segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Filipe Nyusi exige soluções para problemas da educação à nova ministra


Mexidas no Governo
O Presidente da República, Filipe Nyusi, empossou, ontem, quatro novos dirigentes dos sectores da educação e recursos minerais e energia. Trata-se da nova ministra da Educação e Desenvolvimento Humano, do vice-ministro dos Recursos Minerais e Energia, bem como dos reitores da Universidade Eduardo Mondlane e Universidade Pedagógica.
É a terceira mexida no Conselho de Ministros em dois anos. Desta vez, o Chefe de Estado trocou Jorge Ferrão pela deputada e membro da Comissão Política da Frelimo, Conceita Sortane. No acto de posse, Nyusi exigiu à nova ministra da Educação soluções práticas, realçando que não basta ensinar a ler e escrever.
“Os problemas que enfermam a nossa educação já foram diagnosticados. O que exigimos de si e da sua equipa são acções concretas para a sua resolução”, lançou o desafio o Chefe de Estado.
Nyusi empossou também, pela primeira vez, um vice-ministro dos Recursos Minerais e Energia. Com experiência no sector energético, o antigo presidente do Conselho de Administração (PCA) da Electricidade de Moçambique (EDM), Augusto Fernando, tem a tarefa de acelerar a electrificação rural e urbana do território nacional.
“Quero lembrar que todas as actividades neste sector, como em todos os outros, devem ser desenvolvidas com base na transparência, ética, respeito pelas leis e normas vigentes, com tolerância zero aos eventuais actos de corrupção”, alertou Nyusi.
Tomaram posse, igualmente, os reitores da Universidade Eduardo Mondlane, Orlando Quilambo, confiado para mais cinco anos, e da Universidade Pedagógica, Jorge Ferrão. Nyusi exige mudanças na gestão das duas instituições de ensino superior.
“É preciso imprimir mudanças que concorram para a melhoria da gestão das nossas universidades, contrariamente às actuais rotinas em alguns casos de gestão que podem inviabilizar o crescimento qualitativo e quantitativo das nossas universidades”, disse Nyusi.
A nova ministra da Educação e Desenvolvimento Humano promete melhorar o rácio aluno/professor. Já o recém-empossado vice-ministro dos Recursos Minerais e Energia admite que o sector é crítico, mas promete usar os seus conhecimentos para expandir a rede eléctrica.
Participaram na cerimónia de posse quadros da Presidência da República, das universidades, membros do Conselho de Ministros, bem como familiares dos empossados.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook