quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Governo de Marracuene manda demolir muro de vedação da casa do jurista Carlos Jeque


Disputa entre jurista e moradores instalou-se há mais de três meses
O governo do distrito de Marracuene demoliu, na tarde de ontem, o muro de vedação que impedia a passagem de populares, no bairro 29 de Setembro, erguido pelo jurista Carlos Jeque.
A disputa entre a população local e o jurista instalou-se há mais de três meses, quando os residentes daquele bairro foram surpreendidos com a construção da vedação. Relatos dos populares indicam que a passagem existe há mais de 60 anos e é uma das principais vias de acesso para os nativos.
No mesmo local onde foi colocado pavê, também passam tubos de água que quase já não se veem.
Segundo o secretário do bairro, nos últimos encontros havidos entre o proprietário e o governo distrital, ficou acordado que Carlos Jeque devia suspender imediatamente a construção do muro de vedação, algo que não aconteceu. E, na tarde de ontem, não houve alternativa senão destruí-lo, a mando do governo do distrito.
No momento em que a demolição foi efectuada, uma das funcionárias do jurista encontrava-se no local. “Esta medida colheu-me de surpresa, uma vez que não recebi nenhuma informação sobre o assunto”, conta.
A população, por sua vez, diz que a posição tomada pelas autoridades foi acertada. “Por aqui reinava muita indignação e angústia”, desabafou um dos populares. “Várias foram as vezes em que nos vimos obrigados a arranjar vias alternativas para chegar aos nossos locais de trabalho, contra todos os riscos”, referiu outro residente.
A finalização da demolição da estrutura está prevista para hoje.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook