segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Marcelo debaixo de críticas da direita. Acabou o estado de graça?



Marcelo debaixo de críticas da direita. Acabou o estado de graça?

A forma como o Presidente tem defendido o Governo e o ministro das Finanças em particular, tanto no caso das declarações de rendimentos da CGD como na performance do défice, veio pôr a descoberto as críticas que antes se faziam em surdina.
Declarações em defesa de Centeno viram direita contra Marcelo
Foto
Declarações em defesa de Centeno viram direita contra Marcelo MIGUEL MANSO
É oficial: a direita está de costas voltadas para o Presidente da República. Depois de 11 meses de mandato, Marcelo Rebelo de Sousa tanto desdramatizou a solução governativa que acabou por se confundir com ela e colocar o partido de que é militante suspenso a criticá-lo abertamente. Também o CDS não tem gostado de ver o chefe de Estado a entoar loas ao Governo socialista, desvalorizando as realizações do governo anterior e já não esconde esse desconforto.
A louça partiu-se na última semana. Começando pelo fim: José Eduardo Martins, um social-democrata apoiante de sempre do actual chefe de Estado, declara agora que o Presidente da República se "descredibilizou" com a falta de imparcialidade ao proteger o ministro das Finanças. “Custa-me muito dizer isto mas tenho de o fazer. Se há apoiante de Marcelo no PSD sou eu. Mas ele está a descredibilizar-se. A ele e à função presidencial", afirma o ex-dirigente laranja ao Diário de Notícias.
A gota de água foram as declarações de Marcelo em defesa do ministro Mário Centeno na polémica sobre se mentiu ou não ao Parlamento no que diz respeito ao compromisso que terá assumido com António Domingues para isentar os ex-administradores da CGD de apresentar as declarações de rendimentos ao Tribunal Constitucional. "Ou há um documento escrito pelo senhor ministro das Finanças em que ele defende uma posição diferente da posição do primeiro-ministro ou não há. Se não há é porque ele tinha a mesma posição do primeiro-ministro, para mim é evidente", disse o Presidente da República.
Esta declaração deixou José Eduardo Martins "um bocadinho envergonhado", o suficiente para dizer que, se até já ele se tornou crítico, então "já não pode haver ninguém no PSD que esteja contente" com Marcelo. “Ninguém pode ser feliz pegando fogo ao sítio onde nasceu", acrescentou ao DN.
Já na quinta-feira, quando pediu a demissão de Mário Centeno por ter “mentido ao Parlamento e ao país”, o eurodeputado Paulo Rangel comentara criticamente aquelas afirmações do chefe de Estado: “Se disse isso, fez mal. Compreendo a preocupação com a estabilidade do Ministério das Finanças. Mas o Presidente da República é o garante da ética e da transparência”, disse ao PÚBLICO.
Ao Sol, também Marco António Costa, vice-presidente do PSD, assumiu este fim-de-semana que por vezes fica "algo perplexo com as declarações" que Marcelo produz. "São declarações que, a meu ver - e digo isto na qualidade de cidadão - não me parecem estar adequadas às circunstâncias e à realidade", disse, garantindo respeitar opinião do Presidente.
Mais cauteloso, mas também a sinalizar algum desconforto com as declarações presidenciais, Hugo Soares, deputado próximo de Passos Coelho, tinha afirmado à TSF: “Eu creio que o Presidente da República está a desvalorizar – ou ainda não ouviu, pode ter acontecido – documentos que já vieram a público (…). O PSD nunca se sente desautorizado por qualquer declaração do senhor Presidente, o PSD responde perante o seu eleitorado e perante os portugueses. E não tenho dúvida nenhuma que não haverá hoje um português que não perceba que o ministro das Finanças, de forma repugnante, continua ele próprio a atirar lama para a cara dos portugueses”.
Certo é que a semana já tinha começado com declarações do chefe de Estado que puseram a direita com os cabelos em pé. Instado a comentar a estimativa da UTAO para o défice de 2016, Marcelo considerara ser uma “grandiosa realização” que o défice se situasse nos 2,3% do PIB. E que o resultado “é obra do Governo anterior, mas é em larga medida obra deste Governo”.
“Não havia necessidade”, escreveu Nuno Melo, eurodeputado do CDS-PP, nas páginas do Jornal de Notícias. “Receber um défice de 11,2% em 2011, reduzindo-o para 2,98% no final de 2015 (ajuda ao Banif incluída) como conseguiram o PSD e o CDS no Governo (…) foi uma ‘grandiosa realização’”, acrescenta o vice-presidente centrista, que depois se centra nos ataques às políticas do Governo de António Costa.
Mas sobre Marcelo, ainda acrescenta mais uns pozinhos: “Gosto do Presidente da República (…) Será também, querendo, o Presidente de todos os portugueses. Não por inerência da função, mas porque não tome partido. Com pena minha, uma ou outra vez tem tomado. Confesso que me custa”.

Críticas em crescendo

À direita, até agora, as críticas ao chefe de Estado ouviam-se baixinho, sobretudo a condenar a excessiva colagem do Presidente ao Governo. Mas é sabido que as relações entre Pedro Passos Coelho e Marcelo Rebelo de Sousa não são boas há muitos anos. Ainda assim, ambos evitam digladiar-se publicamente. Mas quando um dá uma estocada, raramente fica sem resposta.
O último episódio aconteceu no início de Dezembro, com Passos Coelho ao ataque: “Ainda bem que [Marcelo] não é presidente do PSD. Está a fazer tudo o que está ao alcance dele para que o mercado, os agentes económicos, acreditem mais num Governo de que desconfiavam”. Logo a seguir, ouviu a réplica presidencial. Por terras da Beira, onde andava a fazer uma jornada do Portugal Próximo, Marcelo foi implacável: “O PSD está bem entregue e o país também”.
Da esquerda, o Presidente também tem ouvido críticas, mas mais cautelosas. Do PS, a voz mais acutilante é a do deputado Porfírio Silva, membro do secretariado do PS e muito próximo de António Costa. No caso da Cornucópia, quando Marcelo tentou forçar o Governo a encontrar uma solução que impedisse o fecho daquele teatro, Porfírio escreveu no seu blogue: "Não fui ao velório de ontem, desde logo porque os compromissos com amigos me merecem tanto respeito como as instituições. Mas fiquei descansado em não poder ir quando antecipei que a ocasião iria ser mais um palco para algo que Eduardo Paz Ferreira descreveu, noutro contexto, como alguém ‘extravasar os seus poderes constitucionais’”.
Também o ex-eurodeputado pelo PS Vital Moreira tem dado os seus remoques ao Presidente. “Nas funções do Presidente não cabe intervir publicamente e emitir parecer, feito jurisconsulto oficioso (por melhores que sejam os argumentos) sobre a interpretação da questão legal, cuja decisão cabe ao Tribunal Constitucional. Há o princípio da separação dos poderes...”, escreveu o constitucionalista no seu blogue, a propósito da nota presidencial sobre a obrigação de entrega de declarações pelos administradores da CGD.
Do Bloco, tem cabido a Luís Fazenda o papel de observador crítico e ainda na semana passada, a propósito do “chumbo” da redução da TSU, o fundador do BE afirmava que o chefe de Estado “desconsiderou algum tipo de convergência política que existe entre o Governo e os partidos à sua esquerda”. Também o líder comunista, Jerónimo de Sousa, já fez reparos públicos à actuação do Presidente, e desde cedo. Pouco depois de ter tomado posse, o chefe de Estado convidou Mario Draghi para o seu primeiro Conselho de Estado. “Achamos no mínimo estranho”, considerou Jerónimo.

Marcelo e o PSD já não estão numa relação. E é complicado

Após Marcelo defender Mário Centeno no caso CGD, já não há pudor no PSD em criticar o Presidente. Direção nacional, deputados e até críticos de Passos não poupam chefe de Estado.
O desconforto entre o PSD de Passos Coelho e o Presidente da República dura desde o início do mandato do chefe de Estado, mas as declarações de Marcelo Rebelo de Sousa a defender Mário Centeno no caso CGD fizeram os social-democratas levantar a voz contra Belém. No sábado, em entrevista ao semanário Sol, o vice-presidente do PSD, Marco António Costa, disse mesmo estar “algo perplexo” com as declarações do Presidente, acrescentando que “por vezes não parecem adequadas às circunstâncias e à realidade.” Da direção nacional à bancada parlamentar, passando pelos desalinhados com Passos, são cada vez mais os críticos de Marcelo no universo PSD.
Também no sábado, já depois de um desabafo idêntico no Facebook, o antigo secretário de Estado social-democrata José Eduardo Martins disse, em declarações ao Diário de Notícias, estar “um bocadinho envergonhado” com as declarações de Marcelo e foi mais longe atirando:
Custa-me muito dizer isto, mas tenho de o fazer: se há apoiante de Marcelo no PSD sou eu, mas ele está a descredibilizar-se a ele e à função presidencial”.
Em causa estava o facto do Presidente ter defendido o ministro no caso de troca de correspondência com o antigo presidente da CGD António Domingues. “Ou há um documento escrito pelo senhor ministro das Finanças em que ele defende uma posição diferente da posição do primeiro-ministro ou não há. Se não há é porque ele tinha a mesma posição do primeiro-ministro, para mim é evidente”, disse Marcelo.
Ora, para José Eduardo Martins, depois destas declarações “não pode haver ninguém no PSD que esteja contente. Até aqui as pessoas [no PSD] encolhiam os ombros. Mas agora a coisa piorou muito“. E deixou um aviso ao Presidente: “Ninguém pode ser feliz pegando fogo ao sítio onde nasceu”.
O “encolher de ombros” do PSD é uma uma espécie de “guerra fria” que tem existido entre Passos e Marcelo. O Presidente e o líder da oposição não conseguem disfarçar as más relações que existem entre ambos. Apesar disso, a ordem de Passos na comissão política do PSD foi sempre a de não haver confronto público com o Presidente. Logo um mês após o fim do mandato, no Congresso do partido era evidente o descontentamento junto das bases.
Na própria direção da bancada — liderada por Luís Montenegro, que tem uma boa relação com Marcelo — existem vozes críticas da posição do Presidente da República. Sérgio Azevedo, vice-presidente do grupo parlamentar, é bastante crítico num artigo de opinião publicado esta segunda-feira no jonal i:
O colo presidencial à exposição da mentira ao público e às instituições democráticas, e da negociata privada de assuntos públicos, reveste evidentemente um certo desajustamento factual e, porventura, uma considerável dúvida quando em confronto com os poderes de vigilância do normal funcionamento das instituições”.
Já o também vice-presidente da bancada do PSD, Hugo Soares, limita-se a dizer que tem uma posição, sobre o caso CGD, “diametralmente oposta” à do Presidente da República. O deputado Duarte Marques, através do Facebook, também levantou dúvidas sobre a posição do Chefe de Estado: “A mentira tem perna curta e isto está a ficar um belo berbicacho. Será que até o Presidente sabia?
O eurodeputado Paulo Rangel, também no DN, criticou a atitude do Presidente. “Discordo da atitude que tomou, só faltava agora que seja preciso uma confirmação no notário de que houve um acordo. Isto não é uma questão de provas, não é um processo jurídico, é um processo de responsabilidade política e ética”, afirmou o antigo líder parlamentar. Acrescentou, porém, que se pode tratar de “um pau de dois bicos” para Centeno, já que “se aparecer um documento escrito o Presidente deu uma condenação clara”.
E as vozes críticas não se ficam por aqui. Até o antigo líder do PSD, Marques Mendes, afirmou no domingo no seu espaço semanal de comentário na SIC que “preferia que o Presidente da República não tivesse feito declaração nenhuma [sobre a CGD], preferia que ele não se tivesse envolvido nesta questão. É por uma questão de princípio fácil de entender: o Presidente da República tem a responsabilidade de ajudar à estabilidade política e governativa, mas já não é responsabilidade do Presidente da República a estabilidade de cada ministro em concreto. Mário Centeno não vai sair mas mesmo que saísse isso não punha em causa a estabilidade do Governo.”
Já a 25 de novembro de 2o16, o antigo líder do PSD, Pedro Santana Lopes, tinha dito na SIC Notícias que “o Presidente parece ver a realidade nacional com uns óculos cor-de-rosa, correndo mesmo o risco de alguém, um dia destes, o o tratar por ‘Marcelo no País das Maravilhas’” e revelou ainda que “são cada vez mais as vozes que oiço de pessoas a estranharem tal colagem e tamanha identificação de Marcelo com o Governo.”
Mesmo no CDS, que tem uma relação mais pacífica com Marcelo, começam a ouvir-se vozes críticos. O vice-presidente Nuno Melo, deixou na última quinta-feira, num artigo no Jornal de Notícias, acusou o Presidente de, por vezes, tomar partido a favor de Costa. “Os britânicos tiveram a Princesa do povo, nós temos o presidente dos afetos. Será também, querendo, o presidente de todos os portugueses. Não por inerência da função, mas porque não tome partido. Com pena minha, uma ou outra vez tem tomado. Confesso que me custa.” Marcelo já foi mais consensual à direita.
Partilhe


Rui Carvalho Sou de direita. Votei Marcelo como também votei em Cavaco. Mas ele é o Presidente de Portugal. Não do PSD ou do PP ou de outro qq.. Esta a ser o Melhor Presidente desde Ramalho Eanes. Não está lá para fazer favores a ninguém e não é uma múmia como o anterior.
Gosto · Responder · 94 · 1 h


Nuno Resende Não não é uma múmia. É um showbusiness man.
Gosto · Responder · 3 · 1 h


Joao Pedro Satanaz Sr Rui, valha-nos o facto de o Sr não ter dito....«««««Esta a ser o Melhor Presidente desde a dupla Americo/Salazar««««« Mas se tivesse dito nós compreenderíamos......
Gosto · Responder · 1 · 1 h


Rui Carvalho Obrigado pela compreensão..
Gosto · Responder · 53 min


Rodrigo Cortez Fragateiro Para múmia meche-se muito...nem sempre bem!
Gosto · Responder · 1 · 30 min


Fátima Costa Continua assim. Cá te esperamos no Porto esta semana. Parabéns
Gosto · Responder · 11 min


Rui Cardoso Não fazer favores a ninguém significa tb não fazer conluios com trapaceiros...
Gosto · Responder · 9 min


Rui Carvalho Ele faz o trabalho dele não olha a partidos. Somente isso. É o que tem de fazer.. E faz muito bem, mesmo quando discordo.
Gosto · Responder · 7 min


Escreve uma resposta...




Casimiro Correia O Presidente é de Portugal, não de um partido ou facção, logo este azedume dos senhores da direita, apenas mostra qe só se interessam pelo seu umbigo, estão nas tintas para o País. Inimigos da Democracia. Depois como não têm argumentos, partem para a má educação a coberto das redes sociais.
Gosto · Responder · 29 · 1 h


Rui Tavares Essa foi boa 😂😂😂😂 tens que começar a fazer stand up comedy
Gosto · Responder · 1 · 1 h


Lito Sousa Precisamente,alguém que diga ao prof. Marcelo que o presidente é de todos os portugueses,não apenas de facções conluiadas em geringonças governamentais.
Gosto · Responder · 4 · 49 min


Artur Montalvão Alguém ainda se lembra o que a esquerda disse do Presidente Cavaco??? ou melhor, do Sr. cavaco!!!
Gosto · Responder · 44 min


Rodrigo Cortez Fragateiro Marcelo é um político, não é de todas as políticas, é inteligente, dorme pouco e as políticas que serve são os seus interesses!
Querem um para todos os portugueses?
Escolham um Rei!
Gosto · Responder · 21 min


Escreve uma resposta...




João Dias De alguma direita?! A maioria está com ele...provavelmente ganhava as eleições com 80% dos votos! O melhor presidente de sempre...sem "peneiras"!!!
Gosto · Responder · 9 · 1 h


Rui Tavares Até eu tenho poster's do Marcelo na parede do meu lugar de garagem 👌
Gosto · Responder · 1 · 1 h


João Dias Acredito!!!
Gosto · Responder · 1 h


Rodrigo Cortez Fragateiro O tempo o dirá!
Gosto · Responder · 33 min


Escreve uma resposta...




Arturo J Rodrigues "Quem bate na sua familia vai à ruina" ..diz um antigo e verdadeiro ditado popular. Para a esquerdalha isto já não é um presidente de fação mas responsável para manter a estabilidade politica, mas sim criticavam e trucidavam o Cavaco dava apoio ao anterior governo em nome da estabilidade do país. Esquerdelhos nojentos
Gosto · Responder · 6 · 1 h · Editado


Ricardo Costa Nojentos são direitolas faxos como tu. Sejam de esquerda ou direita, discurso como esse é que é de nojo.
Gosto · Responder · 4 · 1 h


Joao Pedro Satanaz Ó Sr Arturo...esse ódio aos esquerdelhos estará relacionado com alguma "maldade" que algum esquerdelho lhe fêz?
Gosto · Responder · 5 · 1 h


Joao Pedro Satanaz Só por curiosidade sr Arturo....doeu muito?
Gosto · Responder · 7 · 1 h


Maria Clara Gama Prazeres Nao foi apoiado por ninguem. Concorreu sozinho e era o catavento.. de que se queixam???
Gosto · Responder · 1 · 45 min · Editado


Hélder António Pereira O homem não precisa do apoio da direita para vencer de novo, até eu que não votei nele agora votava
Gosto · Responder · 3 · 1 h


Salome Albuquerque A direita está de costas voltadas para o país.
Gosto · Responder · 2 · 50 min


Arturo J Rodrigues Ricardo Costa Mete o teu FAXO pelo buraco negro. PALHAÇO INFELIZ FDP!
Gosto · Responder · 5 min


Arturo J Rodrigues Joao Pedro Satanaz Quer saber da maldade dos esquerdelhos?Vá para a Venezuela fazer filas durante horas para ver se arranja comida e medicamentos. Ignorante
Gosto · Responder · 4 min


Arturo J Rodrigues Hélder António Pereira Não precisa da direita? Pois eu já vi esse filme a pouco tempo. Havia uma vez um PS que disse que não precisava da direita para nada e andou semanas ressabiado porque o PSD não votou a favor da descida da TSU.
Gosto · Responder · 2 min


Arturo J Rodrigues Salome Albuquerque Qual país? Um país com a divida a subir? Juros a subirem? exportações em declinio, investimento ZERO? Pois com este panorama quem não vira as costas ? Medíocres e conformistas quem defende esta desgraça
Gosto · Responder · Agora mesmo · Editado


Escreve uma resposta...




Nair Santos Qual direita ?
Há uns que estão a dar o último suspiro e estrebucham , outros não se entendem , como de costume , tudo uma questão de poder
O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa não tem tempo para um partido , bem partido , em cacos com os jotinhas e outros da velha guarda , a afogarem-se e tentam submergir.
Direi mesmo que o Presidente deve estar a divertir-se imenso..............
Gosto · Responder · 6 · 1 h


Rodrigo Cortez Fragateiro A que ganhou as eleições?
Gosto · Responder · 34 min


Nair Santos Caro Rodrigo Cortez Fragateiro , limito-me a dar a minha opinião ao assunto em questão e como estou habituada ao diálogo com liberdade , sem partidirites e interesse o que penso na realidade é o que digo no mundo virtual , que até nem aprecio muito pois, acho que a maioria não sabe dialogar , argumentar e contra-argumentar ........e, em muitos casos , há a falta de educação , frustrações , raivas , carências etc......
Sou racional , penso pelos meus neurónios e não sou manipulável nem influenciável por nada nem ninguém .
O tema em questão não são as eleições e , se assim aconteceu , dizem , é a democracia a funcionar , todos os políticos da esquerda à direita contribuíram para isso , agora não reclamem . As leis são aprovadas de acordo com os seus interesses , não os nossos
O meu sonho seria um dia os portugueses não votarem , protesto em silêncio e desinteresse total pela qualidade dos nossos políticos .
Eu, não voto nem votarei , são todos iguais portanto tanto me faz mas, também não concordo como alguém disse que quem não vota não tem direito a opinião .
É só ver a história e as estórias da nossa demo ( cracia )
Há quem se contente com a qualidade dos nossos políticos , eu, não
Como grande fã dos países escandinavos não compactuo com o " Eu " .....o poder, custe o que custar , a prepotência , o serem donos da verdade do mundo e da razão , valores deturpados e impunidade total
Enjoy life and be happy !
Gosto · Responder · 3 min


Escreve uma resposta...




José Eduardo Realmente, esta direita nunca se endireita.......Primeiro, varrem para debaixo do tapete toda a situação bancária portuguesa, até vir o novo Governo, levar como presente duas falências bancárias, e ao mesmo tempo descobrir o que é que a "matilha" ainda tinha ocultado de todos nós durante os 4 anos em que estiveram por lá; Segundo, "Cofres Cheios" só se forem os deles; Terceiro, mentem descaradamente durante 4 anos, e acusam este Governo de também mentir, nas verdades que este Governo diz, em relação às mentiras do anterior; Quarto, fazem birrinha só para não apoiar este Governo em decisões que nos afectam a todos nos, e ainda por cima vêm dizer que quem anda a brincar com a vida dos portugueses é o presente Governo?, vá-se lá saber porquê.....ou bem que somos um só, ou bem que somos uma cambada de fdp que andamos aqui só para f***** a vida ao próximo, não bastando 4 anos de hipocrisia para o efeito........é que até a direita beneficia das correcções que este Governo faz, aliás TODOS NÓS beneficiamos......mas os BURROS insistem em ser do contra.......só porque sim.......e porque tambem ainda andam resabiados, é que se lá têm ficado, por esta altura já a Troika cá estaria novamente, para saber o que é que aconteceu aos tão apregoados "cofres cheios", e aos bancos que se encontram na falência.........Quinto, não se refastiando com as boas noticias que recentemente vieram a publico, atacam agora um dos seus principais simpatizantes, sendo mais uma vez, fuinhas, mentirosos, traidores, e quase a roçarem o nazismo de EXTREMA direita.......Ora o que eu espero, é que a EXTREMA esquerda (como apregoam), vos dificulte ainda mais a vida, e vos esfregue na cara os bons resultados que temos tido.........e nem tentem puxar o assunto do aumento da divida publica, porque se ela está assim, é precisamente pelos aldrabões que la estiveram, na herança que deixaram, ou seja, ainda conseguiram fazer pior que o Socrates......Juizooooooo
Gosto · Responder · 4 · 1 h
1 resposta


Flórido Melo Que chatice! Queriam um Presidente que atrapalhasse o Governo, um pau-mandado do PSD e da sua muleta ... o CDS! Mas Marcelo já deu provas de que o não é! Temos pena!
Gosto · Responder · 1 · 12 min · Editado


Teresa Santos Nao votei no dr Marcelo ....mas hoje afirmo com convicçao que é o meu e o melhor presidente de sempre em Portugal.....o presidente de todos os Portugueses e nao de um partido como o psd gostaria....
Gosto · Responder · 7 · 1 h
1 resposta


Nuno Caetano O Presidente da República não precisa da direita para nada. Os eleitores de direita gostam mais dele que dos partidos de direita. E o facto de não estar a responder ao clientelismo habitual só lhe dá mais crédito.
Gosto · Responder · 1 · 29 min


Etelvina Arsénio O povo é que o escolheu, depois não deve nada aos partidos, muito menos ao PSD, pois candidatou-se como independente, será que se esqueceram? Os portugueses gostam dele assim, já precisávamos de alguém que nos amasse, que nos desse esperança, eles que comprem algo na farmácia, eles estão a fazer uma oposição porca, é uma vergonha, comprem um espelho e façam um exame de consciência, são básicos, vendidos, apátridas, nunca jamais chegarão aos calcanhares deste SENHOR.
Gosto · Responder · 4 · 1 h


Maria Clara Gama Prazeres Em cheio!!!
Gosto · Responder · 2 · 1 h


Pedro Carreira ora nem mais. tiraram a máscara. essa direita precisa de uma boa revolução interna
Gosto · Responder · 16 min


Maria João Rodrigues
Gosto · Responder · 13 min


Escreve uma resposta...




Gustavo Ferreira Mas acabou o "estado de graça"! Não me façam rir o Marcelo sozinho têm mais votos que os pafiosos todos juntos.ahahah
Gosto · Responder · 10 · 1 h


António Pereira Afinal o legado do Kavako é guerra a tudo o que não seja da minha área de corrupção.
Gosto · Responder · 3 · 1 h


Nélio Dias Para mim é o melhor Presidente da República de todos os tempos e que continue assim! Votei nele e não me arrependo em nada!
Gosto · Responder · 6 · 1 h


Rui DA Costa Tristes ...é uma vergonha temos um PR responsavel e eles à criticar.
Gosto · Responder · 3 · 1 h


Arturo J Rodrigues E o Cavaco não era responsável porque apoiava o então governo? LOLOL
Gosto · Responder · 1 · 1 h · Editado


Rui DA Costa Responsavel de que ?...
De nada ,nāo fez nada é essa à verdade nunca foi amigo do povo.
Gosto · Responder · 1 h


Escreve uma resposta...




Bento Coelho Do Amaral Marcelo não tem desiludido seus votantes não é por apoiar a direita ou a esquerda , mas com as suas atitudes populuchas e dar palpites em áreas que são da competência do governo, da assembléia da república e da convivência partidária , chama-se isto isenção, que tanto se criticava a Cavaco. A política não é um reality show
Gosto · Responder · 7 min · Editado


João Simas A direita não algumas pessoas da cúpula dos partidos. Agora pergunte-se as bases do PSD de que lado estão do PR ou de passos e aposto que passos perde...
Gosto · Responder · 2 · 1 h


José Martins De Zinolhos Não pode. Marcelo continua a pensar que mete "graça" mas a graça de Marcelo vai ser a desgraça do País. Nunca pensei vir a ter saudades do Prof. Cavaco.
Gosto · Responder · 1 h


Estêvão Baptista Presidente é de todos e para todos.... Viva Portugal....
Gosto · Responder · 10 · 1 h


Eduardo Pires Este não é o Cavaco Silva. O que estiver mal ele cairá em cima, o que ele achar que está bem feito, ele só tem que apoiar. Portugal está acima das trincas politicas.
Gosto · Responder · 1 h


Eduardo Nuno Rodrigues A direita está de costas voltadas para o Presidente da República? Não faz mal... O resto do país está com ele.
Gosto · Responder · 1 · 1 h


Gustavo Meindorf Essa agora...mas qual direita?! Só se for a pseudo direita...
Gosto · Responder · 1 · 1 h


Francisco Domingues Ele esteve de costas voltadas para a direita durante a sua extensa campanha eleitoral na TVI será que só agora é que se dão conta?
Gosto · Responder · 28 min


José António Gonçalves Pois se fosse cavaco já o tinha demitido mas como ele é a favor do povo tenta e faz bem encontrar establidade
Gosto · Responder · 34 min


Manuela Pedro Concordo, é Presidente de 'todos' e e não é mesmo 'múmia' como o anterior !!!!!
Gosto · Responder · 1 · 1 h


Mário Matos Cordeiro Mas acabou pq? Pq dois partidos que nem representam 35% dos portugueses andam a fazer birrinha?
Gosto · Responder · 1 · 1 h


João Duarte 0 Senhor Presidente está a preparar o segundo mandato. O Poleiro é tão bom, por muito que digam que o não querem todos o desejam
Gosto · Responder · 1 h


Eduardo Maltez Silva ERRADO não é a direita que está contra Marcelo... Quem está contra Marcelo são os Boys de Passos Coelho e apenas esses
Gosto · Responder · 56 min


Vitor Castelo Pedrosa Este Presidente tem toda a autoridade para os mandar à merd.... foi eleito com os votos dos portugueses ao contrário dos líderes desses dois partidos, fez campanha sozinho o que os enerva pois assim não depende de chulos.
Ao fazerem estes ataques ao PR estão a perder cada vez mais votos.
Eu adoro quando os espertos se perdem!
Gosto · Responder · 4 · 1 h


Gustavo Amaral Mas porquê? Então não disseram que ele era um catavento mediatico?!
Gosto · Responder · 17 min


Etelvina Arsénio Nunca se revoltaram com o Cavaco, pois ele até tomou as rédeas da governação, quando da crise do irrevogável..estavam todos bem uns para os outros.
Gosto · Responder · 3 · 1 h


Miguel Santos PAF bateu no fundo
Gosto · Responder · 8 · 1 h


Maria Oom Oliveira Martins Pudera, elogia a geringonça em prol da defesa de Portugal na UE ! É um patriota e os outros não.
Gosto · Responder · 8 min · Editado


João Pedro Marques Não perdeu o estado de graça, pelo contrário, aproximou se ainda mais dele
Gosto · Responder · 27 min


Rui Daniel A ala coelheira da direita, que eleitoralmente é cada vez menos relevante nunca gostou do Marcelo. A taxa de aprovação de Passos Coelho é negativa, enquanto o actual presidente mantém nota positiva de maioria do eleitorado. O estado de graça acabou de facto, mas para Passos e o seu regimento.
Gosto · Responder · 1 h


Maria da Paz Este presidente da republica que de presidente tem muito pouco ou quase nada, é popular e é, temos de reconhecer, porque o cérebro dos portugueses só dá popularidade e gostam dele como gostam das personagens da casa dos segredos..
Gosto · Responder · 1 · 3 min · Editado


Maria Clara Gama Prazeres E ele preocupado!. Como não precisa de certa gente causa incómodos!!!! O clube dele são os portugueses. Bem haja!💖🌹
Gosto · Responder · 1 h


Hugo Santos Sou de esquerda e ao contrário do que esperava supreendeu-me pela positiva.
Gosto · Responder · 1 · 1 h


Gabriel Torres Marcelo virou as costas à direita e também ao centro.Não é um Presidente de todos os portugueses,sendo-o sómente da esquerda e extrema esquerda!
Gosto · Responder · 1 · 46 min · Editado


Maria Silva Coitado do Presidente! A direita está contra ele! Que vai ser dele? Pois eu não votei Marcelo, mas se fosse hoje votava! E a direita que se endireite muito bem endireitada pois o povo gosta do seu Presidente e o povo sabe distinguir aqueles que o não atraiçoam.
Gosto · Responder · 31 min


Hélder António Pereira Marionetes é no circo, Marcelo não é marionete, por isso essa azia toda
Gosto · Responder · 1 h


Eugénio Bettencourt A direita está de costas contra TUDO, inclusivè Portugal. Apenas lhes resta fazer "prova de vida".
Gosto · Responder · 1 · 1 h


Maria Magalhães Eu se fosse a Marcelo colocava a direita e seus comentadores de serviço no seu lugar, ou seja na pocilga.....
Gosto · Responder · 1 h


Carlos Santos Tem razão,isto vai dar barraca.vamos ter graves problema.Centeno e o galamba rua,
Gosto · Responder · 1 h


Manuel Reis Prof. Marcelino, presidente de Portugal e de todos os portugueses. Não votei na sua pessoal, nem noutra, mas deixe os cães ladrarem mas tem de ter cuidado com a raiva dos mesmos. Olhe que é una doença muito perigosa e mortal, cuidado com eles, os cães.
Gosto · Responder · 23 min


Rogerio Varela Queriam uma marioneta , e o sr. não se presta a isso.
Gosto · Responder · 4 · 1 h


Rui Marques Um Presidente é Presidente de um país, não de um partido!
Gosto · Responder · 1 · 11 min


Fernando Marques Não foi "a direita" que lhe voltou as costas mas sim ao contrário!
Gosto · Responder · 34 min


António M. Chambel Cachopas A direita prefere múmias.
Gosto · Responder · 1 h


Simoes Pereira Só da para RIR!
Gosto · Responder · 53 min


Manuel Santos Monteiro Melo Ó pessoal da direita,que tal o Trump emprestado ,durante 1 ano ?
Gosto · Responder · 9 min


Fernando Aires E ele preocupado:
Gosto · Responder · 1 · 1 h


Maria Flor Força Presidente! (Y)
Gosto · Responder · 2 · 1 h


Francisco Santos O Presidente da geringonça !
Gosto · Responder · 21 min


Jerónimo Fernandes Silva O POVO vale mais que a direita!
Gosto · Responder · 12 min


Maria Helena Silva À qualquer coisa aqui que não bate certo.
Não é suposto um presidente ser independente?????
Gosto · Responder · 1 h


Maria Helena Silva Uma direita que está em declínio.
Gosto · Responder · 27 min


Helena Canaria Qual estado de graça? Os portugueses simpatizam muito com ele...e é só!
Gosto · Responder · 52 min


Joaquim Lopes A manada pafiosa marra contra tudo o que mexe
Gosto · Responder · 1 · 1 h


Damy D'Álmeida Direita coveira ...
Gosto · Responder · 1 · 1 h


Jose Maria Roncon Chaves
Gosto · Responder · 1 h


Fernandoz Pereiras Não torno a votar
Gosto · Responder · 1 h
1 resposta


Jorge Ramos Nunca esteve em estado de graça mas sim no modo de engraçado.
Gosto · Responder · 18 min


Isa Clemente Este é mesmo PR de todos os portugueses.
Gosto · Responder · 1 h


Salome Albuquerque A direita está de costas voltadas para o país!
Gosto · Responder · 38 min


Nuno Alóvia Portugal arranja os seus próprios problemas
Gosto · Responder · 1 h


Hélder António Pereira E o Marcelo precisa da direita para quê?
Gosto · Responder · 1 h


Jose Manuel Simões Andrade Grande Presidente.
Gosto · Responder · 1 h


Jorge Afonso E não se pode expulsar do partido? Diz PSD
Gosto · Responder · 1 h


António Manuel Teixeira Antes! Começou o estado de graça.
Gosto · Responder · 1 h


Joaquim Silva Parvalhões
Gosto · Responder · 46 min


Rui Tavares Não digo, nem que sim nem que não. Antes pelo contrário.
Gosto · Responder · 1 h


Idalina Meirinho Ele é que se importa!
Gosto · Responder · 25 min


Sergio Preto Tem que ser e e o
Gosto · Responder · 31 min


Horácio De Assunção Matos Viva o Marcelo !
Gosto · Responder · 2 min


Maria Estevao O melhor presidente.
Gosto · Responder · 1 · 1 h


Jose Cortez Otimo, nao fazem falta nenhuma.
Gosto · Responder · 10 min


Fernando Manuel Fernandes Aceita que doi menos...
Gosto · Responder · 1 h


Helena Jacinto Dor de cotovelo doi.....


Silvino Silva Eu já estava à espera que o problema entre o Sr. PR e o PPD/PSD iria começar e, eventualmente agudizar-se-à! O saudoso social democrata Sr. Dr. Sá Carneiro queria uma maioria um presidente, um governo, agora como o PPD/PSD provavelmente virou para a direita, querem um presidente, um governo e um partido, como vi até quase os meus 30 anos no Estado Novo, vou citar o Sr. Dr: "que se lixem as eleições". Agora a direita até pede a demissão do Sr. Doutor Mário Centeno, esqueceram da crise que provocaram em Portugal, por causa de irrevogáveis, revogáveis, prometeram tudo na sua propaganda eleitoral e fizeram precisamente o contrário, nunca houve inaugurações no anterior governo e eu conto mais de meia dúzia, etc, etc, e depois o Sr. Ministro das Finanças deste governo é mentiroso? O Sr. PR deve ser o presidente de todos os portugueses e não do PPD/PSD, embora eu já tivesse visto esse filme, querem eleições antecipadas antes das autárquicas, que venham elas até seria interessante o PS, o BE e o PCP, ficarem com maioria de 2/3 na Assembleia da República. Ó Santo António de Lisboa, vê se paras com a "pequena trica"da CGD porque a agenda da direita na politica não existe! Já agora mais um pedido; Santo António de Lisboa vê se descobres um candidato a Presidente da Câmara Municipal de Lisboa para o PPD/PSD! Embora eu seja militante do PS activo, até posso também prometer-te ex-votos para que consigas descobrir um nome!
Gosto · Responder · 5 · 1 h


Rsoares Soares Não percebi nada .
Será que pode escrever em português .
Gosto · Responder · 1 · 35 min


Sergio Rosa FOI BASTANTE COERENTE NO QUE DISSE.
Gosto · Responder · 21 min


Jose Duarte Tudo o que foi escrito está escrito em português correcto e perfeitamente perceptível.
Gosto · Responder · 12 min


Antonio Carmona Santos Virou à direita em quê? Há uma direita estatista (salazar era muito estatista por exemplo) é por ser menos estatista? isso nao quer dizer mais a direita, alias talvez seja o presidente do PSD mais libertario nos costumes de sempre. À esquerda interessa dizer isso mas não nos podemos deixar influenciar...
Gosto · Responder · 11 min


Escreve uma resposta...





Tó Teia O Passos não dura muito a frente do PSD, tens os dias contados.
Gosto · Responder · 7 · 1 h


Arturo J Rodrigues AHAHAHAHAAHA querias! Não o largam e por algo será...
Gosto · Responder · 2 · 1 h


Fernando Santos E já agora tem de ficar calado , e nada dizer sobre a falta de e isenção do sr presidente.
Gosto · Responder · 3 · 1 h


Idalina Monteiro Enganou-se no grupo.Procure o seu e deixe este em paz.
Gosto · Responder · 1 · 1 h


Miguel Resende Mesmo assim, à cautela, seria boa ideia organizar uma peregrinação de socialistas penitentes a pedir à virgem a graça de um líder manso para o PSD.
Gosto · Responder · 3 · 1 h


Gloria Lopes Todos temos liberdade para dizer o que queremos .O tempo do silencio graças a deus acabou.
Gosto · Responder · 2 · 1 h


Anthonio GS Miguel Resende manso, não direi. mas pelo menos minimamente honesto e inteligente, sim. Bem precisam.
Gosto · Responder · 56 min


Rsoares Soares Muito andam preocupados com passos .
Preocupem se com os 7 cêntimos que deram de aumento aos pobres reformados e que agora ainda lhes foderam cerca de 20% da reforma .
Derrotados ....Ver mais
Gosto · Responder · 1 · 31 min


Escreve uma resposta...





O Coveiro Querer agradar a todos, a pretexto de uma pretensa estabilidade, dá-se cobertura a todas as artimanhas de um governo manhoso...
É realmente complicado...
Gosto · Responder · 8 · 1 h
1 resposta


Fernando Duarte Bernardo O PSD já não ouve passos coelho, só em jantaradas onde se encontram os grandes amigos, que só se vêm em tempos
Gosto · Responder · 2 · 1 h


Idalina Monteiro Outro que também se enganou no grupo .Vá procurar o seu.
Gosto · Responder · 1 h


Rsoares Soares Mais um UDP que engole sapinhos .
Tarda nada vai um das caldas .
Gosto · Responder · 30 min


Fernando Duarte Bernardo Viva salazar, acabava com esta merca de corruptos
Gosto · Responder · 29 min


Fernando Duarte Bernardo Soares (udp) união desportiva da porcalhota,coitado amigo o 25 Abril foi para a direita saltar de galho em galho
Gosto · Responder · 20 min


Escreve uma resposta...





José Campos de Sousa O Psd a afastar-se do único elemento com origem social democrata que neste momento é muito bem visto em Portugal!
Gosto · Responder · 39 min


Eduardo Pires Não é o PSD que está a levantar a voz contra o presidente, não coloquem esta pandilha que está á frente do PSD, em nome de todos os Sociais Democratas. Esta gente está a dar cabo de um partido politico, da maior relevância nacional. Alguém tem que correr e rapidamente com esta gente. Gente esta, que a maioria veio de África, e que ainda se encontra ressabiada com a recusa deste país, de não ter continuado a enviar "carne para canhão", para lhes defenderem as costas. Da mesma forma que é uma vergonha este povo, não se preocupar com o caso BPN, que só neste "banco", desapareceram 5.600 MIL MILHÕES de euros, montante superior ao que o Orçamento do Estado deste ano, vai gastar com a ADMINISTRAÇÃO INTERNA (GNR; PSP e Proteção Civil) e com a CIÊNCIA E ENSINO SUPERIOR, que juntos perfazem 4.374 mil milhões de euros, e andarem muito preocupados em meia dúzia de políticos, que hipoteticamente possam ter metido ao bolso, DEVIDO A COMISSÕES, uma meia dúzia de dezenas de milhões de euros.
Gosto · Responder · 44 min · Editado


Jorge Silva Então mas não conheciam o professor Marcelo? porque o apoiaram? Agora não se queixam
Gosto · Responder · 1 · 1 h


Alice Gouveia MRS impôs o seu estilo que automáticamente exclui o novo PSD is novatos. Bravo.
Gosto · Responder · 11 min


António Joaquim Castro Ferreira O PSD tem que ser forte. O PSD que corte qualquer relação com o traidor do Martelo. Este esquerdalho enganou mais de metade do país.
Gosto · Responder · 1 · 1 h


Victor Marques Pinto GOSTEI PEGAR FOGO NA CASA E O MELHOR REMEDIO PARA ACABAR COM A PESTE E QUEM A TRANSPORTA
Gosto · Responder · 2 h


Pedro Arezes Passos coelho não tem moral para falar de nada nem sobre ninguém. Mas continua, é mais seguro e mais barato para o país que o ponham no desemprego.
Gosto · Responder · 20 min


Arturo J Rodrigues Há um ditado muito antigo e verdadeiro : "Quem bate na sua familia vai à ruina "
Gosto · Responder · 2 · 1 h


Gustavo Amaral Mas porquê? Então não disseram que ele era um catavento mediatico?! lol
Gosto · Responder · 15 min


Antonio Vaz O nosso presidente tem que ir ao médico. Acho que não está a ser correto. Enfim são os políticos que temos.
Gosto · Responder · 1 · 46 min


José Silva Zenico Totalmente de acordo o Presidente Marcelo a mim já me chamuscou o suficiente para mim acabou o que é de mais é erro .
Gosto · Responder · 2 · 1 h


Margarida Ferreira E ainda bem que o fizémos. O prof. Marcelo é o melhor
Presidente da Républica desde que há memória.
Gosto · Responder · 21 min


Manuel Araujo Estes psd só se preocupam com o diz que disse apresentar propostas para melhorar as condições do país nem uma palavra
Gosto · Responder · 1 h


O moralista Complicado é Passos Coelho ainda estar numa relação com o PSD...
Gosto · Responder · 6 · 2 h


Arturo J Rodrigues Complicado é sim...para a esquerdalha. Como vós faz comichão...
Gosto · Responder · 7 · 1 h


Ivan Faria Só os burros o apoiam.
Gosto · Responder · 1 h


Fernando Santos Ivan Faria , um comentário a sua medida um burro a tentar chamar outros ....
Gosto · Responder · 3 · 1 h


Arturo J Rodrigues Ivan Faria Se somos burros qual o seu problema? Não que ele está morto? Não me parece que um morto gere tanta preocupação, IDIOTA
Gosto · Responder · 8 min


Escreve uma resposta...





Horácio Gentil Pereira António O PR da Pós-Verdade. Uma vergonha!
Gosto · Responder · 8 min


Maria João Furtado Aléluia.
Gosto · Responder · 58 min


João Paulo Pinheirinho Como irá ser o dia dos namorados amanhã para estes dois ??
Gosto · Responder · 33 min


Francisco Santos O cusca nacional !
Gosto · Responder · 16 min


Idalina Monteiro As verdades são pra ser ditas.
Gosto · Responder · 1 h


Rui Cardoso Já não era sem tempo!
Gosto · Responder · 28 min


Abilio Martins Que dois exemplares!!!

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook