sábado, 17 de dezembro de 2016

Ministra alemã recusa cobrir-se em visita à Arábia Saudita

,,,

Lisboa


As autoridades ainda tentaram pressionar para que as restantes mulheres da delegação usassem um véu, mas a ministra foi peremptória, recusando a ideia firmemente

10962
83





83



16 Dezembro 2016 • Nuno Paixão Louro | FOTO: Rainer Jensen/EPA


A ministra da Defesa alemã, Ursula von der Leyen, recusou usar um véu para cobrir-se totalmente, numa recente visita à Arábia Saudita. A ministra declinou a sugestão saudita que se estendia a todas as mulheres da delegação que a acompanhava e apareceu sempre de cabeça descoberta e de calças.



"Claro que respeito a cultura e os costumes dos países para onde viajo e trato de adaptar-me, porém, no que respeita ao vestuário há um limite: eu não me cubro com véu e uso calças", foi a resposta da ministra ao protocolo, depois das mulheres da delegação terem encontrado nos seus quartos de hotel as tradicionais abayas (vestimenta que cobre o corpo da cabeça aos pés) para usarem durante a visita.

O Express de Colónia revelou que, perante a resposta da ministra, os sauditas ainda tentaram fazer pressão para que, pelo menos as restantes mulheres da delegação, cobrissem a cabeça.



"Nenhuma mulher da minha delegação deve ser obrigada a vestir abaya. Escolher a sua própria roupa é um direito que assiste igualmente aos homens e às mulheres e chateia-me que as estejam a pressionar nesse sentido", respondeu a responsável pela Defesa alemã pondo fim ao assunto.



A Arábia Saudita é um dos países onde a lei islâmica é mais rígida no que toca ao vestuário feminino, mas é aberta uma excepção para visitantes estrangeiras. Em Janeiro de 2015, Michelle Obama visitou o reino e também não cobriu a cabeça, como a Sábado noticiou na altura.




Isabel Martinez E mesmo assim, receberam-na com todas as honras.

Victor Quaresma Até que enfim, uma alemã com os pés assentes no chão


Isabel Martinez Exactamente, Thulukela Junior. Oque fica ainda pior para os governantes europeus que se submetem desnecessariamente e contra principios muito mais altos, feito cachorrinhos obedientes.
Gosto · 2 · 6 h · Editado

Manito Nixon cada pais dita suas regras----assim como nas vossas casas ha regras---para quem vos visita---!!apoiar a cor por ter desrespeitado a casa dos outros.e o grau mais baixo dum ser humano.
Gosto · 1 · 5 h · Editado

Manito Nixon as gotas do sangue judeu ainda prevalescem na europa contra o islam--------

Afonso Chicuare Chicuare CADA PAÍS TEM AS SUAS REGRAS E LEIS

Afonso Chicuare Chicuare Afinal ela é de que religião?

Afonso Chicuare Chicuare Porque na Biblia vem dito que as mulheres devem cobrir as suas cabeças com lenço!
Gosto · 1 · 4 h


Eliseu Mártires Adorei, grande mulher. Nos países cristãos, permitem que as pessoas de outras crenças, se vistam de acordo com as suas religiões. Porque é que em países muçulmanos, querem impor a maneira de vestir. Quem quer ser respeitado, comece por respeitar os outros. Um abraço à MINISTRA Alemã, mulher com carácter e personalidade...

Paula Marchioro Boa. Não somos obrigadas a cobrir a cabeça. Faziamos isso em sinal de respeito, entrando numa igreja. Depois do Concilio Ecuménico II, nos anos 70 o Vaticano baniu. O que diz a Biblia, é verdade mas os tempos mudaram e com elas as vontades. Não somos servas de ninguém, neste Mundo. Hoje até as freiras em muitas congregações não usam véu. A nossa religião, católica, é moderada. Devemos respeitar o desejo de cada um, e não as imposições de alguns.

Cristina Ussene Cada um com os seus costumes e suas tradições. Arábia Saudita não pode obrigar a todo Mundo como se fossem deuses e donos de mundo. Gostei da atitude da Ministra.
Gosto · 1 · 1 h

Manito Nixon paula.Os tempos mudaram mas as escrituras sagradas nunca mudarao so serao adulteradas como acontece com a biblia.
Gosto · 1 · 1 h

Cristina Ussene Manito tudo muda e evolui é verdade. A Bíblia jamais foi adulterada e acredito de que você que sustenta esta Bíblia adulterada nem a conheces.
Gosto · 2 · 48 min


Paula Marchioro Não vou discutir aqui religião nem a vontade das pessoas. Sempre me ensinaram a respeitar as vontades e decisões das pessoas, desde que as mesma não prejudiquem o próximo. Por isso não vejo qual a importância de se querer usar ou não um véu. Eu faria o mesmo que ela. Querem-me convidar para a tua casa??? aceitem-me como sou. Não é por usar isto ou aquilo, dentro do respeito comum, que serei o que não sou.... hipócrita, só para agradar a outrem.

Manito Nixon so falta dizerem que as imoralidades nas igreijas(saias curtas,peito fora)sao um mandamento divino---!!o tempo nao mudou,as cabecas oucas vaidosas e que mudaram.a evolucao do tempo nunca arrasta a todos mas sim,os fracos,como narra a escritura sagrada.

Paula Marchioro Não venha com moralismos de imoralidades nas igrejas. Por isso escrevi «usar isto e aquilo dentro do respeito comum». Estamos a falar do uso do véu e não de outros usos de vestuário. Cada um é o que é e como é. Mas parece-me que alguém aqui está com uma pala na cabeça e não dá abertura à liberdade de conduta e de pensamento de cada um.Ah! e quanto à Biblia, é bom dizer que ele é um livro de orientação. Existem muitas Biblias escritas neste Mundo. Cada uma puxa a brasa à sua sardinha. E desde da 1º Biblia escrita manualmente, antes da invenção da impressão, já muita vírgula e parágrafos foram mudados. As traduções também foram deturpadas. Desde que ela foi escrita, copiada e depois imprida, em grego, arcaico e a outras línguas espalhadas na terra.... Bem é melhor ficar por aqui, que eu não sou nenhuma teóloga, nem nunca estudei teologia....
Gosto · 1 ·

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook