sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Trump anuncia general linha-dura para chefiar Pentágono

Conhecido como ‘Cachorro Louco’, militar reformado deverá ser aprovado peloo Congresso

por
Em novembro, Trump e Mattis se encontraram em Bedminster, Nova Jersei - DREW ANGERER / AFP
WASHINGTON — O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, confirmou na quinta-feira que nomeará o general reformado James Mattis como secretário de Defesa, como havia antecipado a imprensa americana. Conhecido como "Cachorro Louco", Mattis é um nome admirado no corpo de fuzileiros navais, por sua postura combativa, sua falta de confiança no Irã e sua experiência em operações militares no Iraque e no Afeganistão. Ele deverá chefiar o Pentágono a partir de 20 de janeiro, se a sua indicação for aprovada pelo Congresso.
— Vamos nomear o Cachorro Louco Mattis como nosso secretário de Defesa — disse o republicano em seu primeiro comício após vitória sobre Hillary Clinton nas eleições em novembro. O evento foi realizado em Cincinnati, Ohio. — Mas não até anunciaremos-o até segunda-feira, portanto, não digam a ninguém — acrescentou Trump.
Mattis, de 66 anos, é um general da Marinha americana que se aposentou em 2013 depois de ser como Comandante Central dos Estados Unidos. Para ser confirmado no cargo, o Congresso teria que aprovar primeiro uma legislação ignorando um lei que impede militares reformados de se tornarem secretários de Defesa em sete anos após ter deixado o serviço ativo.
General James Mattis em 2010. Militar é conhecido como "Cachorro Louco" - YURI GRIPAS / REUTERS
A escolha de um experiente estrategista militar pode ser mais uma indicação de que Trump, eleito em novembro pelo Partido Republicano, pretende afastar os Estados Unidos da política escolhida pelo democrata Barack Obama. O atual presidente apostou, em seu governo, no apoio de aliados do país para combater militantes islamistas e ajudar a deter agressões chinesas e russas na Europa e na Ásia.
O impressionante histórico de combate de Mattis, no entanto, deve impedir que senadores democratas tentem bloquear a indicação.Trump, que no ano passado causou polêmica ao afirmar que sabia mais obre o Estado Islâmico do que os generais, descreveu Mattis como “um verdadeiro general”.
TRUMP CONDENA INTOLERÂNCIA
O republicano ainda prometeu que vai sanar as feridas dos Estados Unidos, afirmando que o país não tem outra opção, a não ser se unir e rejeitar a intolerância.
— Somos uma nação muito dividida, mas não vamos continuar divididos por muito tempo — disse o Donal Trump, no evento em Cincinnati, diante de milhares de seguidores reunidos em um estádio. — Condenamos a intolerância e os preconceitos em todas as suas formas. Denunciamos todo o ódio e rejeitamos fortemente a linguagem de exclusão e de segregação.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/mundo/trump-anuncia-general-linha-dura-para-chefiar-pentagono-20576680#ixzz4Rfje7kHX
© 1996 - 2016. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook