quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

“A vontade faz um vencedor e a persistência é a filosofia dos melhores” - Por Jessemusse Cacinda

SELO:
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Vozes - @Hora da Verdade
Escrito por Redação  em 11 Janeiro 2017
Share/Save/Bookmark
Na noite desta segunda-feira (09 de Janeiro) em Zurique, foram anunciados os melhores do futebol referentes ao ano de 2016, onde pela quarta vez, o capitão da selecção Portuguesa e astro do Real Madrid, Cristiano Ronaldo foi considerado o melhor jogador do mundo, título que nos últimos quase 10 anos tem estado a partilhar com o astro Argentino, Leonel Messi.
Os entendidos em matéria de futebol sabem muito bem que estes dois jogadores nos últimos tempos tem estado a ser quase “ditadores”, pois conquistam de forma monopolizadora todos os prémios individuais. Entretanto, 2016 que foi um bom ano para Ronaldo, tanto sob o ponto de vista individual como colectivo, foi igualmente marcado por críticas e ataques a pessoa deste jogador que saiu de uma Ilha para o continente, justamente na capital do seu país bem cedo e a partir daí começou a escrever a história de um verdadeiro campeão.
A personalidade de Ronaldo é própria de um vencedor, pois ele não tem dotes especiais, não nasceu como o melhor do mundo, mas tem vontade de o ser e trabalha para tal. Ou seja, Ronaldo tem vontade, trabalha arduamente para alcançar o seu objectivo, torna-se e para além de ser, faz merecer-se.
Ronaldo é o exemplo do poder da mente humana, capaz de influenciar a própria natureza e mover o próprio mundo, ou seja, os resultados das suas batalhas nos fazem crer que Platão tinha certa razão, ao acreditar que o mundo real não passava de uma cópia do mundo ideal, é isso, no inteligível deste jogador, esta escrito que ele é melhor do mundo e a realidade simplesmente faz questão de reproduzi-la.
Ronaldo é um laboratório para experimentar a “lei de atracção”, defendida por Bob Doyle como, o comportamento de energia, ou seja, um conceito muito maior de como os seres humanos podem moldar a experiência da realidade. Uma realidade que é influenciada pelo poder do pensamento, este que emite uma frequência que causa impacto sobre a natureza.
Ao expressar constantemente a vontade de ser o melhor, Ronaldo emite uma frequência que terá resposta palpável – tal como refere a lei de atracão. Mas uma questão que se calhar o leitor pode levantar, seria: “e eu que sempre penso em ser isto ou aquilo, porque isto não acontece?”
A esta pergunta, Doyle tem explicação a partir do conceito de resistência, que é quando acontece o contrário da sua visualização e meditação. A resistência é a dissonância com os seus pensamentos. Isto geralmente acontece quando estás mentalmente dedicado em ter dinheiro, mas no teu espírito, pairam dúvidas como, o dinheiro pode me fazer mal ou não é bom ter muito dinheiro, etc, ou então está a candidatar-te a um emprego e pensas que podem existir pessoas que tenham corrompido o júri.
A lei de atracão exige uma completa dedicação, sempre com a crença de que “vivemos num Universo de possibilidade infinita, e como parte desse Universo, têm acesso directo a uma enorme quantidade de energia para criar mudanças em nossas vidas.” (Doyle, 2011:26). Não estamos a dizer que temos de cruzar os braços e esperar que o milagre aconteça, estamos a dizer que temos de trabalhar sempre com o desejo e a dedicação de que iremos vencer.
Quem quer vencer em qualquer esfera da vida, deve ser como Ronaldo, deve ter convicção e abandonar o negócio dos outros para viver do seu próprio negócio, tal como refere Jack Canfield, o que os outros dizem ou pensam não tem a ver com os teus negócios, por isso, ninguém pode influenciar-te a proferires a frase, eu não posso, eu não consigo, pois estas frases, não podem nunca fazer parte do seu vocabulário.
Em seu livro, “Princípios do Sucesso”, Canfield (2004), apresenta receitas para que um homem seja bem sucedido, que dentre várias, sublinho algumas, como a clarificação do que realmente pretendes, a necessidade de assumir os teus sonhos e objectivos com muita responsabilidade, o treino mental para não ter pensamentos negativos e acima de tudo a necessidade de sentir com entusiasmo que já atingiste o sucesso.
Conheci estas ideias quando era estudante de licenciatura em Filosofia/História na Universidade Pedagógica – Delegação de Nampula, numa altura em que passei por um dos momentos mais turbulentos do meu espírito que quase com a ajuda de até alguns docentes e boa parte dos colegas, pensei em desistir e acreditar que ter uma formação superior e quiçá contribuir com ideias para a construção de um país, não eram coisas destinadas a mim. Naquela altura passei a acreditar no destino e no azar, até que através de um amigo, chamado Langton que havia sido afectado pela mudança de currículo na universidade o que lhe levou a sair do terceiro ano do curso de História para o primeiro ano do novo curso de História/Geografia, emprestou-me o livro de Augusto Curry, intitulado: “Nunca desista dos seus sonhos”.
Neste livro, Curry (2004) traça a trajectória de figuras sonhadoras e que inspiraram a humanidade como Jesus Cristo, Abraham Lincoln e Martin Luther King para demonstrar a luz da sua teoria da inteligência multifocal que os sonhos eram uma bússola que indica os caminhos que queremos seguir e as metas queremos alcançar.
De lá para cá fui lendo e exercitando para desenvolver, sempre vendo a personalidade de reais vencedores e Ronaldo é um deles. Aprendi em muitos momentos através de experiencias e leituras que a vontade faz um vencedor e a persistência é a filosofia dos melhores.
A distinção de Ronaldo não tem repercussão somente no futebol, mas na vida de qualquer jovem de Moçambique, de África e do mundo que tem vontade de vencer e tornar-se, melhor. Vamos deixar de acreditar que alguém traça os nossos caminhos, porque isso cabe exclusivamente a nós.
Esta é uma clara alusão de que o desporto é uma escola de vida que nos ensina a disciplinar o nosso corpo e a mente para vitória.
Por Jessemusse Cacinda, Jornalista
Referências:
Canfield, Jack. (2004). The success principles - how to get from where you are to where you want to be. A Harper Resource Book, New York.
Curry, Augusto. (2004). Nunca Desista dos Seus Sonhos. Sextante Editora. Rio de Janeiro.
Doyle, Bob (2011). Follow Your Passion, Find Your Power: Everything You Need to Know about the Law of Attraction. Hampton Roads Publishing Company, Massachusetts.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook