segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Pai indiciado de envenenar mortalmente três filhos em Gaza


PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Emildo Sambo  em 16 Janeiro 2017
Share/Save/Bookmark
Uma criança de três anos de idade escapou de um envenenamento, supostamente perpetrado pelo próprio pai, na semana passada, no distrito de Chókwè, província de Gaza. Porém, os seus três irmãos, também menores de idade, não tiveram a mesma sorte.
A vítima, identificada pelo nome de Ester Ubisse, encontra-se a lutar pela vida no Hospital Rural de Chókwè (HRC), disse a Polícia da República de Moçambique (PRM) em Gaza, ao @Verdade.
O crime aconteceu por volta das 21h00 da última quarta-feira (11), no 5º bairro de Manjangue, no Posto Administrativo de Macarretane. Segundo a PRM, o caso só chegou ao seu conhecimento cerca das 18h30 do dia seguinte. A “equipa médica apurou como causas da morte distensão abdominal, secreções espumosas na boca, narinas e excremento”.
Os três miúdos que perderam a vida respondiam pelos nomes de Odete Ubisse e Latima Cuna, gémeos de seis anos de idade; e Orlando Ubisse, de nove anos. A família não foi a tempo de socorrê-los para uma unidade sanitária, tendo perecido em casa.
O acusado, de nome Mufenequisso Zucula, não está devidamente identificado nos autos da Polícia, uma vez que reside na África do Sul.
Ele separou-se da mulher e abandonou a família para aquele país vizinho. Os sogros forçaram-no a sustentar as crianças e devia, periodicamente, enviar dinheiro e produtos. Neste contexto, a Polícia presume que Mufenequisso envenenou os filhos “voluntariamente para evitar continuar a sustentá-los”.
De recordar que, em Dezembro passado, um outro miúdo de oito anos morreu em resultado de ter sido envenenado, também pelo próprio pai, neste momento detido.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.