunos lá, no antigo egipto.

E esse teu estudo, está incomplecto...já o lí todo ele...

Aliás, sou apreciador, da história Africana...leio sobre os kemets, núbios e outros povos...

Baobá, sheikh anta diop fala muíto desses povos em seus livros, e eu o leio bastante...

Daí a concordar que o Islam é imitação é outra coisa...já lí isso que você viu de raspão...até fala da semelhança dos nomes das orações(salats,) com os nomes dos rituais de meditação do povo kemet
420 saatDüzenlendi
Mussá Mohamad
Mussá Mohamad Titos Cau, queres que te fale mais dos #kemet e do antigo egipto...sobre a religiosidade, e conhecimentos filosóficos destes?

Queres aprender?

Diga, que estou preparado para tí...queres referências?
De autores? Livros?

Tsc...
20 saat
Titos Cau
Titos Cau Me fala mais Mussa Mohamad. Sabias que a Kaaba (Khala- carvao em tsonga) provem da Etiopia?
3 saat
Mussá Mohamad
Mussá Mohamad O que signifíca kaaba para tí?

Não fales do que não sabes...vou te envergonhar aquí...até agora tenho te poupado, para salvaguardar o seu direito a ignorância...

Sabes o que era etiópia, e seus limites, em relação ao que é o território confinado que é hoje?

Sabes de onde vem o nome África, e quem o trouxe e o que signifíca?

Acha que os antígos absínios,kemets,núbios e outros eram chamados Africanos?

Você não sabe o que é kaaba, percebe-se...tal como estavás tentando sorte, quando falavas da imitação do islam ao povo kemet...

E te ensinei, que o estudo que ouvíste de raspão com os teus amigos nas barracas, falava das #orações ,a sua disciplina quanto aos horários diários e os nomes dos próprios, que se afirmava ser semelhante a disciplina dos rituais de meditação em harmonía com a natureza feita pelo povo kemet, no antigo egipto.
E isto não cópia de religião...pois os kemets, tinham #espiritualidade e não religião...

Estes kemets, são os mesmos que usaram os #Núbios das zonas onde é sudão hoje e um pouca da absínia (etiópia) como mão de obra, e ajuda para questões adiministrativas/burocráticas...ou seja, os kemets já eram uma sociedade avançada como estado, cientificamente, espiritualmente...

A etiópia de que falas...nos primórdios do Islam, ela era cristã ortodoxa, sob liderança do rei #Negus, que recebeu e protegeu os primeiros muçulmanos que saíram das arábias para lá...

Em que momento histórico foi roubada a kaaba? Se ela já existía...antes de #Muhammad?

Mesmo o rei #Salomão, encontrou a kaaba existindo, claro não restruturada como está...e salomão, teve relação com #Belqyiss, rainha de sabá na absinya (Etiópia)... Adoravam fogo, nessa altura lá...

Titos Cau...
10 dk.
Mussá Mohamad
Mussá Mohamad E o salat, que é o que o estudo, diz ser imitação, é apenas um dos 5 pilares do Islam, aínda que segundo na ordem de importância, não querendo dizer que um seja importante que o outro, mas complementam-se...

Os kemets, não tinham o shahada, apenas meditavam em conexão com a natureza...não pagavam zakat...não fazi hajjy,...não jejuavam como prescrito no islam...e nem fazi prostração...

Onde está imitação aquí?

Se os budista meditam, estão copiando os kemets?

O yoga é imitação dos budístas ou kemets?

Há semelhanças em todas as formas de adoração, entre os povos antigos e os de hoje...é natural isso.
Tanto Africanos,Asiáticos ou ocidentais...titos cau.

Leia o estudo complecto, se é que tens acesso...ou diga que eu te explico.
319 saat
Titos Cau
Titos Cau Voce precisa aprofundar seu estudo Mussa. Talvez um dia descubras que Maome e uma figura ficticia.
3 saat
Camilo Langa
Camilo Langa Hiii. Acabaste com ele!
11 saat
Nelson Timbe
Nelson Timbe Hedje
9 saat
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane Titos Cau, não esquentes a cabeça, meu caro. OMussá Mohamad é um jovem fundamentalista, qual membro do ISIS. Ele está com a mente completamente formatada que nem o disco duro dum PC. No cérebro do Mussá Mohamad, não há neurónios; só células de memóriadigital. E estou a falar sério. Eu sei como se treinam pessoas para descrer e fazer crer! O "Mussá Mohamad" exibe sinais de ter passado por essa instrução, qual rato para detectar minas ou cão para detectar drogas. Eu já declarei este jovem um caso perdido. A inteligência do "Mussá Mohamad"—que até a tem—já não é útil! Ele não avalia para aprovar; avalia para reprovar, sem outra alternativa. Já está completamente inútil para fazer o bem; é definitivamente um homem do mal! A nós outros só nos resta aprender a conviver com ele, mas monitorando-o, em razão dos direitos humanos. E assim será, até um dia!
11 saatDüzenlendi
Mussá Mohamad
Mussá Mohamad Este prof...anda lendo muítos livros de conspiração.

Só falta vir dizer que eu Mussá Mohamad, é que paguei a conta dos cafés que salah Abdel salim, tería consumído no dolce vitta, a quando da sua visita a maputo a convinte da minha filha de 2 anos.
41 dk.
Milton Chembeze
Milton Chembeze Simplesmente intrigante.
O professor é um ser verdadeiramente complexo.
Quando num passado recente, escrevi, num post do senhor que, o Julião a par do Calado Kalashinikov escreveram linhas e linhas de palavras apelando a eliminação do Cistac, o camarada Cumbane foi ao meu inbox deixar um lençol de letras me acusando, dizendo que deveria apresentar provas disso. Não o respondi, porque o senhor se lembra bem desse episódio (de calunia e difamação a pessoa do Cistac).
Hoje, por falta de argumentos para rebater alguém aqui no facebook voltas a usar o mesmo golpe (baixo) que usou contra o Cistac.
Professor, deixa de ser baixo, se os argumentos te escasseiam, PORQUE NÃO TE CALAS?
16 saat
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane Não vieste aportar aqui para me xingar, óMilton Chembeze?! Não te vais sair bem, garanto-te!
56 dk.
Milton Chembeze
Milton Chembeze "Não te vais sair bem, garanto-te", gratos pelo alerta professor.
Espero que não perca o seu tempo escrevendo um "lençol" de para mim.
Boa tarde!
4 dk.Düzenlendi
Sergio Serpa Salvador
Sergio Serpa Salvador Prof. Julião João Cumbane, definitivamente fora dos carris!

2 comentários:

Anónimo disse...

Vamos deixar de falar de B ou C, o povo não quer a guerra e muito menos tem armas para si defender, o governo eleito pelo povo devi fazer isso, queremos PAZ, PAZ, PAZ somente a PAZ, não podemos andar a falar coisas sem pé nem cabeça, só enganação, barbaridade em quanto todos dias recebemos notícias de mortes e valas comuns no país, nos irmãos, primos, pais si foram e depois falamos nada está acontecer, devemos sair dos bastidores e encarar a realidade do País, a vida tá cara e tensão política onde nós vamos, até quando estes problemas, onde estão os nossos libertadores.

Anónimo disse...

Vamos deixar de falar de B ou C, o povo não quer a guerra e muito menos tem armas para si defender, o governo eleito pelo povo devi fazer isso, queremos PAZ, PAZ, PAZ somente a PAZ, não podemos andar a falar coisas sem pé nem cabeça, só enganação, barbaridade em quanto todos dias recebemos notícias de mortes e valas comuns no país, nos irmãos, primos, pais si foram e depois falamos nada está acontecer, devemos sair dos bastidores e encarar a realidade do País, a vida tá cara e tensão política onde nós vamos, até quando estes problemas, onde estão os nossos libertadores.

Windows Live Messenger + Facebook