domingo, 23 de outubro de 2016

TROPAS CONJUNTAS VÃO LANÇAR MAIS UMA OFENSIVA DE LARGA ESCALA EM NHAMITANGA!


BREAKING NEWS!

* A frelimo confunde as bases da Renamo com parques de diversão.

Depois dos combates desastrosos que resultaram em várias mortes, feridos e desercoes em massa dos mancebos da Frelimo em Mangomonhe, Tsangano, Mboza (Nkondedzi), Tambara, Kagole, catandica, Mussorize, Murothone, Murrupula e Funhalouro, soubemos que a frelimo ainda vai apostar em ofensivas contra as principais bases das perdizes convista a Forçar a Renamo para recuar na mesa do diálogo. E importante refirir que para além da bases das perdizes, esquadrões de Morte também vão continuar perseguindo os membros das perdizes nas 6 províncias e os mais sonantes na cidade de Maputo, sob ordens directas do Filipe Jacinto Nyuse. Mas voltando ao assunto anterior, na última sexta, 21 de Outubro de 2016, chegaram no povoado de Nhamitanga mais de 2 pelotoes de militares e fala se que este grupo está para mais uma tentativa de desalojar os temíveis homens de Afonso Dhlakama. A presença daqueles militares naquele povoado cria uma certa insegurança por parte da população pois prevê que as escaramuças são eminente. Por exemplo, na manhã de ontem, um grupo de militares deslocou-se até à uma zona próxima que contém alguns poços do precioso liquido (água) mas como a relação entre as FDS e população não é das melhores, as senhoras que lá encontravam-se, puseram se em fuga e as FDS recolheram todos recepientes que usavam para a busca da água. Segundo a fonte de perdizes, os Rangers já tem conhecimento da presença do inimigo naquela região e dizem que a "dosagem" por aplicar será a mesma. De salientar que os mesmos por temer surpresas, a um grupo que fazia cobertura no troço Chissadzi-chapa até Nhamitanga. O objectivo dos mesmo é o de sempre: criar condições para que os comboios da vale voltem a circular assim como fazer uma cobertura aos madereiros ilegais para que possam pilhar livremente mas as perdizes juram de pé juntos que não vão tolerar esse tipo de brincadeira. Vamos acompanhar o desenrolar dos acontecimentos!

General Nitafa.
23 de Outubro de 2016!


Angandimasso Alface Luís Chaaaaaaaaaaaaaa, tamos mal.
Paulo Filipe Serenguana Simango Deix os rangers trabalhar, o nyusi prometeu pagar dividas com carvao mineral
.
GostoResponder11 h
Nitafa Nitafa Nomo As tropas da Frelimo estão confundindo as bases da Renamo com parques de diversão.
Mulandi HI Mina Kheni Que perguntem as FDS se esses parques são saudáveis pra qualquer um. Mas deixem eles recrearem com o que eles mais gostam, que é morrer.
Zina Ngorinenhi Thomas Os rangers estao em prontidao combativa,k venham de como venhavam.
Mulandi HI Mina Kheni No dia em que o último militar cair a FRELIMO vai mudar de lema: em de A FRELIMO ACEITA A PAZ MAS NÃO A QUALQUER CUSTO para A FRELIMO TRARÁ A PAZ A QUALQUER CUSTO.
Frey Niga Niga AGORA ARENAMO SO VAI VER ABATEREM OPOIANTES DELE ?
NAO STO AGRAMAR ISSO PA
Paulo Filipe Serenguana Simango Isso é verdade ach abase da renamo é manta das orfas k se cobre com qualquer dizemparada ou eles acham k é como uma mulher da messi k fode com qualquer gatuno…!

      UNIDADE SANITÁRIA DA MACHAVA SEM COMBUSTÍVEL, COMIDA E DINHEIRO PARA COMPRAR ENERGIA ELÉCTRICA.

      . Uma Unidade Sanitária da Machava, localizada no município da Matola, província de Maputo está a submeter aos doentes à situações de penúrias e perigo de vida devido a falta de combustível para as ambulâncias em casos de transferências, comida aos internados e luz electrica para periodos noturnos. Segundo dados em nosso poder, os doentes com quadros clínicos consederados críticos são transferidos por conta própria, a comida para os doentes em regime de internamento é trazida à partir das casas pelos respectivos familiares. Na sequência disso, a lúz eléctrica que garante a iluminação em periodos noturnos é um verdadeiro "calcanhar de Aquiles", ou seja, não tem. Neste momento existem nas paredes daquela Unidade Sanitária escritas à letras garrafais, anúncios ou melhor, pedidos aos próprios utentes acamados para ajudarem na compra da energia eléctrica. "“Estamos sem combustível nas ambulâncias há dois dias. Não sabemos como proceder em caso de precisarmos transferir pacientes para outras unidades, não temos comida para os doentes internados e nem temos energia eléctrica por falta de dinheiro", denunciou uma das funcionárias, em condição de anonimato.

      . Muzungu Ndini, nas terras alheias.
    Comentários
    Sam Livombo Dos Libombos Estado fantochado
    GostoResponder11 h
    David Manganhe triste situacao essa, vidas em perigo
    GostoResponder11 h
    Amilcar Antonio Esdor Sinceramente " muito triste "
    Jose Majasse Dombe Eh logo o ministério da saude? 
    Oh Nazira Abdul está chato isso sua excelência,o paciente é o povo,o povo paga imposto e a saúde é pago quando vivos e bem estarmos senhora ministra pesso a sua intervenção algo está mal!
    Sozinha podes perceber.
    Muzungu Ndini Epah epah.
    Francisco Joao Moiana Isso só acontece no país do Panza
    Pedrocas De Ana Kadzombe Electricidade nao é só pra período noturno mas tambem de dia em kestoes de operacao.
    Muzungu Ndini Estas certo Pedrocas.
    Lucas Julio Guenzi Otempo dos 16 anos de querra ta voltar em mocambique
    Muzungu Ndini Com isso querem dizer que o doente para ser operado tem que comprar CREDELEC?.
    Faruk DAimo Estamos aonde nós...?
    Francisco Antonio Domingos Que brincadeira que o governo xta fazer cm o seu proprio povo?
    Urania Ventura Lamentar é o dom do moçambicano!
    Young Cassimo Hummm...xiconhocas!!!
    Mucalanga Chilaule Chilaule É muito triste isso , estou sem palavra doe muito

    Sem comentários:

    Windows Live Messenger + Facebook