quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Mulher após desferir golpes com recurso à garrafa contra jovem embriagado


Vítima encontra-se internada e em estado grave
Segundo a Polícia, tudo começou por volta das 05h00 da manhã de ontem, quando um cidadão de nome Júlio Sibinde foi ao terminal rodoviário da CMC, para comprar mais bebida – pois já vinha consumindo -, momentos depois surge uma mulher que lhe pediu cerveja e este não recusou.
Contam testemunhas que, em algum momento, Júlio adormeceu e naquele instante, a agressora teria, com ajuda de outras pessoas surripiado algum valor monetário. Ao despertar, a vítima deu conta do sumiço de cerca de sete mil e quinhentos meticais. Atordoado, contam testemunhas, Júlio perguntou sobre o dinheiro aos que estavam nas redondezas. Ao que eles indicaram a mulher aquém Júlio oferecera bebida. Este aproximou-se a ela no sentido de exigir a devolução do valor, ao que a mulher respondeu com violência.
“Ela partiu duas garrafas e as usou para espetar nele. Ele sofreu na parte do pescoço e sangrou bastante. Quando fomos ao hospital tive a informação que recebeu vinte e cinco pontos no pescoço. E segundo os dados que tivemos lá, ele não se movimenta, a única indicação é que ele respira”, disse Nelson Muianga, testemunha.
Depois do sucedido, imagens chocantes - de Júlio ensanguentado e estatelado no passeio -  foram postas a circular nas redes sociais. Agora detida na 14.ª Esquadra da PRM da cidade de Maputo, a indiciada pouco se pronunciou sobre o assunto.
“Não sei o que aconteceu. Estava naquele sítio a “brincar” e encontrei ele lá, mas não sei o que aconteceu. Provavelmente ele possa ter-me provocado”, disse a indiciada.
Uma testemunha, que pediu anonimato, disse ter visto a mulher a roubar o valor em causa. “Ele estava a dormir, quando ela tirou o dinheiro do bolso dele. Eu até falei que era errado, mas ela disse que se tratava do filho dela. Conheço a senhora, ela vende frangos aqui em Magoanine”, contou a testemunha. 
A vítima é casada e pai de três filhos. Neste momento, encontra-se internada e em estado grave.
Mulher detida por tentativa de homicídio na capital de Moçambique
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Newsflash
Escrito por Emildo Sambo  em 10 Fevereiro 2017
Share/Save/Bookmark
Foto de Cidadão RepórterUma mulher de 35 anos de idade, vendedeira de bebidas alcoólicas, encontra-se privada de liberdade, desde a manhã desta quinta-feira (09), na cidade de Maputo, incriminada de atentar contra a vida de um cliente após uma desavença em torno de um telemóvel e dinheiro supostamente desaparecidos enquanto a vítima dormia, sob o efeito de álcool.
O homicídio deu-se defronte do “Bar dos Amigos”, no bairro de Magoanine CMC, por volta das 05h00. Testemunhas contaram ao @Verdade que a ofensora e a vítima conhecem-se há bastante tempo. Eles nunca antes viveram uma situação que deixasse transparecer que algum dia podiam acabar desta forma.
A briga começou quando, depois de algumas horas de sono para atenuar o efeito do álcool, o cidadão deu falta de 7.000 meticais e um telemóvel, tendo acusado a vendedeira de ser responsável pelo suposto sumiço dos mesmos.
Enraivecida devido à tal acusação, a senhora – mãe de três filhos (de nove, 13 e 15 anos) cuja sobrevivência depende do seu negócio – agrediu fisicamente o jovem e desferiu-lhe vários e duros golpes no pescoço e ombro, com recurso a uma garrafa partida.
O jovem que aparenta ter mais de 30 anos, ficou estatelado e quase sem os sinais vitais. Até ao fecho desta edição ele continuava sob cuidados no Hospital Geral de Mavalane, onde os terapeutas asseguraram que ele está fora de perigo.
A cidadã, detida na 10a esquadra, não mostrou arrependimento e alegou que estava a ser perseguida pelo jovem, mas não esclareceu porque motivo.
No local dos factos, o horário determinado (21h00) pela postura municipal para o funcionamento das barracas, sobretudo as que comercializam o álcool, é reiteradamente violado. Em plena luz do dia acontece de tudo um pouco, mas ao cair da noite vende-se igualmente diversos estupefacientes e ocorrem cenas de prostituição.
Ainda de acordo com os nossos entrevistados, aos fins-de-semana, o lugar concentra gente proveniente de diferentes pontos da urbe e do distrito de Marracuene.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook