sábado, 26 de novembro de 2016

Moçambique nos 10 países africanos mais corruptos

Aqui estão os dez países africanos mais corruptos. A Transparência Internacional (TI) acaba de lançar o Barómetro Global da Corrupção, que classifica os países de acordo com a percepção de níveis de corrupção. No relatório deste ano, a TI pesquisou pessoas em 54 países africanos. Aqui está uma lista dos 10 países mais corruptos de acordo com o relatório.

10.Uganda

O presidente Museveni e seu governo têm prometido repetidamente esmagar a corrupção, mas os principais escândalos de corrupção ressurgem nos departamentos governamentais e ministérios, disse o relatório. O primeiro-ministro, Amama Mbabazi, também foi acusado de estar envolvido em casos de corrupção, incluindo alegações relacionadas à venda de terras para o Fundo Nacional de Previdência Social (NSSF), apenas para receber proteção do presidente Museveni.

9. Guiné Equatorial

Sendo uma das nações mais ricas do mundo batendo Arábia Saudita, Coréia e Itália combinadas, a Guiné Equatorial também conseguiu se tornar um dos países mais corruptos da África.

8. Angola

Tendo funcionários corruptos no governo tornou-se uma norma para muitos países, mas o governo inteiro estafando algumas centenas de milhões de dólares para o ganho pessoal é inédito. Angola é um país africano que conseguiu ganhar uma boa reputação como um dos países mais corruptos do mundo.

7. Camarões

62% dos camaronianos pagaram um suborno no ano passado. Dos entrevistados, 81% achavam que o judiciário era muito corrupto e 71% achavam que a corrupção era abundante nas instituições acadêmicas.

6. Moçambique

62% dos entrevistados moçambicanos disseram que ou eles ou alguém em sua casa pagaram um suborno em algum ponto no ano passado. 79% dos entrevistados achavam que o setor educacional era altamente corrupto (apenas a polícia era considerada mais corrupta). O Ministério da Educação foi atolado em vários escândalos, como desvio de fundos e admissão corrupta nas escolas.

5. Zimbabwe

62% dos entrevistados do Zimbábue disseram que pagaram subornos no ano passado. 77% dos zimbabuanos acho que a corrupção tem aumentado ao longo dos últimos 2 anos.

4. Líbia

62% dos entrevistados da Líbia disseram ter pago um suborno no ano passado, principalmente porque era a única maneira de obter um serviço. Um desanimador 71% dos entrevistados disseram que não iria relatar um incidente de corrupção porque eles têm medo das consequências; Um comunicado de imprensa da Amnesty International indica que um editor de jornal foi detido e enfrenta até 15 anos de prisão por publicar uma lista de 84 supostamente corruptos juízes.

3. Quênia

74% dos entrevistados quenianos disseram que pagaram subornos para ter acesso a serviços governamentais. Além disso, 95% disseram que achavam que a polícia era muito corrupta.Quando perguntaram por que pagaram os subornos, 56% disseram que o fizeram para obter serviços mais rápidos, enquanto 36% pagaram subornos porque de outra forma não obteriam o serviço. Um relatório do Banco Mundial de 2012 indica que 12% dos fundos alocados para contratos públicos (o suficiente para criar 250 mil empregos por ano) foram subornados.

2. Liberia

75% dos liberianos declararam que tinham pago um suborno para ter acesso a serviços governamentais. Além disso, 96% disseram que o Parlamento era muito corrupto e 94% achavam que a polícia era extremamente corrupta.

1. Serra Leoa

Entre todos os países cujos cidadãos foram consultados, a Serra Leoa tem a maior porcentagem de respondentes (84%) que disseram ter pago um suborno para obter serviços governamentais.79% dos entrevistados consideram a polícia como corrupta, enquanto 74% consideram o Judiciário como corrupto.

Leia o restante da matéria aqui.


Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook