sábado, 10 de dezembro de 2016

Turquia: 13 mortos em atentado junto a estádio do Besiktas

TURQUIA


EM ATUALIZAÇÃO
O canal de televisão Al Jazeera fala em 13 mortos. Foram ouvidas duas violentas explosões perto do estádio do Besiktas, em Istambul.
SEDAT SUNA/EPA
Um atentado ao início da noite deste sábado nas imediações do estádio do Besiktas, em Istambul, já provocou 13 mortos, segundo fontes da polícia turca citadas pela Reuters. Há notícias de televisões turcas que referem números de feridos próximos de 40.
A polícia já está junto ao estádio do Besiktas, em Istambul desde que se deram as explosões. A CNN Turkey falava também de um explosão perto da Praça Taksim. Foram também ouvidos tiros, perto do estádio, logo a seguir aos rebentamentos.
O ministro do Interior turco, Suleyman Soylu, avançou que as as primeiras indicações apontavam para a explosão de um carro armadilhado que tinha como alvo um autocarro da polícia de intervenção.
“Todos os feridos são polícias”, disse o ministro turco do Interior, num comunicado citado pelo El País.
As explosões foram escutadas nas imediações do Estádio do Besiktas e ocorreram sensivelmente duas horas após ter terminado uma partida no recinto desportivo do clube onde joga o português Ricardo Quaresma e o ex-jogador do Benfica Anderson Taliska.
O Bursaspor, clube que jogou contra o Besiktas, disse, através do Twitter, que não tinha notícias de fãs feridos: “Contactámos os nossos grupos de fãs e parece que não há feridos entre eles. Desejamos às cidadãos feridos uma recuperação rápida”.
“Vamos começar a ver o aparato de segurança turco a apertar as rédeas. Os alertas serão elevados para o nível máximo à medida que nos aproximamos do fim do ano. A Turquia tem sofrido muitos ataques mortíferos às suas cidades desde o início do ano e o ataque de hoje mostra o quão intensa a situação se está a tornar no terreno”, disse Islam Ozkan told Al Hadath, um analista política, ao canal de televisão Al-Arabiya.
Separatistas curdos atingiram por duas vezes a capital Ancara enquanto se suspeita que militantes do Daesh tenham sido responsáveis por três explosões em Istambul. Em junho, 47 pessoas morreram num triplo ataque suicida no aeroporto Mustafa Kemal Atatürk. Outras 57 pessoas, 34 delas crianças, morreram em agosto num ataque reivindicado pelo Daesh.
Este vídeo, retirado também do Twitter, mostra o momento em que um grupo de jovens ouve a segunda explosão.
O ministro dos Transportes da Turquia, Ahmet Arslan, disse entretanto na rede social Twitter, que acredita que as explosões foram atos de terrorismo.
As explosões foram ouvidas no interior do estádio, como se pode constatar através deste vídeo, em que um jornalista faz um direto após o jogo de futebol.
Começaram já a circular nas redes sociais fotografias e vídeos do momento das explosões.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook