segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Rofino Licuco nega agressão a Josina Machel

TERÇA, 17 JANEIRO 2017 08:15 EMÍDIO BEÚLA




Josina Machel acusa o ex-namorado de a ter agredido com três socos






Acompanhada por Graça Machel, sua mãe, Josina Machel chegou ao tribunal judicial do distrito urbano número um às 09h00. Minutos depois chegava ao tribunal Rofino Licuco, acusado de ter agredido a ex-namorada, Josina Machel, em Outubro de 2015. Além da sua advogada, Anita Sumburane, o acusado fazia-se acompanhar por agentes de segurança privada.


O julgamento só iniciou cerca de uma hora depois da hora marcada, numa pequena sala que ficou totalmente preenchida. Aliás, muitas pessoas não puderam acompanhar a sessão devido à falta de espaço na sala. Antes do início da sessão, o tribunal ordenou que a imprensa abandonasse a sala antes do início da sessão.


Mas “O País” teve acesso à acusação particular, onde Josina Machel acusa o ex-namorado de a ter agredido com três socos, sendo que um deles atingiu o olho direito, causando uma ferida perfurante. A agressão teria ocorrido no interior da viatura do ex-namorado na madrugada de 17 de Outubro de 2015, após um desentendimento entre ambos. Após receber o primeiro tratamento no Hospital Central de Maputo, Josina Machel foi submetida a duas cirurgias, a primeira numa clínica privada em Maputo e a outra em Barcelona. Devido à cegueira que contraiu no olho direito, a acusação alega que a queixosa não consegue usar o computador, seu instrumento de trabalho, reduziu as horas de trabalho por dia, depende do motorista para se deslocar, não superou o trauma da agressão e ficou limitada nas suas acções de activismo social. Por isso, Josina Machel pede uma indeminização de 300 milhões de meticais, valor que pretende usar em campanhas contra violência doméstica, incluindo a criação de condições materiais para a reabilitação de mulheres vítimas.


Entretanto, Rofino Licuco nega que tenha agredido Josina Machel e diz que após uma discussão, a queixosa saiu bruscamente do carro e dirigiu-se para o seu. E porque tinha consumido bebidas alcoólicas, Josina Machel tropeçou e caiu, tendo contraído ferimento no olho direito, segundo a defesa do acusado. Sobre o consumo de bebidas alcoólicas, o relatório do HCM solicitado por Graça Machel indica que Josina Machel estava com agitação e hálito alcoólico quando deu entrada no serviço de urgência queixando-se de agressão física. O acusado diz ainda que a queixosa sempre teve problemas no olho direito e justifica que ela teve transplante há quase 20 anos. Rofino Licuco fala ainda de ameaças da família da Josina e diz que teve conhecimento através de mensagens de alerta enviadas pela ex-namorada. Sobre as alegações de danos causados pela cegueira no olho direito, o acusado contrapõe e afirma que Josina Machel sempre se serviu de motorista; que sempre esteve desempregada nos últimos anos em que foram namorados; que não conhece nenhum activismo social da ex-namorada e sempre socorreu-se da vista esquerda para usar o computador.


O acusado estranha o facto de Josina Machel ter submetido queixa às autoridades moçambicanas dias depois de receber tratamento.


Sobre os custos do tratamento hospitalar, Rofino Licuco disponibilizou-se a pagar 566.748,52 meticais e 13.170,81 euros. Mas Josina Machel diz que já reembolsou todo o dinheiro ao acusado.


No fim da sessão, tanto Abdul Carimo, assistente da Josina Machel, como Anita Sumburane, advogada de Rofino Licuco, não quiseram prestar declarações à imprensa.

Marcelo Mosse
adicionou 2 fotos novas.
16 h · Maputo, Moçambique ·



Ela ficou cega no olho direito. Sua face ficou manchada mas isso não lhe diminuiu a beleza. Chama-se Josina Machel. Um dos rostos mais visíveis do drama da violência doméstica em Moçambique. Seu caso começou a ser julgado hoje em Maputo. O réu é o ex-namorado, Rufino Licuco. Hoje, o Tribunal inquiriu o réu e a vítima. O julgamento vai retomar a 2 de Fevereiro. Licuco incorre numa pena de 2 a 8 anos de prisão. No caso vertente, Josina ficou cega no olho direito. Há quem sofra mais, há quem fique mais diminuída de corpo e há quem perca a vida, como aconteceu recentemente com Valentina Guebuza e com uma funcionária bancária, há poucos dias. Mas, por este mundo fora, há tantos casos por aí enterrados no silêncio gerado pelo medo. Há centenas de vítimas anónimas, mulheres e homens desavindos em seus lares e leitos.
E os agressores seguem impunes, muitos na reincidência. O fel eterno do casamento imperfeito. O caso da Josina, agora na ribalta, pode abrir jurisprudência sobre estas matérias. Provada a culpa do réu, é expectável que ele seja punido. O Estado deve ser vigoroso na forma como mostra sua mão dura contra certo tipo de crimes públicos. Este é um deles.



GostoMostrar mais reaçõesComentarPartilhar
507507
88 partilhas
Comentários



Carlos E. Nazareth Ribeiro Esperemos que a Justiça seja dinâmica e que tenha a mão pesada.
Gosto · Responder · 1 · 16 h


Alcidio Kalunga Sitoe Texto excelente.
Muito motivador.
Gosto · Responder · 2 · 16 h


Jose Alexandre Faia Cadeia é pouco !!!
Gosto · Responder · 2 · 16 h


Carlos E. Nazareth Ribeiro Quando a lei do chamboco funcionava...
Gosto · Responder · 1 · 16 h


Jose Alexandre Faia Na B.O. espero que lhe dêem uma calorosa recepção !!!
Gosto · Responder · 5 · 16 h


Don Tivane Não sejas maldoso, oh Faia! Kikikiki
Gosto · Responder · 1 · 16 h

Escreve uma resposta...



Delmar Gonçalves Triste e cobarde!Sou absolutamente contra a violência doméstica!Seja contra quem for,seja em que latitude for.Que o agressor seja severamente punido(não por a vítima ser quem é,mas pelo acto lamentável,irracional e injustificado que cometeu) e que indemnize a vítima!Sempre solidário com as vítimas!
Gosto · Responder · 1 · 16 h


Jeronimo Mungoi Violencia domestica DEVE terminar.
Gosto · Responder · 16 h


Francisco Manjate Bem colocado. Muito bem colocado MM
Gosto · Responder · 1 · 16 h


Moiane Telma da Gloria Dois a oito anos é pouco tempo, pars esse tipo de crime as penas deve m ser pesadas, para desmotivar a sua prática.
Gosto · Responder · 1 · 16 h


Helder Hugo Que seja feita a justiça. Mas esse pilantra haveria de se ver com o Marechal se ele estive em vida. Ai ai ai.
Muito melancólico o texto. Nota mil.
Gosto · Responder · 4 · 16 h


Carlos E. Nazareth Ribeiro 20 chambocadas em cada nalga...
Gosto · Responder · 1 · 16 h


Helder Hugo Ha ha hs
Gosto · Responder · 15 h


Carlos E. Nazareth Ribeiro A STV dizia que ele nega ter agredido e que ela tinha bebido e discutido com ele. Esse gajo ainda vai sair condecorado desta luta...
Gosto · Responder · 11 h

Escreve uma resposta...



Sonia Macovo De Sousa 3 anos??? muito pouco.. hahelaaa hi violecia socoroooooooooooooo
Gosto · Responder · 16 h · Editado


Neusa Rodrigues Justiça, e a medida deve ser exemplar para inibir os outros que não tem vergonha na cara em violentar suas esposas 😤🤑
Gosto · Responder · 16 h


Jorge Jone Que se faça justiça!
Gosto · Responder · 1 · 16 h


Amelia Machava Ele deve ser punido exemplarmente mesmo por ser um caso destaque pra desencorajar os outros, penso eu que já é tempo de se levar casos de gênero a mídia pra os prevaricadores possam ver que o assunto é mesmo sério quem sabe ñ param de vez!
Gosto · Responder · 3 · 16 h


Sheilla Munguambe Moçambique parou no tempo. Que tal penas cumulativas? Violência psicológica e física cada uma com sua sentença.
Gosto · Responder · 2 · 16 h


Buene Boaventura Paulo Há que desenterrar a causa da violência doméstica nos lares moçambicanos. não me perguntem qual, pois todos temos a consciência da mesma. A este "gajo" uma pena exemplar e uma indemnização choruda para lhe cortar as asas
Gosto · Responder · 3 · 16 h


Edio Matola tem asas grandes, ele?
Gosto · Responder · 14 h


Buene Boaventura Paulo Sim falo do namorado.
Gosto · Responder · 13 h


Edio Matola Buene Boaventura Paulo entendi que falavas do agressor, e queria saber se é um "gajo" com "asas" grandes, e entendi que me respondeste que sim, dai que agradeço........
Gosto · Responder · 13 h · Editado


Buene Boaventura Paulo Edio Matola, entenda - me que usei uma figura de estilo para dizer que ele foi longe demais, na eventual luta ou agressão à sua namorada... apenas isso
Gosto · Responder · 1 · 12 h


Edio Matola Buene Boaventura Paulo entendido, thanks.....
Gosto · Responder · 10 h


Escreve uma resposta...



Adelino Buque Total solidariedade com a Josina
Gosto · Responder · 1 · 16 h


Carla Isaias Justiça seja feita
Gosto · Responder · 16 h


Julio Mendes Vai ser uma longa metragem.
Gosto · Responder · 16 h


Percia Magaia Magaia Tanta brutalidade meu Deus....
Gosto · Responder · 16 h


Ryan Dillyto Paruque Que seja feita justiça na verdade a violencia jamais será método de resolução de qualquer diferença.
Gosto · Responder · 16 h


Nairinho Mabote O juiz é homem ou mulher?
Gosto · Responder · 1 · 15 h


Montserrat Dos Santos Espero que seja mulher
Gosto · Responder · 1 · 47 min

Escreve uma resposta...



Sergio Baloi Sergio Este deve apanhar a pena máxima
Gosto · Responder · 15 h


Carolina Da Conceiçao Machate Tristíssimo
Gosto · Responder · 15 h


Alzira Magalhaes Cadeia e muito pouco,pois o olho ja se foi
Gosto · Responder · 15 h


Ashrafaly Laher Tribunal tem que ouvir o outro , pode até sido em legitima defesa ; e ela corre , fazendo-se de vítima .
Nota: Naquele pensamento Retrogrado, quem queixa , é que ganha a razão .
Gosto · Responder · 3 · 15 h · Editado


Hermenegildo Evan Sitoe Qual é o objectivo do julgamento?
Gosto · Responder · 1 · 15 h


Elódia Stella Jamisse Fontes Legítima defesa? Achas que isso vai pegar pra o jurado?
Gosto · Responder · 10 h


Ashrafaly Laher

Gosto · Responder · 1 · 6 h

Escreve uma resposta...



Nelo Txuma

Gosto · Responder · 10 · 15 h


Ana Ouana Acabemos com a violência contra a mulher.
Gosto · Responder · 15 h


Higino IceBird Violência doméstica para ser mais abrangente. Existem homens que sofrem violência doméstica também
Gosto · Responder · 1 · 14 h


Elódia Stella Jamisse Fontes Pouquíssimos.
Gosto · Responder · 10 h

Escreve uma resposta...



Eliha Bukeni Parabens pela abordagem. E lamentavel que ontem na sua noticia a STV, cuja funcao deve-se ser educativa e persuasiva relativamente a este crime, tenha destacado a vertente civil, reportando que a defesa pede uma indemnizacao de 300 milhoes de Mts, branqueando a vertente penal, que acredito deve constituir principal desincentivo a pratica deste crime, como se olho da vitima valesse aquele montante!
Gosto · Responder · 6 · 15 h


Nelo Txuma é a inversão de valores...quer-se la saber disso?põe-se o caracter de lado e o caminho é para frente...
Gosto · Responder · 15 h · Editado


Escreve uma resposta...



Mario Tique 8 anos para esse rapaz
Gosto · Responder · 1 · 15 h


Benilde Armindo Gerente 💐😘
Gosto · Responder · 15 h


Saria Algy A JUSTIÇA TEM QUE SER FEITA. ABAIXO A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA.
Gosto · Responder · 15 h


Ach Chauque Essas nossas mana pah!

- O que ha com Elas???
...Ver mais
Gosto · Responder · 2 · 15 h


Mariaolinda Silva So 2 a 8 anos è poco para esse delinquente
Gosto · Responder · 1 · 15 h


Elton IT-Guy Goche
Traduzido do Inglês
Ela é <Ver Original
Gosto · Responder · 15 h


Nito Ivo Dar socos, pontapés, usar instrumentos para bater numa mulher é algo que nunca consegui perceber. Será a gravidade de uma situação que nunca vive ou falta de controle dos agressores?
Gosto · Responder · 2 · 15 h


Edio Matola falta de controle, mas acima de tudo, muita arrogância, neles!!!
Gosto · Responder · 13 h

Escreve uma resposta...



Dable Langa Temos k se ouvir o Rofino as tantas foi por lapso não foi intencional uma chapadinha que correu mal
Gosto · Responder · 1 · 15 h


Deth Cuvaca Chapadinha também é violência doméstica para ambos lados sabias??
Gosto · Responder · 15 h

Escreve uma resposta...



Maria Margarida Chaves Marques Revoltante! Nestes casos a minha reacção visceral é a de "olho por olho, dente por dente ...". Que esse cobarde apanhe a pena máxima.
Gosto · Responder · 1 · 15 h


Jaime Chambule Este é um dos casos que o estado moçambicano deve pôr a justiça a funcionar! Nada de caução!
Gosto · Responder · 15 h


Helder Condjo Nunca ou quase nunca vi um comentario para uma situacao em que é o inverso, contudo nao quero dizer qure compactuo com isto. abaixo a violencia domestica.
Gosto · Responder · 15 h


Edio Matola porque os homens nao denunciam, e os casos ficam escondidos.....
Gosto · Responder · 13 h

Escreve uma resposta...



Judith Mascarenhas 2 a 8 anos para um acto macabro desses, é muito pouco! Não a violência doméstica.
Gosto · Responder · 15 h · Editado


Daude Amade Poderá ser condenado a 2 anos de pena suspensa e ao pagamento de uma indemnização à vítima de um valor que não chegará ao exigido pela defesa.....vão argumentar que nao houve intenção de ferir!
Gosto · Responder · 2 · 14 h · Editado


Zenaida Machado Houve intenção de fazer carinho?
Gosto · Responder · 1 · 14 h


Daude Amade E se dissesse ao juiz que foi na sequência de uma luta entre o casal que surgiu a lesão. ?.. são julgamentos complicados..isto é do tipo acidente num semáforo sem testemunhas....
Gosto · Responder · 14 h · Editado


Zenaida Machado Seria bom ele aparecer em tribunal, com os arranhões no corpo dele.
Gosto · Responder · 14 h


Daude Amade Arranhões agora?
Gosto · Responder · 14 h


Zenaida Machado Nao tirou fotos?
Gosto · Responder · 14 h


Daude Amade Tu não serias capaz de me dar duas chapadas sem me arranhar?
Gosto · Responder · 14 h


Zenaida Machado Daude...os crimes devem ser provados. Ela tem a marca. Ele, se nao tiver nenhuma, vai ter muito trabalho a fazer crer na sua palavra. Terá que explicar como foi que numa "luta", ele saiu ileso e ela saiu sem olho.
Gosto · Responder · 1 · 14 h


Daude Amade Vamos deixar correr o julgamento mas não acredito que haja uma punição que possamos considerar exemplar para este tipo de caso....
Gosto · Responder · 14 h

Escreve uma resposta...



Nelson Mabjeca Se a maioria das mulheres que sofrem da violência doméstica pudessem se olhar no espelho e ver a sua imagem certamente teriam a certeza que Violência não é um sinal de força, a violência é um sinal de desespero e fraqueza, ela inicia na sua vida e só pode terminar se depender dela mesma, "denúncia" não permita que sejas mais um caso igual a vários que acompanhas na sociedade
Gosto · Responder · 4 · 14 h · Editado


Felizarda Hermengarda Muianga Criminoso.
Gosto · Responder · 14 h


Sonia Maciel Fico contente que isto esteja a acontecer é que de facto se faça justiça!!! Mas pergunto... Será que uma pena de 2 a 8 anos são suficientes parar corrigir alguém que cega ou põe outrem deficiente???nao será que temos que repensar em todo este sistema judicial
Gosto · Responder · 1 · 14 h


Jose Adriano Fernandes Parabéns MM pelo texto.
"Chapadinha"; "legítima defesa"!? E provoca cegueira permanente? Francamente... sejamos sérios. Nada o justifica!
Gosto · Responder · 1 · 14 h


Maria Fernanda Esse Licucu é um cão nojento!
Gosto · Responder · 11 h

Escreve uma resposta...



Dauro Vasconcelos Rabelo Tem que castigar esse Licuco ,8 anos para ele é pouco!
Gosto · Responder · 4 · 14 h


Maninha Marinela K a justica seja feita
Gosto · Responder · 2 · 14 h


Julio Lilito Boene Nada justifica a violência, contra qualquer ser humano. O que infelizmente esta acontecer nos dias de hoje, e com muita frequência, é a violência doméstica, contra a mulher. A Lei é permissiva, o que facilita que os mesmos se repitam e que nada aconteça aos infractores.
Oxalá o Rufino seja exemplarmente punido de modo a dissuadir os demais "bandidos".
Gosto · Responder · 2 · 14 h


Stelia Xavier Comportamento deplorável ...excelente abordagem MM....que a justiça tenha uma mão justa neste caso e k sirva de incentivo para os k em silencio sucumbem nessa dor
Gosto · Responder · 1 · 14 h


Fausto Quinhas Esses nomes que terminam com FINO tem problemas ... Os boss que tomem nota nos nomes que terminam FINO... Ao dar as suas filhas em namoro...
Gosto · Responder · 2 · 13 h


Vivi Mate Zofimo, e não Zofino!
Gosto · Responder · 10 h

Escreve uma resposta...



Iz Dimande Todos casos do genero devem ser julgados com a mesma rapidez deste! E os culpados, nada de causão.
Gosto · Responder · 13 h


Sheila Nhampule Chega de violência doméstica.
Gosto · Responder · 13 h


Danny Jafar Permita-me a correção caro Marcelo Mosse, este tipo criminal não é público em Moçambique, a tipologia criminal considera este tipo de crime como sendo um crime semi-público, ou seja, só se passa para a fase de julgamento se a vítima, apresentar a devida queixa. Diferente dos crimes públicos em que, a acusação pode ser efectuada directamente pela procuradoria. É apenas uma observação que considero pertinente pois, se o crime fosse tipificado como público, quiçá o mesmo diminuiria consideravelmente, uma vez que, não dependo da apresentação de queixa por parte da vítima, qualquer pessoa o poderia fazer. Imagine a seguinte hipótese, A é vizinho de B que sabe agride C seu conjuge, com frequência, quando A se dirige as autoridades para apresentar a devida queixa, a pergunta que se faz é, o senhor é a vítima? Consegue perceber a lógica do digo? De qualquer forma bem haja a vítima que teve coragem de seguir adiante com o processo, quiçá desta forma, se incentive a que as vítimas ganhem coragem e denunciem estes crimes.
Gosto · Responder · 7 · 13 h


Goncalo Mosse Mosse A ser violencia domestica convido te a visitar o artigo 21 da lei 29/2009 de 29 de setembro.
Gosto · Responder · 1 · 12 h


Dionisio Marrengula Cavalheiros Boa noite.
A questão aqui é a congratulação pela coragem e por finalmente as pessoas poderem saber que se encontram-se na mesma situação, tem onde pedir ajuda.
Nada de confrontação e nada de demonstrar quem é especialista que o outro.
E por fim com o devido respeito, tanto no Código Penal aprovado pela lei n 35/2014, de 31 de Dezembro, Lei Geral e a Lei n 29/2009, de 29 de Setembro, Lei especial, o Crime é de Natureza Publica. Artigo 257 e 21 Respectivamente.
Gosto · Responder · 1 · 11 h


Abdul Nurdin Crime público meu carro
Isso é violência doméstica e não ofensas corporais
Gosto · Responder · 1 · 5 h


Escreve uma resposta...





Gulumba D. Mutemba Triste cenário.
Gosto · Responder · 13 h


Xivoningue Manhiça Ate podiam ser 50 anos. Esse é um animal. Se houver mulheres violentas k sejam tbm punidas. Dialogo dialogo sempre. Qdo acharem (casal) que nao alcancam o entendimento cada um k tome o seu rumo..
Gosto · Responder · 1 · 13 h


Mario Nhantumbo "Esse é um animal"...- será que já foi julgado e considerado culpado???
Gosto · Responder · 7 h


Xivoningue Manhiça Nao deixa de ser animal...pra mim.
Gosto · Responder · 3 h

Escreve uma resposta...



Agoo Gustavo Estou aqui para ver nossas meninas intelectuais a escrever, esse será um dos posts com mais mulheres a comentar, porque mulher comenta sobre bolsas, vestidos, sapatos, filhos, comidas, beleza, traição e violência doméstica, RUFINO É UM MOSTRO, estou com elas 3 Anos é pouco acho eu.
Gosto · Responder · 2 · 13 h · Editado


Margarida Matie Linda Jo mesmo com este problema. Muita forca que pague pelos seus erros animal
Gosto · Responder · 13 h


Jaime Bambo Há que punir o agressor mas, pelo poder de influências (resultante dos sujeitos em causa) penso que não são preferíveis para se inspirar à jurisprudência.
Gosto · Responder · 1 · 12 h


Célia Claudina Porque não?
Ademais para passar a ser referência para a jurisprudência, será analisado e alvo de crítica de vários juristas ao mais alto nível da justiça moçambicana.
Gosto · Responder · 1 · 12 h


Escreve uma resposta...



Armenio Naene A nossa polícia e os tribunais não estão preparados para lidar com este tipo de casos, denotasse muita cegueira, processual. ... espero que o estado invista bem porque está é uma guerra civil silenciosa embrionária
Gosto · Responder · 12 h


Lionel Magul Espero que a justiça seja feita.
Gosto · Responder · 12 h


Cheny Wa Gune Esh:( sem palavras!
Gosto · Responder · 12 h


Ana Macuacua Muita força mulher . Nós estamos contigo
Gosto · Responder · 12 h


Virginia Alfredo Dois anos e mto pouco ppr um olho esse merece ser punido para 12 anos ou mais
Gosto · Responder · 12 h


Augusto Alexandre Elias Cuanda Cuanda Se o pai dela estivesse vivo não sei o que seria deste homem, força josina.
Gosto · Responder · 1 · 12 h


Manjate Custodio Que pague pelos danos.
Gosto · Responder · 12 h


Tal Mau Ele pode até pagar mas a visão não será restituída. Mas porquê que essa mana levou porrada? Não há fumo sem fogo... Acho que a mana usava muito a sua loja ambulante
Gosto · Responder · 12 h


Manjate Custodio Baixeza
Gosto · Responder · 12 h


Poeta Levianno ????
Gosto · Responder · 10 h


Dulce M. Suwa
Gosto · Responder · 9 h


Necas Adriano ???
Gosto · Responder · 2 h

Escreve uma resposta...



Bitone Viage António Tambe, certifique!
Gosto · Responder · 12 h


António Tambe Já o citei no texto. Apercebi me depois. Recebi e apenas partlhei. Thanks pela dica.
Gosto · Responder · 12 h


Bitone Viage De nada irmão
Gosto · Responder · 1 h


Escreve uma resposta...





Bianca Cuinica Que ele seje punido exemplarmente!
Gosto · Responder · 1 · 12 h


Mariane Machado Força Josina!
Gosto · Responder · 11 h


Herói da Bolada 300
Gosto · Responder · 11 h


Jaime Cruz Esse homem violento a casa dele e' cadeia.
Gosto · Responder · 11 h


Aderito Naftal Pondeca O rato so abusa o gato quando esta perto do burraco.
Gosto · Responder · 11 h


Marques Xerinda A cadeia é pouco para esse verme.... Merece também perder olho
Gosto · Responder · 10 h


Necas Adriano Um nao. Merece perder os dois. Assim nunca mais espanca a ninguem.
Gosto · Responder · 2 h

Escreve uma resposta...



Anora Jone Mulheres nao fiquemos caladas. Vamos dizer nao a violencia. Forca jo.
Gosto · Responder · 2 · 10 h


Jaime Guambe Kkkkk célere é este "tribunal do facebook" que já julgou e condenou! " Meritíssimos juizes" Já não há presunção de inocência? Ahhh para quê, se o gajo é um bandido... 20 anos de cadeia "Meritíssimos"!
Gosto · Responder · 6 · 9 h · Editado


Belina Paulo Chembene Nunes Doutor Jaime Guambe por onde andas?
Gosto · Responder · 3 h

Escreve uma resposta...



Danny Jafar Obrigado caro Dionísio Marrengula peço de imediato desculpa ao senhor Marcelo Mosse.
Gosto · Responder · 1 · 9 h


Maria Leia Cadeia
Gosto · Responder · 9 h


Guiza Mulungo Olha este jovem teve coragem mesmo agridir a filha do saudoso primeiro presidente Moçambique Independente Samora Moises Machel e a justica vai tomar conta do recado
Gosto · Responder · 8 h


Sheila Samuel Estes 2 crimes são uma oportunidade soberana para que hajam punições exemplares...a moldura penal prevista e pouco.....Estamos vivendo numa sociedade exageradamente sem valores essências para uma convivência saudável. Como dizes e bem são aos montes os casos semelhantes. É preciso mesmo que haja mão dura para estes casos..
Gosto · Responder · 1 · 6 h


Brado Africano O que criou mais espanto foi noticiado pela STV que a Defesa alega que o caso já foi julgado na RSA, ora vejamos:
Gosto · Responder · 1 · 6 h


Brado Africano Será que a acusaçäo vez uma viagem literal pelo Código Penal em vigor? A Tribunal Sul Africano é incompetente para se pronunciar sobre crimes perpetrados por moçambicanos em território moçambiocamo, podendo dirimir sobre matéria para a extradiçäo em caso fuga do infractor para aquele país e mediante requerimento do Tribunal Moçambiçano. Ilustre defensores do arguido, o artigo 56 (Aplicaçäo da Lei Penal no Espaço) estatui:
Gosto · Responder · 6 h


Brado Africano Artigo 56/1 - Aplica-se a lei criminal moçambicana sem prejuízo de convençöes. tratados e regras do direito internacional, ao crime cometido no território nacional. Artigo 56/1 CP - Aplica-se a lei criminal moçambicana sem prejuízo de convençöes. tratados e regras do direito internacional, ao crime cometido no território nacional.
Artigo 45 do CPP – É competente para conhecer de uma infracção penal o tribunal em cuja área ela se consumou.
Artigo 84 (LOJ – Lei 24/2007 de 20 de Agosto) – A o tribunal judicial de distrito de 1ª classe . funcionando em primeira instância, compete:
2/a. Em matéria criminal julgar as infracções criminais cujo conhecimento não seja atribuída a outros tribunais;
2/b. Julgar infracções criminais que correspondama pena não superior a doze anos de prisão maior.
Gosto · Responder · 5 h


Caula Manuel Para os entendidos sobre o caso, poderão nos esclarecer o enquadramento do mesmo. O marido dela é de que nacionalidade? Imagine se uma sub.hipotese: que o marido seja sul-africano, ou de outra nacionalidade. Teria pedido o marido asilo na África do sul por medo de represálias? teria sido encontrado em fuga na África do sul? o que diz a lei sul africana quanto aos seus nacionais ou aos nacionais de outros países que sejam ou não sejam a do lugar do crime?
Gosto · Responder · 4 h


Escreve uma resposta...





Raiva Ernesto Raiva Raiva Acredito que a justiça será feita. Mas apelar as meninas da classe alta aprenderem a valorizar, respeitar seus parceiros... Porque so assim terão uma convivência saudável, lembrem que a sua posição e a de vossos pais, bens materiais são nada quando o assunto é seu lar.

Homens e mulheres parem com a VIOLÊNCIA DOMÉSTICA.
Gosto · Responder · 3 · 4 h


Caula Manuel E se o pai fosse vivo?
Gosto · Responder · 2 · 4 h


Duílio Guimarães Dos Santos Ele nao se casou com pai
Gosto · Responder · 4 h


Caula Manuel Duílio Guimarães Dos Santos nem se casou com esse monstro, era apenas o namorado.
Gosto · Responder · 3 h

Escreve uma resposta...



Joana Ngove Que a justiça seja feita este marginal não pode ficar em puni
Gosto · Responder · 4 h


Duílio Guimarães Dos Santos Pude perceber que algumas mulheres gostam de trazer suas patentes pro lar. O que esta errado. Seja la km for seu pai. Se casas comigo as regras sao minhas. Os dois ultimos casos pude perceber que as filhinhas dos nossos "honestos" papais batiam com a mao na mesa perante os esposo ludbibriando a frase celere, "sabes eu sou filha de quem?" E so os fracos e que se calavam.. outros nao.. e filha do papai la em casa.
Casamos, o galo agora sou eu..

NAO a violencia doméstica.
Gosto · Responder · 4 · 3 h


Caula Manuel Mesmo que bata a mesa, isso não dá ao marido ou namorado o direito de bater no seu companheiro. Bata também na mesa.
Gosto · Responder · 1 · 2 h


Montserrat Dos Santos Que discurso ultrapassado e retrogado. Bater na mesa e bater numa pessoa sao coisas diferentes! Que seja feita justica
Gosto · Responder · 56 min


Dulia Da Rosalia David " As regras "são suas? Valha- me Deus.
Gosto · Responder · 1 · 39 min


Duílio Guimarães Dos Santos do apelido dela e k nao sao
Gosto · Responder · 1 · 14 min


Duílio Guimarães Dos Santos Dulia Da Rosalia David galo na minha casa sempre serei eu, nem que case com a filha do trump
Gosto · Responder · 1 · 9 min · Editado


El Patriota Exacto!
Gosto · Responder · 1 · 9 min

Escreve uma resposta...



Jose Xavier Chihunguete Nada justifica a existencia de uma violencia domestica numa relacao, mas realmente as meninas de pais magnatas, herois etc devem asumir um papel meramente responsavel nos, comportarem se cmo qualquer jovem, sem nenhum poder financeiro, e cuidar apenas o teu relacionamento, nao misturem tesouros dos pais com lar, ou casem ou cuidem sø dos tesouros, primar pelo respeito no teu lar é muito bom. Evitem usar o termo: quem é quem para quém.
Gosto · Responder · 3 h


Lina Marta Jeremias Vocês não conhece a história. Ela não foi violentada. Se o tribunal sul africano já tinha julgado este casom
Gosto · Responder · 3 h


Caula Manuel Como se explica o olho dela? gostaria de saber, foi um acidente, bateu sem querer?
Gosto · Responder · 2 h


Alzira Magalhaes Conte _nos entao,voce que conhece a historia
Gosto · Responder · 2 h


Anastacia Chitofo Yu?
Gosto · Responder · 1 h


Montserrat Dos Santos Como estavas lá conta-nos p que aconteceu!
Gosto · Responder · 57 min


Escreve uma resposta...





Fatima Usta Esse devia ficar primeiro sem um olho depois a justiça! Porque não luta com homem igual para medir forças? Se ela já não é mulher ideal para ele que procure outra a ela alguém lhe há-de ver como mulher ideal! Tratam-nas mal e acham-se a última bolacha do pacote...! Não à violência doméstica, também somos filhas de alguém e somos pessoas!
Gosto · Responder · 2 · 3 h


Caula Manuel Se fosse filha dele, ele iria gostar ver o genro fazer lhe aquilo com a filha?
Gosto · Responder · 2 · 2 h · Editado


Nelo Txuma assim,diz que "comprei!"
"cafrialismo..."
Quanto ao assunto da JOSINA,o tempo dará a resposta a moda moçambicana...

Gosto · Responder · 2 h · Editado


Luisa Hassengy violência doméstica não
Gosto · Responder · 1 · 2 h


Damiao Cumbane Marcelo Mosse, meu conterrâneo, pecou por trazer um artigo destes numa altura destas e explico-me porquê:
Este artigo tira a serenidade ao Juiz, ao Ministério Pùblico, à defesa da lesada e do réu. O artigo cria condições para que a juiza deixe de julgar is factos para ter de agradar a vontade das pessoas. Sei que o simples facto de a lesada ser filha de Samora e Graça Machel já é de si pressionante para a juiza que é "obrigada" a condenar por se ter tocado em quem nao deveria se ter tocado...... Como tal, o nivel jornalistico de MM näo deveria alimentar a agitaçäo mas sim concorrer para a calmia e serenidade que a Juiza precisa e vai precisar para julgar em funçäo da lei e dos factos. Quem entende de Direito Penal há-de me dar razäo. Justiça misturada com populismos pode-se tornar nociva e altamente perigosa para a sociedade.
Gosto · Responder · 6 · 2 h


Alzira Magalhaes E onde fica a moral,nos como sociedade nao devemos condenar?E preciso Lei para nos ensinar o obvio?
Gosto · Responder · 2 h


Caula Manuel O juiz obedece a lei e o seu juízo, os juízes aprenderam isso. As influencias só atingem os juízes fracos e os corruptos.
Gosto · Responder · 2 · 2 h


Marcelo Mosse Dr. Cumbane, da perspectiva do ativismo social esta é a melhor altura para fazer public awareness contra a violência doméstica a par de uma certa pedagogia à sociedade sobre as possibilidades de Justiça quando soluções extrajudiciais não forem encontradas, apesar de o crime ser público. Não olho para o julgamento como um evento estanque. Ele da-nos possibilidades de advocacia social....e foi isto que fiz. Tem uma carga emocional? Tem e era necessária. Agora, o Tribunal deve ter a capacidade de discernir entre a matéria objectiva e este ímpeto popular para a condenação pública. E folgo imenso por me achar na capacidade de influenciar o TribunaL Então, se o crime for provado, deve haver uma justa condenacao, para que o efeito dissuasor esteja presente. Em todo o caso, respeito a sua opinião. Bom ano.
Gosto · Responder · 3 · 1 h · Editado


Montserrat Dos Santos Populismo é entregar à justica do homem aquilo que o senso comum condena. Nao sou jurista e pouco entendo de direito penal mas facto e que ha um indivíduo que perdeu um olho. Nada justifica tamanha covardia. Tenho dito.
Gosto · Responder · 1 h · Editado

Escreve uma resposta...



Helena Chiquele Que todos os casos de violencia domestica sejam mediatizados como este. Que todos os casos de violencia domestica merecam a nossa indignacao, nosso choque. Que todos os casos de violencia domenstica, ate aqueles que nao resultem em mazelas fisicas visiveis, sejam vistos como inaceitaveis. Que a Josina consiga a sua justica. Que o caso dela sirva de exemplo para os evitar casos de violencia domestica e, ao mesmo tempo para que os que ja consumados casos sejam trazidos a luz do dia e tratados como tal, crimes hediondos. Chega de violencia domestica! Chega de sofrimento duplicado para as mulheres. Nao importa quao empoderada ela seja, a violencia domestica tem um potencial de tirar de desnuda-la desse poder a que todos nos, homens e mulheres temos direito.
Gosto · Responder · 4 · 2 h


Bernardino Tomo Bem pensado...
Gosto · Responder · 57 min

Escreve uma resposta...



Caula Manuel Não acredito que seja algo não intencional, primeiro, a vitima é uma mulher, e a princípio, mulheres são mais frágeis que os homens, falo de força física, excepto alguns casos. No caso de briga, em que haja violência, os envolvidos arriscam se a ferir um e outro, e neste caso o juiz apega se a pessoa mais forte e quem fere o outro é condenado, e porque? porque você tem que se defender, sendo mais forte não tem que agredir e aproveitar se da sua condição física, defender se é um direito para poder imobilizar o agressor. E se o homem for muito forte e outro muitíssimo fraco ou idoso? havendo neste caso agressão do forte, ao fraco ou idoso, estando este desarmado, o juiz vai imediatamente condenar o homem forte, porque a proporção física dele é maior e a do fraco inferior, sendo que o fraco desarmado é incapaz de criar lesões na sua investida. Mas se o fraco estiver armado com uma catana ou uma pedra? O forte pode e deve usar também um meio proporcional, por exemplo um pau para se defender mas é para conter o agressor caso não consiga fugir a tempo ou chamar as autoridades competentes, uma vez detido o fraco, termina ai a ação do forte, não pode com o pau matar ou estrangular o agressor depois de detido, se não incorre a excesso de legitima defesa. Neste caso não acredito que esta mulher tenha agredido o namorado de tal forma que ele não tenha conseguido fugir chamar a polícia ou defender se, sem lhe causar lesão grave na vista, salvo se ela estiver no momento da briga estivesse armada com um pau ou outro instrumento contundente. Meu ponto de vista, pode ser que esteja errado.
Gosto · Responder · 1 · 2 h


João Gaspar Langa Homem & Mulher Não Á Violência Doméstica.
Bom comportamento ás duas partes.
Denuciar não desacoraja Nada.
So mais detidos & presos.
Gosto · Responder · 2 h · Editado


Helena Chiquele Entao devemos manter em segredo para evitar detidos e presos? Apenas uma duvida.
Gosto · Responder · Agora mesmo


Escreve uma resposta...





Narciso Tembe Se o gajo sabe lutar preciso dele no ring
Gosto · Responder · 2 · 2 h


Anastacia Chitofo Os 300 dei que nao devolvem o olho.ma's pra abrasar uma causa justa.muita forca cadeia pra esse mimado.
Gosto · Responder · 1 h


Missla Francisco Naftal Violência doméstica e sério e acontece muito cabe a nós como mulheres não aceitarmos isso tanta mulher a morrer pk não pode denunciar o homem pk vai voltar a ser solteira irmãs nada é melhor que as nossas vidas
Gosto · Responder · 1 · 1 h


Sonia Samo Cadeia, cadeia
Gosto · Responder · 1 h


Montserrat Dos Santos Mão pesada para esses covardes disfarçados de homens! Forca Josina! Queremos justiça
Gosto · Responder · 2 · 1 h


Apolinaria Guetsa Guetsa Só será feita a justiça porque é filho de presidente, tem muitas mulheres violentada e os homens ficam em pune
Gosto · Responder · 1 h


Montserrat Dos Santos Nos casos de violência doméstica a justiça funciona. Denunciem. É crime público
Gosto · Responder · 58 min

Escreve uma resposta...



Marina Leite Leite Me deixa çega e ele vai preso todo enteiro e sai mais forte ainda. Nossa relação é de Anacondas.
Gosto · Responder · 56 min


Bernardino Tomo Vamos deixar a justiça trabalhar! Nada de agitação...DESCULPA QUALQUER COISA
Gosto · Responder · 1 · 54 min


Emilia Tembe Punição a esses homens sem vergonha, nunca ouviram dizer que é falando que a gente se entende? Se já não lhe querias ou ela não te respeitava etc o que custava sair da relação.
Gosto · Responder · 18 min


Carla Jessen O homem deu-se mal por vezes as atitutes impensáveis resultam neste tipo de situações que so desgraçam a vida e depois vem o arrependimento mas tarde de mais.
Não a violência domestica e a todas as violências.
Gosto · Responder · 17 min

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook