domingo, 20 de novembro de 2016

Turquia destitui 203 juízes e procuradores

 


Entre os afectados estão 20 juízes do Supremo Tribunal e cinco do Danistay

O Conselho Superior da Magistratura (HSYK) turco expulsou da carreira judicial 203 juízes e procuradores por alegadas ligações terroristas, anunciou hoje o Diário Oficial do Estado, segundo Notícias ao Minuto.
A destituição definitiva dos magistrados foi decretada numa assembleia-geral do HSYK na Terça-feira, devido a suspeitas de que estariam envolvidos com a confraria do pregador exilado Fethullah Gulen, que Ancara acusa de estar por trás do golpe de Estado falhado de 15 de Julho.
Entre os afectados estão 20 juízes do Supremo Tribunal e cinco do Danistay, a mais alta autoridade judicial administrativa, segundo a lista divulgada no boletim.
O texto oficial indica que os magistrados destituídos tentaram influenciar as eleições do HSYK.
Desde a tentativa de golpe de Estado, o HSYK já suspendeu mais de 3.400 juízes e procuradores, a maioria da justiça criminal e mais de 500 do poder judicial administrativo, o que representa quase 30% de todos os magistrados do país.
A purga também afectou dois juízes do Tribunal Constitucional da Turquia, que foram detidos pela sua presumível ligação à confraria de Gulen.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook