quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Baleado em Mocuba membro da Renamo

  


Abílio Baessa está a receber cuidados médicos
Mais um membro da Renamo foi baleado, hoje, em Mocuba, na província da Zambézia. Trata-se de Abílio Baessa, que, além de ser membro da Renamo, é antigo director provincial adjunto do Secretariado Técnico de Administração Eleitoral a nível da Zambézia.

De acordo com o porta-voz da Renamo, Baessa está a receber cuidados médicos. “Foi alvejado a tiro próximo do posto policial em Mocuba”, disse António Muchanga, realçando que “estes actos visam obrigar a Renamo a abandonar o diálogo, o que a direcção máxima deste partido encoraja que contrariemos, mantendo a nossa firmeza e persistência no diálogo. Queremos manifestar nossa condenação desses actos”.

O porta-voz da Renamo revelou que cerca de 100 pessoas do seu partido já foram executadas, desde que eclodiu a tensão político-militar no país e diz que o número de desaparecidos chega a cerca de 250 pessoas.

Renamo acusa Governo de financiar assassinato de opositores


ANTONIO_MUCHANGA6A Resistência Nacional Moçambicana (Renamo) acusou hoje o Governo de financiar a morte dos militantes do principal partido de oposição, indicando que cerca de cem membros já foram assassinados e cerca de 250 estão desaparecidos.
"Membros da Renamo que já perderam a vida são cerca de uma centena, mas temos tantos outros que já desapareceram, que chegam a 250 pessoas", afirmou o porta-voz da Renamo, António Muchanga, em conferência de imprensa, em que anunciou que um membro do partido foi hoje ferido a tiro no distrito de Mocuba, na província da Zambézia.
Muchanga acusou o Governo de financiar uma onda de perseguição aos membros da oposição e uma generalização da violência contra os militantes da Renamo.
"Lamentavelmente, não há vontade de fazer nada [para parar os assassínios], que são financiados pelo Estado, está claro, porque se não fosse isso, não estariam a generalizar-se", afirmou António Muchanga.
Para a Renamo, avançou Muchanga, o ataques aos membros do partido visam obrigar o partido a abandonar o diálogo em curso com o Governo para o fim da violência política e militar.
"Estes actos visam obrigar a Renamo a abandonar o diálogo, o que a direcção máxima deste partido encoraja que contrariemos, mantendo a nossa firmeza e persistência no diálogo", disse o porta-voz do principal partido de oposição.

No Domingo, o chefe da bancada da Renamo na Assembleia Provincial de Sofala, centro do país, Juma Ramos, foi morto a tiro por desconhecidos.
Segundo o porta-voz do comando provincial da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Sofala, Daniel Macuácuá, o deputado foi morto na sua "barraca", como são chamadas no país pequenas mercearias informais, que por vezes são construídas defronte das casas.
Na noite de Sábado passado, dois secretários de círculo da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo) no distrito de Dondo, província de Sofala, foram mortos e um ficou ferido numa acção que a polícia atribuiu ao braço armado da Renamo.
Na última Quinta-feira, um dirigente da Renamo em Gúruè, na província da Zambézia, foi morto a tiro na sua residência, uma acção atribuída pelo partido aos "silenciadores da democracia", disse à Lusa fonte do movimento.
Militantes dos dois principais partidos moçambicanos foram assassinados nos últimos meses no país, no contexto da actual violência militar entre as Forças de Defesa e Segurança moçambicanas e o braço armado da oposição.
Jeremias Pondeca, membro do Conselho de Estado pela Renamo, que integrava a equipa do partido nas negociações com o Governo para a paz no país, foi recentemente encontrado morto em Maputo com sinais de balas no corpo.
Na semana passada, a Renamo e o Movimento Democrático de Moçambique (MDM) acusaram no parlamento o Governo de ter criado esquadrões de morte contra membros da oposição, enquanto a bancada da Frelimo imputou ao braço armado do principal partido da oposição a autoria de assassínios dos seus militantes.
O ministro da Justiça de Moçambique, Isaque Chande, rejeitou as acusações de que o Governo instituiu esquadrões de morte contra militantes da oposição, assinalando que as autoridades perseguem apenas organizações criminosas.
As autoridades moçambicanas acusam a Renamo de uma série de emboscadas nas estradas e ataques em localidades do centro e Norte do país, atingindo postos policiais e também assaltos a instalações civis, como centros de saúde ou alvos económicos.
A Renamo, por sua vez, acusa as Forças de Defesa e Segurança de investidas militares contra posições do partido.
O maior partido de oposição exige governar em seis províncias onde reivindica vitória eleitoral nas eleições gerais de 2014, acusando a Frelimo de ter cometido fraude no escrutínio.
Apesar dos casos de violência, o Governo moçambicano e a Renamo mantêm o diálogo em Maputo, na presença de mediadores internacionais.
SAPO – 02.11.2016
A POPULACAO DE MOCUBA ENVERGONHA A POLICIA E ACUSARAM LHES DE SEREM MENTORES DO ASSACINATO DE MEMBRO DA RENAMO O PROFESSOR ABILIO DA FONSECA.
A populacao de Mocuba se amotinou-se hoje no hospital do mesmo no nome depois do corpo da vitma ter sido levado ao hospital.Este foi baleadoo por membros da frelimo vulgo esquadroes da morte.A populacao gritavam que nos estamos aqui fora para garantir a seguranca de ABILIO que acabou de ser baleado por membros da frelimo,o numero da populacao era incotavel feito areia,a poplicia distrittal tentou expulsar a multidado mais sem sucesso.
Todos dizia que queremos ouvir que o ABILIO esta vivo para nos sairmos daqui.A policia usou muita disciplina e respeito,por isso nao houve casos piores.A populacao em surdina dizia que caso a policia querer nos ameasar vamos matar com o uso de estacas e pedras.E acusava-os em frente que voces e que balearam o nosso professor,assim que estao aqui vieram ver se ele esta morto ou vivo para lhe terminar com a vida dele.
Minutos depois os funcionarios daquele posto de saude falaram para a populacaio que a vitma vai recoperar os ferimentos nao sao graves.A populacao nem com isso ficou convesido queriam que ouvisse a voz dele.Passando tempo a vitma liga para um dos seus colegas que tambem estava no recinto hospitalar dizendo que estou bem so que projetil ainda esta no meu corpo.Este informou a multidado que acabava de falar com ele via celular.E o resto das chamadas que respondia era a familia que estava dentro com a vitma.Todos ficaram satisfeito cheio de alegria no rosto mas nem com isso sairam do resinto hospitalar.Alegando que nos vamos sair daqui caso a policia ser primeiro a sair.
Um dos policiais tentava entrar dentro do hospital,foi pego pela populacao sendo forcado para sair e ficar longe e nao reagiu.Os esquadroes de morte sao agentes da policia e SISE eles estao em todo canto do pais sao finaciado por GUEBUZA antigo chefe de estado de Mocambique,o grande ladrao de todas figuras da frelimo.
Professor Abilio nao morreu ele sobrevivera ao ataque dos coitados da frelimo.A renamo deve reagir mais rapido possivel intensificando as suas accoes para inpedir que os seus membros morra de jeito qualquer.

Viva populacao de MOCUBA viva resistente o povo no poder.
Por ISABEL JOAO
GostoMostrar mais reações
Comentar
Armando Pangane Isso devia ser tdo moz,ai os exquadroes da morte paravam ja ja,k deus o proteja
GostoResponder14 h
Isabel Joao Joao valeu porque nao morreu
GostoResponder14 h
Sant Samuel Samuel VALEU PORQUE NAO MERREU MAS DEVE HAVER VIGILANCIA AI SINAAO VÃO LHE ULTIMAR
Migel Miguel Assim è que podia reagir todo o povo moçambucabo seria melhor
Matin Sabin
Escreve um comentário...
COM 1 POLITAO EU DESATIVARIA POSTO DE CONTROLO DE SAVE.
Com 1 politao eu desativaria posto de controlo sa SAVE.que ao mesmo tempo e super posicao de despacho das forcas de frelimo.Nao era preciso sonhar,nem fazer calculo dos soldados que ai frequenta,apenas ia calcular horas para atacar,e desativar por completo.
Em 1 politao dividia o meu exercito 15 soldados por cada margem,onde que no grupo de 15 soldados,5 sao bazuqueiros,5 soldados MGP e 5 com armas ligeira de tipo A...
Continuar a ler
Fátima Catita Patricio Mana Isabel Boa ideia fala com o cota para autorizar dividir o país. Estamos a pagar dívida de ematum isso não dá
GostoResponder14 h
Albert Mussov Chandibakira Moyana So falam e na pratica nota zero
Matin Sabin
Escreve um comentário...
FORCAS DE FRELIMO MORTO EM ATAQUE SAGRENTA EM MARIGUE -TSERUTSERU SOFALA CENTRO DE MOCAMBIQUE.
Mais um atque desastrosa como forma de resposta foi perpetrado hoje em Marigue no povoado de Tseru tseru pelas forcas de renamo.Soldados de frelimo acompanhado de 3 viaturas numa missao de rotina foram surprendido com chuva de balas depois do carro da frente ter capotado.O motorista foi atigido por 2 balas fatais e morreu ao instante.Isto acoteceu 8 horas de hoje terca feira.
Forcas de frelimo para incetar aquela regiao ja tinha pistas de localizacao da posicao nomada das forcas de Renamo.Foi quando receberam ordens para irem atacar,mas a situacao foi aucotrario,eles e que foram atacados.
Durante longas horas de troca de tiros os soldados de frelimo nao resistiram,alguns aproveitaram fugir de 1 carro o outro carro tinha rodas vazias,outros correram pela mata muitos ficaram perdidos.Os feridos metade deles ficaram no local incluindo 14 mortos.No hosipital so deram entrada 9 soldados,esses tem a sua sala propria sendo dentro do hospital.Em seguinda soldados da Renamo recolheram 32 armas e socorreram 9 ferido ate quase a povoacao dexaram-lhes ai.Nao podia matar e sao meninos que nem 25 anos tem,dava pena.
O comandante que a dias atras havia fugido seus elementos tendo no meio de combate tendo saido noutra zona,dai foi achado por pessoas de boa fe e lhe acompanharam ate Nchenamanga,foram vistos restos mortais deles,o que cria suspeita ele ter sido morto por seus oficiais pela fuga que teve sem contar com seus elementos.
A frelimo tem muitos militares coxos na maioria deles amputados pernas,nao sao permitidos saierem alegando que estamos aguardar ordens centrais,esses muito mais se encotra nos hospitais militares.
Para eliminar esquadroes da morte a renamo deve comesar atacar nas vilas nao so esperar ser proceguido ou lutar no mato.Se a renamo brincat ate 2019 vai restyar apenas o seu lider Dlakama todos membros podem morrer por esquadroes de morte financiado por Guebuza como patrao grande.

Por isabel Joao
2-10-2016 Mocambique
GostoMostrar mais reações
Comentar
Comentários
Mouzinho Jacinto Vfuhdj cfyif ifnj xrg
Zina Ngorinenhi Thomas Bom trabalho das perdizes
Anselmo Joao Concordo plenamente contigo
Zvangu Zvauya Tsoco wamueka mupini kuaeja kuachuena mungozvua avatimitu
Francisco Joao Moiana É só arrebentar com os tipos,os rangers não brincam com o serviço.
Kanarere Canpeao Nomala Vamos, vamos frente é caminho!
GostoResponder121 h
Frenk Paulo Paulo Obrigado pela informacao
Joao Soares Com o tempo os piriquitos vao perceber que estao a morrer por uma causa que nao e deles e quando isso acontecer o povo ja estara preparado para a revolucao contra os usurpadores do poder.
Raul Joaquim Cumbe Obregad pela informançam
Matin Sabin
Escreve um comentário...
MEMBROS DA RENAMO VAO ABANDONAR O PARLAMENTO E ASSEMBLEIAS PROVINCIAS PARA NEUTRALIZAR ESQUADROES DA MORTE,QUE GOVERNO MOCAMBICANO NEGA A SUA EXISTENCIA.
Portanto a Renamo maior partido da oposicao em Mocambique que teve amaioria dos votos em 6 provincias no ultimo pleito eleitoral,de 15 de outumbro de 2015.Os resultados foram ivalidados pela comissao nacional de eleicoes,na primeira parte,segundo foi o tribunal supremo mocambicano pela de voz do ladrao mundial GAMITO,este empousou o cidadao Nyuse como vencedor das eleicoes sem precisar de provar editais.
A renamo desde do dia da ploclamacao dos resultados sempre exigem editais porque este partido venceu de uma forma esmagadora o candidato da frelimo.Em forma de protesto o lider da RENAMO proibiu os seus deputados a participar no parlamento ate que a frelimo mostre os editais que favoreceram ate chegar ao poder.Houve o acorde entre as ambas as partes que o caso devia ser debatido no parlamento dado que a renamo exigia o governo de gestao ou autonomia das provincias que ganhou.Toda esta proposta foi chumbada pela frelimo por ter muitos fantasmas so para votar.
O lider da Renamo nao parou por ai saiu ao publico falando da sua posicao politica,por tal a frelimo monta serias emboscadas nas vias por onde circulava o lider da renamo e foi atacado por tres vezes e sempre escapou.
Por ja a frelimo transforma a SISE em esquadroes da morte finaciado por GUEBUZA,paga apartir de 100 mil a 150 mil meticais a quem matar membro da RENAMO.
A renamo na semana passada lancou acto criminal ao parlamento para a frelimo explicar quem sao esquadroes da morte.A frelimo tentou fintar o povo tanto a renamo dizendo que nao existem em mocambique esquadroes da morte.
A renamo nao ficou convecido pela resposta do primeiro ladrao Agostinho De rosario.Em menos de 1 semana na Beira foi assacinado um membro da assembleia provincial da RENAmo de nome JUMA RAMOS.Este abriu prespetiva da renamo desistir do parlamento e nas assembleias provincias.Esta desistencia tem haver como forma de proceguir esquadroes da morte passo a passo ate capturar um deles.Embora que em mocambique nao tem a justica mas desta vez a frelimo sera ensinada melhores termos juridicos.A renamo sabem muito bem esquadroes da morte sao figuras de estado que transformaram a SISE como assacinos dos membros da Renamo.
A ideia de estar fora de parlamento e nas assembleias provincias tem haver da protecao de vida dos membros.Dlakama ja falou e sempre disse dexam essa brincadeira de parlamento, eu quero trabalhar mais alguns dorminhocos da renamo por fome nao acataram as ordens agora esta lhes doer.Dlakama conhece bem a frelimo e foi por isso desistiu,e revoltou porque muitos deles sao ambiciosos,assacinos coruptos,labe botas beja mao etc.
A guerra deve proceguir,a renamo deve comecar a ocupar as regioes que ganhou,pelo uso de armas o povo vai ajudar muitos estao pronto para se vingar contra a frelimo.

Por Isabel Joao.
02-11-2016 MOcambique.
GostoMostrar mais reações
Comentar
Comentários
Saimon Ynhasena Ynhasena viva renamo a luta continua
Zina Ngorinenhi Thomas Keremos isso ja.vamos a luta
Fato Albino Assim que bom vamos aluta possivel dividir Moz...
Claudio Guanifua Fiboi Fiboi ja xtou aq preciso dos meus seguidores.
Bizmungo Arape Tuto Com tudo oque está a acontecer estamos a espera de alguém declarar guerra para sabermos que estamos em guerra? Deixemos o formalismo das coisas ao lado é tempo de agirmos como marginais para salvar o povo.
Muaza Angassi Angassi SERA BOA IDEIA E SERA OP COMESO DA REVOLUCAO
Zvangu Zvauya Tsoco vamos bora hondo beri apoio sure
Francisco Joao Moiana O povo estará em protidao combativa contra os tiranos e assassinos dos membros da Renamo,Avante Renamo vós sois os únicos guardiões do povo,chega e basta das matanças feitas pela frelixo!
O Renascimento Negro Isto q é saudável
Pita Fundice Todos tem esquadroes da morte pha... Nao reclame justica quando voce nao e justo.
GostoResponder121 h
Frenk Paulo Paulo Obrigado pela informacao colega isabel
GostoResponder118 h
Joao Soares Ontem ja era tarde. Ha que iniciar a purga das provincias que pertecem a RENAMO, os totos da frelmerdas nao teem direito algum em estar a ocupar lugares que nao lhes pertence. Viva RENAMO.
GostoResponder216 h
MoleChagonga Chagonga Sera veridica essa informacao? Entao a ser verdade a guerra esta declarada pela RENAMO.
GostoResponder215 h
Chefe Cinzentinho Governor Sim ouvimos, obrigado.
GostoResponder315 h
Customo Jo Jo Melhor assm
Fato Albino Vamos formar o nosso governo.
GostoResponder18 h
Isabel Joao Joao por breve querido

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook