sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Tio estupra e infecta sobrinha na província de Maputo


PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  em 28 Outubro 2016
Share/Save/Bookmark
Um homem de 36 anos de idade está a contas com a Polícia da República de Moçambique (PRM) na província de Maputo, acusado de violar sexualmente, de forma repetitiva, a sua sobrinha de 11 anos de idade e de infectá-la com o vírus de VIH/SIDA.
O pais da miúda estão separados há algum tempo e ela passou a viver com o suposto estuprador, que segundo a família, sempre recusou deixar a vítima abandonar a casa, alegando que ele saberia educá-la melhor.
O visado é ainda incriminado de ter ameaçado a vítima de morte, várias vezes, para que não o denunciasse. Amedrontada, a miúda manteve-se em silêncio sepulcral, sujeitando aos caprichos e apetites sexuais do tio.
Até ao fecho desta edição, a rapariga encontrava-se internada no Hospital Central de Maputo (HCM) em consequência das lesões contraídas durante a cópula forçada.
O @Verdade apurou que a criança não corre perigo de vida. O presumível predador sexual alegou que é inocente e não percebe por que motivo a sua família o acusa de ter praticado um acto que desconhece.
“Não sei o que aconteceu porque, de facto, não fiz nada. O meu mal foi levar a criança para morar na minha casa porque o padrasto não queria viver com ela”, disse o acusado.
Emídio Mabunda, porta-voz da PRM na província de Maputo, disse que nenhum abusador sexual assume os actos que “possa ter cometido”, sobretudo, “tratando-se de um violador seropositivo”.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook