sábado, 26 de novembro de 2016

Fidel Castro foi "um ditador brutal" - Donald Trump

Redacção VOA



Herança de Castro são "pelotões de fuzilamento"

O presidente eleito dos Estados Unidos Donald Trump disse esperar que a morte de Fidel Castro “seja um marco para o afastamento dos horrores sofridos durante tanto tempo e para um futuro em que o maravilhoso povo cubano viva finalmente na liberdade que tanto merece”.

Numa declaração Trump descreveu Castro como “um ditador brutal que oprimiu o seu povo durante quase seis décadas”.

Para o presidente eleito dos Estados Unidos Fidel Castro deixa uma herança de “pelotões de fuzilamento, roubo, sofrimento que não se pode imaginar, pobreza e a negação de direitos humanos fundamentais”.

Para Donald Trump Cuba permanece “uma ilha prisão”, acrescentando que o seu governo fará tudo para assegurar que o povo cubano possa finalmente começar a sua viagem para a prosperidade e liberdade”.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook