sábado, 31 de dezembro de 2016

Mas é madrugada, como irás sair à esta hora?- questionei, perturbado.

Lecuanhane Wa Mutxopi com Edgar Barroso e 9 outras pessoas.
30 de Dezembro de 2015 ·

O amor é uma cena maningue lixada (+18- linguagem forte e explicita)...

- Mas é madrugada, como irás sair à esta hora?- questionei, perturbado.

- pague-me, irei apanhar um taxi, tenho um taxista amigo que sempre vai buscar-me aos lugares quando preciso de transporte- retruque Ela, indiferente à minha dor.

- disseste que irias deixar essa vida?- insisto, inconformado.

- amor não enche barriga, e teu preconceito engoliu-te as bolas, não tens coragem de assumir-me.

Depois de ditar a sentença para punir o meu preconceito que segundo Ela, havia usurpado as funções das minhas bolas, Ela levanta-se apressada. O quarto estava escuro, o vulto do seu corpo nu era a luz que iluminava seus caminhos. Usou do seu apurado tacto para recolher as peças de roupa espalhadas pelo chão frio do meu quarto, como quem apagava os vestígios do crime que acabara de cometer.

Ela era dona de uma beleza poética, coxas longas e definidas, glúteos salientes e avantajados, ancas curvilíneas e suas mamas rijas como as massalas da minha terra mal cabiam na palma da minha mão de tão volumosas. Tinha a pele negra suave, e um olhar profundo e penetrante de uma felina- Eu perdi-me nos seus encantos e capotei nas curvas daquele corpo escultural.

Conheci-a numa dessas noites loucas que a liberdade do descomprometimento nos proporciona. Era a despedida de solteiro do Vasco, um desses amigos boémios e eternos rebenta tanguinhas, por quem cheguei a apostar dobrado contra singelo que nunca se casaria- mas claramente havia subestimado o poder do amor.

Depois de virar uns tantos copos num bar foleiro da cidade, e excitados pela embriaguez, decidimos proporcionar uma noite à altura do melhor atirador que o grupo tinha até aquele momento, que estava prestes a jubilar-se prostrado aos pés do amor.

Era uma noite de Julho cinzenta e fria, as ruas estavam desertas e às escuras, fazia silêncio lúgubre, que era por vezes interrompido pelo latir dos cães vádios, tão vádios quanto nós.

Mas como que a prestar serviços públicos minímos vitais para o palpitar do coração da cosmopolita capital, a baixa estava iluminada e movimentada, e apesar do frio, as meninas circulavam semi-nuas a vender o pecado que carregam entre as pernas.

Pernas essas que também serviam de confessionário, onde homens de várias idades e estratos sociais, movidos por motivos diversos, desde a curiosidade, fantasias, frustração, carência e necessidade de sentir-se importante, encontravam acolhimento e confessionário para seus pecados, na segurança de que os mesmos morrem entre aquelas pernas, e a profundidade das suas entranhas seria seu cemitério- se as vaginas da baixa falassem, segredos inconfessáveis seriam revelados.

A baixa em si, é uma puta cinica. De dia, Ela é decente, e bastante profissional, o centro comercial de Maputo, onde pontificam bancos, ministérios, porto e empresas de logística. De noite, Ele se despe da decência e se veste da vulgaridade. Escritórios transformam-se em prostíbulos, restaurantes em bordéis, parques de estacionamento em quartos- decidimos pelo Luso para uma noite de strip.

Meus olhos cruzaram os seus assim que entrei para o bordel, Ela estava sentada junto ao balcão, pernas cruzadas, vestido transparente, curto e justo, a desenhar cada curva do seu corpo diabólico e a deixar pouco ou quase nada para a imaginação que deve (a imaginação) ter-se sentido inútil naquele momento. Seus lábios estavam coloridos por um vermelho intenso e Ela fumava um cigarro com a sensualidade de quem está mais viciado na sedução que no próprio cigarro, como que a exibir a habilidade daqueles lábios de veludo.

- Posso? – Puxei o cigarro com todo o fôlego que carregava nos pulmões e sorvi num só trago o liquido cor de ouro com cheiro acre que sobrava no seu copo;

- Estas mesmo sedento- diz Ela de forma provocante com a voz áspera mas ao mesmo tempo excitante;

- Ainda não viste nada- retruqui sem baixar a guarda;

- Espero que carregues a mesma sede nas calças

Terminamos na minha cama, que já deve ter visto mais calcinhas que as lojas de roupa interior feminina, desde os trapos das lojas da baixa, até as lingeries de renda fina.

No começo, sequer conhecia o nome dela, achei que não fosse precisar saber. Quando Ela insistiu em saber pelo meu, Eu disse “Vasco” em sacanagem ao amigo que se iria casar.

- Sheila, meu nome é Sheila... atirou Ela com aquele olhar radiográfico, que te tira as medidas, te despe e te come.

Incrivel, se existe uma coisa em comum que as putas têm é a predilecção por esse nome de guerra. Não há comedor que se preze que nunca tenha trepado numa Sheila- pensei alto. Havia mais Sheilas por esses prostíbulos por ai fora que as efectivamente registadas nos notários- Eu gravei “puta das pernas longas”, era mais fácil para mim a identificar dessa forma.

O que devia ter durado uma ejaculação, acabou se transformando numa relação de compra e venda duradoura e bastante incomóda para mim. Ela, obviamente vendia-me serviços de prazer sempre que Eu os solicitasse, Eu, em contrapartida, pagava uma quantia que ambos entendiamos justa.

Incomóda porque meu desejo era que tudo não passasse daquela noite, mas aos poucos fui me acostumando com a presença dela, tanto que sentia um vazio estranho quando Ela estava ausente.

A intimidade foi crescendo e atingiu um estágio em que Ela já vendia-me os serviços dela à crédito, e por vezes não cobrava, ligava a pedir algo quando tinha alguma preocupação e até me oferecia presentes.

Nessa de me oferecer presentes, uma vez ofereceu-me um relógio de marca, para 3 dias depois vir recolhê-lo de volta porque havia roubado de um cliente que ameaçava metê-la na cadeia. Ela dizia-me que comigo era diferente, que Eu não a tratava como uma puta, tanto que Ela se envolvia e se entregava de corpo e alma, dizia, enfim, que ia à cama comigo por prazer, não por dinheiro.

Meu ego ferido pelas frustações dos amores do passado, sentia-se massageado e tentado a acreditar naquelas palavras que exaltavam minha superior masculinidade, mas o medo de acreditar nelas, só me permitia returquir sempre da mesma forma:

- balelas, dizes isso à todos.

- não, nunca sequer beijei um cliente, apenas a ti

- porque Eu prefiro não imaginar o que andaste a fazer com a boca antes de me beijar- balbuciei

O amor brota de solo inesperado. Lá estava Eu envolvido e perdidamente apaixonado por uma puta. A luz do dia, Eu a negava como Pedro à Jesus, dizia aos meus amigos que era tudo diversão de inverno até porque nunca levaria à serio uma mulher da rua. Na nossa intimidade, Eu me entregava e a amava ardentemente, e o fogo dessa paixão proibida não só me consumia como também abalava violentamente os pilares do meu preconceito.

Ela mal conseguia articular frases estruturadas e com sentido, mas embora tivesse problemas com o idioma, Eu lhe apreciava outras habilidades com a lingua.

Naquela madrugada, não suportei a ideia de vê-la abandonar-me, levantei da cama e foi fechar a porta:

- daqui tu não sais

- estás maluco tu, tu não és meu namorado, meu cliente vai se chatear comigo. Abra a porta ou irei gritar e armar o maior escândalo.

Acabei cedendo para não proporcionar um espectáculo gratuito aos meus vizinhos que não suportavam meu estilo de vida boémio, e já andavam a conjurar minha expulsão do prédio nas reuniões do condomínio junto ao senhorio.

Mas não suportei ficar ali abraçado à solidão e com a imaginação perdida nas lembraças de nós dois. Seu cheiro estava entranhado nos meus lençois e na minha pele, minha cabeça era o repositório das nossas memórias, imagina-la na cama doutro, ainda que dormir em camas alheias fosse seu ofício, me consumia.

Peguei as chaves do carro e segui-a naquele frio seco do crepúsculo. O carro onde Ela se fazia transportar dirigia-se à baixa. Ela desceu e dirigiu-se em uma corrida desenfreada à um daqueles bordéis com medo que Eu a interceptasse. Eu a persegui à boate, entretanto, os seguranças estavam a barrar minha entrada, Eu resistia, empurrava-os enquanto gritava seu nome.

Quando ganhei consciência, estava maltratado numa cama do hospital, não me lembrava de nada, mas não era dificil imaginar o que havia acontecido naquele empura-empura com os bruta montes dos seguranças, pois, sentia-me como se tivesse sido atropelado, doiam-me as costelas, não sentia as pernas e tinha uma dor de cabeça insuportável.

A única coisa que me lembrava, era que Eu amava uma puta.

Por: Lecuanhane


Comentários


Juvêncio Abilio Comé Leitura adiada para daqui há 3 horas. Ansioso...
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 13:34


Edmilson Taula Mais um aficionado por p(l)utas... Óptimo texto
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 13:37


Jose Luis Freaq Son Texto altamente envolvente.Minhas congratulações.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 13:40


Rito Nobre Hawena
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 13:46


Denise Ferrão Texto top 👌
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 13:50


Moucast Monice ''Não há comedor que se preze que nunca tenha trepado numa Sheila'' Granda verdade
Gosto · Responder · 6 · 30 de Dezembro de 2015 às 13:51


Moucast Monice Alto texto
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 13:52


Lindoca De Marrime Puta da Gaja, consegui abalar teu coração de pedra .
Gosto · Responder · 3 · 30 de Dezembro de 2015 às 13:54


Lecuanhane Wa Mutxopi Olá Deo!
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 8:54


Escreve uma resposta...



Lichale Jaime Francisco gostei das duas faces que a cidade de maputo apresenta de dia e de noite, verdades
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 13:54


Genaldino Alcapone Madede Fixe!
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 14:02


Emilio Francisco Chauque Duas coisas a dizer:
-Textos deste "gajo" me fazem desimaginar qualquer aventura minha no mundo das letras, porque teria que supera-lo, o que só aconteceria em muitos anos de muita leitura.

-Outra coisa, devia pensar em escrever um livro ou, ainda, compilar os textos já publicados e editar.

Bónus:
O citado pelo Moucast Monice do texto, também subscrevo hahahahha.
Gosto · Responder · 3 · 30 de Dezembro de 2015 às 14:06


Lecuanhane Wa Mutxopi Eu também tenho lido muito sempre que posso. Tenho lido o que gosto e o que preciso, porque só assim puderei talvez atingir um nivel que me permita sonhar com um livro.
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 22:54


Emilio Francisco Chauque Sinto um certo perfeccionismo aqui, porque para mim e, pelo feedback, os outros, você está num bom nível.

Certo dia comentei com o Cossa a respeito, admirando a sua escrita. A cada texto seu aprendo e ambiciono um dia chegar ai (em cima 😃) onde está.
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2015 às 0:56


Lecuanhane Wa Mutxopi Há realismo, Nkulu. Preciso aprender, e percebo isso quando leio um bom livro
Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2015 às 0:58


Emilio Francisco Chauque E eu percebo quão bom (você) já é a cada texto seu 😃.

Mas, continue lendo, creio que em breve vai alcançar o nível que almeja.
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2015 às 1:03


Lecuanhane Wa Mutxopi hehehehehe heheheheheheheehehhehehe heheheheheheheehehhehehe obrigado. Estás a me envaidecer
Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2015 às 1:05

Escreve uma resposta...



Juelma Albertina Bravooooooo
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 14:06


Chud Tafula Nossa...
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 14:10


Ivan Tembe Clap clap clap
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 14:11


Eduardo Matine Altamente,deu pra fechar o ano ao mais alto nivel...kakakakakakakakaka!
Tive um vizinho que viveu uma historia igual,a ultima vez que soube dele disse-me que eles (ele e a puta dele),planeavam ir a inglatera onde ela tinha um tal boisse que a queria levar junto e a seguir ia mandar uma passagem para ele seguir e continuarem aquele amor misturado por aquelas bandas,estranhamente acho que tal nao sucedeu,nunca mais a vi mas ele viciado na noite acabou enlacado por outra,esta ja casada com um estrangeiro daqueles que a mulher sai e ele fica a cuidar da casa,entao era namorada oficial dele para todos efeitos porque iam e vinham a todo lado sem temer nada e nem ninguem...kakakakakakakakakaka.hugs
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 14:13 · Editado


Lecuanhane Wa Mutxopi Esse teu vizinho era capaz de inspirar um livro. Convida-me para uns copos com o gajo.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 22:56


Eduardo Matine Ok vamos combinar...hehehehehe.hugs
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 23:00


Lecuanhane Wa Mutxopi Eduardo, os copos com o vizinho?
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 8:56


Eduardo Matine Vamos marcar,esquina dele varia entre museu e fofoca no SNJ,vou-lhe localizar...hugs
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2016 às 11:30


Escreve uma resposta...





Dm Tchotcholoza Tchotcholoza Grande texto
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 14:13


Cristina Chirindza Maputo tem duas caras.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 14:17


Lecuanhane Wa Mutxopi E não têm? A baixa sobretudo
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 22:56

Escreve uma resposta...



Chud Tafula Grande "Sheila" que mesmo puta, conseguio amolecer o coração de um gajo.... Clap clap
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 14:20


Lecuanhane Wa Mutxopi Hehehehe hehehehehehehehehehheheheehhehehehehehe
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 22:57


Lecuanhane Wa Mutxopi Pena mesmo que o gajo seja preconceitouso.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 22:59

Escreve uma resposta...



Enedina Andrade Eny heheheh.... não sabia que o álcool deixa gajos excitados... pensava que deixava sem condições .... Amei o texto.. e meu palpite é o seguinte: aceite que a dama é puta que doe menos... Beijo.
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 14:27

Ocultar 24 respostas



Ka Munanga Yeah, mana. É melhor mesmo, ao invés de se enganar...
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 16:39


Enedina Andrade Eny é só aceitar e se for para ser será... tudo pode acontecer, basta que ele aceite o quê ela é ou o que ela já foi e manda para a ponte que... o preconceito e viva o amor.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 16:44


Ka Munanga Yah, é o ideal. Porém, isto é atirar-se a cova de leões... a sociedade hipócrita irá trucidá-lo.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 16:46


Enedina Andrade Eny e quem faz a sociedade? se não somos nós.. com a nossa coragem ou com a nossa covardia, pereconceitos...?? e nós, também não somos hipócritas aceitando o quê os outros querem para nós? claro, durante o dia.. a noite a cidade transforma -se e com ela os valores...
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 16:49


Enedina Andrade Eny desculpa, quis dizer preconceitos*
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 16:51


Ka Munanga Nós somos parte do todo mas não somos o todo. A sociedade é guiada pelos factos sociais, que segundo Durkheim, são maneiras de ser, estar e agir que são exteriores ao indivíduo. A generalidade, externalidade e coercividade, sobretudo, são as características desses factos. Podemos dizer que a hipocrisia generalizada, traduzida na conveniência, é um facto social. Ser um desvio é possível, mas é necessário saber que teremos de conviver com o ostracismo e a solidão. Daí que muitos preferem se conformar, calar e viver a vida dos iguais neste baile de máscaras que é a sociedade.
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 16:59


Enedina Andrade Eny Cada um tem um ponto de vista e muita vezes depende do ângulo.. eu prefiro os pensadores que deram seus contributos na formação social.. aqueles que transgridem a ordem social e diz que é sadio construir outros paradigmas.. e cada um veste a máscara que lhe couber melhor.
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 17:08


Enedina Andrade Eny E o senhor do dono do lindo e provocador texto.. prefere o silêncio... quero saber se o texto é uma estória imaginação fértil ou é uma história bem vivida?
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 17:14


Ka Munanga Olha, eu particularmente, sou indivíduo heterodoxo, subservo, autêntico espírito-livre. Detesto estar na caixinha social e ser guiado feito marionete. Isto fez-me perder tanta coisa, namorada, amigos e até parte da familia. Essa gente prefere estar na caixinha, a digerir certezas incertas, eu não posso fazer nada. Não posso tirar da menoridade histórica que lá prefere, pois é fácil, estar. Os meus comentários acerca do texto são objectivos, tentei mostrar como a sociedade encara os desvio. Contudo, eu sei que sou e me assumo "marginal".
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 17:17


Ka Munanga quem* lá prefere... como a sociedade encara o* desvio...
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 17:18


Enedina Andrade Eny gostei... quanto mais "pessoas de pensamentos e ações livres" menos hipócritas seremos.. "Ações" porque infelizmente pensamento não muda a realidade.. afinal, costumes, valores, regimentos, leis.. pensamentos.. não são eternos.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 17:24


Ka Munanga Friedrich Engels dizia que de nada valia toda a fraseologia revolucionária se não corporificada pela ortopraxia. E Marx, a outra medula óssea do socialismo na crítica que faz a Hegel diz que "até então a filosofia havia interpretado o mundo e que era chegada a hora de tramsformá-lo". Mas ambos, em momento algum subestimaram a reflexão teórica, pois estavam cientes de que a teoria sem a prática é morta e que a prática sem a teoria é vazia. A reflexão teórica e a prática podem e devem caminhar juntas.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 17:46


Enedina Andrade Eny o nome é práxis... quando a teoria - prática - teoria - pratica conforme em reflexão e prática permanente.. é práxis..
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 17:48


Enedina Andrade Eny não existe prática sem teoria, assim, como não existe pensamento político neutro. Mas, práxis pode ser conservadora ou revolucionária..
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 18:02


Ka Munanga “A teoria sem a prática vira 'verbalismo', assim como a prática sem teoria, vira ativismo. No entanto, quando se une a prática com a teoria tem-se a práxis, a ação criadora e modificadora da realidade" diz Paulo Freire. Eu penso que é possível sim haver prática sem teoria, se olhar-mos a teoria num sentido rigoroso do termo. Se olhares para história do socialismo verás que houve prática, ou pelo menos, tentativas de praticá-la antes das lucubrações de Engels e e Marx. Foi graças a Marx e Engels que fundaram o socialismo científico que a verdadeira prática foi articulada.
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 18:33


Ka Munanga Agora, concordo consigo que em política a não participação é uma forma de participação. Não tenho dúvidas quanto a isso.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 18:35


Enedina Andrade Eny mano a prática social é regida por uma concepção teórica mesmo que mesmo que esse individuo não conhece a teoria que direciona sua prática.. podes quer crer que há uma teoria.. e olha que não isso não é meu... isso é da pedagogia do oprimido desse mestre da educação que tu bem citasse.
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 19:04


Ka Munanga Está bem, mana. Irei pensar nesta questão... Após reflexão, voltamos a conversar. Pois, não estou de acordo com o que dizes, mas estou sem fundamentos para fazer valer a minha ideia. Pode ser?
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 19:17


Lecuanhane Wa Mutxopi Cavaqueira das boas aqui.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 23:09


Enedina Andrade Eny Stress Rapper uma boa dica de leitura, entre muitos é o Príncipe de Maquiavel e o Contrato Social de Roussean... acho que eles nos ajudam a perceber para que serve as leis, os contratos sociais, as regras... para quem, para quê porque.. a filosofia "para o povo pão e circo".
Gosto · Responder · 3 · 31 de Dezembro de 2015 às 14:57


Lecuanhane Wa Mutxopi Manda pdf de "o principe" de Maquiavel.
Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2015 às 15:15


Enedina Andrade Eny tenho impresso. A Arte da Guerra (Maquiavel) ouO Príncipe.. acho que deve ter algum link que dá a possibilidade de baixar.. se não conseguir me avisa que peço para alguém scanear e te mando.
Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2015 às 15:17


Lecuanhane Wa Mutxopi ok
Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2015 às 15:22


Ka Munanga Lí Maquiavel, em 2012, fazia o primeiro ano de faculdade. Contudo, sei que estou em dívida com ele, pois a minha capacidade de interpretação era bem reduzida. Quanto a Rousseau, nada lí. Obrigado pela recomendação, irei lê-los.
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2015 às 15:28

Escreve uma resposta...



Tujó Zaza O amor brota d solo inesperado...
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 14:31


Mahanjane Arsenio Bravo, Fenomenal! lembraste me do tempo que também fui cliente, embora não ter chegado a apaixonar me mas tinha lá as minhas Sheilas preferidas.
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 14:37


Ximbitane Na Lenha Amei!
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 14:44


Alfredo Mandlhate So tinha k ser com sheila.kkkkkkkkk
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 15:00


Samuel Bechel Goood
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 15:07


Rafael Ricardo Dias Machalela " Ela mal conseguia articular frases estruturadas e com sentido, mas embora tivesse problemas com o idioma, Eu lhe apreciava outras habilidades com a lingua." - ehehehehehe
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 15:14


Lecuanhane Wa Mutxopi No fundo era a habilidade que importava para o tipo de relação que mantinhamos
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 23:10

Escreve uma resposta...



Lourenco Sergio Dos Santos Aplausos... Parabens mais uma vez.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 15:17


Freddy Tondo Congratulações... excelente texto.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 16:03


Hernye Mah Eacham Toda a "arte" tem mesmo princípio e fim... Isto leva-me a concluir que homem, qualquer, para ser artista ensaia (inicia) em mulher e apresenta-se (acaba) em mulher... SERÁ QUE HOMEM NÃO PODE ESCREVER SOBRE OUTRO HOMEM? O QUE PROÍBE QUE SE PINTE HOMEM POR OUTRO HOMEM EM QUADROS? Até homossexuais quando pintores, não pintam outros homens (pintam mulheres). Definitivamente, objecto da ARTE é MULHER. (os preconceituosos vão duvidar da minha orientação sexual, eu sei).

Parabéns, Lecuanhane!!
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 16:12 · Editado


Primogénito Da Ciência Curioso!
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 17:22


Lecuanhane Wa Mutxopi Tens toda razão Hernye, veja a música por exemplo, invariavelmente os homens cantam sobre a mulher e para a mulher.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 23:14 · Editado


Hernye Mah Eacham Até na cerveja, o homem queria adicionar "Mulher" como pilar de marketing. Custa acreditar que foi a mulher que induziu o homem a comer da fruta proibida, como relata a Bíblia.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 23:31 · Editado


Lecuanhane Wa Mutxopi heheheheheheheehehhehehe heheheheheheheehehhehehe
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 23:33


Francisco Manjate Hernye, Idasse Tembe (o artista plástico) diz que a Mulher é o Poço da Vida. Craveirinha foi mais longe ao afirmar que a Mulher é a Essência da Poesia. A Mulher, meu caro Hernye, é a Essência de Todas as Coisas. É a poesia em si. O Ghorwane da Inspiração.
Gosto · Responder · 1 · 15 de janeiro de 2016 às 14:58

Escreve uma resposta...



Dercio Martins Penicela Chibebe muito linda essa literatura

Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 16:10


Roger Charming Macie Heheheheh aquela boate deixa marcas e paixoes nos homens que a frequentam... obrigado por mi mostrar que nao fui o unico apanhado pelas ardentes e escagalhantes noites de paixao propoecionadas pelas ditas "putas"...
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 16:14


Roger Charming Macie Os teus textos mi roubam minutos de leitura e mi convenço cada vez mais que tem um otimo artista ai dentro... espero uma obra completa num desses anos... boas saidas e entradas cheias de sucessos pra todos
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 16:19


Lecuanhane Wa Mutxopi Thanks. Quem sabe um dia cresço à um nivel que me permita sonhar com um livro.
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 23:15

Escreve uma resposta...



Ercilia Nomboro Adorei... super envolvente, estas de parabéns
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 16:20


Lecuanhane Wa Mutxopi Obrigado, Moçamboleira
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 23:15

Escreve uma resposta...



Meriamo Lucrécia Amei..fechaste o ano em grande, Obrigada pelo texto envolvente!
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 16:31


Manuel Roque Jamisse Clap,clap,clap... Tive que parar o job para deliciar-me com esta docura de texto de uma qualidade imensuravel. Parabens Lecuanhane,por fechar o ano com uma chave de ouro... Obrigado!!!
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 16:33


Inacio Domingos "Ela mal conseguia articular frases estruturadas e com sentido, mas embora tivesse problemas com o idioma, eu lhe apreciava outras habilidades com a língua" HAWENA!
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 16:34


Ka Munanga Curvo-me diante dos teus pés... Leio atentamente tudo que postas, és maningue profundo. "O amor nasce em solo inesperado", me nocauteaste, mano. Grato por partilhar estas relíquias com a gente, és parte da imensa minoria que diz-me algo nesta plataforma anti-social, oops, social.
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 16:36


Lecuanhane Wa Mutxopi Obrigado Stress, vi tua conversa com aEnedina, top, top. Aprendi muito e só por isso vale à pena escrever
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 23:17

Escreve uma resposta...



Poeta Levianno interessante
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 16:46


Baltazar Muianga Clap clap clap clap..

Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 16:46


Edgar Barroso

Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 17:11


Lecuanhane Wa Mutxopi Só isso que tens à dizer?
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 23:17

Escreve uma resposta...



Primogénito Da Ciência "...Terminamos na minha cama, que já deve ter visto mais calcinhas que as lojas de roupa interior..."

Grande descrição de um comedor. Grande texto.
Hehehehehe...

Não é por acaso que, sempre que fico sem ver uma nova publicação sua no meu feed, vou visitar seu mural.
Gosto · Responder · 4 · 30 de Dezembro de 2015 às 17:19


Lecuanhane Wa Mutxopi Engraçado que também faço o mesmo, visito teu mural.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 23:18

Escreve uma resposta...



Isaac Mabuie Niosta Cossa faca o mesmo, brinde-nos com um ultimo texto.
Gosto · Responder · 3 · 30 de Dezembro de 2015 às 17:32


Carlos Graca você escreve paaahhh.., bem hajas meu conterrâneo, macho másculo cavalheiro e inteligente como todos os chopes.., ::... minha cama que deve ter visto mais calcinhas que loja de roupa interior...:"", heheheheheheeheheheheheheheheheh..,
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 18:53


Lecuanhane Wa Mutxopi hehehehehehehhehehehehheheheh este meu conterranêo percebe das coisas. Pena mesmo que não deixas-te conhecer.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 23:19

Escreve uma resposta...



Erman Roland Fny Um dos melhores textos se não o melhor que já li no face neste ano ... Parabéns 👏👏👏🙌🏾🙌🏾🙌🏾 isto é arte linguística no verdadeiro sentido. Fiquei sem chão com tanta descrição e detalhismo 🙏🏾🙏🏾🙏🏾
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 19:36


Lecuanhane Wa Mutxopi Obrigado, amigo.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 23:20


Erman Roland Fny Conheci-te através deste texto porque alguém partilhou o texto e logo que li ... Fiquei 😳😳😳 super escritor. Parabéns 👏👏
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 23:56

Escreve uma resposta...



Primogénito Da Ciência Grazie Eagle Eye Ferropova , está aqui um alimento.
Gosto · Responder · 3 · 30 de Dezembro de 2015 às 19:37


Erman Roland Fny Leia isso mano e aprecie a arte da escrita Lucrécio J. Bires Fernandes 👏👏👏
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 19:57


Graziella De Sousa Ferrao Deveras interessante este texto!!!
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 20:01


Juvêncio Abilio Comé Uma novela... Ya, é uma novela. Daquelas que não se pára sequer para respirar, enquanto não se esgotar a leitura. Parabéns, filho dos chopes, pela arte da escrita.

PS. Não entendo a razão do teu complexo em relação à puta Sheila, ao menos se tivesses um pingo de dignidade máscula.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 20:20


Lecuanhane Wa Mutxopi Não vivemos numa ilha, mas em sociedade, então o preconceito não é apenas meu.
Visito teu mural, tens estado a crescer, prosa, poesia... Enfim, força ai
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 23:21


Juvêncio Abilio Comé Thank you, man. Mas o centro das atenções agora és tu, a tua obra. Vénias!
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 23:33

Escreve uma resposta...



Lucrécio J. Bires Fernandes Esse cara é um génio.
É por isso quando dizem-me "ah, devias pensar em ser escritor e tal"
eu penso "não, há tipos incríveis. Que estão num patamar super!

Esse cara é um deles.
Um parágrafo mais estupendo que o outro.
Incrível.
#Arte Erman Roland Fny
Gosto · Responder · 3 · 30 de Dezembro de 2015 às 20:33

Ocultar 16 respostas



Erman Roland Fny Eu não tive como não compartilhar com tigo mano.... Fiquei tão viajado neste texto que preciso de ler mais umas duas vezes
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 20:56


Lucrécio J. Bires Fernandes Camões de certeza está orgulhoso dele.
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 21:18


Erman Roland Fny Muito ... Deve ter ressuscitado até só pra confirmar se a ortografia, o léxico e a sintaxe estão bem colocadas ... 😂😂😂😂😂😂
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 21:57


Lucrécio J. Bires Fernandes é bem provável que ele vá sair da tumba para dançar uma kizomba para comemorar.
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 22:11


Erman Roland Fny 😂😂😂😂😂😂😂
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 22:33


Erman Roland Fny Com esse sistema de passagens automáticas não podemos esperar muito... Melhor é nos orgulharmos dos melhores e bons que existem apesar de poucos
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 22:34


Lucrécio J. Bires Fernandes sem sombras de dúvidas primo (y) essa escassez vem a ser uma espécie de cereja no topo do bolo.
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 22:40


Erman Roland Fny Exacto ... Isso é praticamente o morango no deserto
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 22:42


Lucrécio J. Bires Fernandes Guebuza prémio nobel da paz
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 22:45


Erman Roland Fny 😂😂😂😂😂😂
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 22:46


Erman Roland Fny Cuidado com esses teus prêmios... Não distribua de qualquer maneira por favor
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 22:47


Lucrécio J. Bires Fernandes estava seguindo a dica de "morango no deserto"
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 22:57


Lecuanhane Wa Mutxopi Acreditem, ainda sou aprendiz. Há gajos que escrevem, aqui mesmo no burgo posso apontar alguns nomes de escritores feitos. Mas obrigado pelas palavras de encorajamento
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 23:24


Lucrécio J. Bires Fernandes a vida é uma escola, somos eternos aprendizes. Mas há aqueles estudantes que se destacam, acredito que sejas um deles.
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 23:37


Erman Roland Fny Incrível Lecuanhane Wa Mutxopi que no teu texto identificaste o Niosta Cossa ... Eu já o conhecia através de uma crônica aqui no FB e logo de seguida o adicionei tal como aconteceu com você. Vocês até agora são os melhores
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2015 às 0:00


Lecuanhane Wa Mutxopi Esse biltre (o Niosta) é muito grande.
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2015 às 0:01

Escreve uma resposta...



Lucrécio J. Bires Fernandes deleitem-se meus caros
JM Manejo Vitorino José Chimica Cristóvão Dos Santos Débora Evelyn Juh Carol Nilos
Gosto · Responder · 5 · 30 de Dezembro de 2015 às 20:35


Vitorino José Chimica Grande texto. Thanks pela partilha
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 21:47


JM Manejo Ainda nao pude ler, talvez dia 3
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 21:55


Lucrécio J. Bires Fernandes de nada bro V.J.
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 22:14


Juh Carol Nilos Nao li por motivos de força maior, mas lerei. Boas saídas.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 23:24


DjCarlos Duzentos Dos Santos Lábias
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2015 às 0:39

Escreve uma resposta...



Osh Macamo Volto.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 20:39


Débora Evelyn Rendiiiii . . . . estava amar uma BitCh :-) Gostei ..... incrivel
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 20:55


Lucrécio J. Bires Fernandes de nada
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 21:20


Débora Evelyn yeah ... Obrigada ao menos sabes q gosto d ler Luluh :-P
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 21:22


Lucrécio J. Bires Fernandes assim tipo é única coisa que sei da sua pessoa? #Idiota
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2015 às 22:05


Débora Evelyn As 23h aguardo a sua ligação :-)
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 22:40


Lucrécio J. Bires Fernandes disperdício seu.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 22:42


Débora Evelyn ijiii . . . é assim něh??
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 23:37


Lucrécio J. Bires Fernandes no inbox tem a explicação. E mais não digo.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 23:39


Débora Evelyn me liga e eu irei dizer . . . :-/ Me Liga Lu
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 23:41


Escreve uma resposta...





Faizal Jamal Se esse texto não é pura imaginação sua entao podes crer que fazes parte do clube dos homens que naquelas ruelas aprendeste a arte de viver numa metrópole...

Eu pessoalmente não me arrependo da experiência que lá colhi porque hoje posso trocar conversa com conterrâneos que hoje chegam a Maputo sobre esse assunto e viver sem remorsos da vida da cidade... Felizmente hoje tenho outras abordagens e já não me emociono com fantasias nocturnos na baixa da cidade...
Gosto · Responder · 3 · 30 de Dezembro de 2015 às 21:15


Meriamo Lucrécia Faizal Jamal...kkkkkk
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2015 às 23:20


Lecuanhane Wa Mutxopi A arte não têm emoções, é apenas arte, e é isso que pretendo que apreciem neste texto. Fazer derivações para minha vida privada é desprezar a arte e nevegar por águas turvas
Gosto · Responder · 3 · 30 de Dezembro de 2015 às 23:28


Faizal Jamal Kkkkkkk qual é dra. Meriamo Lucrécia, nunca experimentou um serial killer?
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 23:30


Faizal Jamal Lecuanhane Wa Mutxopi, há muitos homens que gostariam de experimentar aquelas coisas, mas não têm oportunidade enquanto a idade for ideal e o resultado é esse vão já adultos e escafiam suas vidas...
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2015 às 23:32


Juvêncio Abilio Comé Russian salad...
Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2015 às 0:28

Escreve uma resposta...



Helder Jaime Malate Armailhas da vida. Top
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2015 às 1:17


Fernando Costa Infelizmente a natureza nao nos trouxe a todos á vida com as mesmas capacidades. Alguns de nós nascemos para ser vitimas dessa doenca que se chama exclusao feminina.. É o que se passa com o meu amigo Mutxopi... As mulheres, mesmo as mal afamadas ou de vida facil o recusam depois de o conhecer...
Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2015 às 1:48


Lecuanhane Wa Mutxopi Tsic
Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2015 às 1:50

Escreve uma resposta...



Jane Waciquette Saboroso e amargo....
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2015 às 2:04


Nito L. Manhice

Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2015 às 2:27


Nito L. Manhice

Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2015 às 2:27


Nito L. Manhice Adorei,o melhor que ja li neste ano. Parabens
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2015 às 2:28


Regina Tembe Estava muito triste i sem sono com coisas da vida mas mal k achei esse texto fikei tao feliz ao mexmo tempo fikei asim pensando na minha amiga k leva essa vida do pena nela n e facil estar nas ruas da cidade me pergunto nos dias de chuva como faze
Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2015 às 5:45


Orlanda Nhantumbo Nhantumbo

Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2015 às 7:11


Manuel Roque Jamisse Luis Batista e Fortunato Sambo,deliciem-se...!!!
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2015 às 7:23


Lucia Ngovene Um romance muito interessante, parabéns Lecuanhane Wa Mutxopi
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2015 às 8:22


Ana Gelinda Ramos texto tão bom que ate fiquei triste quando dei conta que terminou ,espero a continuação.
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2015 às 9:05


Lecuanhane Wa Mutxopi heheheheheheheehehhehehe heheheheheheheehehhehehe
também Eu espero contar o que seguiu depois de Eu ter recuperado a consciência, vamos aguardar com serenidade
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2015 às 9:13


Josue Matsinhe Leitura escorreita. Gostei.
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2015 às 9:16


Lecuanhane Wa Mutxopi Obrigado, Josue.
Gosto · Responder · 1 · 15 de janeiro de 2016 às 15:11

Escreve uma resposta...



Francisco Manguana (y)
Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2015 às 9:37


Hermenegildo Chirindza Ufff. Banho de leitura. Parabéns pela crónica é pela maneira simples de descrever cenários interessantes.
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2015 às 10:04


Lecuanhane Wa Mutxopi Obrigado, amigo. Acho que a continuação estará disponivel na primeira semana de Janeiro
Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2015 às 10:06


Hermenegildo Chirindza Esta nice.
Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2015 às 10:08

Escreve uma resposta...



Miller A. Matine Bravo!
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2015 às 10:25


Abel Boene Coisas da vida, parabens pela coragem que tiveste de narrar a sua triste historia, acredito que muitos homens tem passado por isso.
O verdadeiro amor da sua vida esta guardado, Deus so esta a espera de momento certo para te indicar mas enquanto isso nao acontecer pode ter certeza que o Diabo ira querer se aproveitar da situacao para enganar o seu coracao.
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2015 às 10:25


Lecuanhane Wa Mutxopihehehehehehehehehehheheheehhehehehehehe
Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2015 às 10:39


Escreve uma resposta...





Pita Fundice Sensacional. Gosto
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2015 às 10:38


Edmilson Dengo Tiro chapéu...
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2015 às 10:44


Sandra Neves Que escrita Linda Edgar Barroso. Mistura de palavras que cativam um leitor
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2015 às 16:41


Edgar Barroso Sandra Fereira, o texto é do meu amigo Lecuanhane Wa Mutxopi.
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2015 às 16:43


Sandra Neves Sim eu vi. Parabens pela escrita, que e muito Linda e que iria encantar qualquer Pessoa que goste de ler
Gosto · Responder · 2 · 31 de Dezembro de 2015 às 16:49


Lecuanhane Wa Mutxopi Khanimambo, Sandra.
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2015 às 16:55


Sandra Neves Khanimambo Lecuanhane Wa Mutxopi. Parabens pela escrita intensa. Um verdadeiro Gabriel Garcia Marquez. Uma descricao encantadora
Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2015 às 17:08


Lecuanhane Wa Mutxopi Ohh Sandra, assim você vai me envaidecer. Obrigado mesmo.
Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2015 às 17:15


Escreve uma resposta...





Tino Catingue Lecuanhane Wa Mutxopi ... Calma k a 'Sheila' irá voltar mesmo k somente pelas habilidades do seu "pincel" ... HAPPY New Year
Gosto · Responder · 1 · 1 de janeiro de 2016 às 7:19


Chitukulu Mucumba Legend
Gosto · Responder · 1 · 14 de janeiro de 2016 às 7:50


Lecuanhane Wa Mutxopi Já tiveste uma Sheila?
Gosto · Responder · 14 de janeiro de 2016 às 15:05


Escreve uma resposta...





Mbongane Hohigo Molwene Jasse dammmmmmmmmmmmm voce escreve vpara o caralho putisses hehehehehehe Augusto Diogo Navarro de Almeidaagora de verdae os vossos livros eu vou comprar para fazer da minha esposa a cheila e outras
Gosto · Responder · 1 · 14 de janeiro de 2016 às 15:27 · Editado


Lecuanhane Wa Mutxopi Mbongane, obrigado meu bom amigo. O escritor aqui é o Augusto, Eu sou "escrevinhador ".
Gosto · Responder · 15 de janeiro de 2016 às 15:09


Escreve uma resposta...





Francisco Manjate Bem conseguido. Um conto muito bem conseguido. REALISMO
Gosto · Responder · 1 · 15 de janeiro de 2016 às 14:55


Lecuanhane Wa Mutxopi Obrigado, Manjate. Já tiveste uma Sheila?
Gosto · Responder · 15 de janeiro de 2016 às 15:10


Escreve uma resposta...





Francisco Manjate Parabéns Lecuanhane
Gosto · Responder · 1 · 15 de janeiro de 2016 às 14:56


Lùcio Carvalho Sambo Parabéns
Gosto · Responder · 25 de Fevereiro de 2016 às 13:44


Natercio Paulo Mucavele Waaauuu
Gosto · Responder · 27 de Fevereiro de 2016 às 20:56


Amaro Jo O tem um final inesperado e bom suspense. Têm arte sim.
Gosto · Responder · 1 · 28 de Fevereiro de 2016 às 12:03


Lecuanhane Wa Mutxopi Dr Dercio Nicolau.
Gosto · Responder · 1 · 22 de Março de 2016 às 14:43


Initovitch Gulupov Lecuanhane Wa Mutxopi "Sheila" começa aqui?
Gosto · Responder · 1 · 22 de Março de 2016 às 16:14


Lecuanhane Wa Mutxopi Começa aqui, Initovitch, e só o diabo sabe onde vai terminar.
Gosto · Responder · 22 de Março de 2016 às 16:17


Initovitch Gulupov Hahahahahaha vai terminar quando enfim souberes o que levou a "Sheila" a Rua Araujo e porque ela roubou a p***do teu coração -ai viverão juntos para sempre. Um grande abraço amigo.
Gosto · Responder · 1 · 22 de Março de 2016 às 16:19


Lecuanhane Wa Mutxopi só novelas brasileiras têm final feliz.
Gosto · Responder · 1 · 22 de Março de 2016 às 16:21


Escreve uma resposta...





Lecuanhane Wa Mutxopi Anabela De Assunção Alexandre!
Gosto · Responder · 22 de Março de 2016 às 16:17


Anabela De Assunção Alexandre A ler...
Gosto · Responder · 1 · 22 de Março de 2016 às 16:18


Escreve uma resposta...





Anabela De Assunção Alexandre Fantástico!!
Please me identifique nos próximos...
Gosto · Responder · 1 · 22 de Março de 2016 às 16:33


Lecuanhane Wa Mutxopi Tudo bem.
Gosto · Responder · 1 · 22 de Março de 2016 às 16:34


Anabela De Assunção Alexandre Obrigada
Gosto · Responder · 1 · 22 de Março de 2016 às 16:34


Lecuanhane Wa Mutxopi Obrigado Eu pelo interesse nos meus rabiscos!
Gosto · Responder · 22 de Março de 2016 às 16:35


Anabela De Assunção Alexandre É muita modéstia da tua parte, chamar os textos que escreves de "rabiscos", isso torna-te (à meu ver), uma pessoa interessante e admirável.
Gosto · Responder · 1 · 22 de Março de 2016 às 20:27 · Editado


Fernando Costa hummmm!
Gosto · Responder · 22 de Março de 2016 às 20:36


Escreve uma resposta...





Erica Manjate Sim, Hugo...muito bem escrito. deixaste de me tagar porque?? estes contos animam, inspiram e nos ensinam algo de certa forma. Nao existem barreiras pra quem ama. Despimo-nos de pudores, vergonha, preconceitos etc. O amor eh sim o melhor e maior sentimento do MUNDO!!! Clap clap clap
Gosto · Responder · 1 · 22 de Março de 2016 às 17:12


Julinho Taimo Fixe
Gosto · Responder · 22 de Março de 2016 às 18:53


Lecuanhane Wa Mutxopi Iva Mugalela.
Gosto · Responder · 24 de Março de 2016 às 11:17


Iva Mugalela Começo a ficar sem palmas Ok...texto que fez-me viajar!
Gosto · Responder · 1 · 24 de Março de 2016 às 11:34


Lecuanhane Wa Mutxopi Chitukulu Mucumba
Gosto · Responder · 1 · 10 de Maio de 2016 às 10:12


Chitukulu Mucumba Obrigado.
Gosto · Responder · 2 · 10 de Maio de 2016 às 10:29


Muzila Wagner Nhatsave Bro es mau. adorei
Gosto · Responder · 1 · 11 de Maio de 2016 às 17:20


Lecuanhane Wa Mutxopi Muzila, nwanana Wa muane... obrigado amigo! Abraço
Gosto · Responder · 1 · 12 de Maio de 2016 às 7:48


Muzila Wagner Nhatsave thanks, mas faça update na zona quente hoje em dia ate de dia ja se vende o produto. Nas instalacoes da antiga Adena ate a esquina com Consigliere Pedroso, estao la as manas vendendo a luz do dia.
Gosto · Responder · 12 de Maio de 2016 às 12:44


Escreve uma resposta...





Lecuanhane Wa Mutxopi Ai, a Sheila!
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2016 às 8:36


Meriamo Lucrécia Que tal a assumires? Assim, a sova dos brutamontes estaria vingada...esperando a parte II
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 9:09


Lecuanhane Wa Mutxopi Já existe a parte II, não viste?
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2016 às 9:41


Meriamo Lucrécia Aguardando a parte III, rectificando
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 9:47 · Editado


Meriamo Lucrécia E qual era a história dela afinal? O que a tinha levado à rua?
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 9:57


Lecuanhane Wa Mutxopi Uma boa pergunta... também quero saber!
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2016 às 9:58


Meriamo Lucrécia Kkkkkkkk se ela ficou a"tacontar"!
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 9:59


Escreve uma resposta...





Ellio Moiane 👏👏👏👏
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2016 às 9:13


Natércia Jossefa Mano eu vou me curar desse vício, adoro a tua escrita.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2016 às 9:49


Lecuanhane Wa Mutxopi E Eu adoro o teu vicio...
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2016 às 9:58


Natércia Jossefa Não sabia desse teu passatempo..., é um máximo continue assim. Bj
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2016 às 9:59


Escreve uma resposta...





Belísio Aniceto Gunga hoje é festa para mim, depois de "Sheila part II" vem este post. Clap clap cota Hugo
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 10:06


Jorge Jone Wow! É simplesmente incrível. Parabéns! Talento sobeja neste texto.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2016 às 11:03


Lecuanhane Wa Mutxopi Obrigado, Jorge.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2016 às 11:21


Escreve uma resposta...





Oscar Andre Nhatchigule Epa, mas a Sheila veio visitar-lhe? Deve ter trazido uma sopa bem quente! Excelente, Lecuanhane Wa Mutxopi, PARABÉNS!
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 12:59


Camila Tamele Wauu 👌👌
Parabéns👏
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2016 às 13:03


Lecuanhane Wa Mutxopi Obrigado, Camila.
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 14:30


Escreve uma resposta...





Bruno Andre Chemane Em verdade és extraordinário na escrita, lixe-se a beleza que se escassea em ti.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2016 às 14:21


Lecuanhane Wa Mutxopi Lixa-te, Chemane, andas a procura de beleza no meu rosto com que objectivo?
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 14:31


Bruno Andre Chemane Prevalece a tua feiura.
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 17:20


Escreve uma resposta...





Edson Flávio Lecuane Se me dissesses que essa historia é veridica assinava em baixo. É muito boa! Faz me lembrar a "lorena de maputo", obra de um escritor moçambicann
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2016 às 14:31


Lecuanhane Wa Mutxopi Não conheço essa obra, manda para mim. hlecuane@gmail.com
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 14:32


Edson Flávio Lecuane Nao sei se tem disponivel em formato eletronico, mas a obra é de Ercilio Infante, A lorena de maputo. É muito interessante!
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2016 às 14:43


Escreve uma resposta...





Dario Monteiro Li do principio ao fim e se tivesse que voltar a ler mesmo tendo lido a bocado nao teria dificuldade! Duma realidade e Intensidade bem conseguidos...Parabens.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2016 às 15:13 · Editado


Lecuanhane Wa Mutxopi Obrigado, craque!
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 15:07


Escreve uma resposta...





Mida Luisa Nooossaaa!
Top top.
Parabéns
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2016 às 14:57


Lecuanhane Wa Mutxopi Valeu, Mida.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2016 às 15:08


Escreve uma resposta...





Nguila Nyangulane Bestial! Ainda nao sei como foi que nao dei por este conto no dia da sua lavra e ou publicaçao do mesmo, ja la vai um ano. Parabens.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2016 às 15:14


Mussá Roots Espectáculo!
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2016 às 16:05


Simba Siebo Fantástico!
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2016 às 16:46


Luis Jorge Pott Fraga foda-se palhaço meu...ainda so li ate as massalas...e ja estou todo fudido...eu sabia que havia alguem que andava apalpar as minhas massalas...mas ainda não sabia quem era...nunca imaginei que fosse um amigo, do facebook...AS MASSALAS SÂO MINHAS...FOSGA-SE...essas tipas tambem não se sabem dar ao respeito...tudo menos as massalas...elas prometeram-me :)
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2016 às 17:17


Luis Jorge Pott Fraga QUE !!!!! O Vasco Tambem !!!! Voces fazem tudo para se limparem, agora até acusas o Vasquinho, coitado, pá....fogo
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 17:19


Luis Jorge Pott Fraga Eiiiiiiiiiiiia pá...a Sheila, logo a Sheila, eu não acredito...a Sheila não, era a ultima pessoa que eu pensaria que me trairia com um tipo como tu...eu devia de ter percebido, ninguem tem umas massalas como as dela :)
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 17:20


Luis Jorge Pott Fraga Podes crer mano, aquela pele negra, quando um gajo apaga a luz é um espectaculo...um gajo quer come-las bem no escurinho, mas as clarinhas não dá, um gajo quer saborear bem os apalpões e esfreganços, mas ve-se sempre uns contornos :)...ve-se que percebes da poda mano ;)
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 17:23


Luis Jorge Pott Fraga Nunca pensei que essa Sheila fosse tão mentirosa e tão falha de imaginação...a mim fez-me a mesma cena e ate me disse as mesmas palavras...ainda bem que me disse a mim primeiro do que a ti...
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 17:31


Luis Jorge Pott Fraga bem feito, por amares a minha puta que te :) fodeu :)tens a mania que és esperto de te andares a aproveitar das minhas damas e apaixonares-te pelas minhas massalas :) ora toma, nunca tinha percebido para que é que serviam os seguranças...bem feito, se tivesses ficado calado a respeito das massalas, nunca tinha sabido de nada, mas tinhas de falar nelas, não era...eu que te volte apanhar no Bilene em bicos dos pés vais ver o que é um Jacare fudido Vasquinho, à tu é que és o sr Vasco, afinal...aquela conversa toda que tinha deixado o relogio que me tinha oferecido do cliente que tinha roubado na casa do otario do Vasco...afinaleras tu que lhe apertavas os gluteos e lhe lambuzavas as massalas, eu bem que as sentia peganhentas ...
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2016 às 17:39


Lecuanhane Wa Mutxopi heheheheheheheehehhehehe heheheheheheheehehhehehe heheheheheheheehehhehehe heheheheheheheehehhehehe
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 20:28


Escreve uma resposta...





Luis Jorge Pott Fraga Vou deixar de ler os teus pots, so me espalho ao cumprido e me enta-lo
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 20:47


Rúben Matsinhe Muito actual!!!
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 22:30


Caligula Tibucio "as meninas circulavam semi-nuas a vender o pecado que carregam entre as pernas. " :)
Gosto · Responder · 1 · 20 h


Chengui Jaime Belo texto! Aplausos!
Gosto · Responder · 1 · 9 h


Luis Jorge Pott Fraga Espero que nao vaz fazer nenhum post da Filo-mena Papaia
Gosto · Responder · 7 h

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook