quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Acidente aéreo em região montanhosa do Paquistão deixa 47 mortos


PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Internacional
Escrito por Agências  em 08 Dezembro 2016
Share/Save/Bookmark
Não há sobreviventes da queda de um avião da Pakistan International Airlines (PIA) com 47 pessoas a bordo numa região montanhosa do norte do Paquistão, disse o presidente da companhia aérea nesta quarta-feira.
Autoridades disseram que 40 corpos foram recuperados e os esforços de resgate envolviam cerca de 500 soldados, médicos e paramédicos.
Os corpos foram transferidos para o Centro Médico Ayub, nos arredores de Abbottabad, a cerca de 20 km de distância.
"Não há sobreviventes, ninguém sobreviveu", disse Muhammad Azam Saigol, presidente da Pakistan International Airlines.
A PIA operava o voo PK661, que caiu na rota de Chitral para a capital, Islamabad. Junaid Jamshed, um popular astro pop do Paquistão convertido em clérigo muçulmano, estava entre os mortos, disse uma autoridade aérea. A PIA afirmou que o capitão do voo tinha relatado perda de potência em um motor minutos antes de o avião perder contato com a torre de controle na rota para Islamabad.
O avião caiu na área da província de Khyber Pakhtunkhwa, a cerca de 125 quilómetros ao norte de Islamabad. "Todos os corpos foram queimados para além do reconhecimento.
Os detritos estão espalhados", disse Taj Muhammad Khan, autoridade do governo baseada em Havelian, à Reuters. Khan, que estava no local da queda, disse que testemunhas lhe contaram que "a aeronave caiu em uma área montanhosa, e estava em chamas antes de atingir o solo".
Imagens mostradas em canais da TV paquistanesa e que circularam nas mídias sociais mostram um rastro de destroços envolvido em chamas em uma encosta de montanha. Segundo o manifesto de voo, havia três pessoas no avião com nomes estrangeiros.
O porta-voz do chanceler austríaco confirmou mais tarde que dois austríacos morreram no acidente. A PIA disse em comunicado divulgado à noite que o avião transportava 47 pessoas, incluindo cinco tripulantes. Mais cedo, a companhia afirmou que havia 48 pessoas a bordo.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook