terça-feira, 1 de novembro de 2016

Cidadão mata o tio e é preso em Cabo Delgado


PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  em 01 Novembro 2016
Share/Save/Bookmark
Um jovem que responde pelo nome de Selemane Muita, de 34 anos idades, encontra-se privado de liberdade, na cidade de Pemba, província de Cabo Delgado, acusado de mandar tirar a vida do seu tio, a sangue frio, devido a problemas familiares.
O visado, detido na 3a esquadra da Polícia da República de Mocambique em Cabo Delgado, disse que mandou acabar com a vida do seu tio, de nome Amade Gulkamo, porque nenhum membro da família o suportava por ser feiticeiro, de tal sorte que já não escondia e orgulhava-se de ter morto os outros membros da família.
O jovem, residente no bairro de Mahate, não manifestou arrependimento e considerou que o seu tio, de 50 anos de idade, era uma pessoa de difícil convivência com as demais pessoas no seio familiar.
Selemane Muita contou ainda que o seu parente, ora morto, mandou alguém “para me informar que eu tinha uma semana para morrer”, caso contrário, “eu devia lhe entregar o todo o dinheiro que devo a ele e entregá-lo. Ele prometeu também que iria matar todos os membros da família, um a um”.
O indiciado não revelou o valor em causa, mas disse que quando o prazo estava prestes a esgotar a família viu-se sem alternativas e achou que a melhor solução era matar Amade Gulkamo.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook