segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Harvard já não é a melhor escola de negócios do mundo. Trono pertence à francesa Insead

Há um novo nome no primeiro lugar das melhores escolas de negócios do mundo. É a Insead, em França, e destronou a americana Harvard que liderava o ranking há seis anos.
Harvard caiu para a segunda posição do ranking de melhores escolas de negócios do mundo, que liderava desde 2010
Getty Images
Há um novo nome no primeiro lugar do ranking do Financial Times que classifica as melhores escolas de negócios do mundo. A Insead, em França, destronou a americana Harvard que liderava o ranking há seis anos.
De acordo com a publicação, a francesa Insead é agora a melhor escola para se aprender o que vale a pena sobre gestão e negócios. Uma promoção que já tinha sido reconhecida pelo Banco Central Europeu (BCE), que quando avaliou as competências dos novos administradores da Caixa Geral de Depósitos mandou três deles fazerem formação especializada. Onde? Precisamente na Insead.
A escola localizada em Fontainebleau, cidade que fica a pouco mais de 50 quilómetros de Paris, foi dirigida pelo português António Borges na década de 90. Ao economista, que faleceu em 2013, é reconhecido o mérito de ter colocado o estabelecimento francês na primeira liga mundial das business schools.
Esta é a primeira vez que uma escola francesa sobe ao primeiro lugar do ranking, e a segunda vez que uma instituição europeia ocupa o primeiro lugar – a primeira foi em 2010 com a inglesa London Business School.
O Financial Times disponibilizou um total de 100 escolas, dando relevância ao top 25 das melhores instituições do mundo para se estudar negócios e fazer um MBA (Master Business Administration), a pós-graduação que constitui o ponto máximo de aprendizagem na área.
Os EUA são o país mais representado no ranking. Portugal encontra-se na posição 40 com o MBA da Universidade Católica em parceria com a Universidade Nova de Lisboa .

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook