quinta-feira, 13 de outubro de 2016

TROPAS DA FRELIMO SOFREM TEMENDAS BAIXAS EM TAMBARA E MOATIZE


BREAKING NEWS!


As tropas da frelimo tiveram mais um descalabro militar ontem, dia 12/10/2016 nas províncias de Manica e Tete. Depois do desastre de Murrothóne que ontem relatamos, as forças da frelimo também fizeram incursões contra os redutos das forças da renamo na província de Manica, particularmente no distrito de Tambara, posto administrativo de Nhancolo-Sede, na localidade de Cazado, na zona de Nhandethe. Eram dois grupos, o primeiro, um poletao que fazia - se transportar em dois 'Land Cruiser', que saiu da vila-sede de Tambara e o segundo era uma companhia que veio de Chimoio e fazia - se transportar em duas camionetas.Quando os militares chegaram ao local, comecaram a queimar casas, a pilhar as bancas e a aterrorizar as populações locais e mataram um senhor. Quando as perdizes são informadas que as tropas da frelimo estao a fazer estragos a população, acorreram imediatamente ao local e entraram em combate. Tomados de surpresa, as tropas da frelimo recuaram em debandada com baixas e foram reagrupar-se na zona de Nkizvi, onde tinham deixado as suas viaturas, sem se aperceberem que os guardas de Dhlakama vinham sorrateiramente ao seu encalço que pouco depois atacaram o local e o desastre foi de grandes proporções. 
Vários cadáveres ficaram abandonados e dispersos em toda parte e um considerável número de armas foi apreendido. Os sobreviventes foram furiosamente corridos até nas proximidades de Nhancolo-Sede. Os cadaveres, grande parte dos quais de jovens mancebos, só foram recolhidos a noite. 
Por sua vez em Tete, os militares da frelimo (FIR) tentaram ontem reocupar a sua posição que haviam abandonado a três meses. A posição encontras-se na zona de Ndande, localidade de Mondjo, posto administrativo de Chibaene, distrito de Moatize. Os dois blindados, transportando dois poletoes ensardinhados, dirigiu - se ao local usando a via Cambulantsitsi. Mas os militares não sabiam que nas proximidades desta sua antiga posição já havia um ninho das perdizes e uma vez que dirigiram - se ao local por volta das 4 horas, o ruído dos motores alertaram os temíveis rangers de Afonso Dhlakama que de imediato ficaram em prontidão combativa e surpreendem se ao ver os blindados a estacionarem mesmo nas suas barbas.
As perdizes deixaram os militares da frelimo descer dos blindados e enquanto estes ainda estavam empenhados em organizar as suas bagagens, eis que chovem tiros das matas próximas e houve um desastre. Tomados de pânico, os motoristas dos blindados, que ainda não tinham descido, manobraram violentamente e aceleraram a toda velocidade, abandonando os colegas. Alguns militares que correram para tentar alcançar os blindados em fuga foram abatidos e os rangers perseguiram os militares que fugiam como criancas por alguns quilometros. Mais da metade do grupo foi aniquilado e houve também captura de muitas armas e varios "sacudús".
Voltando a falar do descalabro de Morruthone soubemos que um militar da frelimo que ficou perdido durante as debandadas, foi capturado e degolado por populares e para quem ainda dúvida das nossas reportagens que se dirija a Namphevo ou entao ao hospital distrital de Mocuba para entrevistar os muitos feridos que se encontram internados.
A frelimo decidiu lançar mais esta vaga de operações militares contra a Renamo para, segundo fontes ligadas as forcas da frelimo, obrigar a Renamo a recuar nas suas exigências na mesa negocial e isto também está ligado ao "ousado" assassinato de Jeremias Pondeca mas o plano falhou por completo.
A frelimo pensa como criança e nunca aprende a lição. Quando o André Matsangaisse morreu em combate em 1979, a Renamo não desistiu de lutar pela liberdade dos mocambicanos e durante a guerra dos 16 anos a frelimo tinha um exército muito experiente e com armas sofisticadas como tanques MBT, helicópteros, aviões, sistemas "katiusha" de 40 canos, canhoes, bombas de 500kg, etc e era apoiado por uma superpotência mundial, a união soviética, para além dos exércitos Cuba Tanzânia e Zimbábue (naquela altura o exército zimbabueano era super poderoso e tinha uma força area sofisticada, hoje o exército do Zimbábue é uma sombra de si e é igual ou inferior aos piriquitos da frelimo) mas a Renamo destruiu tudo isso e pôs de joelhos o regime comunista da frelimo de entao e nao serao estes miudos recrutados nas escolas e mal treinadoa que irão fazer a Renamo desistir da sua luta pela governação as 6 provincias.


Informaçoes que nos chegaram de fontes da ala militar da Renamo indicam que a Renamo vai mesmo optar pela estratégia militar, apenas aguarda pela ida dos mediadores internacionais e ao que tudo indica, as perdizes estao preparadas para resolver as coisas num prazo máximo de 15 dias e a provincia de Cabo de Delgado também vai cair. A Renamo considera que se a frelimo matou um dos integrantes da sua equipa negocial por ser um dos mais activos e duros. é sinal de que a frelimo não quer nada e nao vale a pena perder tempo. 

Neste momento, o futuro de Moçambique como um pais "uno e indivisível" esta nas maos da equipa liderada pelo diplomata italiano Mário Raffaelli.
Os frelimistas que andaram a colaborar com os esquadroes de morte terão dias tenebrosos.

Unay Cambuma


1
Francisco Moises said in reply to JJLABORET...
Penso que no passado ja pedi ao senhor Unay Cambuma para evitar uma linguagem triunfalista e o uso de termos que diminuem o respeito pela humanidade. Ve-se que amelirou um pouco a linguagem como "massacre" e outros termos quando falando das baixas da Frelimo. Os homens da Frelimo podem ser desumanos desumanissimos como sempre foram, mas fica feio quando se fala deles num comunicado como se fossem nao sei o que.
Cambuma deve saber que estes comunicados dele sao traduzidos para muitas linguas nos servicos da escuta ou auscultacao da imprensa imperialistas e nas embaixadas e enviados para muitos governos que depois julgam tudo, includingo a sua linguagem desumanisante e triunfalista. E depois desvalorisam aquilo que ele diz e consideram a Renamo como uma organisao de loucos. Falar dos homens da Renamo como Rangers, que eram tropa americana com treinos muitos especiais ou comandos americanos e uma grande asneira que os homens da Renamo deviam abandonar.
O tiunfalismo ve depois a revelar-se como falso, embora globalmente a Frelimo sofra talvez mais baixas do que a Renamo. Se assim e, porque e que o dirigente deles, da Renamo, choraminga para a retirada dos frelos de Gorongosa, porque e que o dirigent deles, dos renamistas, sente-se apressado para chegar a um novo acordo enquanto claramente a Frelimo nao quer nenhuma paz com a Renamo e se acordo, houver, este sera como de costume, a Renamo ficara sempre a perder depois de se render ou de ser entrujada como imbecis.
Penso que o proprio Cambuma esta embaracado com a patetice do dirigente dele Afonso Dhlakama que quer um acordo sobre as ditas seis provincias a ser aprovado pela farsa chamada assembleia nacional que ja lancou para fora esta ideia. Sera que Dhlakama nao tem mesmo nenhuma inteligencia para ver que remeter o mesmo assunto a tal assembleia e tolice, pura e simples; e tambem a perca de tempo visto que aquele orgao da Frelimo lancara para fora ou para o lixo, como ele gosta de dizer, a sua ideia.
Cambuma neste comunicado diz que as negociacoes sao uma brincadeira e que a Renamo governara as seis provicias a forca. Que contradicao entre ele e o seu dirigente Afonso Dhlakama!
Que Afonso Dhlakama saiba agora que ele tornou-se numa autentica piada na consideracao de muitos individuos do peso pesado academico e intelectual. Seria mais respeitado se saisse da politica na qual ele nao tem nenhum talento. Nem tem um talento militar sequer visto que ele e um soldado que gosta de travar guerras que nao quer ganhar e sem estrategias.


2
JJLABORET said in reply to Francisco Moises...
Caro Francisco Moises,
Concordo plenamente com as suas observações, tanto que não vou comentar sobre essa narrativa ilógica do Unay Cambuma, considerando também que em outros episódios anteriormente narrados por ele, apenas a Frelimo tem baixas fatais, ou fogem em debandada pela mata.
Neste presente caso, narra ele que os "frelos" deixaram na mata um veículo blindado, que vieram a recuperar no dia seguinte! Pergunta-se: Os ditos "rangers" da Renamo são tão inocentes ou imbecís que permitiram que os "frelos" viessem recuperar o blindado abandonado, para o mesmo vir a atacá-los futuramente em outro conflito? POR QUE NÃO LHE DANIFICARAM O MOTOR E O INCENDIARAM NO LOCAL?
Para ter crédito, já está na hora dos relatos do Unay Cambuma virem a ser acompanhados de fotos dos milicianos "frelos" que ele diz terem ficado estendidos ma mata, mortos. Não é preciso de uma potente máquina fotográfica japonesa, quando até mesmo um simples "celular" serve para registrar os corpos. Se os "periquitos frelos" fugiram em debandada, como diz, não há risco nenhum de ir até os que tombaram, para registrar com fotos os seus corpos estendidos.


3
moolla sidat said...
Caro UNAY.
VALEU A INFORMAÇÃO,ABS

4
Se ha mentiras no que a Frelimo diz sobre a guerra amigavel actual entre ela os seus colegas da Renamo. Nao ha duvida que ha exageros triunfalistas nos comunicados do Unay Cambuma. Qual é a verdade? Nenhum deles diz a verdade verdadeirissima. Ambos sao mentirosos. Mentir é a tradiçao da Frelimo como o tirunfalismo é a tendência da Renamo.
Quanto a Frelimo, basta ver que um comunicado de guerra da Frelimo que este autor leu na lingua portuguesa sobre as operaçoes da Frelimo no mês de Setembro so de 1967 tornado publico em Novembro daquele ano longinquo anunciava que a Frelimo tinha abatido 800 soldados portugueses em Cabo Delgado e Niassa. E isto so num mês?
A tendência triunfalista do Afonso Dhlakama infectou os seus sequazes. Foi este mesmo Afonso Dhlakama que me disse em 1989 que a Renamo podia tomar Maputo dentro dum dia. Se a Renamo podia tomar a grande cidade dentro dum dia, porquê é que nao o fez? Mais tarde este mesmo Dhlakama diria que nao podiamos tomar as cidades visto que nao podemos defendê-las de bombardeamentos aéreos.
Nao digo que nao é preciso acreditar em nada, mas tenhamos cuidado com as mentiras da Frelimo e com os exageros triunfalistas da Renamo.
Em Morrotone aconteceu alguma coisa, o que foi? Provavelmente que a Frelimo sofreu baixas, mas possivelmente nao em numeros triunfalistas anunciados pelo sr. Cambuma.
Gildo Frios Isso ja vai mal mesmo. Epha: Em fim. Fico so pra asistir.
Paulo João Joloene seria melhor prcurar boas estrategias do que guerra
Gosto143 min
Pedro Taremba Melhor isso acontessa contra os tribalistas.
Nelsonvictorsozinho Sozinho Ta copiado isso,la ta cheio d xpasso..
Vicente Nota Dinis Dinis para onde vamos compatriotas? estou decepsionado com o meu pais! sinto muito ao ponto que chegamos.
Tomas Humbe Continue informar-nos.parabens aos temives homens verdes denominados rangers;o povo de moz precisa si livrar das pragas frelas.
Angandimasso Alface Luís Será via armada não haverá outra estratégia sem Armas.
Antonio Joaquim Machava como n sao filhos k morrem,nunca vao render,coitados dos nossos irmaos k deixaram seus famliares afim d procura emprego para sustento,e acabata morrendo,que pena

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook