terça-feira, 8 de novembro de 2016

Americanos escolhem entre Trump e Hillary

Casa Branca 2016

Em direto/ Está na hora.

Depois de um último dia de campanha muito agitado, os norte-americanos já estão a ir às urnas escolher um sucessor para Barack Obama. Siga aqui em direto as últimas notícias.
Getty Images
Atualizações em direto
  • Reportagens de João de Almeida Dias nos Estados Unidos

    O jornalista do Observador João Almeida Dias está nos Estados Unidos, a queimar sola de um lado para o outro e a contar muitas histórias. Deixamos aqui um apanhado dos trabalhos recentemente publicados:
    Homens, mulheres, brancos, negros, latinos… Como votam os (vários) americanos?
    Para ser Presidente dos EUA, não basta apelar ao voto dos americanos: é preciso conseguir os votos dos vários americanos, em toda a sua diversidade. Para já, a demografia favorece Hillary Clinton. Ver aqui.
    O que pensa o Donald Trump português e outros quatro emigrantes das eleições?
    “Eu sou como o Trump”, diz Carlos Rafael, emigrante e magnata das pescas nos EUA. Em tempos esteve na prisão — e acredita que esse é o lugar de Hillary. O que pensam os nossos emigrantes das eleições? Ver aqui.
    Newtown. Será possível esquecer o dia em que 20 crianças foram mortas a tiro na escola primária?
    Uma das questões que mais separam Clinton e Trump são as leis para as armas, que matam 33 mil pessoas todos os anos nos EUA. Em Newtown, as feridas do tiroteio na escola primária ainda estão abertas. Ver aqui.
    Verdade ou Consequências? Nestas eleições, falta uma e temem-se as outras
    Mais de metade dos americanos não confiam em Clinton ou Trump. E o que acham os habitantes de Truth or Consequences, no New Mexico? Uns queixam-se da falta de verdade, outros temem as consequências. Ver aqui.
    Martina: imigrante ilegal por obrigação, depois por escolha e agora “pela graça de Deus”
    Martina entrou ilegalmente nos EUA depois de o filho ser preso em El Paso. É mesmo ao lado de Ciudad Juárez, mas é um sítio seguro. Há quem exija um muro — mostrando o quão fácil é passar a fronteira. Ver aqui.
    Na barbearia Fresh Looks já têm saudades de Obama — mas ninguém vota em Clinton
    Na barbearia Fresh Looks, no Harlem, bairro nova-iorquino maioritariamente afro-americano, Hillary Clinton é considerada “um mal menor”, mas ninguém vota nela — mesmo com a recomendação de Obama. Ver aqui.
    E, finalmente, um Explicador com 10 perguntas (e 10 respostas) para perceber o duelo entre Clinton e Trump
    “Que influência é que os candidatos mais desconhecidos podem ter nas eleições?”, “O que são os swing-states e porque é que eles podem ser determinantes?” e “Quem é que são os principais apoiantes de Hillary Clinton? E de Donald Trump?” são algumas das perguntas para se compreender melhor esta batalha pela sucessão de Barack Obama. Ver aqui.
  • Enquanto esperamos os resultados...

    São 7 da manhã nos EUA, na costa este. Já há pessoas a fazer fila à porta das estações de voto, à espera de poder votar.
    Enquanto esperamos, leia os dois perfis que fizemos dos dois principais candidatos nesta eleição.
    Do lado democrata, temos Hillary, uma mulher de escolhas difíceis. Mas também Precisamos de falar sobre Donald Trump — se não lhe apetecer ler sobre aquilo que Trump pode (realmente) fazer se for eleito, há uma hipótese de que amanhã queira fazê-lo.
  • Guia para seguir o (longo) dia que aí vem

    Publicámos ontem um guia para o (longo) dia que aí vem. Pode ler em detalhe em Guia. Como vai ser a noite eleitoral nos Estados Unidos.
    Às 23h fecham as urnas no Indiana e no Kentucky, dois estados que, tudo indica, deverão dar a vitória a Trump. O candidato republicano deve levar destes dois estados um conjunto de 20 ‘grandes eleitores’ republicanos para o Colégio Eleitoral.
    A seguir, à meia-noite, fecham as urnas na Florida, Virginia, Georgia, Carolina do Sul e Vermont. É aqui que vai começar a decisão. Carolina do Sul, tal como o Kentucky, por exemplo, fazem parte dos chamados safe states republicanos (estão, à partida, garantidos para Trump), e os eleitores do Vermont darão a vitória a Hillary. É na Florida e na Virginia que as coisas se complicam. São dois dos conhecidos swing states e só mesmo por esta hora é que saberemos para onde cai o voto destes estados.
    Meia hora depois, às 00h30, fecham as urnas no Ohio, na Carolina do Norte e na Virginia Ocidental. Este último estado está quase garantido para Donald Trump, mas no Ohio e na Carolina do Norte ainda está tudo por decidir.
    À 1h00 haverá um avanço significativo no processo, já que é a esta hora que fecham as urnas em 16 estados. Quase todos os estados que fecham a esta hora são considerados safe states, e deverão dar um grande impulso na votação de cada um dos candidatos. É na Pensilvânia que se prevê a maior batalha, já que foi uma das grandes apostas de Hillary Clinton na campanha. Tem sido habitualmente um estado garantido para o lado dos democratas, mas de forma renhida.
    Uma hora depois, às 2h00, é a vez de mais uma série de estados fecharem as urnas. É por esta altura que Hillary Clinton deverá ganhar uma série de assentos no Colégio Eleitoral, com o fecho das urnas em Nova Iorque e New Jersey.
    Às 3h00 fecham as urnas no Arizona, Idaho, Montana, Nevada e Utah. São sobretudo estados com tradição republicana (exceto Nevada), e é muito provável que as vitórias sejam, aqui, para Trump. Ainda assim, o estado do Arizona está a ser mais disputado este ano do que anteriormente.
    Às 4h00 chega o maior impulso à candidatura democrata. É a esta hora que fecham as urnas na Califórnia, com 55 assentos no colégio eleitoral. Este estado sempre foi democrata e tudo indica que Hillary Clinton também vencerá aí este ano. Os estados de Washington e Oregon, igualmente democratas, também fecham a esta hora, deixando Hillary com 74 ‘grandes eleitores’ garantidos a esta hora.
    O Alasca e o Havai são os últimos estados a fechar as urnas. É às 5h00, e é expectável que, por esta altura, já haja um vencedor. É tempo para os discursos de agradecimento.
  • Está na hora. Americanos escolhem Trump ou Hillary

    Terça-feira, 8 de novembro de 2016. Chegou o dia em que os norte-americanos elegem Hillary Clinton ou Donald Trump para próximo Presidente dos EUA.
    Vamos concentrar neste liveblog a informação mais recente, para que não perca pitada.
    Fique connosco.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook