quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Mulheres nunca serão padres na Igreja Católica, reafirma Papa Francisco


novembro 02, 2016

Papa Francisco e as irmãs Roselyne e Chantal Hamel,Vaticano, Setembro, 2016.
Papa Francisco e as irmãs Roselyne e Chantal Hamel,Vaticano, Setembro, 2016.
A proibição de mulheres se tornarem padres na Igreja Católica Romana é para sempre e nunca será alterada, disse, ontem, o Papa Francisco.
Segundo a Reuters esse foi um dos comentários mais definitivos sobre o assunto do líder da Católica.
Francisco falava a bordo do seu avião de regresso a Roma, após uma viagem à Suécia, onde foi recebido pela chefe da Igreja Luterana.
Uma jornalista serviu-se desse facto para perguntar se o Papa pensa que a Igreja Católica poderia permitir a ordenação de mulheres.
A Resposta de Francisco foi: "São João Paulo II teve a última palavra clara sobre isto e assim fica, assim fica", disse Francisco.
Em 1994, o Papa João Paulo II reafirmou a interdição das mulheres como padres, o que o Vaticano considera infalível da tradição católica.
"Se lermos cuidadosamente a declaração de São João Paulo II, as coisas vão nesta direção," disse o papa Francisco perante insistência.
A Igreja Católica diz que as mulheres não podem ser ordenadas, porque Jesus escolheu somente homens como apóstolos. Os seus críticos dizem que Jesus só seguia as normas de sua época.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook