quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Levantar imunidade diplomática dos filhos do embaixador do Iraque "é imprescindível"

 EM ACTUALIZAÇÃO


A Procuradoria-Geral da República levantou o segredo de justiça no caso de Ponte de Sor.
Rui Gaudêncio
Foto
RUI GAUDÊNCIO
O Ministério Público considera “imprescindível o levantamento da imunidade diplomática dos filhos do embaixador do Iraque em Lisboa”, diz um comunicado da Procuradoria-Geral da República, enviado esta quarta-feira às redacções. A nota informa ainda que foi levantado o segredo de justiça do caso de Ponte de Sor, tendo em consideração “a prova reunida e as diligências de investigação já realizadas”.
O Ministério Público declara ter enviado a certidão do processo ao Ministério dos Negócios Estrangeiros, no âmbito do inquérito relacionado com os acontecimentos de Ponte de Sor. Da certidão entregue “consta o despacho emitido pelo Ministério Público onde são apreciados os indícios existentes, bem como o respectivo enquadramento jurídico”, lê-se no comunicado.   
Numa nota à comunicação social, também o Ministério dos Negócios Estrangeiros declara que os elementos recebidos “confirmam e reforçam a necessidade de levantamento da imunidade diplomática dos filhos do embaixador do Iraque”, Haider Saad Ali e Rhida Saad Ali, “para que este processo possa prosseguir em Portugal”.
Os dois filhos do embaixador do Iraque são suspeitos de terem agredido o jovem Rúben Cavaco.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook